A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Globalização por S. Hall e Milton Santos: Psicologia, Corpo e Subjetividade FSBA / 2010.2 Úrsula Yglesias.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Globalização por S. Hall e Milton Santos: Psicologia, Corpo e Subjetividade FSBA / 2010.2 Úrsula Yglesias."— Transcrição da apresentação:

1 Globalização por S. Hall e Milton Santos: Psicologia, Corpo e Subjetividade FSBA / Úrsula Yglesias

2 Globalização Globalização = Processos que atuam numa escala global a atravessam as fronteiras nacionais, integrando e conectando comunidades e organizações em uma perspectiva de espaço- tempo relativizado. Identidades culturais locais sobrepostas em uma rede de processos e forças de mudanças que se sintetiza sob o termo globalização. Múltiplas IDENTIDADES NACIONAIS que desejam se crer unificadas, contudo as identidades nacionais se sobrepõem;

3 Globalização A idéia de sociedade se transforma em relação à perspectiva clássica. A autonomia dos Estados Nação sempre foi relativa. O capitalismo sempre foi pensado em referencia a economia mundial e não relativo a cada Estado Nação anulando as aspirações de cada Estado Nação. – Truman e o discurso desenvolvimentista.

4 Globalização Outra compreensão do ESPAÇO-TEMPO enquanto aspecto mais importante da globalização a ter efeito sobre as IDENTIDADES CULTURAIS. 3 possíveis conseqüências, segundo Hall (2006): Identidades Nacionais se desintegram como resultado do crescimento e homogeneização cultural e pós-moderno global; Identidades Nacionais e locais reforçadas pela resistência a globalização; Identidades Nacionais em declínio, Identidades novas e híbridas tomam o lugar. Aceleração dos processos globais o que torna o mundo menor e as distancias mais curtas, os eventos, mesmo que localizados tem repercussões amplas – atingem territórios distantes. O PROCESSO é substituído pelo IMEDIATISMO STANK.

5 Globalização TEMPO – ESPAÇO coordena o sistema de representação, os meios, são através da arte ou dos sistemas de telecomunicação. Diferentes épocas culturais, diferentes formas de combinar espaço-tempo. Diversidade de representações na relação ESPAÇO-TEMPO IDENTIDADE envolve o processo de representação e são constituídas nas relações de espaço-tempo. Mitos de origem X Narrativas de nação que ampliam a conexão dos sujeitos a histórias mais amplas.

6 Globalização SEPARA ESPAÇO E LUGAR: Específico e concreto, conhecido, familiar, delimitado, onde se dão as práticas sociais específicas que nos formam e as quais as nossas identidades estão vinculadas. Modernidade separa espaço de lugar ao fomentar relações entre ausentes em termos de local. É no lugar que criamos raízes, o espaço é deslocado. Enfraquecem formas nacionais de identidade cultural.

7 Globalização Contudo as identidades locais, regionais e comunitárias tornado mais importantes apontam tendência em direção a interdependência global – colapsando as identidades fortes e produzindo fragmentação com ênfase no efêmero e impermanente. Fluxos culturais X Consumismo global = identidades partilhadas – clientes; consumidores; público... Mesmas imagens e mensagens. Ex: MODA. Crescimento mundial da imagem enquanto mercadoria. Começam a se tornar mais difusas as relações de distinção e diferenciação entre as culturas. IDENTIDADES REPRESENTAM VÍNCULOS A LUGARES, EVENTOS, SIMBOLOS, HISTÓRIAS... Um sentimento, vínculo particular de pertencimento.


Carregar ppt "Globalização por S. Hall e Milton Santos: Psicologia, Corpo e Subjetividade FSBA / 2010.2 Úrsula Yglesias."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google