A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O DESAFIO DA IGREJA GERAR A UNIDADE. EFÉSIOS 3: 10 - 12 Para que, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus se torne conhecida, agora, dos principados.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O DESAFIO DA IGREJA GERAR A UNIDADE. EFÉSIOS 3: 10 - 12 Para que, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus se torne conhecida, agora, dos principados."— Transcrição da apresentação:

1 O DESAFIO DA IGREJA GERAR A UNIDADE

2 EFÉSIOS 3: Para que, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus se torne conhecida, agora, dos principados e potestades nos lugares celestiais, segundo o eterno propósito que estabeleceu em Cristo Jesus, nosso Senhor, pelo qual temos ousadia e acesso com confiança, mediante a fé nele.Para que, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus se torne conhecida, agora, dos principados e potestades nos lugares celestiais, segundo o eterno propósito que estabeleceu em Cristo Jesus, nosso Senhor, pelo qual temos ousadia e acesso com confiança, mediante a fé nele.

3 Não somos como duas metades Pois a metade não volta a ser Unidade Mas somos um, Homogêneos, Fundidos e Indivisíveis. Não somos como duas metades Pois a metade não volta a ser Unidade Mas somos um, Homogêneos, Fundidos e Indivisíveis. Débora Almeida

4 A OBRA DA CRUZ FOI COMPLETA Ef 2: Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos fez um; e, tendo derribado a parede da separação que estava no meio, a inimizade, aboliu, na sua carne, a lei dos mandamentos na forma de ordenanças, para que dos dois criasse, em si mesmo, um novo homem, fazendo a paz, e reconciliasse ambos em um só corpo com Deus, por intermédio da cruz, destruindo por ela a inimizade.Ef 2: Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos fez um; e, tendo derribado a parede da separação que estava no meio, a inimizade, aboliu, na sua carne, a lei dos mandamentos na forma de ordenanças, para que dos dois criasse, em si mesmo, um novo homem, fazendo a paz, e reconciliasse ambos em um só corpo com Deus, por intermédio da cruz, destruindo por ela a inimizade.

5 O DESEJO DE DEUS a fim de que sejam aperfeiçoados na unidadeJo 17: Eu lhes tenho transmitido a glória que me tens dado, para que sejam um, como nós o somos; eu neles, e tu em mim, a fim de que sejam aperfeiçoados na unidade, para que o mundo conheça que tu me enviaste e os amaste, como também amaste a mim.

6 Jesus orou pela unidade Jo 17: Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um

7 O eu separa! Is 14: E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, e, acima das estrelas de Deus, exaltarei o meu trono, e, no monte da congregação, me assentarei, da banda dos lodos do norte. Subirei acima das altas nuvens e serei semelhante ao altíssimo.

8 UNIÃO E UNIDADE UNIÃO É Carnal. (terrena) È acordo entre duas ou mais pessoas. Escolhe as pessoas com objetivos comuns. Pode existir tanto p/ o bem quanto p/ o mal. Evolui até atingir o clímax. UNIDADE È espiritual (celestial) Tem a presença do Espírito Santo. Não escolhe participantes. O alvo é Jesus. Desenvolve bons sentimentos de Amor. È progressiva e eterna.

9 UNIÃO E UNIDADE UNIÃO Faz a força tanto p/ o bem quanto p/ o mal. É dissolúvel. È centralizada no Homem. Está sempre preparada p/ guerra. Expulsa os que não estão de acordo. UNIDADE Cresce em amor e conhecimento. É indissolúvel. È centralizada em Cristo. É pacífica. Convence o rebelde a reconhecer seu erro.

10 UNIÃO E UNIDADE UNIÃO Não admite traição. Espera o sim da maioria. Morde e assopra. O lema é confiar desconfiando. Cada um por si e Deus por todos. UNIDADE Perdoa e oferece segunda chance. Espera a direção de Deus. Não tem segundas intenções. Há confiança. Sofre com quem sofre.

11 UNIÃO E UNIDADE UNIÃO O comando é do Homem. Alimenta a competição, invejas, ciúme “Faz a força” crê no poder dos Homens. Diz o Homem é deus, e “faz-se a si mesmo” UNIDADE O comando é do Espírito Santo. Aperfeiçoa-se com o amor de aos outros. Reconhece sua fraqueza e dependência de Deus. No ser humano não habita bem nenhum.

12 NOSSA RESPONSABILIDADE Até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, à perfeita varonilidade, à medida da estatura da plenitude de Cristo.Ef 4:13 - Até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, à perfeita varonilidade, à medida da estatura da plenitude de Cristo.

13 Durante a visita do rei da Itália à cidade de Nápoles, nove pastores da cidade apresentaram-se a ele. Este era metodista, aquele era batista, um terceiro presbiteriano, e assim por diante. "Não posso compreender" - disse o Rei - "como, sendo todos ministros do mesmo evangelho, tendes tantas divisões." O ministro valdense explicou: "No exército de vossa majestade há muitos regimentos, com uniformes diferentes e designados por nomes diversos; não obstante, estão todos sob um só comando e debaixo de uma única bandeira. Do mesmo modo nós nos sentimos: separados em várias denominações, temos o Chefe Único - nosso Senhor Jesus Cristo - e estamos debaixo de uma única bandeira - a do evangelho redentor". Agradeceu o Rei, e disse: "Agora entendo. Quer dizer que, embora existam diferenças entre vós em matérias secundárias, há uma unidade em tudo o que é essencial".


Carregar ppt "O DESAFIO DA IGREJA GERAR A UNIDADE. EFÉSIOS 3: 10 - 12 Para que, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus se torne conhecida, agora, dos principados."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google