A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PAI - Tu és Fátima Irene Pinto Tu és a brasa que ainda arde sob as cinzas Tu és ferida que ainda sangra sob a casca Tu és fragrância que restou de murcha.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PAI - Tu és Fátima Irene Pinto Tu és a brasa que ainda arde sob as cinzas Tu és ferida que ainda sangra sob a casca Tu és fragrância que restou de murcha."— Transcrição da apresentação:

1

2 PAI - Tu és Fátima Irene Pinto Tu és a brasa que ainda arde sob as cinzas Tu és ferida que ainda sangra sob a casca Tu és fragrância que restou de murcha flor Tu és longínquo eco de não extinta dor. Tu és réstia de luz em agourenta noite Tu és o livro que não terminei de ler

3 Tu és o topo onde não finquei minha bandeira Tu és o vulto que jamais pude compreender. Tu és a porta que não se abriu ao meu chamado Tu és a fonte que secou tantas vezes sem avisar Tu és rascunho dolorido eternamente inacabado Tu és canção que ainda gosto tanto de escutar.

4 Tu és vida latente e teu nome é esperança Tu és caminho bifurcado ao longo do trajeto Tu és o mais estranho de todos os afetos Tu és - sem ser - bússola, farol, rumo, guiança. Feliz dia dos Pais !!! Fátima Irene Pinto Descalvado - SP - 03/07/04 Música : Tchaikovsky - Sleeping Beauty Montagem : m m m m m aaaa rrrr iiii cccc aaaa rrrr uuuu ssss oooo cccc uuuu nnnn hhhh aaaa tttt eeee rrrr rrrr aaaa.... cccc oooo mmmm.... bbbb rrrr Facilitador:


Carregar ppt "PAI - Tu és Fátima Irene Pinto Tu és a brasa que ainda arde sob as cinzas Tu és ferida que ainda sangra sob a casca Tu és fragrância que restou de murcha."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google