A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

RECURSOS HÍDRICOS: Aplicabilidade e Potencialidades na Geração de Energia Elétrica no Brasil UNIVALI – UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ Profª Janete Feijó,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "RECURSOS HÍDRICOS: Aplicabilidade e Potencialidades na Geração de Energia Elétrica no Brasil UNIVALI – UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ Profª Janete Feijó,"— Transcrição da apresentação:

1 RECURSOS HÍDRICOS: Aplicabilidade e Potencialidades na Geração de Energia Elétrica no Brasil UNIVALI – UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ Profª Janete Feijó, MSc. Coord. Curso de Engenharia Ambiental - CTTMar

2 Uso da Energia Elétrica no Brasil 1879 – Inicia o uso da energia elétrica no Brasil; 1881 – Primeira iluminação pública externa - SP; 1883 – Entra em operação a 1ª Usina Hidrelétrica (Diamantina/MG); 1960 – Criação do Ministério das Minas e Energia (MME); 1961 – Criação das Centrais Elétricas Brasileiras S.A. (Eletrobrás); 1984 – Entra em operação a Usina Hidrelétrica de Itaipu; 1985 – Entra em operação a 1ª Usina Termonuclear - Angra I; 1995 – Criação da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

3 OFERTA INTERNA DE ENERGIA 2008 (%) GÁS NATURAL 10,2% CARVÃO MINERAL 5,7% URÂNIO 1,5% HIDRÁULICA E ELETRICIDADE 13,9% PETRÓLEO e DERIVADOS 37,3% BIOMASSA 31,5% 251,5 milhões tep (2% da energia mundial) RENOVÁVEIS: Brasil: 45,4% Mundo: 12,9% Fonte: Ministério de Minas e Energia (2008)

4 OFERTA INTERNA DE ENERGIA (%) 45,6 37,3 10,2 6,1 13,9 44,8 31,5 0,4 5,7 3,1 0,0 1,5 0% 20% 40% 60% 80% 100% BIOMASSA HIDRÁULICA E ELETRICIDADE URÂNIO CARVÃO MINERAL GÁS NATURAL PETRÓLEO e DERIVADOS Fonte: Ministério de Minas e Energia (2008)

5 MATRIZ DE OFERTA DE ENERGIA ELÉTRICA 2008 (%) CARVÃO MINERAL 1,6% GÁS NATURAL 5,9% NUCLEAR 2,8% DERIVADOS DE PETRÓLEO 3,1% BIOMASSA 4,8% GÁS INDUSTRIAL 0,9% IMPORTAÇÃO 8,4% HIDRO 73,2% RENOVÁVEIS: Brasil: 86% Mundo: 18% Fonte: Ministério de Minas e Energia (2008)

6 USINAS HIDRELÉTRICAS

7 Fonte: Ministério de Minas e Energia (2009)

8 Usinas Hidrelétricas

9 Energia potencial gravitacional Energia cinética

10 VANTAGENS Sem geração de poluentes e contaminantes; Sem custo da matéria prima na geração de energia; Realimentação do sistema

11 DESVANTAGENS Alto custo de construção; Alagamentos de grandes áreas; Prejuízos à fauna e à flora; Desalojamento de pessoas na região.

12 USINA HIDRELÉTRICA DE ITAIPU Capacidade instalada: MW; 196 m de altura; Lago: km 2 de área; 170 km de extensão e 29 bilhões de metros cúbicos; Datas: assinatura do Tratado: 1973; início das obras: 1975; início de operação: 1984; capacidade total instalada: 2006.

13 USINAS HIDRELÉTRICAS EM FUNCIONAMENTO NO BRASIL Fonte: Agência Nacional de Energia Elétrica (2009)

14 PRINCIPAIS USINAS HIDRELÉTRICAS

15 CAPACIDADE INSTALADA DE GERAÇÃO ELÉTRICA POR REGIÃO – 2007 Norte C.I.T: 13,5 GW – 13,4% HIDRO: 10,5 GW – 13,7% TERMO: 3,0 GW – 14,0% Nordeste C.I.T: 14,3 GW – 14,2% HIDRO: 10,9 GW – 14,2% TERMO: 3,3 GW – 15,5% EÓLICA: 0,1 GW – 32,0% Sudeste C.I.T: 35,9 GW – 35,7% HIDRO: 23,8 GW – 30,9% TERMO: 10,1 GW – 47,2% EÓLICA: 0,0 GW – 0,4% NUCLEAR: 2,0 GW – 100% Centro-Oeste C.I.T: 11,5 GW – 11,4% HIDRO: 10,0 GW – 13,1% TERMO: 1,4 GW – 6,8% Sul C.I.T: 25,3 GW – 25,2% HIDRO: 21,6 GW – 28,1% TERMO: 3,5 GW – 16,5% EÓLICA: 0,2 GW – 67,6% Legenda C.I.T: capacidade instalada total %: do Brasil Total Brasil C.I.T: 100,4 GW Hidro: 76,9 GW Termo: 21,3 GW Nuclear: 2,0 GW Eólica: 0,2 GW

16 DISTRIBUIÇÃO DAS USINAS HIDRELÉTRICAS POR REGIÃO HIDROGRÁFICA

17 JJ KKK KK PEQUENAS CENTRAIS ELÉTRICAS PEQUENAS CENTRAIS HIDRELÉTRICAS - PCHs Potência entre 1 e 30 MW e área inundada 3,0 km 2 ; Crescimento: 100 PCHs em PCHs em 2008 (450 MW MW);

18 Norte P: 111,0 GW – 42,7% C.I: 10,5 GW – 13,7% OPERAÇÃO: 9,5% CONSTRUÇÃO: 0,8% Nordeste P: 26,0 GW – 10,0% C.I: 10,9 GW – 14,2% OPERAÇÃO: 42,0% CONSTRUÇÃO: 1,6% Sudeste P: 44,6 GW – 17,2% C.I: 23,8 GW – 30,9% OPERAÇÃO: 53,3% CONSTRUÇÃO: 2,1% Centro-Oeste P: 35,3 GW – 13,6% C.I: 10,0 GW – 13,1% OPERAÇÃO: 28,4% CONSTRUÇÃO: 3,8% Sul P: 43,1 GW – 16,6% C.I: 21,6 GW – 28,1% OPERAÇÃO: 50,1% CONSTRUÇÃO: 4,9% Legenda P: potencial C.I: capacidade instalada P e C.I: % do Brasil Op.&Cons.: % da Região POTENCIAL HIDRELÉTRICO BRASILEIRO POR REGIÃO 2007 Total Brasil P: 260,1 GW C.I: 76,9 GW

19 Potencialidades Retomada de grandes projetos: Santo Antônio/RO (3.150 MW) Atividade inicial em 2012; Jirau/RO (3.300 MW) Atividade inicial em 2013; Belo Monte/PA ( MW) Atividade inicial em 2014;

20 Potencialidades 21 Usinas Hidrelétricas (4.318 MW) em construção !!!; Crescimento contínuo PCHs : Domínio da tecnologia; Mercado promissor; Processos agilizados. Exploração dos rios da Amazônia (rios Madeira, Xingu e Tapajós): 40% do potencial hídrico.

21 Potencialidades Aproveitamento de cerca de 180 GW até 2030 (do total de 260 GW do potencial hidrelétrico nacional); O Programa Hidrelétrico no Período 2005/2030: ± 100 GW.

22 Referências AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA. Anuário 2009: análise energia. São Paulo: ANER, ENERGIA, Ministério de Minas e. Resenha Energética Brasileira: Resultados Finais de 2007; ANÁLISE: Energia. São Paulo: Ibep Gráfica, dez MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA. Disponível em: Acesso em: 31 agosto

23 OBRIGADA PELA ATENÇÃO ! ENG. CIVIL JANETE FEIJÓ, MSc. CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL CTTMar/UNIVALI


Carregar ppt "RECURSOS HÍDRICOS: Aplicabilidade e Potencialidades na Geração de Energia Elétrica no Brasil UNIVALI – UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ Profª Janete Feijó,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google