A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Retratos, olhares, recortes, imagens no tempo e espaço, parcialidades, devires, construção de sentidos sobre a(s) infância/infâncias, criança/crianças,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Retratos, olhares, recortes, imagens no tempo e espaço, parcialidades, devires, construção de sentidos sobre a(s) infância/infâncias, criança/crianças,"— Transcrição da apresentação:

1 Retratos, olhares, recortes, imagens no tempo e espaço, parcialidades, devires, construção de sentidos sobre a(s) infância/infâncias, criança/crianças, infantis, meninas e meninos... Atualizado em 26 de setembro de 2011

2 Á árvore dos sonhos Era um tempo diferente... com um cotidiano diferente. Elijah Wood e kevin Costner estrelam este filme repleto de emoção, do mesmo diretor de Tomates Verdes Fritos, contando a história de uma família muito unida e o inesquecível verão de 1970 no Mississippi. Com a ajuda dos amigos, Stu (Wood) e Lidia Simmons (Lexi Randall) decidem construir uma fantástica casa na árvore, um lugar cheio de sonhos e magia. Seu pai Stephen (Costner), um veterano do Vietnã recém chegado, tem igualmente a esperança de reconstruir sua vida e realizar os desejos de sua família. Co- estrelando Mare Winningham, A Árvore dos Sonhos irá cativar todos com seu humor, emoção e atuações brilhantes. Um filme que você não pode deixar de ver.

3 JARDIM SECCRETO No início do século XX, Mary Lennox (Kate Maberly) vivia na Índia com seus pais, que não lhe davam muita atenção. Porém um estouro de elefantes os mata e, seis meses depois, Mary desembarca em Liverpool, na Inglaterra, para viver com Lorde Archibald Craven (John Lynch), seu tio, na mansão Misselthwaite, uma construção feita de pedra, madeira e metal na qual existem segredos e antigas feridas. Mary estava assustada naquele solar com várias dezenas de quartos e era incrivelmente mimada, pois lhe desagradava a idéia de vestir suas roupas, já que na Índia isto era tarefa de suas aias. A mansão é administrada pela Sra. Medlock (Maggie Smith), uma rigorosa e fria governanta. Lorde Craven perdeu a mulher há dez anos e nunca mais conseguiu superar a tragédia. Para piorar Colin Craven (Heydon Prowse), seu filho, também sobre de extrema apatia, sempre recolhido no seu quarto. Mais uma vez negligenciada, Mary passa a explorar a propriedade e descobre um jardim abandonado. Entusiasmada com a descoberta, Mary decide restaurar o lugar com a ajuda do filho de um dos serviçais da casa, conquistando assim a atenção do primo doente. Juntos eles desafiam as regras da casa e o velho jardim se transforma em um lugar mágico, cheio de flores, surpresas e alegria. O jardim secreto é um lugar fantástico onde não existe tristeza e arrependimento, um lugar onde a força da amizade pode trazer de volta a beleza da vida.

4 ADEUS MENINOS França, inverno de Julien Quentin (Gaspard Manesse) é um garoto de 12 anos que frequenta o colégio Sr. Jean-de- la-Croix e enfrenta grandes dificuldades devido à Segunda Guerra Mundial. Lá ele se torna amigo de Jean Bonnett (Raphael Fejto), um introvertido colega de classe que Julien posteriormente descobre ser judeu. A tragédia chega à escola quando a Gestapo invade o local, prendendo Jean, outros dois alunos e ainda o padre responsável pelo colégio.

5 O SABOR DO GRÃO Lorenzo, professor recém-formado, vai ensinar num vilarejo rural da Itália e se vê envolvido em situações que clocarão em cheque questões essenciais acerca de sua identidade e de seus mais profundos sentimentos.

6 BEM-VINDO A CASA DE BONECAS 'Bem-vindo à Casa de Bonecas' é um retrato cáustico e cruel do isolamento social a que os indivíduos que não se encaixam nos padrões ditos 'normais' são submetidos, além de ser uma visão da típica família norte- americana dos anos 80.

7 A MELHOR MANEIRA DE ANDAR Verão de Marc e Philippe são monitores de uma colônia de férias na região de Auvergne. Marc e Philippe têm duas concepções diferentes da pedagogia - Marc, seguro de si, é viril e cuida dos garotos com disciplina. Já Philippe, fechado e sensível, tenta montar uma peça de teatro com o seu grupo. Um dia, Marc surpreende Philippe maquiado, em roupão de seda. Ele guarda o segredo, mas irá atormentar Philippe, que tenta ficar seu amigo. A relação ambígua se passa no ambiente animado de brincadeiras da colônia de férias.

8 BILLY ELLIOT Billy Elliot (Jamie Bell) é um garoto de 11 anos que vive numa pequena cidade da Inglaterra, onde o principal meio de sustento são as minas da cidade. Obrigado pelo pai a treinar boxe, Billy fica fascinado com a magia do balé, ao qual tem contato através de aulas de dança clássica que são realizadas na mesma academia onde pratica boxe. Incentivado pela professora de balé (Julie Walters), que vê em Billy um talento nato para a dança, ele resolve então pendurar as luvas de boxe e se dedicar de corpo e alma à dança, mesmo tendo que enfrentar a contrariedade de seu irmão e seu pai à sua nova atividade.

9 A CULPA É DO FIDEL Em 1970 Anna tem 9 anos, mora em Paris e leva uma vida regrada e tranquila, dividida entre a escola católica e a família. Até que a prisão e morte do seu tio espanhol, um comunista convicto, balança a família. Ao voltarem do Chile, logo após a eleição de Allende, os pais de Anna estão completamente diferentes - engajados politicamente, mudam para um apartamento menor, trocam constantemente de babás, recebem visitas inesperadas de amigos estranhos e barbudos. Assustada com essa nova realidade, Anna resiste à sua maneira. Aos poucos, porém, realiza uma nova compreensão do mundo.

10 NANNY MCPHEE E AS LIÇÕES MÁGICAS Conta a história de duas famílias, uma do campo e outra da cidade, que vêem o mundo balançar quando os pais saem para a guerra. Para ajudá- los, chega a babá McPhee, que para controlar o comportamento de sete crianças usa de seus poderes mágicos.

11 UMA PROVA DE AMOR A pequena Anna (Abigail Breslin) não é doente, mas bem que poderia estar. Por 13 anos, ela foi submetida a inúmeras consultas médicas, cirurgias e transfusões para que sua irmã mais velha, Kate (Sofia Vassilieva), pudesse, de alguma forma, lutar contra a leucemia que a atingiu ainda na infância. Anna foi concebida para que sua medula óssea prorrogasse os anos de vida de Kate, papel que ela nunca contestou. Até agora. Tal qual a maioria dos adolescentes, ela começa a questionar quem realmente é. Mas, ao contrário da maioria dos adolescentes, ela sempre teve sua vida definida de acordo com as necessidades da irmã. Então, Anna toma uma decisão que seria impensável para a maioria, uma atitude que abalará sua família e, talvez, tenha terríveis consequências para a irmã que ela tanto ama.

12 O FILHO DE RAMBOW Will Proudfoot (Bill Milner) está procurando escapar de sua desanimadora vida familiar quando conhece Lee Carter (Will Poulter), o valentão da escola. Com uma câmera de vídeo e uma cópia de Rambo – Programado Para Matar, Lee planeja fazer uma história filmando seu próprio épico de ação.

13 O SOM DO CORAÇÃO August Rush (Freddie Highmore) é resultado de um encontro casual entre um guitarrista e uma violoncelista. Crescido em orfanato e dotado de um dom musical impressionante, ele se apresenta nas ruas de Nova York ao lado do divertido Wizard (Robin Williams). Contando apenas com seu talento musical, August decide usá-lo para tentar reencontrar seus pais.

14 O PRESENTE Jason acabou de perder o avô bilionário que sempre odiou e estava certo de que não herdaria nada. Mas se enganou: "Red" Stevens (James Garner) deixou 12 tarefas para Jason, ao fim das quais ele será avaliado e, se merecer, terá direito ao que Red chama de "o maior de todos os presentes". Cada uma dessas tarefas tem o objetivo de promover alguma mudança em Jason, mas nenhuma terá tanta força quanto o encontro casual com a pequena Emily (Abigail Breslin).

15 EVIL – RAÍZES DO MAL Sinopse: Erik Ponti (Andreas Wilson) é um adolescente de 16 anos que tem uma vida em meio à violência. Acostumado a tratar todos com brutalidade, devido aos maus tratos de seu padastro, é expulso da escola onde estudava e transferido para Stjärnberg, um famoso colégio privado. Sabendo que pode ser sua última oportunidade, Erik tenta mudar seu estilo de vida e enfrentar as novas opressões que começam a sofrer na nova escola. Indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

16 OS MENINOS DA RUA PAULO Grande filmagem da obra de Ferenc Molnár, intitulada "Os Meninos da Rua Paulo". A história gira em torno de dois grupos de meninos das ruas de Budapeste que, em disputa pela "posse" de um terreno baldio, resolvem brincar de guerra, mas esta, mesmo simulada – e embora em proporções menores – tem o mesmo triste resultado de todas as guerras.

17 LEOLO Uma família assolada pela loucura. Um pai obcecado com a saúde dos intestinos da família, um irmão cujos exercícios de musculação mal conseguem esconder seu medo das pessoas, duas irmãs que passam cada vez mais tempo em uma enfermaria psiquiátrica, e um avô, o responsável pelo fracasso genético da família. Léolo, o personagem principal, é cada vez mais afundado nessa insanidade. Mas através da liberdade e da imaginação, consegue viver uma vida dentro de si mesmo. Uma obra-prima poética e um dos filmes mais emblemáticos da década de 90 Concorrente oficial em Cannes, Léolo foi saudado pela crítica estrangeira em 1992 como um dos filmes mais originais já realizados no Canadá. De fato, o diretor Jean-Claude Lauzon, pouco conhecido no mundo do cinema até então, havia criado uma obra de arte ao narrar a história de um menino e sua família num bairro pobre de Montreal. Como o livro que Léolo lê e os cadernos que ele escreve, o filme de Lauzon é um documento de cultura que, na linguagem forte da poesia, documenta a barbárie.

18 A FITA BRANCA Às vésperas da Primeira Guerra Mundial, estranhos eventos perturbam a calma de uma pequena cidade na Alemanha. Uma corda é colocada como armadilha para derrubar o cavalo do médico, um celeiro é incendiado, duas crianças são sequestradas e torturadas. Gradualmente, estes incidentes isolados tomam a forma de um sinistro ritual de punição, deixando a cidade em pânico. O professor do coro de crianças e jovens da escola local investiga os acontecimentos para encontrar o responsável, e aos poucos desvela a perturbadora verdade..

19 FANNY & ALEXANDER No início do século XX, após um alegre Natal na família Ekdahl, o pai de um casal de crianças vem a falecer. Deste momento em diante Alexander (Bertil Guve), o menino, passa a ver o fantasma do pai freqüentemente. Tempos depois Emilie (Ewa Fröling), sua mãe, casa-se com um extremamente rígido religioso e as crianças são obrigadas a deixar a casa da avó paterna, onde foram muito felizes, e passam a viver com a família do padrasto de hábitos severos, onde são tratados como prisioneiros. Na casa do padrasto o menino passa a ver o fantasma da primeira esposa dele e suas filhas, que haviam morrido tentando escapar dele. Decorrido algum tempo, a mãe se conscientiza da real personalidade do marido e de quanto seus filhos sofrem naquela casa, assim planeja um modo de tirá-los daquele lugar e levá-los de volta à casa da avó.

20 KES Um dos primeiros filmes da carreira do consagrado diretor Ken Loach, Kes conta a história de um menino que vive em bairro pobre da cidade que, violentado em casa e ridicularizado na escola, acha uma forma de abstrair de sua dura realidade treinando um falcão. Poética e singela obra de formação do cineasta que posteriormente realizou obras-primas como Terra e Liberdade e Pão e Rosas.

21 AS CHAVES DE CASA Paolo tem 15 anos e sofre de deficiências físicas e psicológicas provocadas pelo parto, que culminou com a morte de sua mãe. Criado pelos tios na Itália, Paolo precisa viajar anualmente até um hospital de Berlim para terapia de reabilitação. Seu pai, Gianni, aparece para acompanhá-lo pela primeira vez durante a viagem, numa tentativa de se aproximar do filho. Suas vidas se transformam quando eles encontram Nicole, uma mulher forte que se dedica de corpo e alma aos cuidados de sua filha deficiente...

22 UM HERÓI DO NOSSO TEMPO A África está sofrendo com uma seca terrível. Os judeus etíopes serão transportados para Israel. Um menino de 9 anos morre. Uma mãe etíope cristã obriga seu filho a tomar o lugar do menino e diz que ele é judeu para que se salve. Com apenas nove anos de idade, Salomão é um caldeirão humano de culturas e religiões: cristão negro nascido na Etiópia, vivendo num campo de refugiados no Sudão, para sobreviver, sua mãe o ensina a se fingir de judeu e assim entrar em Israel. Lá é adotado por uma família de judeus sefardins de origem francesa. Antes de completar dez anos, ele é obrigado a utilizar inúmeros recursos para sustentar sua dupla mentira – de que é judeu e órfão. Mas isto não é nada: neste novo país todos desperdiçam água, deixando que ela caia na cabeça num lugar chamando chuveiro; de uma caixa preta esquisita saem montes de imagens que, por mais que Salomão vigie, não consegue descobrir de onde vem e para onde vão! Além disto, as pessoas têm a louca mania de encher seus pratos com comida pelo menos três vezes por dia e de dormir em uns lugares estranhamente macios. E as perguntas? Um dia seu "irmão" quer saber de que esporte ele gosta mais: futebol ou basquete? Salomão está perdido, mas isto é só o começo. Conforme vai crescendo, se confronta com o amor e as dificuldades em seu caminho.

23 NINGUÉM PODE SABER Quatro irmãos mudam-se com sua mãe para um pequeno apartamento em Tóquio, sendo que todos têm pais diferentes. As crianças nunca foram à escola e apenas o filho mais velho entra caminhando normalmente no novo apartamento, com os outros chegando escondidos em malas. Ninguém pode ficar sabendo que mais de três pessoas vivem ali, sob o risco de serem expulsos. Tudo vai bem até que, um certo dia, a mãe (You) vai embora, deixando para o filho mais velho, Akira (Yuya Yagira), de 12 anos, um bilhete e um pouco de dinheiro. Começa então o duro processo de amadurecimento precoce de Akira.

24 OSAMA O filme "Osama" (2003), do diretor Siddiq Barmak, mostra que para ajudar sua família, composta apenas de mulheres, uma menina é obrigada a se parecer com um menino em pleno regime Talibã, pois as mulheres são impossibilitadas de trabalhar, além de outras leis como expor partes do corpo como o rosto, como a família perdeu os homens a solução da mãe é cortar o cabelo da menina e deixá-la parecida com um menino para conseguir sustento e impedir que sua família morra de fome, pois não tem a quem recorrer, uma cena marcante é quando a mãe ao cortar o cabelo de Osama, põe uma mecha em um vaso, acreditando que isso traga prosperidade e esperança a essas mulheres. O filme ganhou 14 prêmios: Bratislava International Film Festival (Menção Especial); British Film Institute Awards; Cannes Film Festival; Cinemanila International Film Festival (Melhor Atriz); Globo de Ouro; Golden Trailer Awards; Kerala International Film Festival; Miami Film Festival; Molodist International Film Festival (Melhor Filme e Melhor Atriz Jovem); Pusan International Film Festival; Valladolid International Film Festival, além de mais 6 nomeações.

25 OS INCOMPREENDIDOS Antoine Doinel (Jean-Pierre Léaud) é o filho negligenciado de Gilberte Doinel (Claire Maurier), que parece ter tempo para tudo menos o bem-estar da criança. Julien Doinel (Albert Rémy) não é o pai biológico, mas cria o menino como se fosse seu filho. Gilberte está tendo um caso e não se surpreende quando, por acaso, Julien fica sabendo que Antoine não está indo à aula, pois ela sabia que na hora do colégio o filho a tinha visto com seu amante. A situação se agrava quando Antoine, para justificar sua ausência no colégio, "mata" a mãe. Quando seus pais aparecem na escola, a verdade é descoberta e Julien o esbofeteia na frente de seus colegas. Após isto ele foge de casa e arruma um lugar para dormir. Paralelamente seus pais culpam um ao outro pelo comportamento dele, após lerem a carta na qual ele se despede. No outro dia Antoine vai à escola normalmente. Lá sua mãe o encontra e se mostra preocupada por ele ter passado a noite em uma gráfica. Ela alegremente o aceita de volta, mas os problemas não acabam. Antoine se desentende com um professor, que o acusa de plagiar Balzac. Como ele odeia a escola, sai de casa de novo e para viver é obrigado a fazer pequenos roubos.

26 A GUERRA DOS BOTÕES É o retorno às aulas. Como todos os anos, os estudantes de Longeverne, liderados por Lebrac, declaram guerra aos de Velrans. Numa dessas batalhas, Lebrac tem uma idéia brilhante: arrancar todos os botões e confiscar os cintos dos presos, para que sejam castigados pelos próprios pais... Um antídoto maravilhoso para nos aliviar das preocupações, com que o dia-a-dia nos depara. Convertido num clássico do cinema francês dos anos 60, A Guerra dos Botões é um filme inolvidável, onde infância rima com inocência. Estreado em França em Abril de 1962, o filme foi aplaudido por todo o país, batendo todos os recordes de bilheteria. Uma verdadeira maravilha! Um filme de Yves Robert inspirado no romance homônimo de Louis Pergaud, "Uma sátira formidável à guerra dos adultos"

27 FLOR DO DESERTO Baseado no best seller Desert Flower, é autobiografia da modelo somali Waris Dirie (Liya Kebede), circuncidada aos cinco anos e vendida para um casamento arranjado aos 13 anos. A garota fugiu, atravessando o deserto por dias até chegar a Mogadishu, capital da Somália, onde passou o resto da adolescência sem ser alfabetizada. Ao trabalhar em um restaurante fast food, foi descoberta pelo fotógrafo Terry Donaldson que a levou para os Estados Unidos, onde se tornou uma modelo mundialmente conhecida, além de ser embaixadora da ONU no combate à mutilação genital feminina.

28 SOBREVIVENDO COM LOBOS 1942, Bruxelas. A menina Misha, de sete anos de idade, começa uma viagem desesperada para escapar dos nazistas e encontrar seus pais. Sozinha, traumatizada, terrivelmente vulnerável, sua salvação chaga de forma de uma família de lobos, que a adota. Um amor único e poderoso se desenvolve gradualmente entre a menina e seus protetores. Misha passa por muitos episódios - alguns trágicos, alguns engraçados - mas todos intensamente comoventes. Os lobos vão ajudar a menina a sobreviver e dar-lhe forças para continuar sua missão.

29 AS MELHORES COISAS DO MUNDO As Melhores Coisas do Mundo (2010), seu terceiro longa-metragem, foge mais uma vez do "Brasil para exportação" ao falar dos adolescentes da classe média. E não se engane: apesar do cenário principal ser um colégio paulistano e as ruas da cidade aparecerem bastante também, a trama podia se passar em qualquer lugar, do Rio de Janeiro a Nova York ou Tóquio, com poucas modificações, pois fala de pessoas e não situações. O personagem principal é Mano (Francisco Miguez), um adolescente de 15 anos que está enfrentando todos os problemas que vêm com a idade - a cobrança dos amigos para perder a virgindade, a busca por um lugar na sociedade, a paixão não correspondida, etc. - e ainda o bônus que é ver seus pais (Denise Fraga e Zé Carlos Machado) se separarem. Seus melhores amigos são Carol (Gabriela Rocha) e Deco (Gabriel Ilanes). E seu confidente, o professor de violão Marcelo (Paulo Vilhena

30 O GAROTO SELVAGEM Cantão de São Sernin, França, Três caçadores acham uma criança selvagem, que possui 11 ou 12 anos. Ele é apelidado de Selvagem de Aveyron (Jean-Pierre Cargol), sendo que se alimenta de grãos e raízes, não anda como um bípede nem fala, lê ou escreve. O professor Jean Itard (François Truffaut) se interessa pelo menino, que é levado a Paris para determinar seu grau de inteligência e ver como se comporta a mentalidade de um menino que desde cedo foi privado da educação, por não conviver com ninguém da espécie. Itard começa a educá-lo. Todos pensam que ele vai fracassar, mas com amor e paciência aos poucos obtém resultados

31 A menina e o país das maravilhas Um fantástico filme, onde a realidade e os sonhos se encontram. Phoebe (Elle Fanning), é uma menina rejeitada pelos seus colegas de classe, que deseja mais do que tudo participar da peça de teatro da escola, Alice no País das Maravilhas. Com o estress do dia a dia, o comportamento de Phoebe piora cada vez mais criando uma forte pressão em seus pais Hillary (Felicity Huffman) e Peter (Bill Pullman). Ambos tentam compreender e ajudar a filha. Mas Phoebe se esconde em suas fantasias, confundindo realidade com sonho. A menina terá que encarar um duro, doloroso e emocionante processo, passando pela incrível transformação, com a de uma lagarta que se torna uma bela borboleta.

32 A LÍNGUA DAS MARIPOSAS O mundo do pequeno Moncho estava se transformando: começando na escola, vivia em tempo de fazer amigos e descobrir novas coisas, até o início da Guerra Civil Espanhola, quando ele reconhecerá a dura realidade de seu país. Rebeldes fascistas abrem fogo contra o regime republicano e o povo se divide. O pai e o professor do menino são republicanos, mas os rebeldes ganham força, virando a vida do garoto de pernas para o ar.

33 PRO DIA NASCER FELIZ Definido pelo próprio diretor como "um diário de observação da vida do adolescente no Brasil em seis escolas", Pro Dia Nascer Feliz flagra o dia-a-dia e adentra a subjetividade de alunas e professores de Pernambuco, São Paulo e Rio de Janeiro. As entrevistas são intercaladas com seqüências de observação do ambiente das escolas - meio, por sinal, bem pouco freqüentado pelo documentário. Sem exercer interferência direta, a câmera flagra salas de aula, esquadrinha corredores, pátios e banheiros, testemunha uma reunião de conselho de classe (onde os professores decidem o destino curricular dos alunos "difíceis") e momentos de relativa intimidade pessoal.

34 Ser e ter

35 A cidade das crianças

36 FILHOS DO PARAÍSO

37 UM DOCE OLHAR

38 MACHUCA

39 VERMELHO COMO O CÉU

40 O PEQUENO NICOLAU

41 O BALÃO BRANCO

42 QUANDO TUDO COMEÇA O filme traz a história de Daniel Lefebvre, professor e diretor de uma escola pública da pequena cidade de Hernaing, na França, em A cidade sofre com o fechamento das minas de carvão e enfrenta uma taxa alarmante de 34% de desemprego. Os professores são aconselhados a não se envolver com os problemas crônicos da comunidade, mas é impossível para Daniel permanecer imune à miséria, à falta de assistentes sociais, à indiferença do governo e aos sérios problemas domésticos que suas crianças enfrentam. O diretor de Quando Tudo Começa, Bertrand Tavernier (1941), faz parte da leva de cineastas europeus comprometidos em realizar filmes políticos e sociais, que denuncia com sensibilidade e estimula a reflexão sobre os problemas impostos pelo sistema capitalista na atualidade. No filme, o diretor focaliza os efeitos das chamadas políticas neoliberais implantadas na Europa a partir da década de 1980 sobre a população pobre que frequenta a escola daquela cidade francesa. O filme foi eleito o melhor na votação do público no Festival de San Sebastian de De dentro da escola se move entre documentário e ficção, fazendo o público vivenciar os problemas enfrentados pelos professores que a todo o momento se indagam sobre o papel da escola em um contexto de perdas dos direitos sociais, assim como se vêem cada vez mais tensionados ao desempenhar a profissão de professor. É o que se depreende de um diálogo entre uma professora mais antiga na escola e Daniel, reproduzido por Paixão (2003) : Há vinte anos eu tinha 45 alunos. Não nos queixávamos. Tinha 45 alunos, heim! Havia disciplina. As crianças eram pontuais e estavam sempre limpas. O que não significa que não houvesse pobreza. Hoje em dia é diferente. Tenho 30 alunos e não dou conta. Eles não só chegam atrasados, como vêm sujos. Os pais estão frequentemente em situação de desespero. São poucos os que trabalham. As crianças nem sabem mais o que é uma profissão. E pode-se dizer que só tem a mim com quem falar. [...] Se eu lhes mostrasse as crianças, o estado em que se encontram! Tão pequenas e tão frágeis. As mães não cuidam mais dos seus filhos como antes. É como se elas quisessem se livrar delas. Elas levam as crianças à escola mesmo com 40 graus de febre. Passam o dia diante da TV. À noite fazem o mesmo com eles para ficarem tranquilos. Até durante o jantar. Resultado: temos de lhes ensinar tudo! Até a dar bom-dia. Tem mais. Alguns nem sabem que podemos conversar com alguém. As palavras servem para dizer: tenho fome, tenho frio, tenho sede. É a sobrevivência.(1) Mesmo se passando em um contexto diferenciado do Brasil, não se pode deixar de identificar nesse depoimento da professora semelhanças com o cenário em que se encontra hoje a escola pública no Brasil e com as dificuldades do trabalho do professor. Mas, muito além da denúncia, o filme também conclama à ação quando, pela indignação do professor Daniel, se apresenta como um vigoroso protesto contra as políticas sociais implantadas na França, em plena vigência do neoliberalismo. Tal como naquela época, faz-se necessário hoje a ação política em torno dos problemas da escola pública, agravados pela profunda crise econômica e social do capitalismo, do sistema imperialista.

43 NENHUM A MENOS No interior da China comunista, uma garota de 13 anos, fica com a obrigação de cuidar dos alunos de uma escola primária muito pobre. Prometem uma recompensa se ela não perder nenhum deles. Leva isso à sério, de tal forma que quando um se perde na cidade grande, vai atrás dele, movimentando até a tevê.

44 A VOZ DO CORAÇÃO Um professor de música vai trabalhar numa rígida instituição de reeducação de jovens meninos. Com paciência, ele tenta melhorar suas vidas através da música. No entanto, ele terá que lutar para manter o coral dos meninos na ativa.

45 ANJOS DO SOL Maria (Fernanda Carvalho) é uma jovem de 12 anos, que mora no interior do nordeste brasileiro. No verão de 2002 ela é vendida por sua família a um recrutador de prostitutas. Após ser comprada em um leilão de meninas virgens, Maria é enviada a um prostíbulo localizado perto de um garimpo, na floresta amazônica. Após meses sofrendo abusos, ela consegue fugir e passa a cruzar o Brasil através de viagens de caminhão. Mas ao chegar no Rio de Janeiro a prostituição volta a cruzar seu caminho.

46 A COR DO PARAÍSO (Ranghe Khoda) Este é um dos mais bonitos e emocionantes filmes dos últimos tempos. Uma produção iraniana que recebeu muitos prêmios mundo afora. A Cor do Paraíso narra a comovente história de Mohammad, um menino cego que mora numa escola para deficientes visuais e que, nas férias, volta para seu vilarejo nas montanhas, onde convive com as irmãs e sua adorada avó. O pai, que é viúvo, se prepara para casar novamente. Mohammad é um garoto muito vivo, que tem uma enorme sensibilidade. Seu jeito simples de "ver o mundo" é uma lição de vida. Dirigido por Majid Majidi, o mesmo do consagrado Filhos do Paraíso.

47 O MENINO DO PIJAMA LISTRADO Durante a segunda guerra mundial, uma família alemã se muda de berlim para auschwitz, quando o patriarca é ordenado a trabalhar em um campo de concentração. Assim, bruno, um garoto de 8 anos e filho do oficial, começa uma linda amizade com um menino judeu da mesma idade. O filme mostra o modo como o preconceito, o ódio e a violência afetam pessoas inocentes, especialmente as crianças.

48 O CONTADOR DE HISTÓRIAS Aos 6 anos de idade, Roberto Carlos Ramos é deixado em uma entidade assistencial por sua mãe, que tem a esperança de estar lhe proporcionando melhores condições de vida. Aos 13, porém, Roberto continua analfabeto, tem mais de 100 fugas e várias infrações no currículo e é considerado "irrecuperável". Mas o encontro com uma pedagoga mudará para sempre sua vida.

49 O PEQUENO ITALIANO Vanya é um garoto de seis anos que mora em orfanato russo. Após a visita de um casal de italianos que resolve adotá-lo, ele ganha dos demais órfãos o apelido de o pequeno italiano. Enquanto espera os dois meses necessários para se juntar a sua nova família, a vida de Vanya muda completamente. casal

50 VOZES INOCENTES Anos 80. Chava (Carlos Padilla) é um garoto de 11 anos que, após seu pai abandonar a família em meio à guerra civil de El Salvador, se torna o "homem da casa". Por causa da guerra as forças armadas do governo recrutam garotos de 12 anos, retirando-os das salas de aula. Chava ainda tem um ano até ser também recrutado, sendo que neste período precisa conseguir um emprego para ajudar sua mãe (Leonor Varela) a pagar as contas e também escapar da violência diária causada pela guerra civil.

51 CRIANÇAS INVISÍVEIS Uma união de 8 cineastas de diversos países para dirigir 7 histórias retratadas em seu país de origem. Em comum entre elas apenas o fato de os protagonistas serem crianças. E mais, crianças que normalmente não são notadas em um mundo onde poucas pessoas se preocupam com o que não lhes diz respeito diretamente.protagonistas Ótima idéia. Eu sou o primeiro a apoiar esse tipo de destruição de fronteiras. E os nomes envolvidos são fortes. Saca só os diretores: os mais famosos são Spike Lee, representando os EUA, Ridley Scott (em parceria com sua filha Jordan) retratando o Reino Unido, e John Woo falando da China. Além deles também temos aqui Stefano Veneruso (Itália), Mehdi Charef (África), Emir Kusturica (Sérvia- Montenegro) e nossa conterrânea Kátia Lund filmando o Brasil. diretoresSpike LeeRidley Scottfilha

52 O CÁRCERE E A RUA A INVENÇÃO DA INFÂNCIA Corajoso e emocionante, O Cárcere e a Rua narra a história de três mulheres marcadas pelo destino. Cláudia é a presidiária mais antiga e respeitada da Penitenciária Madre Pelletier, em Porto Alegre. A que dá ordens e protege. Protege, por exemplo, a jovem Daniela, que corre risco de vida por ser acusada de ter matado o próprio filho. Mas Cláudia, assim como Betânia, deve deixar a penitenciária em breve. Daniela terá que se defender sozinha. Cláudia sai em busca do filho. Betânia sente a tentação de deixar de lado do regime semi-aberto para viver a liberdade em companhia de um novo amor. Inclui o média-metragem A Invenção da Infância, vencedor de 19 prêmios. De forma contundente, mostra como a infância está sendo ameaçada pelas demandas do mundo contemporâneo. Definitivamente, ser criança não significa ter infância.

53 INFÂNCIA ROUBADA Uma noite, após sair ganhador de uma sangrenta briga de bar, Tsotsi (Presley Chweneyagae) rouba um carro. Enquanto acelera pela noite ele ouve um barulho no banco de trás e acaba sofrendo um acidente. Na traseira do carro descobre um bebê. Sem saber o que fazer, leva-o para o gueto de Johanesburgo em que vive. Lá convencerá a jovem mãe Miriam (Terry Pheto) a cuidar de "seu filho", numa relação que logo provocará mais confrontossair ganhadorsangrenta brigaroubaEnquantoacelera noiteouvebarulho bancoacaba sofrendocarrodescobresaberguetoconvencerájovem Miriam cuidarnuma relaçãologoprovocará

54 A INFÂNCIA DE IVAN A Infância de Ivan, é o primeiro filme do visionário realizador russo, Andrei Tarkovsky. Um filme com um forte impacto emocional e visual, um portento dos muitos temas que Andrei Tarkovsky desenvolverá ao longo da sua lendária carreira. Ivan é um rapaz de 12 anos de idade que vagueia pelas terras russas, fronteiriças com a Alemanha, destruídas pela Segunda Guerra Mundial. Entre os sonhos arrebatados com a sua família ausente e uma realidade composta por crostas de lama e sangue, ficamos a saber que o seu pai, mãe e irmã tinham sido mortos pelos alemães e que desde então Ivan tinha ingressado nos Serviços Secretos do Exército Russo. Apesar de chocante, a sede de sangue e vingança é contra-balançada com a inocência dos seus sonhos e memórias e com a sua lírica ligação à terra, criando imagens de uma infância perdida e de um triste futuro. Protegido e amado pela sua família ocasional, os austeros oficiais russos, Ivan consegue permanecer no exército e acaba por ser colocado noutra missão, que o leva directamente para as linhas de fogo.

55 O senhor das moscas Através das "interpretações expressivas e competentes" (Peter Travers, Rollins Stone) de seu jovem elenco, esta impressionante aventura explora os recantos obscuros e sombrios da mente humana, contando a história de um grupo de adolescentes que é arremessado em um mundo imenso, no qual lei e confiabilidade são governadas pela necessidade de sobrevivência. Após a queda de um avião em pleno mar, um grupo de cadetes militares americanos se vê isolado em uma ilha deserta. Percebendo que as chances de resgate são mínimas, os jovens se aproximam pelo medo e desespero. Mas à medida que vão tomando conta da paradisíaca ilha, a competição e a disputa pelo poder começam a dividí-los em dois grupos. Ralph (Balthazar Getty) lidera um grupo e prega a engenhosidade civilizada e a cooperação, mas Jack (Chris Furrh) não quer saber de nada disso e constrói uma facção de caçadores impiedosos, que acabam por entrar em guerra com Ralph. Essa poderosa mudança de consciência transforma garotos normais em assassinos primitivos, iniciando uma batalha devastadora do bem contra o mal e trazendo à baila a perturbadora metáfora do selvagem que há dentro de todos nós.


Carregar ppt "Retratos, olhares, recortes, imagens no tempo e espaço, parcialidades, devires, construção de sentidos sobre a(s) infância/infâncias, criança/crianças,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google