A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Campus de Ponta Grossa - Paraná 1 Grupo de Pesquisa em ENGENHARIA DE SOFTWARE Struts Professores: Alunos: Danillo Leal BelmonteKarléia Braun Mônica H.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Campus de Ponta Grossa - Paraná 1 Grupo de Pesquisa em ENGENHARIA DE SOFTWARE Struts Professores: Alunos: Danillo Leal BelmonteKarléia Braun Mônica H."— Transcrição da apresentação:

1 Campus de Ponta Grossa - Paraná 1 Grupo de Pesquisa em ENGENHARIA DE SOFTWARE Struts Professores: Alunos: Danillo Leal BelmonteKarléia Braun Mônica H. Pietruchinski Marcos Ferreira Vosgerau Simone de Almeida Rafael Hornung Simone Nasser Matos Tarcízio Alexandre Bini

2 Campus de Ponta Grossa - Paraná 2 Historico Maior parte desenvolvida em maio de 2000, onde tinha uma equipe de 30 desenvolvedores. O responsável pelo projeto era Craig R. MacClanahan Doado a fundação Apache (Apache Software Foundation)

3 Campus de Ponta Grossa - Paraná 3 Framework Jakarta Struts O Struts é um framework para web que se tornou padrão na comunidade JEE (Java Enterprise Edition). O Struts provê uma implementação do modelo MVC-2 para construções de aplicações web.

4 Campus de Ponta Grossa - Paraná 4 Funcionamento

5 Campus de Ponta Grossa - Paraná 5 Descrição das Etapas 1.Cada solicitação HTTP tem que ser respondida neste mesmo protocolo. Desta forma, inicia-se uma aplicação que utiliza o Struts. Esta solicitação normalmente é definida como requisicao.do, que é um nome lógico para a requisição do usuário. 2. A solicitação requisicao.do é mapeada no arquivo struts-config.xml. Neste arquivo estão todas as definições do controlador do framework. O arquivo é então lido por um ActionServlet (que fará efetivamente o papel do controlador da aplicação) na inicialização da aplicação criando então um banco de objetos com o arquivo de configuração. No arquivo de configuração são definidos os Actions (requisições dos usuários) para cada solicitação. 3. O ActionServlet (que faz o papel do controlador da aplicação), define o Action correspondente para a solicitação. Um Action pode validar a entrada de dados e acessar a camada de negócios para recuperar as informações nos bancos de dados e outros serviços de dados.

6 Campus de Ponta Grossa - Paraná 6 Descrição das Etapas 4. A requisição HTTP pode ser feita também através de um formulário HTML. Em vez de fazer com que cada Action retire os valores do campo da solicitação, o ActionServlet coloca a entrada em um JavaBean. Estes JavaBeans são definidos como FormBeans no Struts e estendem a classe org.apache.struts.action.ActionForm (os Actions e FormBeans serão abordados com maiores detalhes no decorrer do artigo). 5. O Action pode acessar o FormBean, efetuar qualquer operação e armazenar o resultado em um ResultBean. 6. O Action interage com a camada de negócio onde uma base de dados poderá ser atualizada.

7 Campus de Ponta Grossa - Paraná 7 Exemplo utilizando o Struts O exemplo a ser demonstrado será de um cadastro de Funcionários O código não esta completo, será demonstrada apenas as principais funções.

8 Campus de Ponta Grossa - Paraná 8 FuncionarioForm.java package org.fun.form; import javax.servlet.http.HttpServletRequest; import org.apache.struts.action.*; public final class funcionarioForm extends ActionForm { private String codigo = null; private String nome = null; private String telefone = null; private String cidade = null; private String estado = null; private String rua = null; private String bairro = null; private String complemento = null; private String cargo = null; /** Criação de todos os Sets e Gets*/ public void reset(ActionMapping arg0, HttpServletRequest arg1) { codigo = null; nome = null; telefone = null; cidade = null; estado = null; rua = null; bairro = null; complemento = null; cargo = null; }}

9 Campus de Ponta Grossa - Paraná 9 FuncionarioAction.java package org.fun.action; import javax.servlet.http.*; import org.apache.struts.action.*; import org.fun.form.funcionarioForm; public final class funcionarioAction extends Action { public ActionForward execute(ActionMapping mapping, ActionForm form, HttpServletRequest request, HttpServletResponse response) { funcionarioForm funForm = (funcionarioForm) form; // get the form bean funcionarioForm funForm = (funcionarioForm) form; // get the form bean // and take the last name value // and take the last name value String codigo = funForm.getCodigo(); String nome = funForm.getNome(); String telefone =funForm.getTelefone(); String cidade = funForm.getCidade(); String estado = funForm.getEstado(); String rua = funForm.getRua(); String bairro = funForm.getBairro(); String complemento = funForm.getComplemento(); String cargo = funForm.getCargo(); return (mapping.findForward("success")); return (mapping.findForward("success"));}}

10 Campus de Ponta Grossa - Paraná 10 MessageResources.properties # -- mensagem inicio -- inicio.titulo= Funcionarios inicio.cadFun=Cadastrar Funcionario inicio.cadFun2=Aqui voce pode estar cadastrando os seus Funcionarios # -- campos -- campo.codigo=Codigo:campo.nome=Nome:campo.telefone=Telefone:campo.cidade=Cidade:campo.estado=Estado:campo.rua=Rua:campo.bairro=Bairro:campo.complemento=Complemento:campo.cargo=Cargo: # -- nomes dos botões -- botao.cadastrar=Cadastrarbotao.excluir=Excluirbotao.pesquisar=Pesquisarbotao.editar=Alterarbotao.reset=Limpar

11 Campus de Ponta Grossa - Paraná 11 Struts-config.xml

12 Campus de Ponta Grossa - Paraná 12 Cadastro.jsp


Voltar Pagina Principal Voltar Pagina Principal


Carregar ppt "Campus de Ponta Grossa - Paraná 1 Grupo de Pesquisa em ENGENHARIA DE SOFTWARE Struts Professores: Alunos: Danillo Leal BelmonteKarléia Braun Mônica H."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google