A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CONFLITOS ATUAIS/ RELAÇÕES INTERNACIONAIS PROFESSOR RICARDO SCHMITZ.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CONFLITOS ATUAIS/ RELAÇÕES INTERNACIONAIS PROFESSOR RICARDO SCHMITZ."— Transcrição da apresentação:

1 CONFLITOS ATUAIS/ RELAÇÕES INTERNACIONAIS PROFESSOR RICARDO SCHMITZ

2 CONFLITOS ÁRABES-ISRAELENSES CAUSAS: Área sob dominação do Império Britânico; 1917 é divulgada a Declaração Balfour. 1948, após o Holocausto judeu, a ONU decide pela criação do Estado de Israel na Palestina. Países da Liga Árabe colocam-se contra Israel (Egito,Síria, Líbano e Jordânia ).

3 Os Conflitos 1948: 1ª Guerra árabe-israelense: David Ben-Gurion declara a Independência do Estado de Israel. Países árabes unem-se aos palestinos, atacam e invadem Israel. A guerra ( ) foi vencida pelos israelenses, (ampliaram sua ocupação pela Palestina em mais 20 mil km²).

4 1956: a Guerra de Suez : 1956: a Guerra de Suez : Nacionalização do canal de Suez pelo Egito. Fechamento do porto de Eilat Provocou a reação militar de Israel. Egípcios foram derrotados em Tropas da ONU obrigaram os países envolvidos no conflito a devolverem os territórios. 1967: a Guerra dos Seis Dias: Israel ataca a Síria. Egito e Jordânia foram bloqueado por tropas egípcias. Israel passou a ocupar toda a península do Sinai,a Cisjordânia e as colinas de Golan. Conflitos

5 1973: a Guerra do Yom Kippur: No Dia do Perdão, egípcios e sírios atacam Israel. Resultou o uso político da OPEP, aumento considerável do petróleo, derrubando bolsas de valores e gerando crise, desemprego e inflação em vários países do mundo. 1975: A Guerra do Líbano: Líbano foi palco de disputas entre cristãos (ortodoxos, católicos e maronitas ) que disputavam o poder entre si e muçulmanos. A interferência de Síria e de Israel nos conflitos internos do Líbano provocou uma guerra civil. Conflitos

6 Intifada (: Intifada (árabe = revolta ): Levante iniciado pelos palestinos contra tropas israelenses ( Cisjordânia e Faixa de Gaza ). As armas utilizadas foram paus e pedras. Em 2000, ocorreu uma segunda Intifada, convocada por um dirigente do Hamas, baseado em ações suicidas. Conflitos

7 De Camp David: Setembro de 1978, entre os presidentes Jimmy Carter (EUA), Anuar Sadat (Egito) e o 1º ministro israelense Menachen Begin (Israel). Ficariam estabelecidas metas de como seria encaminhada a questão palestina e, principalmente, a devolução ao Egito da Península do Sinai por parte de Israel, em troca do reconhecimento egípcio da existência do Estado de Israel. Em 1994, a Jordânia também reconhece a existência do Estado de Israel. Acordos de Paz

8 De Oslo (1993) : Intermediado por Bill Clinton, os líderes da OLP (Yasser Arafat) e de Israel. Previam: Desde 1967, ocupa o lado oriental da cidade, território palestino. Os palestinos querem fundar sua capital em Jerusalém ). Em geral, os acordos acabaram não sendo cumpridos de parte a parte. o final dos conflitos, a abertura de negociações sobre os territórios ocupados, a retirada de Israel do sul do Líbano a questão do status de Jerusalém Acordos de Paz

9 FATAH: Partido político de caráter moderado Tem suas raízes na criação da OLP em 1964 por Yasser Arafat. Grupo político que reconhece a existência do Estado de Israel. HAMAS: partido político religioso palestino mais radical na luta contra Israel, considerados um grupo terrorista pela União Européia. Disputa com o Fatah a preferência eleitoral dos palestinos. Seus líderes não reconhecem Israel, Em suas ações, em geral, não fazem distinção entre alvos civis e militares. Organizações políticas/religiosas que atuam na questão palestina

10 HEZBOLLAH: Criado no sul do Líbano após a invasão israelense em 1982 Tem inspiração no movimento xiita e sua criação foi estimulada pelo aiatolá Khomeini (Irã). Considerado um grupo terrorista e responsabilizado pela morte de mais de 300 americanos. Em 1992, tornou-se também um partido político no Líbano, embora continue agindo como uma milícia armada e tenha em Israel e seus aliados seus maiores inimigos.

11 A QUESTÃO PALESTINA

12 A GUERRA DO IRAQUE 1979: REVOLUÇÃO ISLÂMICA ( IRÃ ): Significou a queda da ditadura do xá Reza Pahlevi, Tinha como objetivo barrar o projeto de ocidentalização 1979 o Líder do movimento, o aiatolá Ruhollah Khomeini retornou do exílio na França e tomou o poder, reintroduzindo os costumes muçulmanos. O Irã deixava de ser uma ditadura apoiada pelos EUA para tornar-se uma brutal ditadura fundamentalista islâmica. Momentos do Conflito

13 : GUERRA IRÃ – IRAQUE : Uma das principais consequências foi o rompimento de relações entre o Irã e os EUA, Os EUA perdiam um importante aliado no Oriente Médio. EUA irão aproximar-se do Iraque, controlado por Saddam Hussein, e apoiarão uma guerra contra o regime dos aiatolás. O motivo do conflito: Saddam exigia o controle total sobre o canal de Chatt-el-arab, responsável pelo escoamento do petróleo iraquiano. A guerra inicia em 1980 e dura intermináveis 8 anos, Ocorre o massacre dos curdos por parte de Saddam, Em 1988 Irã e Iraque aceitam o cessar-fogo (ONU) dando fim ao conflito, numa guerra sem vitoriosos. Momentos do conflito

14 1991: GUERRA DO GOLFO: Após a guerra contra o Irã, o Iraque continuou com sua política agressiva para com seus vizinhos, sem o apoio EUA e de outros países árabes; Enfrentando graves problemas financeiros, o Iraque ataca o Kwait alegando que este país vendia mais cotas de petróleo do que aquelas permitidas pela OPEP; Preocupados com o controle dos poços de petróleo do Kwait por Saddam, países ocidentais, liderados pelos EUA e pela Inglaterra, forçam a ONU para que estabeleça um prazo para a retirada iraquiana do Kwait. Tentando apoio dos países árabes, Saddam declara que só aceita a retirada com a criação do Estado Palestino expira o prazo da ONU, os EUA e uma coalizão internacional libertam o Kwait -Tempestade no Deserto Momentos do conflito

15 2003: A INVASÃO DO IRAQUE: Alegando que o Iraque possuía armas de destruição em massa ( armas químicas e biológicas ), os EUA e a Inglaterra invadem o país e derrubam Saddam Hussein. De antigo aliado, Saddam passa a inimigo. A invasão do Iraque dura até hoje e desrespeitou determinação da ONU que negara pedido dos EUA para que a entidade liderasse a invasão do país.

16 Mapa da região Saddam Hussein: aliado dos EUA na Guerra contra o Irã e inimigo na Guerra do Golfo Capa da Revista Veja abordando o término da Guerra do Golfo Mapa da região

17 Ocorreu no Atlântico Sul entre abril e junho, pela soberania das Ilhas Malvinas (Falklands), Geórgia do Sul e Sandwich do Sul Em 1833 a Inglaterra invadiu as ilhas e passou a estabelecer o seu domínio ( que anteriormente era espanhol) Argentinos, reivindicavam para si a posse das ilhas, A reconquista das Malvinas serviria para conquistar a simpatia da população argentina e dar um tempo nos problemas políticos e econômicos do país O desembarque das tropas argentinas gerou uma onda nacionalista intensa no país, A reação inglesa foi imediata e avassaladora. Morreram 649 soldados argentinos, 255 ingleses e 3 civis. GUERRA DAS MALVINAS (1982)

18 Conseqüências do conflito: A queda da ditadura militar na Argentina e a redemocratização política do país, em 1983 A sobrevivência política da primeira-ministra inglesa, Margaret Tatcher, que continuou governando a Inglaterra até 1991 Gen Leopoldo Galtieri, da Argentina Margaret Tatcher, primeira-ministra Inglesa

19 Iugoslávia A Iugoslávia era um país que ocupava uma área central da Europa e os Bálcãs, mais ao oriente do continente O país era um conglomerado de seis repúblicas regionais e duas províncias autônomas que foi dividido em linha étnicas e dividiu-se na década de 90 em vários países Surgida após a Primeira Guerra Mundial, a Iugoslávia viu-se ocupada pelas forças nazistas durante a Segunda Guerra Mundial

20 Causas do conflito: A morte do gen. Tito que mostrou a falta de uma outra liderança política Reformas colocadas em prática na extinta URSS por Mikhail Gorbatchev (a Perestroika e a Glasnost ) colaboraram para o clima de liberalização que tomou conta de todas as nações sob a influência soviética no Leste europeu A insatisfação permanente de determinadas repúblicas, como a Croácia e Eslovênia (mais ricas) viam-se prejudicadas pelo Fundo de Solidariedade, criado no governo do gen. Tito, onde repúblicas ricas ajudavam as repúblicas pobres.

21 O desmembramento do país foi acompanhado por uma intensa guerra civil entre as repúblicas, de caráter político e étnico. Na Sérvia, cresceu o sentimento nacionalista, que visava restaurar a Grande Sérvia Limpeza Étnica: a invasão da Sérvia sobre a Bósnia e a expulsão dos não-sérvios, massacres de civis, prisão de populações de outras etnias em campos de concentração. A Croácia também entrou no conflito exigindo uma parte do território bósnio e passou a atacar a Sérvia. Em 1995, após intervenção da OTAN e da ONU, a região foi aos poucos sendo pacificada, o que representou uma vitória política para o ex-presidente dos EUA, Bill Clinton

22 Divisão da Antiga Iugoslávia


Carregar ppt "CONFLITOS ATUAIS/ RELAÇÕES INTERNACIONAIS PROFESSOR RICARDO SCHMITZ."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google