A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Analisando 4 dimensões Oferta Intensidade de Uso Qualidade Custo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Analisando 4 dimensões Oferta Intensidade de Uso Qualidade Custo."— Transcrição da apresentação:

1 Analisando 4 dimensões Oferta Intensidade de Uso Qualidade Custo

2 O IDT-FIESP NÃO MEDE OPINIÃO Blá

3 0 100

4 50 maiores RM 46% 58% População PIB

5 IndicadorRodoviaFerrovia Hidrovia / Porto AeroportoLogísticaTotal Oferta Qualidade21126 Intensidade de Uso 11 Preço de Frete1124 Total Os 18 indicadores têm medições consistentes, no período , no Brasil e no mundo. Indicadores

6 IndicadorDescriçãoFonte 1km rodovias por habitantesDNIT/FGV 2Porcentagem da população com acesso ao aeroporto principal com raio de até 80 km IBGE/FGV/ INFRAERO 3Número médio de pousos e decolagens por horaINFRAERO/ ANAC 4km de ferrovias por habitantesDNIT/FGV 5Km de hidrovias por habitantesDNIT/FGV 6Distância do centro da RM ao porto internacional mais próximo Google Earth/FGV 7Número de conexões intermodais por habitantesDNIT/FGV 8Número de óbitos nas rodovias por habitantesMinistério da Saúde / IBGE 9Porcentagem de rodovias pavimentadasDNIT Fontes dos 18 indicadores - Brasil Indicadores

7 IndicadorDescriçãoFonte 10Porcentagem de partidas em atrasoInfraero / ANAC 11Tempo de liberação de cargas em aeroportosInfraero 12Número de acidentes em ferrovias por milhões de km. trem ANTT 13Porcentagem de conteinerização da carga geralAliceweb / ANTAQ 14Milhões de TKU de carga, transportados em ferrovia por km de linha ANTT 15Custo médio de exportação de um contêiner de 20 pés nos portos World Bank 16Frete Rodoviário em US$ por 1000 toneladas. km Sifreca/ Esalq / FGV 17Frete Ferroviário em US$ por 1000 TKUANTT 18Frete hidroviário em US$ por 1000 TKUIlos - FGV Fontes dos 18 indicadores - Brasil Indicadores

8 IndicadorDescriçãoFonte 1km rodovias por habitantesUS Chamber/ Eurostat 2Porcentagem da população com acesso ao aeroporto principal com raio de até 80 km US Chamber 3Número médio de pousos e decolagens por horaAiport Council International 4km de ferrovias por habitantesUS Chamber / Eurostat 5Km de hidrovias por habitantesUS Chamber / Eurostat 6Distância do centro da RM ao porto internacional mais próximo Google Earth/FGV 7Número de conexões intermodais por habitantesUS Chamber 8Número de óbitos nas rodovias por habitantesWHO / OECD / Eurostat 9Porcentagem de rodovias pavimentadasWorld Bank Fontes dos 18 indicadores - Mundo Indicadores

9 IndicadorDescriçãoFonte 10Porcentagem de partidas sem atrasoUS Chamber 11Tempo de liberação de cargas em aeroportos Infraero / FGV / FIRJAN 12Número de acidentes em ferrovias por milhões de km. trem US Chmaber / Transportation Safety Board of Canada 13Porcentagem de conteinerização da carga geral Website dos portos de Hamburgo, Antuérpia, Roterdam e Marselha 14Milhões de TKU de carga, transportados em ferrovia por km de linha US Chamber/ Railway Association of Canada 15Custo médio de exportação de um contêiner de 20 pés nos portos World Bank 16Frete Rodoviário em US$ por 1000 toneladas. km Eurostat 17Frete Ferroviário em US$ por 1000 TKUIlos / FGV 18Frete hidroviário em US$ por 1000 TKUUS Chamber Fontes dos 18 indicadores - Mundo Indicadores

10 Resultado Brasileiro: 53% Quantifica quilometros de rodovias por habitantes em 50 maiores RM. Elaborado a partir da mensuração dos mapas georreferenciados disponibilizados pelo DNIT. Considera rodovias federais, estaduais e municipais Indica a oferta de rodovias. ComparaçãoOferta em 2010 Benchmark Internacional4,78 km rodovias / hab Brasil2,53 km rodovias / hab Indicadores de Oferta 1. km Rodovias por Habitantes

11 Evolução do Índice Brasil Benchmark internacional Indicadores de Oferta 1. km Rodovias por Habitantes Benchmark internacional

12 Percentual da população em 50 maiores RM que reside até 80km de distantância do principal aeroporto. Elaborado a partir dos dados de população do IBGE e de distância do Google Earth. Indica a oferta de aeroportos. ComparaçãoOferta em 2010 Benchmark Internacional98,5% Brasil92% Resultado Brasileiro: 94% Indicadores de Oferta 2. Porcentagem da População com acesso ao Aeroporto Principal com Raio de até 80 km

13 Indicadores de Oferta Benchmark internacional 2. Porcentagem da População com acesso ao Aeroporto Principal com Raio de até 80 km

14 Número médio nacional de pousos e decolagens por hora Considerados apenas os aeroportos da INFRAERO Indica a capacidade operacional do aeroporto. ComparaçãoOferta em 2010 Benchmark Internacional88 Brasil38 Resultado Brasileiro: 43% Indicadores de Oferta 3. Número Médio de Pousos e Decolagens por Hora

15 3. Número Médio de Pousos e Decolagens por Hora Indicadores de Oferta Benchmark internacional

16 ComparaçãoOferta em 2010 Benchmark Internacional3,67 km / hab Brasil0,61 km / hab Quantidade de quilometros de ferrovias em 50 maiores RM a cada habitantes. Mensuração dos mapas georreferenciados disponibilizados pelo DNIT. Considera ferrovias públicas e concessionadas Indica a oferta de ferrovias. Resultado Brasileiro: 17% Indicadores de Oferta 4. km de Ferrovias por Habitantes

17 Indicadores de Oferta Benchmark internacional

18 Quantidade de quilometros de hidrovias a cada habitantes. Mensuração dos mapas georreferenciados disponibilizados pelo DNIT. Considera hidrovias navegáveis Indica a oferta de hidrovias navegáveis. ComparaçãoOferta em 2010 Benchmark Internacional1,91 km / hab Brasil0,50 km / hab Resultado Brasileiro: 26% Indicadores de Oferta 5. km de Hidrovias por habitantes

19 Indicadores de Oferta Benchmark internacional

20 Distância entre os centros dos municipios das RMs ao porto mais próximo, ponderado pelo PIB de cada município. Indica a oferta de portos. ComparaçãoOferta em 2010 Benchmark Internacional31,5 km Brasil31,5 km Resultado Brasileiro: 100% Indicadores de Oferta 6. Distância da RM ao Porto Internacional mais próximo

21 6. Distância da RM ao Porto Internacional mais próximo Indicadores de Oferta Benchmark internacional

22 Quantidade de interconexões modais a cada habitantes. Mensuração dos mapas georreferenciados disponibilizados pelo DNIT. Indica a conexão entre os modais ComparaçãoOferta em 2010 Benchmark Internacional0,098 / hab Brasil0,02 / hab Resultado Brasileiro: 23% Indicadores de Oferta 7. Número de Conexões Intermodais por Habitantes

23 7. Número de Conexões Intermodais por Habitantes Indicadores de Oferta Benchmark internacional

24 Número de fatalidades a cada habitantes. Considera rodovias federais, estaduais e municipais Quanto menor o índice, pior para o país. Indica a segurança nas rodovias. ComparaçãoQualidade em 2010 Benchmark Internacional0,6 óbitos / hab Brasil2 óbitos / hab Resultado Brasileiro: 30% Indicadores de Qualidade de Serviço 8. Número de óbitos nas Rodovias por habitantes

25 8. Número de óbitos nas Rodovias por habitantes Indicadores de Qualidade de Serviço Benchmark internacional

26 Quantidade de estradas pavimentadas em relação ao total nacional. Mensuração dos mapas georreferenciados disponibilizados pelo DNIT. Indica a qualidade das rodovias. ComparaçãoQualidade em 2010 Benchmark Internacional100% Brasil19% Resultado Brasileiro: 19% Indicadores de Qualidade de Serviço 9. Porcentagem de Rodovias Pavimentadas

27 9. Porcentagem de Rodovias Pavimentadas Indicadores de Qualidade de Serviço Benchmark internacional

28 Percentual de partidas sem atraso. O dado da INFRAERO considera como atraso o encerramento do embarque após 30 minutos do horário do voo. Considerados apenas os aeroportos da INFRAERO Indica a qualidade nos serviços dos aeroportos. ComparaçãoQualidade em 2010 Benchmark Internacional96% partidas sem atraso Brasil81% partidas sem atraso Resultado Brasileiro: 85% Indicadores de Qualidade de Serviço 10. Porcentagem de Partidas sem Atraso

29 10. Porcentagem de Partidas sem Atraso Indicadores de Qualidade de Serviço Benchmark internacional

30 Número de horas necessárias para a liberação de cargas nos aeroportos Considerados apenas os aeroportos da INFRAERO Indica a eficiência no desembaraço de cargas ComparaçãoQualidade em 2010 Benchmark Internacional324 minutos Brasil3.714 minutos Resultado Brasileiro: 9% Indicadores de Qualidade de Serviço 11. Tempo de Liberação de Cargas em Aeroportos

31 11. Tempo de Liberação de Cargas em Aeroportos Indicadores de Qualidade de Serviço Benchmark internacional

32 Número de acidentes de acordo com a malha ferroviária e o número de trens. Considera ferrovias públicas e concessionadas Indica a segurança nas ferrovias. ComparaçãoQualidade em 2010 Benchmark Internacional1,44 Brasil8 Resultado Brasileiro: 17% Indicadores de Qualidade de Serviço 12. Número de Acidentes em Ferrovias por Milhões de km.trem

33 12. Número de Acidentes em Ferrovias por Milhões de km.trem Indicadores de Qualidade de Serviço Benchmark internacional

34 Indica o percentual de conteineirazação da carga geral (carga total, exceto granel sólido e líquido). Indica a eficiência portuária ComparaçãoQualidade em 2010 Benchmark Internacional97 Brasil68 Resultado Brasileiro: 70% Indicadores de Qualidade de Serviço 13. Porcentagem de Conteinerização da Carga Geral

35 13. Porcentagem de Conteinerização da Carga Geral Indicadores de Qualidade de Serviço Benchmark internacional

36 Quantidade de carga transportada por km na ferrovia Indica utilização das ferrovias ComparaçãoUso em 2010 Benchmark Internacional9,99 Brasil9,99 Resultado Brasileiro: 100% Indicadores de Intensidade de Uso 14. Milhões de TKU de carga, transportados em ferrovia por km de linha

37 Indicadores de Intensidade de Uso Benchmark internacional

38 Razão entre o custo de levar um contêiner da cidade mais populosa da RM até sua exportação Indica o Custo de Exportar um Contêiner ComparaçãoFrete em 2010 Benchmark InternacionalUS$ 621 BrasilUS$ Resultado Brasileiro: 35% Indicadores de Preço de Frete 15. Custo Médio de Exportação de um Contêiner de 20 pés nos Portos

39 15. Custo Médio de Exportação de um Contêiner de 20 pés nos Portos Indicadores de Preço de Frete Benchmark internacional

40 Mede o custo de transporte por mil tonelada-km transportada em rodovia Indica o preço do frete rodoviário ComparaçãoFrete em 2010 Benchmark InternacionalUS$ 14,00 BrasilUS$ 51,75 Resultado Brasileiro: 27% Indicadores de Preço de Frete 16. Frete Rodoviário em US$ por 1000 toneladas.km

41 16. Frete Rodoviário em US$ por 1000 toneladas.km Indicadores de Preço de Frete Benchmark internacional

42 Custo de transporte por mil tonelada-km útil transportada em ferrovia Indica o preço do frete ferroviário ComparaçãoFrete em 2010 Benchmark InternacionalUS$ 4,76 BrasilUS$ 74,67 Resultado Brasileiro: 6% Indicadores de Preço de Frete 17. Frete Ferroviário em US$ por 1000 TKU

43 17. Frete Ferroviário em US$ por 1000 TKU Indicadores de Preço de Frete Benchmark internacional

44 Custo de transporte por mil tonelada-km útil transportada em hidrovia navegável (US$/mil TKU) Indica o preço do frete hidroviário ComparaçãoPreço do Frete Benchmark InternacionalUS$ 7,00 por mil TKU BrasilUS$ 47,25 por mil TKU Resultado Brasileiro: 15% Indicadores de Preço de Frete 18. Frete Hidroviário em US$ por 1000 TKU

45 18. Frete Hidroviário em US$ por 1000 TKU Indicadores de Preço de Frete Benchmark internacional

46 Os 18 indicadores (oferta, qualidade, intensidade de uso e preço de frete) são agrupados por categoria de uso, calculando-se a média aritmética, para formar os índices setoriais de rodovias, ferrovias, hidrovias, portos, e aeroportos. Cálculo dos Índices Setoriais

47 Índice Setorial de Rodovias (2010) Cálculo dos Índices Setoriais

48 Índice Setorial de Ferrovia (2010) Cálculo dos Índices Setoriais

49 Índice Setorial de Hidrovias (2010) Cálculo dos Índices Setoriais

50 Índice Setorial de Portos (2010) Cálculo dos Índices Setoriais

51 Índice Setorial de Aeroportos (2010) Cálculo dos Índices Setoriais

52 O IDT-FIESP em 2010 foi calculado considerando-se o valor de cada índice setorial, ponderado por seus respectivos pesos conforme a matriz de utilização de transporte do Brasil. Fonte: FGV, Matriz de Utilização de Transporte no Brasil (2010) Cálculo do IDT-FIESP

53 A soma dos índices setoriais ponderados pela participação na matriz de transportes do país compõem o IDT-FIESP. IDT-FIESP 2010: 33% Cálculo do IDT-FIESP

54 Benchmark internacional IDT-FIESP Evolução do IDT - FIESP– 2000 a 2010

55 Defasagem do Brasil 67% Conclusão

56 O Brasil precisa triplicar Conclusão

57 Equipe: Carlos A. Cavalcanti – FIESP Roberto Moussallem – FIESP Carolina Lembo – FIESP Renata Moura Sena – FIESP Lucas Ferraz – Professor FGV Emerson Marçal – Professor FGV Rodolfo Cabral – Economista FGV Renan Pieri – Economista FGV Giovana Carvalho – Graduanda FGV IDT-FIESP

58


Carregar ppt "Analisando 4 dimensões Oferta Intensidade de Uso Qualidade Custo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google