A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ZOOLOGIA PEIXES ÓSSEOS PROF. VÍCTOR PESSOA. PEIXES ÓSSEOS (OSTEÍCTES) Peixes dotados de esqueleto ósseo Reunidos na classe Actinopterygii (+ de 20 mil.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ZOOLOGIA PEIXES ÓSSEOS PROF. VÍCTOR PESSOA. PEIXES ÓSSEOS (OSTEÍCTES) Peixes dotados de esqueleto ósseo Reunidos na classe Actinopterygii (+ de 20 mil."— Transcrição da apresentação:

1 ZOOLOGIA PEIXES ÓSSEOS PROF. VÍCTOR PESSOA

2 PEIXES ÓSSEOS (OSTEÍCTES) Peixes dotados de esqueleto ósseo Reunidos na classe Actinopterygii (+ de 20 mil espécies descritas) OBSERVAÇÃO! CLASSE OSTEICTHYES SUBCLASSESACTINOPTERYGIIACTINISTIA CLASSESACTINOPTERYGII (presença de raios nas nadadeiras) ACTINISTIA (SARCOPTERÍGIOS) (peixes de nadadeiras lobadas)

3 ACTINOPTERYGII (ACTINOPTERÍGIOS) Peixes cujo esqueleto é formado basicamente por ossos, daí a denominação de peixes ósseos; Suas brânquias (guelras) não se abrem diretamente no ambiente, como nos agnatos e condríctes, mas são recobertas por uma placa móvel denominada OPÉRCULO. Suas brânquias (guelras) não se abrem diretamente no ambiente, como nos agnatos e condríctes, mas são recobertas por uma placa móvel denominada OPÉRCULO. Raios das nadadeiras (em destaque)

4 ESTRUTURA E FISIOLOGIA

5 ESCAMAS, ESQUELETO E NADADEIRAS Escamas de origem dérmica, recobertas por um fina camada de epiderme, a qual é rica em glândulas produtoras de muco (diminuem o atrito com a água); Tipos de escamas: ganóide, ciclóide e ctenóide Tipos de escamas: ganóide, ciclóide e ctenóide Ganóide(achatadas) Ciclóide (finas e ovais) Ctenóide (borda com pequenos dentes - ásperas)

6 Esqueleto axial (crânio + coluna vertebral) Esqueleto apendicular (elementos de sustentação das nadadeiras)

7 Nadadeiras ventrais pares ( 1 par de peitorais + 1 par pélvico) Nadadeiras ventrais pares ( 1 par de peitorais + 1 par pélvico) 2 nadadeiras dorsais (anal + caudal) 2 nadadeiras dorsais (anal + caudal) HOMOCERCA (Achatada lateralmente, com partes inferior e superior aproximadamente do mesmo tamanho)

8 SISTEMA DIGESTÓRIO Completo (começa com boca e termina em ânus); Completo (começa com boca e termina em ânus); Boca situada anteriormente ao corpo do animal (na frente); Boca situada anteriormente ao corpo do animal (na frente); Boca, faringe, esôfago, estômago, cecos pilóricos (aumentam a área intestinal de contato com o alimento); Boca, faringe, esôfago, estômago, cecos pilóricos (aumentam a área intestinal de contato com o alimento); Fígado desenvolvido (produtor de bile – digestão das gorduras) Fígado desenvolvido (produtor de bile – digestão das gorduras)

9 SISTEMA RESPIRATÓRIO E BEXIGA NATATÓRIA Presença de brânquias – projeções filamentosas ricamente vascularizadas; Protegidas pelo opérculo; Protegidas pelo opérculo; Trocas gasosas entre sangue (brânquias) e água Trocas gasosas entre sangue (brânquias) e água água entre pela boca – fechamento da válvula oral – abertura dos opérculos – passagem de água pelas brânquias

10 A bexiga natatória é uma espécie de bolsa de ar, localizada na porção dorsal da cavidade corporal Controle da flutuação do peixe (sem gasto de energia) Pouco vascularizada / paredes impermeáveis ao oxigênio – cristais de guanina / associação com uma GLÂNDULA DE GÁS (nesta porção, a parede da bexiga é permeável ao oxigênio); Em algumas espécies, a bexiga natatória liga-se à faringe por meio de um DUCTO PNEUMÁTICO (FISÓSTOMOS); em outras, no entanto, a bexiga natatória é completamente fechada (FISOCLISTOS). Em algumas espécies, a bexiga natatória liga-se à faringe por meio de um DUCTO PNEUMÁTICO (FISÓSTOMOS); em outras, no entanto, a bexiga natatória é completamente fechada (FISOCLISTOS).

11

12 SISTEMA CIRCULATÓRIO Fechado, composto por artérias, veias, capilares sanguíneos e um coração dorsal, constituído de apenas 2 câmaras (1 átrio + 1 ventrículo) Sangue rico em oxigênio (sangue arterial) Sangue rico em gás carbônico (sangue venoso)

13 SISTEMA EXCRETOR Rins (1 par) como órgãos excretores, localizados na parte superior da cavidade abdominal, logo acima da bexiga natatória; Rins (1 par) como órgãos excretores, localizados na parte superior da cavidade abdominal, logo acima da bexiga natatória; Eliminação de excretas nitrogenadas do sangue, principalmente a URÉIA (ureotélicos); Eliminação de excretas nitrogenadas do sangue, principalmente a URÉIA (ureotélicos); Poro excretor, próximo do ânus; Poro excretor, próximo do ânus; Grande das excreções é, no entanto, eliminada pelas brânquias. Grande das excreções é, no entanto, eliminada pelas brânquias.

14 REPRODUÇÃO Dióicos; Maioria com fecundação externa, precedida de rituais de corte nupcial; Maioria com fecundação externa, precedida de rituais de corte nupcial; Maioria é ovípara (depositam seus ovos em esconderijos ou em ninhos, vigiados pelos pais); Maioria é ovípara (depositam seus ovos em esconderijos ou em ninhos, vigiados pelos pais); Desenvolvimento direto (alevinos – filhotes) Desenvolvimento direto (alevinos – filhotes)

15 DIPNÓICOS E SARCOPTERÍGIOS RELAÇÕES EVOLUTIVAS

16 ANCESTRAL (PLACODERMO) PEIXES ÓSSEOS E PEIXES CARTILAGINOSOS (Mar) (Água doce – mar) PEIXES COM NADADEIRAS RADIAIS (ACTINOPTERÍGIOS) PEIXES COM NADADEIRAS LOBADAS (CROSSOPTERÍGIOS OU SARCOPTERÍGIOS) PEIXES PULMONADOS (DIPNÓICOS) Evoluíram em ambientes de água doce (possivelmente pobre em gás oxigênio) e continuaram a utilizar seu pulmão primitivo como órgão acessório às brânquias. Os dipnóicos respiram no meio aéreo por meio de uma bolsa ricamente vascularizada ligada à faringe, funcionando com um pulmão.

17 CROSSOPTERÍGIOS (Semelhantes ao celacanto) TETRÁPODES (anfíbios, répteis, aves e mamíferos)


Carregar ppt "ZOOLOGIA PEIXES ÓSSEOS PROF. VÍCTOR PESSOA. PEIXES ÓSSEOS (OSTEÍCTES) Peixes dotados de esqueleto ósseo Reunidos na classe Actinopterygii (+ de 20 mil."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google