A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Budapeste margem esquerda do rio Danúbio - parte histórica e mais...

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Budapeste margem esquerda do rio Danúbio - parte histórica e mais..."— Transcrição da apresentação:

1

2 Budapeste margem esquerda do rio Danúbio - parte histórica e mais...

3 Vista da antiga Peste e da antiga Buda Budapeste, capital da Hungria, localiza-se nas margens do rio Danúbio. Foi fundada em 1873 com a fusão das cidades de Ôbuda (em húngaro,Velha Buda, fundada pelos romanos em 89 A.C.), na margem oeste, com Peste, esta na margem leste. Seus habitantes chamam-se budapestinos. O povo Magyar (pronuncia-se máguiar) – como os húngaros gostam de ser chamados – é originário da região do norte dos Montes Urais, onde levava uma vida nômade. (vire)

4 Por volta de 900 D.C. a região foi ocupada pelos magiares que fundaram o Reino da Hungria e ergueram um castelo em 1241, numa localidade que viria a chamar-se Buda. Em 1361 Buda tornou-se a capital da Hungria. Depois de livre do domínio otomano a Hungria teve um governo autônomo no seio da monarquia Austro-Húngara e, em 1873, as cidades de Peste e Buda foram fundidas criando Budapeste. (vire)

5 À margem esquerda do rio Danúbio, no alto da colina de Buda, situa-se o Palácio Real, num bairro chamado Castelo de Buda que comporta até várias linhas de ônibus e de metrô.

6 O Palácio Real, onde muitas batalhas e guerras aconteceram, é um dos símbolos do país. Três igrejas, cinco museus, muitos edifícios, monumentos, ruas e praças de interesse histórico e ainda um teatro podem ser encontrados na área abrangida pelo que é considerado o bairro do Castelo.

7 O Bairro do Castelo (Várnegyed) é famoso também por suas casas da Idade Média. edifícios em estilo barroco e século XIX, e pelas igrejas e edifícios públicos. A Colina onde se situa liga-se à Clark Ádám Square e à Ponte das Correntes (Széchenyi) através do Funicular da Colina do Castelo.

8 Sob a colina de Buda, desde 1857, corre um túnel rodoviário de 350 m com uma de suas aberturas dando para a praça Adam Clark, na direção de onde se inicia a ponte Széchenyi (ponte das Correntes).

9 Ao lado do túnel, a estação do funicular faz o transporte morro acima até o Castelo, inclusive nos dias em que Budapeste se exibe sob outro de seus encantos: molhada de chuva...

10 A pequena viagem é uma oportunidade para se admirar o funcionamento perfeito de uma máquina dos anos setenta… 1870… O ponto de partida do teleférico que leva ao portão do castelo localiza-se na praça Adam Clark bem em frente onde se encontra o Marco Zero da cidade. Desde a praça, elevando-se o olhar ao topo do funicular já se avista a escultura doTurul sobre um pilar deste portão do castelo. Funicular na Colina de Buda ou Budavári Sikló (vire)

11 Junto ao Portão Habsburgo, escultura do Turul - A ave mítica Turul, segundo as antigas lendas húngaras, seria um enorme falcão ou águia, que já fazia parte do escudo de armas dos húngaros desde Átila, rei dos hunos.

12 Castelo Buda - Portão dos Leões - As ruínas do castelo velho não ficaram marcadas, mas o Castelo de Buda remonta a 1247 e foi destruído e reconstruído muitas vezes.

13 O enorme edifício no extremo sul da Colina do Castelo tem sido o palácio real desde o século XIV. Foi reconstruído 400 anos mais tarde e exigiu grande trabalho após a Segunda Guerra Mundial. Atualmente abriga o Museu de História de Budapeste, a Galeria Nacional Húngara e a Biblioteca Nacional Széchenyi.

14 O Museu Histórico de Budapeste está instalado no palácio barroco primitivo de Buda. Esta instituição compreende três museus: o Museu do Castelo – no próprio palácio; o Museu Kiscell e o Museu Aquincum, ambos localizados no distrito de Obuda.

15 Budavár Saloon - próximo ao Portão de Viena (Bécsi kapu), é um dos locais mais fascinantes do Castelo. Seus belos espaços são excelente local para jantares de gala, conferências, concertos, casamentos, apresentações, festas e todo tipo de eventos do mais alto nível social ou cultural.

16 Fonte Matias (detalhe) – situada em uma das paredes externas do edifício do Palácio Real, é composta por um grupo monumental de esculturas. Obra de arte neo-barroca, constitui-se um dos maiores focos fotográficos de Budapeste. Particularidade sempre destacada: o cão que bebe a água da fonte …

17 Biblioteca Nacional Széchényi - (Országos Széchényi Könyvtár-OSZK) foi fundada em 1802 por um arrebatado patriota húngaro - o aristocrata conde Ferenc Széchényi.

18 Castelo de Buda – outra das muitas obras de arte e beleza que decoram o Palácio Real.

19 Rua Úri, no distrito do Castelo de Buda – nesta rua encontra-se a entrada para o Labirinto situado sob a Colina de Buda, com uma longa e rica história que remonta a meio milhão de anos. Sua outra entrada situa-se em Lovas út, n. 4 A.

20 Este é o prédio de n. 9 da rua Uri - em húngaro Úri utca - onde se encontra a entrada principal do Labirinto do Castelo de Buda, atualmente fechado.

21 O labirinto localiza-se a 16m abaixo da superfície e constitui um espetáculo cultural único em todo o mundo. Esta fonte é um memorial jocoso ao Rei Matias, tão rico que suas fontes vertiam vinho tinto em vez de água.

22 Em seguida ao Castelo distingue- se um panorama formado pela igreja calvinista na praça Szilagyi Dezso em primeiro plano; um pouco acima, o Bastião dos Pescadores e, ao fundo, a Igreja de São Matias.

23 Budapeste surpreende a cada novo ângulo, a cada variação de luminosidade: ainda o Bastião dos Pescadores, tendo por primeiro plano a igreja de Santa Ana.

24 Derivando-se o foco para 45º à direita, mantém-se a imagem do Castelo e já se divisa parte de outra edificação histórica de Budapeste – Bastião dos Pescadores.

25 Tanto a Igreja Matias como seu vizinho o Bastião dos Pescadores estão situados no coração do Castelo de Buda (bairro). A Igreja foi originalmente construída em estilo românico, em 1015, mas o atual edifício, da segunda metade do século XIV, tem estilo gótico florido, e tem sido amplamente restaurado desde o final do século XIX

26 O Bastião constitui um belvedere, com muitas escadas e caminhos.

27 O Bastião leva o nome da guilda dos pescadores que era responsável pela defesa deste trecho das muralhas da cidade durante a Idade Média.

28 Terraço do Bastião dos Pescadores (Halászbástya) é constituído por uma fortaleza de sete torres, representando as sete tribos magiares que se instalaram na bacia dos Cárpatos em 896.

29 As torres e paredes do Bastião possuem um visual medieval, mas foram realmente construídos em 1902 para complementar a Igreja Mátyás ( Matias).

30 Das torres do terraço tem-se uma vista panorâmica do Danúbio que abrange além do Parlamento, a ilha Margarete, Peste antiga e ainda o lado leste da Colina Gellért.

31 Uma estátua de bronze de Stephen I da Hungria montado a cavalo, de1906, pode ser vista entre o Bastião e a Igreja Matias. Em seu pedestal em estilo neo-românico estão representados alguns dos episódios da vida do rei.

32 A lindíssima Igreja Matias, construída entre os séculos XIII e XV, possui um campanário medindo 89 m de altura. É surpreendente seu delicado telhado de azulejos coloridos.

33 Um dos edifícios públicos de grande importância e beleza situados no bairro Castelo de Buda é o Edifício dos Arquivos Nacionais (Magyar Országos Levéltár)

34 Udvarház Restaurant – almoço – requinte, gastronomia, vista aprazível e ainda ar livre.

35 Udvarház Restaurant, - no topo de Hármashatárhegy (morro que faz parte das Colinas de Buda), nos jantares descortina panoramas inesquecíveis de Budapeste.

36 Um teleférico à moda antiga, que remonta a 1970, estende-se sobre as árvores de János Hill por 1.040m atingindo uma altura de 262m. A partir daí por íngremes 15 minutos a pé chega-se ao ponto mais alto de Budapeste – 527m – onde foi construído o neo-românico :

37 Mirante Elizabeth ( ). Erzsberet, porque em 1882 a rainha Elizabeth (Sissi), esposa do imperador austro-húngaro Francisco José, fez uma excursão para o topo de János Hill.

38 Segundo a história não oficial, a Rainha Elisabeth (Sissi), esposa do Imperador da Áustria-Hungria Francisco Jose, teria mantido um longo e rumoroso romance – quiçá platônico – com uma das grandes figuras da História da Hungria, Júlio Andrássy - Andrássy Gyula, um conde húngaro que, entre outras posições de destaque, chegou a Ministro das Relações Exteriores da Hungria. (Vandereycken, Walter & Van Deth, Ron, "A Imperatrizanorexígenos: Elisabeth da Áustria"., História Hoje, Vol. 46, Abril de 1996) (Imagem – (vire)

39 A ilha Margarete, que na Idade Média se chamava ilha dos Coelhos, desde o século XIX é o resultado da junção de três ilhas unidas com o fim de controlar inundações do Danúbio. Originalmente, a ilha estava a 102,5 m acima do nível do mar, mas na junção foi elevada para metros.

40 Livre de trânsito, a ilha Margarete é o playground de Budapeste, com estádio esportivo, numerosas quadras de tênis, complexo de piscinas ao ar livre, teatro ao ar livre, jardim japonês e jardins de rosas, dois hotéis spa, um jardim-cervejaria, e ainda conserva as primeiras ruínas medievais.

41 No verão, a "Fonte Musical da ilha Margarete oferece espetáculos de som e luz. As águas jorram no ritmo da melodia, de modo que a fonte parece dançar em diversos temas clássicos reproduzidos.

42 A ilha é coberta por parques de lindas paisagens e constitui uma área recreativa popular.

43 Conserva ruínas medievais, lembranças de sua importância na Idade Média como um centro religioso.

44 A exuberância da beleza da ilha Margarete pode ser admirada em toda sua extensão, compreendida entre as pontes Árpád e Margarete,

45 Termas de Rudas (Rudas fürdő) é um recinto de banhos termais e medicinais. Foi o primeiro construído – 1550 – ainda durante o domínio otomano. Mantém muitos dos elementos-chave de um tradicional banho turco, como por exemplo sua cúpula turca e piscina octogonal. Está localizado na margem esquerda do Danúbio, bem ao lado da ponte Elizabeth.

46 Visível de quase toda Budapeste, Colina Gellért – morro com 235 m – com a estátua da Liberdade em seu pico, é um dos marcos memoráveis da cidade. A estátua foi erguida em 1947 em memória da libertação da Hungria dos nazistas pelas forças soviéticas durante a Segunda Guerra Mundial.

47 Junto à estátua da Liberdade se encontra a Citadella, construída pelos Habsburgos após a guerra de independência Atualmente abriga um museu ao ar livre contando a história da colina.

48 A Citadella, fortaleza construída em 1851, é uma estrutura em forma de U com 220m de comp., 60m de larg. e 4m de alt. Possuía um complemento de sessenta canhões. Hoje, sem canhões, destina-se a abrigar grandes e pacíficos eventos sociais.

49 Na encosta da colina Gellért, ao lado da ponte da Liberdade, está localizada a capela da caverna de frente para o Danúbio.

50 Junto à Colina Gellért e à ponte da Liberdade (Szabadság), encontra-se o famoso Danubius Hotel Gellért, um primeira classe de quatro estrelas. Foi construído entre 1916 e 1918 em estilo Art Nouveau, tendo passado já por duas reformas.

51 Grande parte da realeza européia, bem como personalidades e líderes internacionais, já se hospedaram no Danubius. A rainha Juliana da Holanda passou sua lua de mel aqui.

52 Em 1927 foi construída a piscina ao ar livre, mas somente em 1934 foi instalado o maquinário para transformá-la em piscina que produz ondas para alegria e aplausos de seus hóspedes.

53 A Universidade de Budapeste de Tecnologia e Economia, em húngaro abreviado como BME, e em Inglês BUTE - abreviatura oficial, foi fundada em É a universidade mais importante de tecnologia na Hungria e também um dos mais antigos institutos de tecnologia do mundo. (vire)

54 Beleza arquitetônica da fachada de edifício da Universidade de Tecnologia e Economia.

55 Vistas as atrações principais de Budapeste do lado esquerdo do rio Danúbio e descendo a Colina Buda, volta-se ao nível das margens desse rio para seguir em direção à

56 Ponte das Correntes, pela qual atravessaremos para a margem direita do Danúbio, onde se situava a antiga cidade de Peste.

57 Principais Universidades da Hungria Eotvos Lorand University University of Szeged Universidade de Pécs Universidade Centro-Europeia.

58 Imagens – Todas tiradas da Internet com seus créditos Música – Mazurka Brillante S.221- de Franz Liszt -Transcrição por Zoltan Kocsis – ao vivo no Palácio Művészetek de Budapeste. Criação, pesquisa e formatação: Delza Dias Ferreira Revisão de textos - Claudia Ricci

59 Fim do volume I de III


Carregar ppt "Budapeste margem esquerda do rio Danúbio - parte histórica e mais..."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google