A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aula IV – Delineamentos de Pesquisa com intervenção Metodologia da Pesquisa em Ensino de Ciências I.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aula IV – Delineamentos de Pesquisa com intervenção Metodologia da Pesquisa em Ensino de Ciências I."— Transcrição da apresentação:

1 Aula IV – Delineamentos de Pesquisa com intervenção Metodologia da Pesquisa em Ensino de Ciências I

2 É o tipo de pesquisa que fazemos em campo quando agimos sobre o ambiente e queremos avaliar o resultado desta intervenção. Pesquisa empírica experimental com intervenção 2 Curso de Metodologia da Pesquisa - Aula 4 Prof. Paulo Rosa Curso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS Quando queremos avaliar o efeito sobre a aprendizagem de uma nova metodologia de ensino. O pesquisador tenta controlar as variáveis intervenientes no processo.

3 O que é um delineamento de pesquisa? Um delineamento de pesquisa é composto pela escolha das atividades que serão desenvolvidas, da ordem na qual as atividades serão desenvolvidas e do momento no qual os dados serão coletados ao longo da pesquisa. Curso de Metodologia da Pesquisa – Aula 4 Prof. Paulo Rosa Curso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS

4 Tipos de delineamento da pesquisa empírica com intervenção (CAMPBELL & STANLEY, 1979) 4 Curso de Metodologia da Pesquisa – Aula 4 Prof. Paulo Rosa Curso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS Critério de classificação: controle ou não dos fatores de validade interna (Aula 3). Delineamentos não experimentais Delineamentos experimentais Delineamentos quase- experimentais Não controlam Controlam todos ou a maioria Controlam parcialmente

5 Forma geral de expor um delineamento X j : indica o j-ésimo tratamento sob análise. O índice é omitido caso este seja o único tratamento; O j : indica a j-ésima observação; A : indica a seleção por amostragem aleatória de um grupo; Linhas indicam sequências temporais de observações a aplicações do tratamento a um mesmo grupo; Colunas indicam observações ou tratamentos aplicados em um mesmo instante de tempo. Curso de Metodologia da Pesquisa – Aula 4 Prof. Paulo Rosa Curso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS

6 Curso de Metodologia da Pesquisa – Aula 4 Prof. Paulo Rosa Curso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS Qualquer indivíduo da população tem a mesma probabilidade de pertencer às amostras escolhidas. Conceito de aleatoriedade

7 Delineamentos não experimentais 7Curso de Metodologia da Pesquisa – Aula 4 Prof. Paulo Rosa Curso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS

8 Delineamento não-experimental de Tipo I Fatores de validade interna não controlados: História; Maturação; Seleção; Mortalidade; Efeitos de interação. X O1 Curso de Metodologia da Pesquisa – Aula 4 Prof. Paulo Rosa Curso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS

9 Delineamento não-experimental de Tipo II O1 X O2 Fatores de validade interna não controlados: História; Maturação; Testagem; Instrumentação; Seleção; Mortalidade; Efeitos de interação. Este delineamento também é bastante utilizado. Curso de Metodologia da Pesquisa – Aula 4 Prof. Paulo Rosa Curso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS

10 Delineamento não-experimental de Tipo III XO1O1 O2O2 Fatores de validade interna não controlados: História; Maturação; Seleção; Mortalidade; Efeitos de interação; Curso de Metodologia da Pesquisa – Aula 4 Prof. Paulo Rosa Curso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS

11 Delineamentos experimentais 11Curso de Metodologia da Pesquisa – Aula 4 Prof. Paulo Rosa Curso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS

12 Delineamento de Tipo IV AO1O1 XO2O2 AO3O3 O4O4 Fatores de validade interna não controlados: Testagem; Instrumentação; Efeitos de interação. Curso de Metodologia da Pesquisa – Aula 4 Prof. Paulo Rosa Curso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS

13 Delineamento de Tipo V Este delineamento controla todos os fatores de validade interna de um experimento, sendo considerado o verdadeiro delineamento experimental. Paradoxalmente, é o menos utilizado. AXO1O1 AO2O2 Curso de Metodologia da Pesquisa – Aula 4 Prof. Paulo Rosa Curso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS

14 Delineamento de Tipo VI – Quatro grupos de Solomon Apesar de ser considerado experimental, este delineamento não controla o fator testagem; Ponto contra: na prática, é de difícil aplicação. AO1O1 XO2O2 AO3O3 O4O4 AXO5O5 AO6O6 Curso de Metodologia da Pesquisa – Aula 4 Prof. Paulo Rosa Curso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS

15 Delineamentos quase-experimentais São definidos assim por controlarem apenas parcialmente os fatores de validade interna de um experimento. Curso de Metodologia da Pesquisa – Aula 4 Prof. Paulo Rosa Curso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS

16 Delineamento de tipo VII (Série Temporal) Espera-se uma alteração consistente nos escores obtidos após o tratamento, se comparados com os escores obtidos antes do tratamento. Curso de Metodologia da Pesquisa – Aula 4 Prof. Paulo Rosa Curso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS Linha de tempo Escores observados Momento em que o tratamento foi aplicado Fatores que não controla: Seleção; História; Mortalidade; Maturação.

17 Delineamento de Tipo VIII (Amostras temporais equivalentes) Curso de Metodologia da Pesquisa – Aula 4 Prof. Paulo Rosa Curso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS O 1 X O 2 X 0 O 3 X O 4 X 0 O 5 X O 6 X 0 O 7 X O 8 Fatores que não controla: Seleção; História; Mortalidade; Maturação. XoXo XXXXXoXo XoXo XoXo Valor da variável observada Tempo

18 Delineamento de tipo IX (Grupo de controle não equivalente ) Curso de Metodologia da Pesquisa – Aula 4 Prof. Paulo Rosa Curso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS O1O1 XO2O2 O3O3 O4O4 Este é o delineamento mais utilizado em pesquisas. Fatores que não controla: Testagem; Instrumentação.

19 Delineamento Tipo X (Delineamento contrabalançado) Curso de Metodologia da Pesquisa – Aula 4 Prof. Paulo Rosa Curso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS Tempo 1Tempo 2Tempo 3Tempo 4 Grupo AX 1 OX 2 OX 3 OX 4 O Grupo BX 2 OX 4 OX 1 OX 3 O Grupo CX 3 OX 1 OX 4 OX 2 O Grupos DX 4 OX 3 OX 2 OX 1 O Fatores que não controla: Seleção; Testagem; Interação.

20 Delineamento de tipo XI (Pré-teste e Pós-teste de amostras distintas) Curso de Metodologia da Pesquisa – Aula 4 Prof. Paulo Rosa C urso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS AO1(X) AXO2 Fatores que não controla: Seleção; História; Mortalidade; Maturação.

21 Delineamento de tipo XII (Grupo de controle com pré-teste e pós-teste de amostras distintas) Curso de Metodologia da Pesquisa – Aula 4 Prof. Paulo Rosa Curso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS AO1(X) AXO3 AO2 AO4 Fatores que não controla: Seleção; Maturação; Testagem; Interação.

22 Delineamento de tipo XIII (Séries temporais múltiplas) Curso de Metodologia da Pesquisa – Aula 4 Prof. Paulo Rosa Curso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS O1O1 O2O2 O3O3 O4O4 XO5O5 O6O6 O7O7 O8O8 O9O9 O 10 O 11 O 12 O 13 O 14 O 15 O 16 Fatores que não controla: Seleção; História; Mortalidade; Maturação.

23 Delineamento de tipo XIV (Delineamento de ciclo institucional periódico) Curso de Metodologia da Pesquisa – Aula 4 Prof. Paulo Rosa Curso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS XO1O1 O2O2 XO3O3 Fatores que não controla: Seleção; História; Mortalidade; Maturação; Testagem.

24 Uma nova proposta de design Curso de Metodologia da Pesquisa – Aula 4 Prof. Paulo Rosa Curso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS AX1X1 O1O1 AAAA X0X0 O2O3O2O3 Grupo linha de base: não passa por tratamento algum e tampouco interage com o conteúdo. Grupo tradicional: passa pelo ensino tradicional.

25 25Curso de Metodologia da Pesquisa – Aula 4 Prof. Paulo Rosa Curso de Mestrado em Ensino de Ciências - UFMS


Carregar ppt "Aula IV – Delineamentos de Pesquisa com intervenção Metodologia da Pesquisa em Ensino de Ciências I."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google