A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O CONFLITO ENTRE ISRAELENSES E PALESTINOS X. ASSENTAMENTOS JUDEUS NA FAIXA DE GAZA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O CONFLITO ENTRE ISRAELENSES E PALESTINOS X. ASSENTAMENTOS JUDEUS NA FAIXA DE GAZA."— Transcrição da apresentação:

1 O CONFLITO ENTRE ISRAELENSES E PALESTINOS X

2 ASSENTAMENTOS JUDEUS NA FAIXA DE GAZA

3 zA Faixa de Gaza, uma das extensões de terra mais densamente povoadas do mundo, abriga cerca de 1,2 milhão de palestinos. zDeste total, 33% vivem em acampamentos de refugiados patrocinados pela ONU. zA Faixa de Gaza também tem colonos judeus. zAs zonas controladas por Israel e os assentamentos ocupam 40% do território. zIsrael controla todas as fronteiras e as principais vias de acesso à região.

4 ÁREAS CONTROLADAS PELOS PALESTINOS NA CISJORDÂNIA

5 zA Declaração de Princípios de 1993, que surgiu dos acordos de paz assinados em Oslo, na Noruega, prevê a devolução gradual da administração civil e militar da Faixa de Gaza e da Cisjordânia à Autoridade Palestina. zNa Cisjordânia, porém, a Autoridade Palestina não tem poder sobre áreas que abrigam assentamentos judeus. zOs palestinos também não administram estradas e outras regiões que permanecem sob o controle de Israel porque foram qualificadas como áreas militares ou reservas naturais.

6 ASSENTAMENTOS JUDEUS NA CISJORDÂNIA OCUPADA

7 zIsrael justifica a sua plítica de construção de assentamentos na Cisjordânia com argumentos religiosos e de segurança. zOs assentamentos e seus territórios adjacentes ocupam grandes áreas da Cisjordânia. zAtualmente, 59% da Cisjordânia está oficialmente sob os controle civil e de segurança israelenses. zO restante do território é governado pela Autoridade Nacional Palestina.

8 ASSENTAMENTO JUDEU NA FAIXA DE GAZA

9 zA Faixa de Gaza, uma das extensões de terra mais densamente povoadas do mundo, abriga cerca de 1,2 milhão de palestinos. zDeste total, 33% vivem em acampamentos de refugiados patrocinados pela ONU. zA Faixa de Gaza também tem colonos judeus. zAs zonas controladas por Israel e os assentamentos ocupam 40% do território. zIsrael controla todas as fronteiras e as principais vias de acesso à região.

10 JERUSALÉM - ANTES DE 1967

11 zDesde que conquistou a totalidade de Jerusalém em 1967, Israel colocou as partes oriental e ocidental da cidade sob sua soberania e controle exclusivos. zA parte árabe, em Jerusalém Oriental, foi submetida às leis civis israelenses. zAutoridades israelenses redesenharam os limites municipais de Jerusalém que foram estendidos para o norte e para o sul. zEm 1980, o Parlamento de Israel aprovou uma lei que tornava explícita a anexação de Jerusalém Oriental. zA partir daí, os principais assentamentos de Israel passaram a circundar os perímetros do norte, leste e sul da cidade. zIsso criou uma barreira física entre os palestinos de Jerusalém e os que vivem em outras áreas da Cisjordânia.

12 TERRITÓRIO OCUPADO POR ISRAEL EM 1967

13 zEm 5 de junho de 1967, Israel atacou o Egito, a Jordânia e a Síria e passou a ocupar a Cisjordânia, a Faixa de Gaza, as Colinas de Golã e a Península do Sinai. zO princípio de "terra por liberdade" presente nas negociações árabe- israelenses é baseado na devolução de territórios ocupados em 1967 por Israel em troca de acordos de paz. zOs acordos reconheciam as fronteiras de Israel e seu direito à segurança. zA Península do Sinai foi devolvida por Israel ao Egito em 1979 como parte do acordo de paz entre os dois países.

14 LINHA DO ARMISTÍCIO DE 1949

15 zA Cisjordânia e a Faixa de Gaza tornaram-se duas unidades geográficas distintas com o resultado da Linha de Armistício de 1949, que separou o novo Estado judaico de Israel de outras partes da chamada Palestina. zDe 1948 a 1967, a Cisjordânia, incluindo Jerusalém Oriental, era governada pela Jordânia. zDurante o período, a Faixa de Gaza esteve sob administração militar do Egito. zNa época da Guerra Árabe-Israelense, Israel tomou o controle da parte ocidental de Jerusalém, enquanto a Jordânia assumiu o lado leste, incluindo a cidade velha, que abriga monumentos importantes para as religiões judaica, cristã e muçulmana.

16 ONU - PLANO DE PARTILHA DA PALESTINA

17 zA Assembléia-Geral da ONU aprovou em 1947 a partilha da Palestina em dois Estados: um árabe e outro judaico. zJerusalém receberia o status de cidade internacional. zO plano, que foi rejeitado pelos palestinos, nunca chegou a ser posto em prática.

18

19 zO acordo Sykes-Picot, de desmembramento do Império Otomano, foi negociado secretamente e concluído em maio de 1916, durante a Primeira Guerra Mundial. Os signatários foram a França e Grã-Bretanha, com a anuência da Rússia. O acordo levou à divisão da região que hoje corresponde a Síria (então controlada pelos turcos), Iraque, Líbano e Palestina em várias áreas administradas pela França e pela Inglaterra. O documento recebeu o nome de seus negociadores, o britânico Mark Sykes e o francês Georges Picot.


Carregar ppt "O CONFLITO ENTRE ISRAELENSES E PALESTINOS X. ASSENTAMENTOS JUDEUS NA FAIXA DE GAZA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google