A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Olhei-me no espelho... e o que vi? Vi a face pelo cansaço consumida As rugas sulcando seus caminhos A pele mostrando a idade ressequida A pele mostrando.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Olhei-me no espelho... e o que vi? Vi a face pelo cansaço consumida As rugas sulcando seus caminhos A pele mostrando a idade ressequida A pele mostrando."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 Olhei-me no espelho... e o que vi? Vi a face pelo cansaço consumida As rugas sulcando seus caminhos A pele mostrando a idade ressequida A pele mostrando a idade ressequida Nas idas e vindas dos desalinhos...

4 Olhei-me no espelho... e o que vi? Vi a face marcada pelas dores E os medos que senti pela Vida afora Por conta das batalhas e dos amores Em que me gastei e as minhas horas...

5 Olhei-me no espelho... e o que vi? Vi uma face, um rosto torturado Por conta de um viver angustiante De deveres que se arrastam do passado E que tomam o meu pensar, E que tomam o meu pensar, a cada instante...

6 Olhei-me no espelho... e o que vi? Vi em minha face só os olhos, apenas eles Desbotados, sem viço, mas perturbadores Flechas vivas que acertaram olhos aqueles Em busca das verdades vestidas de rumores.... Em busca das verdades vestidas de rumores....

7 Olhei meus olhos refletidos... e o que vi? Vi duas contas com brilho ofuscado A quererem, talvez, dar- me um conselho Ou somente um meigo olhar, um afago... olhado Mil perguntas projetadas na face de um espelho... na face de um espelho...

8 Olhei minhas indagações... e o que vi? Vi uma vida gasta sem comedimento Modorrentas mesmice s renovadas a cada dia Temperadas com altas doses de sentimento Degustado intensame nte, mas insosso de poesia... mas insosso de poesia...

9 Olhei meu corpo espicaçado... e o que vi? Vi primeiro o que todos até certo ponto podem ver Mas, vi além, porque pude ver com o sentir E, ao me sentir em meio às dores físicas do viver Foi que percebi minh'alma a aflorar e meu corpo a sucumbir... e meu corpo a sucumbir...

10 Olhando o corpo, o que mais eu vi? Vi através das lembranças idas e reavivadas Que o brilho passeia pelo corpo apenas um tempo Mas é na alma que ele tem sua morada... A alma, casa silenciosa em rua de movimento...

11 Olhei pra dentro para ver minh'alma... e o que vi? Ah, a alma que só posso ver através do meu sentir... Minh'alma..., bebê engatinhando rumo à imensidão... Palavra não-proferida, iniciando o seu espargir... Minh'alma..., brilho que falta ao meu corpo,...brilhando na escuridão!

12 Autoria – Regina Coeli Recebido por da amiga – Mila Formatado por Vera Affonso Música – Honey Mantovani Orquestra

13


Carregar ppt "Olhei-me no espelho... e o que vi? Vi a face pelo cansaço consumida As rugas sulcando seus caminhos A pele mostrando a idade ressequida A pele mostrando."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google