A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Tecnologias para Internet Thyago Maia Tavares de Farias Aula 16.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Tecnologias para Internet Thyago Maia Tavares de Farias Aula 16."— Transcrição da apresentação:

1 Tecnologias para Internet Thyago Maia Tavares de Farias Aula 16

2 Sumário Camada Lógica Camada Lógica Servlets e Formulários HTML; Servlets e Formulários HTML;

3 Servlets e Formulários HTML Podemos enviar dados de formulários HTML (em uma requisição HTTP) para que Servlets possam processá-los e/ou submetam uma resposta HTTP; Podemos enviar dados de formulários HTML (em uma requisição HTTP) para que Servlets possam processá-los e/ou submetam uma resposta HTTP; A classe HttpServletRequest oferece funções para a captura de parâmetros de formulários HTML; A classe HttpServletRequest oferece funções para a captura de parâmetros de formulários HTML;

4 Servlets e Formulários HTML Exemplo: Vamos criar um formulário HTML que receberá dois números. Tais dados serão enviados para um Servlet que irá efetuar operações matemáticas com os mesmos: Exemplo: Vamos criar um formulário HTML que receberá dois números. Tais dados serão enviados para um Servlet que irá efetuar operações matemáticas com os mesmos: SERVLET QUE RECEBERÁ OS DADOS

5 Servlets e Formulários HTML (continuação) Agora codificamos o Servlet : (continuação) Agora codificamos o Servlet : FUNÇÃO PARA OBTER OS DADOS DE FORMULÁRIO

6 Servlets e Formulários HTML Através do método getParameter(campo) da classe HttpServletRequest podemos obter o valor de um determinado campo de formulário; Através do método getParameter(campo) da classe HttpServletRequest podemos obter o valor de um determinado campo de formulário; No parâmetro desta função, inserimos o mesmo nome de campo utilizado no formulário HTML que submeteu os dados; No parâmetro desta função, inserimos o mesmo nome de campo utilizado no formulário HTML que submeteu os dados; O valor retornado por está função será um dado do tipo String. Para atribuir tal valor a uma variável de outro tipo, devemos efetuar uma conversão; O valor retornado por está função será um dado do tipo String. Para atribuir tal valor a uma variável de outro tipo, devemos efetuar uma conversão;

7 Servlets e Formulários HTML Exercício – Crie uma página HTML que contém o formulário abaixo. Em seguida, faça um Servlet que gere uma página HTML que apresente o conteúdo de cada campo: Exercício – Crie uma página HTML que contém o formulário abaixo. Em seguida, faça um Servlet que gere uma página HTML que apresente o conteúdo de cada campo:

8 Java Server Pages (JSP) Tecnologia Java utilizada no desenvolvimento de aplicações Web; Tecnologia Java utilizada no desenvolvimento de aplicações Web; JSP foi lançada durante a época em que a tecnologia Servlet ganhou popularidade como uma das maiores tecnologias para desenvolvimento Web; JSP foi lançada durante a época em que a tecnologia Servlet ganhou popularidade como uma das maiores tecnologias para desenvolvimento Web; JSP não substitui os Servlets, mas extendem suas funcionalidades; JSP não substitui os Servlets, mas extendem suas funcionalidades; É comum o uso de Servlets e JSPs juntos; É comum o uso de Servlets e JSPs juntos;

9 Java Server Pages (JSP) Scripts JSP são similares a PHP, por exemplo; Scripts JSP são similares a PHP, por exemplo; A tecnologia JSP foi criada para contornar algumas limitações dos Servlets: A tecnologia JSP foi criada para contornar algumas limitações dos Servlets: Codificação extensa; Codificação extensa; A lógica da aplicação se mistura com a formatação de conteúdo. Ex.: A lógica da aplicação se mistura com a formatação de conteúdo. Ex.:

10 Java Server Pages (JSP) Uma página JSP pode tratar a geração de conteúdo, deixando o Servlet responsável apenas pela lógica de aplicação; Uma página JSP pode tratar a geração de conteúdo, deixando o Servlet responsável apenas pela lógica de aplicação; Vantagens da tecnologia JSP: Vantagens da tecnologia JSP: Estende a tecnologia Servlet, herdando suas vantagens; Estende a tecnologia Servlet, herdando suas vantagens; É portável; É portável; É escalável; É escalável;

11 Como funciona uma página JSP CLIENTE (Aplicação, Applet Java, etc.) WEB Container Servidor J2EE JSP Container Página JSP Conteúdo Estático Requisição HTTP Página JSP + processamento Servlet Container SERVLET

12 Como funciona uma página JSP Uma página JSP consiste em uma página HTML com alguns elementos especiais (tags) que conferem o caráter dinâmico da página; Uma página JSP consiste em uma página HTML com alguns elementos especiais (tags) que conferem o caráter dinâmico da página; Código JSP é delimitado entre (em PHP, delimitávamos o código com ; Código JSP é delimitado entre (em PHP, delimitávamos o código com ; Tais elementos podem tanto realizar um processamento por si, como podem recuperar o resultado do processamento realizado em um Servlet; Tais elementos podem tanto realizar um processamento por si, como podem recuperar o resultado do processamento realizado em um Servlet;

13 Exemplo O seu endereço IP é O seu endereço IP é

14 JSP Containers Os JSP Contaneirs mais populares da atualidade: Os JSP Contaneirs mais populares da atualidade: Apache Tomcat; Apache Tomcat; GlassFish; GlassFish;

15 O que precisaremos para criar e executar Scripts JSP? Adotaremos o NetBeans IDE: Adotaremos o NetBeans IDE: NetBeans IDE NetBeans IDE dles/netbeans ml-windows.exe dles/netbeans ml-windows.exe Esta versão já vem com o JSP Container GlassFish; Esta versão já vem com o JSP Container GlassFish; Não é necessária qualquer configuração de servidor; Não é necessária qualquer configuração de servidor; Bibliotecas Java utilizadas, parâmetros de função necessários, além de outros códigos úteis para a produção de JSP já são automaticamente inseridos em nossos projetos; Bibliotecas Java utilizadas, parâmetros de função necessários, além de outros códigos úteis para a produção de JSP já são automaticamente inseridos em nossos projetos;

16 Meu primeiro Script JSP Execute o NetBeans IDE; Execute o NetBeans IDE; Clique na opção de menu Arquivo / Novo projeto... (Teclas de atalho: Ctrl + Shift + N); Clique na opção de menu Arquivo / Novo projeto... (Teclas de atalho: Ctrl + Shift + N); Na janela apresentada em seguida, em Categorias, selecione a opção Java Web; Em Projetos, selecione a opção Aplicação Web; Na janela apresentada em seguida, em Categorias, selecione a opção Java Web; Em Projetos, selecione a opção Aplicação Web; Clique sobre o botão Próximo; Clique sobre o botão Próximo;

17 Meu primeiro Script JSP

18 Na próxima tela, em Nome do projeto, digite o nome da sua aplicação Web Java (sem caracteres especiais e espaços); Na próxima tela, em Nome do projeto, digite o nome da sua aplicação Web Java (sem caracteres especiais e espaços); Mantenha os demais parâmetros padrão de projeto; Mantenha os demais parâmetros padrão de projeto; Clique em Próximo; Clique em Próximo;

19 Meu primeiro Script JSP

20 Agora, na próxima tela, definiremos o JSP Container a ser utilizado pela aplicação. Em Servidor, selecione Domínio do Personal GlassFish; Agora, na próxima tela, definiremos o JSP Container a ser utilizado pela aplicação. Em Servidor, selecione Domínio do Personal GlassFish; Mantenha os demais parâmetros padrão de projeto; Mantenha os demais parâmetros padrão de projeto; Clique em Finalizar; Clique em Finalizar;

21 Meu primeiro Script JSP

22 No painel Projeto, localizado ao lado da área de edição de código, expanda a pasta Páginas Web; No painel Projeto, localizado ao lado da área de edição de código, expanda a pasta Páginas Web; Clique duas vezes sobre o arquivo index.jsp; Clique duas vezes sobre o arquivo index.jsp; Neste arquivo (gerado automaticamente, já com conteúdo HTML), iremos inserir nossos scripts JSP; Neste arquivo (gerado automaticamente, já com conteúdo HTML), iremos inserir nossos scripts JSP; Vamos digitar o script exemplo apresentado anteriormente para testá-lo; Vamos digitar o script exemplo apresentado anteriormente para testá-lo;

23 Meu primeiro Servlet

24 Executando o script: Executando o script: Para executar o script (caso não exista erros), deveremos utilizar a tecla de atalho F6; Para executar o script (caso não exista erros), deveremos utilizar a tecla de atalho F6; Também podemos clicar com o botão direito sobre o arquivo de script demonstrado no painel de Projeto, para então clicar em Executar arquivo; Também podemos clicar com o botão direito sobre o arquivo de script demonstrado no painel de Projeto, para então clicar em Executar arquivo; Também podemos acessar a opção de menu Executar / Executar arquivo; Também podemos acessar a opção de menu Executar / Executar arquivo; O navegador padrão será executado, demonstrando a saída do script implementado; O navegador padrão será executado, demonstrando a saída do script implementado;


Carregar ppt "Tecnologias para Internet Thyago Maia Tavares de Farias Aula 16."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google