A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Eletricidade Tudo depende do eletron. Robert Millikan mediu nossas massas e determinou, usando o resultado de Thomson, a nossa carga. Robert Millikan.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Eletricidade Tudo depende do eletron. Robert Millikan mediu nossas massas e determinou, usando o resultado de Thomson, a nossa carga. Robert Millikan."— Transcrição da apresentação:

1 Eletricidade Tudo depende do eletron

2 Robert Millikan mediu nossas massas e determinou, usando o resultado de Thomson, a nossa carga. Robert Millikan 1868 – 1953 Nobel 1923 m = 9,1 x kg e = 1,6 x C

3 Modelo de Thomsom Modelo de Rutherford Modelo de Bohr Modelo de Bohr- Sommerfeld Modelo atual Orbitais: s, p, d,f Muitos foram os modelos de átomos, nossa moradia. O atual leva em conta o Princípio da Incerteza. Não somos encontrados em endereços certos, mas em regiões prováveis.

4 Por termos cargas negativas, entre nós existe repulsão: cada um empurra o outro para mais longe possível. Porém entre nós e os prótons, que possuem cargas positivas, a atração é irresistível! Nos átomos somos numericamente iguais aos protons existente no núcleo, por isso os átomos apresentam-se, geralmente, neutros.

5 Na eletrização ocorre transferência de elétrons de um corpo para outro. Carga positiva falta de elétrons Carga negativa excesso de elétrons Como ocupamos regiões em torno do núcleo, sempre que adquirimos energia suficiente, podemos escapar do campo de influência do núcleo e passar de um material para outro. Isto ocorre na ELETRIZAÇÃO.

6 Série triboelétrica Mão humana Pele de coelho Vidro Nylon Seda Papel Borracha Acetato Poliester isopor PVC Mais positivo Mais negativo Exemplo: vidro com seda Vidro (+) e seda (-) A série indica para onde nos transferimos quando 2 materiais são colocados em forte contato, como o atrito.

7 Em alguns materiais, muitos de nós, somos livres. Temos a liberdade de compartilhar com diversos átomos e, sob influência externa, movimentamos através da matéria. Condutores e Isolantes. Não possuem eletrons livres. As cargas ficam localizadas. O material isolante não transmite eletricidade. Eletrização e Neutralização por contato MATERIAL CONDUTOR Possuem eletrons livres. Eles podem se movimentar, e levar energia de um ponto para outro

8 Processo de separação de cargas que ocorre num condutor sob influência de cargas externas externas. Indução eletrostática Temos muita mobilidade dentro de um condutor. Sob a influência de uma carga externa nós deixamos uma região negativa e outra positiva.

9 O eletróforo de Volta Eletrizando por indução O sinal da carga residente no corpo eletrizado é oposto ao da carga indutora. A nossa tendência é fugir para mais longe possível de outras cargas negativas. Principalmente quando um condutor permite que isto ocorra.

10 Inventou a balança de torsão para medir a força elétrica entre duas esferas. O experimento de Coulomb F = k q 1 q 2 /d 2 Charles A Coulomb (1736 – 1806) Cargas eletricas Unidade de carga 1 coulomb = 1 C Constante de Coulomb k = 9×10 9 N/C 2 ·m 2 Entre nós, cargas negativas, a força elétrica é de repulsão. O mesmo ocorre entre cargas positivas. Porém entre nós e os protons,cargas de sinais opostos, ela é de atração. Quanto mais próximos, mais intensa é a força elétrica.

11 A nossa carga é chamada de carga elementar e é simbolizada pela letra e. Quantos de nós são necessários para constituirmos uma carga 1 C? 625 x cargas elementares são necessários para formar 1 C Carga elementar e = 1,6 x C

12 F F F F FF LEI DE COULOMB ++ d q1q1 q2q2 -- d q1q1 q2q2 +- d q1q1 q2q2

13 Variando somente as cargas FF ++ d q1q1 q2q FF ++ d q1q1 q2q2 4 0,5 22 F q 1. q ,5 2

14 Variando somente a distância ++ d q1q1 q2q2 FF + + d F 1 d2d d2d F F (2d) 2 4d2d2 F

15 Exercitando Complete as lacunas de forma que a Lei de Coulomb seja respeitada. F q 1. q 2 q1q1 q2q2 F q1q1 F 2 q2q2 2 F6 q2q2 3 q1q1 2 F 8 q2q2 4 q1q1 2 F5 q1q1 5 F20 q2q2 4 q1q1 10 q2q2 2 q1q1 2 q2q2 F 2 q1q1 2 q2q2 2 F 4 q1q1 2 q2q2 3 q2q2 5 6 F q2q F q1q1 q1q d q1q1 q2q2 FF 5 F

16 Exercitando Complete as lacunas de forma que a Lei de Coulomb seja respeitada. F d d2 F 4 d3 F 9 d4 F 16 d5 F 25 F 2 d2 F 4 d 2 F 9 d 3 F 3 d 4 d 5 F 16 F 25 d 3 F 1 d2d2 ++ d q1q1 q2q2 FF

17 Gráfico F x d Fd F(N) d(m) F 1 d2d2

18 Natureza vetorial da Força Eletrostática ++ d q1q1 q2q2 + q3q3 2d F F 4 FRFR Módulo da resultante: F R = F - F 4 F R = 3F 4 1) F F 4 + FRFR =F12F12 F22F22 + 2F 1.F 2.cos FRFR = F1F1 F2F2 + Vetorialmente:

19 Natureza vetorial da Força Eletrostática ++ d q1q1 q2q2 - q3q3 2d F Módulo da resultante: F R = F + F 4 F R = 5F 4 2) FRFR F 4 F F 4 Vetorialmente: FRFR = F1F1 F2F2 + + FRFR =F12F12 F22F22 + 2F 1.F 2.cos

20 + q2q2 q1q1 - + q3q3 d 2d2d F1F1 F1F1 F2F2 F2F2 FRFR Natureza vetorial da Força Eletrostática 3) FRFR = F1F1 F2F2 + + FRFR =F12F12 F22F22 + 2F 1.F 2.cos + FRFR =F12F12 F22F22

21 Natureza vetorial da Força Eletrostática 4) + q1q1 q2q2 - + q3q3 F1F1 F2F2 FRFR FRFR = F1F1 F2F2 + + FRFR =F12F12 F22F22 + 2F 1.F 2.cos

22 Natureza vetorial da Força Eletrostática 5) + q1q1 q2q q 3 F1F1 F2F2 FRFR FRFR = F1F1 F2F2 + + FRFR =F12F12 F22F22 + 2F 1.F 2.cos


Carregar ppt "Eletricidade Tudo depende do eletron. Robert Millikan mediu nossas massas e determinou, usando o resultado de Thomson, a nossa carga. Robert Millikan."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google