A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Significado do nome A classe Reptilia (do latim reptum = rastejar) Esse nome se dá pelo fato desses animais se rastejarem no solo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Significado do nome A classe Reptilia (do latim reptum = rastejar) Esse nome se dá pelo fato desses animais se rastejarem no solo."— Transcrição da apresentação:

1

2 Significado do nome A classe Reptilia (do latim reptum = rastejar) Esse nome se dá pelo fato desses animais se rastejarem no solo.

3 Representantes Cobras Tartarugas Lagartos Cágados Jacarés Crocodilos

4 Características gerais Vertebrados Pecilotérmicos Terrestres Respiram por pulmões Hábito alimentar variado, dependendo do grupo Habitam diversos habitats do globo

5 Estrutura Corporal O corpo dividido em cabeça, pescoço, tronco e cauda Possui quatro pernas curtas, com dedos terminando em garras córneas (exceto as cobras) A boca é grande e com dentes. Olhos são grandes, ocupando a posição lateral, com pálpebras e uma membrana nictante. A pele é seca e impermeável

6 Temperatura corporal Os répteis são animais PECILOTÉRMICOS. O que isso quer dizer?? Por que não encontramos répteis na Antártica?

7 Adaptações a vida no ambiente terrestre Ovos resistentes à dessecação Reprodução independente da água Pele impermeável que impede a perda de água Respiração pulmonar

8 Répteis do deserto Hábito noturno Vivem escondidos embaixo de pedras ou plantas

9 Alimentação A alimentação dos répteis é bastante variável. Cada espécie têm a sua própria alimentação variando de acordo com o habitat em que vive. Possuem representantes carnívoros, herbívoros e onívoros. Répteis como jacarés e crocodilos são grandes predadores de anfíbios, mamíferos e aves. Os jabutis comem de tudo, portanto são onívoros

10 Sistema digestório Completo, começando na boca e terminando na cloaca. O sistema digestivo dos répteis adapta-se aos hábitos alimentares de cada espécie. Na maioria dos casos, os répteis não aquáticos possuem glândulas orais mais desenvolvidas, de forma a umedecer o alimento seco e facilitar a deglutição. A boca possui uma mandíbula forte que é capas de quebrar os ossos das presas dos répteis.

11

12 Sistema respiratório Os pulmões dos répteis são mais complexos que os dos anfíbios Os répteis não realizam respiração cutânea como os anfíbios. O ar penetra pelos orifícios nasais e passa pela laringe, traquéia, brônquios e por fim penetram nos pulmões onde ocorrem as trocas gasosas.

13 Sistema excretor Por que os répteis possuem uma urina pastosa?? Por onde sai o excreta desses animais?

14 Resposta.. A excreção dos répteis é pastosa para evitar ao máximo a perda de água, uma vez que esses animais vivem em locais mais secos! O excreta sai pela cloaca junto com as fezes!

15 Sistema cardiovascular Circulação fechada Coração com 3 cavidades: dois átrios e um ventrículo Répteis crocodilianos possuem coração com 4 cavidades: 2 átrios e 2 ventrículos. Mesmo nos crocodilianos observa-se mistura dos sangues venoso e arterial Circulação dupla e incompleta.

16 Reprodução Sexos separados Maioria ovíparos, mas alguns são vivíparos ou ovovivíparos Fecundação interna (adaptação a vida na terra) Os machos em geral possuem pênis para introduzir os espermatozóides na fêmea Desenvolvimento direto

17 Ovíparos Maioria dos répteis Os ovos são colocados em ninhos As espécies aquáticas colocam seus ovos em terra Ovos resistentes a desidratação

18 Os ovos dos répteis Ovos ricos em vitelo com anexos embrionários para proteção do embrião Possuem uma casca porosa que permite as troca gasosa entre o embrião e o meio e evita a perda de água

19 Vivíparos Ovovivíparos O embrião se desenvolve dentro do corpo da mãe, que o alimenta continuamente. São vivíparas as serpentes marinhas, que nunca vêm à terra. Algumas serpentes e lagartos O embrião se desenvolve dentro da mãe, mas se alimentando das reservas do próprio ovo

20 Estrutura da pele dos répteis Pele seca Sem glândulas mucosas Coberta por escamas, placas dérmicas ou carapaça Protege o animal contra dessecação

21 Mecanismos de defesa Camuflagem Veneno Presas

22 A evolução dos répteis Surgiram há cerca de 360 milhões de anos Evoluíram a partir de um grupo de anfíbios Os repteis ancestrais deram origem aos répteis atuais, as aves e aos mamíferos Os dinossauros

23 A Classificação dos répteis Quelônios Crocodilianos Escamados

24 Quelônios Tartarugas, cágados e Jabutis A característica mais marcante desse grupo é a presença de uma carapaça, formada pela expansão e união de algumas vértebras e das respectivas costelas, com placas córneas por cima. A carapaça serve de proteção ao animal.

25 Crocodilianos São carnívoros Grandes predadores Possuem uma pele coberta por escamas e placas ósseas Diferenças entre crocodilos e jacarés

26 Escamados Subdivide-se em lacertílios e ofídios Representados pelos lagartos e cobras respectivamente Hábito alimentar variando de acordo com a espécie Possuem o corpo coberto por escamas

27 Cobras peçonhentas Cobras não peçonhentas Cabeça estreita e longa Cauda longa e afilando gradualmente Escamas lisas Pupila redonda Não possui fosseta loreal Hábito diurno Sem dentes inoculadores de veneno Cabeça achatada e triangular Cauda curta e afilando bruscamente Escamas ásperas Pupila em forma de fenda Possui fosseta loreal Hábito noturno Dentes inoculadores de veneno


Carregar ppt "Significado do nome A classe Reptilia (do latim reptum = rastejar) Esse nome se dá pelo fato desses animais se rastejarem no solo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google