A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Professor Mário Dantas A NÁLISE O RIENTADA A O BJETOS Set/2010.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Professor Mário Dantas A NÁLISE O RIENTADA A O BJETOS Set/2010."— Transcrição da apresentação:

1 Professor Mário Dantas A NÁLISE O RIENTADA A O BJETOS Set/2010

2 Aula 05 - Agenda  Atividade  Passagem  Decisão  Sincronização  Entrada e Saída  Raias  Regiões de Interrupções  Estudo de caso 2

3 Especificação de Caso de Uso 3  Especificação Escrita  Digrama de Atividades

4 © 2004 by Pearson Education

5 Diagrama de Atividades 5  Representação de fluxo de atividades seqüenciais e concorrentes;  Ênfase na transferência de controle de uma atividade para outra;  Contém iniciação, atividades, decisões, raias de natação (swimlanes), barras de sincronização e finalização.  Pode representar objetos que são acessados durante as atividades.

6 Diagrama de Atividades - Exemplo 6

7 Diagrama de Atividades 7  Utilizado para dar a visão dinâmica das atividades em qualquer nível de abstração:  Visão geral do sistema;  Visão geral de um subsistema;  Visão de dinâmica de um caso de uso;  Visão de uma operação.

8 Diagrama de Atividades - Semântica 8

9 Atividade 9  É uma execução em andamento;  Resultam de uma ou mais ações (tarefasexecutadas dentro de uma atividade), formadas por computações atômicas executáveis e/ou intervenções de atores;  Resultam em uma mudança de estado do sistema ou retorno de valor.

10 Transição 10  A transição representa o relacionamento entre as atividades;  Não representarem um intervalo de tempo, mas a simples transferência, geralmente, de uma atividade para outra;  O fluxo é indicado por uma seta contínua.

11 Atividades e transições 11

12 Ramificação ou Decisão 12  Indicam a possibilidade de escolha entre os fluxos disponíveis;  Não têm nome e normalmente avaliam resultados da atividade anterior;  Têm um ponto de entrada e vários (normalmente dois) de saída:  Os pontos de saída não podem ser exclusivos;  Todas as possibilidades devem ser representadas;  Pod  e-se modelar uma saída do tipo senão (else) para representar as situações não previstas.  Para a definição das condições, pode-se usar texto livre ou pseudo-código;  A condição é expressa na condição de guarda (guard condition), entre colchetes [... ].

13 Ramificação ou Decisão 13

14 Barras de Sincronização 14  Representa a execução de fluxos concorrentes ou paralelos;  São representados por barras verticais ou horizontais representando a bifurcação e a união de fluxo;  Barras de bifurcação têm um fluxo de entrada e dois ou mais de saída;  Barras de união têm dois ou mais fluxos de entrada e um de saída.

15 Barras de sincronização 15 Símbolo de Fork Símbolo de Join

16 Raias de Natação (Swimlanes) 16  Definem a responsabilidade (normalmente atores) na execução das atividades;  É bastante útil na modelagem de fluxos de negócio;  As atividades pertencem a uma única raia de natação, mas as transições podem cruzá-las.

17 Swim Lanes – Exemplo 17

18 Dicas e Sugestões 18  Um diagrama bem estruturado:  Está voltado para comunicar um aspecto da dinâmica do sistema, subsistema ou operação;  Contém somente os elementos essenciais para a compreensão desse aspecto;  Oferece detalhes consistentes com seu nível de abstração; deve se expor somente os adornos essenciais à compreensão;  Não é tão minimalista que informe mal o leitor sobre semântica importante.

19 Dicas e Sugestões 19  Ao definir um diagrama de atividade:  Dê-lhe um nome capaz de comunicar seu propósito;  Inicie com a modelagem do fluxo primário. Inclua ramificações, concorrências e fluxos de objetos como considerações secundárias, se for o caso, em diagramas separados;  Distribua seus elementos de forma a minimizar o cruzamento de linhas;  Use notas e cores como indicações visuais, com a finalidade de chamar a atenção para as características importantes de seu diagrama (crie legendas).

20 Região com Interrupção 20  É possível delimitar um grupo de atividades que podem ser interrompidas por um determinado evento. Para tal, é utilizada um região de interrupção, representada através de um retângulo tracejado com cantos arredondados.  Opcionalmente, um cliente pode cancelar um compra enquanto a compra não for aprovada e finalizada.

21 Região com Interrupção 21

22 Região com Interrupção 22

23 Estudo de Caso 23  LOCAÇÃO DE DVDS PELA INTERNET.  O software deve prever o cadastro de usuário locadores.  O locador pode designar beneficiários para efetivar um aluguel de DVD.  Os administradores do site poderão controlar Programa de Fidelidade, Promoções, Preços e Marketing.  O site controlar a situação do locador (adimplente ou inadimplente).  O pagamento serão feitos antecipadamente, pelo cartão de crédito ou débito.

24

25 25

26 © 2004 by Pearson Education

27

28

29 Exercício 29  Como representar uma atividade no diagrama de Atividades?  Como representamos passagens entre atividades em um diagrama de Atividades?  O que representa o símbolo a seguir no diagrama de Atividades? ExpediçãoLogística

30 Exercício 30  Faça um diagrama de caso de uso para o processo de cadastramento de clientes e beneficiários.  Faça um diagrama de atividade para o caso de uso acima.  Faça as possíveis correções no caso de uso.

31 Primeira Versão 31

32 Segunda versão


Carregar ppt "Professor Mário Dantas A NÁLISE O RIENTADA A O BJETOS Set/2010."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google