A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Introdução ao Entity Framework 4 Everton Coimbra de Araújo Fábio.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Introdução ao Entity Framework 4 Everton Coimbra de Araújo Fábio."— Transcrição da apresentação:

1 Introdução ao Entity Framework 4 Everton Coimbra de Araújo Fábio Augusto Pandolfo

2 Objetivos Contextualizar alguns conceitos relacionados à persistência de dados, bem como algumas disparidades encontradas entre os modelos relacional e orientado à objetos. Introduzir a utilização do ADO.NET Entity Framework, tecnologia que vem rápidamente ganhando muita popularidade como camada de persistência.

3 Agenda Visão geral sobre persistência – Diferenças de Impedância – Mapeamento Objeto/Relacional Entity Framework – Database-First – Model-First – Code-First – N-Tier Opções de consulta – Entity Client – Entity SQL – LINQ To Entities

4 Orientação a objetos Herança Polimorfismo Encapsulamento

5 Persistência Para que serve? Quais as práticas mais utilizadas?

6 Modelo Relacional Armazenamento Manutenção Integridade Transações

7 Dificuldades impostas Cada propriedade de um objeto a ser persistida precisa ser mapeada para seu respectivo campo na tabela. O desenvolvedor precisa conhecer banco de dados e orientação a objetos. Muito trabalho de codificação.

8 Diferença de Paradigmas (Impedância) Granularidade Herança e polimorfismo Identidade Associações Navegação

9 Diferença de Paradigmas (Impedância) O exemplo abaixo não apresenta problemas de descasamento de paradigma

10 Diferença de Paradigmas (Impedância) Disparidade entre o objeto-relacional não aparece public class Revistas { private long id; private String nome; private List artigos; //(get/set), etc... } public class Artigo { private long id; private String titulo; private Revista revista; //get/set, etc... } create table REVISTAS ( ID BIGINT NOT NULL PRIMARY KEY, NOME NVARCHAR(50) NOT NULL ) create table ARTIGOS ( ID BIGINT NOT NULL PRIMARY Key, TITULO NVARCHAR(50) NOT NULL, REVISTAS_ID BIGINT FOREIGN KEY REFERENCES REVISTAS )

11 Problema de granularidade Imagine uma tabela de autores

12 Problema de granularidade E se o usuário tiver um endereço – Deve ser uma nova tabela? Deve aparecer como colunas extras na tabela do usuário? Problema – Objetos podem ter vários níveis de granularidade – Tabelas (colunas) impõem limites

13 Problema de granularidade Solução usual – é colocar tudo na tabela USER Problema fácil de solucionar create table AUTORES( ID BIGINT NOT NULL PRIMARY KEY, NOME NVARCHAR(50) NOT NULL, SOBRENOME NVARCHAR(50) RUA NVARCHAR(50), BAIRRO NVARCHAR(50), NUMERO NVARCHAR(50), CEP NVARCHAR(50), ) AUTOR ENDEREÇO

14 Problemas com Herança e Polimorfismo O modelo relacional não suporta Queremos escrever consultas que referem-se à classe Cliente e retornar instâncias concretas dessa classe!

15 Problema de identidade No modelo relacional, existe um critério de igualdade: – Chave-primária No mundo Orientado a Ojetos há dois – Igualdade de referência (no C# testado com ==) – Equivalência (no C# testado com equals()) Além disso, mapeamento pode associar vários objetos a uma mesma tabela! Complicações adicionais – Chaves naturais – Chaves compostas

16 Problema de associações A orientação a objetos representa associações como referências (ou coleções de) referências para objetos – São direcionais – Para implementar associações bidirecionais, é preciso criar referências dos dois lados da associação – Referências dos dois lados podem ser associações muitos-para-muitos No mundo relacional, associações são representadas por chaves estrangeiras – Não são direcionais – Pode-se criar associações com projeções e joins – Associações muitos-para-muitos requerem tabela extra

17 Problema de navegação Navegação em objetos – Pula-se de um objeto para outro sem a definição de um caminho previamente definido – Equivalente a fazer um consulta a cada navegação – A forma mais natural de navegar entre objetos é a forma menos eficiente de recuperar dados em SQL Soluçao: joins para minimizar as consultas Porém, é preciso traçar o caminho de navegação antes!

18 Table-per-Hierarchy (TPH) One table in storage to maintain data for all the types in an inheritance hierarchy.

19 Table-per-Type (TPT) Separate table in storage to maintain data for each type in the inheritance hierarchy.

20 Como implementar essa estrutura?

21 Como minimizar a impedância? Com a criação de uma camada de persistência para resolver os problemas de comunicação com a base de dados. Devo criar a camada ou utilizar uma pronta?

22 Mapeamento Objeto/Relacional Propõe soluções para minimizar a disparidade existente entre a orientação a objetos e o modelo relacional.

23 Dilema Os desenvolvedores preferem trabalhar com: Modelos conceituais Objetos de negócio Classes Bancos de dados foram projetados para: Manutebilidade Segurança Eficiência Escalabilidade

24 Tecnologias de acesso à dados Acesso à dados em 1990 ODBC, embedded SQL Acesso à dados em 2000 ADO, Stored Procedures Acesso à dados em 2005 ADO.NET, Datasets, DataReaders Acesso à dados em 2010 Entity Framework 4

25 Tecnologias de acesso à dados Entity Framework (EFv1) – Introduzido no.NET Framework 3.5 SP1 – Juntamente com o Visual Studio 2008 SP1 – Lançado no em agosto de 2008 Entity Framework 4 (EFv4) – Parte integrante do.NET 4 – Lançado em abril de 2010

26 Limitações do EFv1 Ausência de Lazy Loading Sem suporte a Persistence Ignorance Dificuldades para desenvolvimento N-Tier Alguns bugs Entre outras

27 Fontes de inspiração do EFv4 Eric Evans, autor de Domain-Driven-Design: Tackling Complexity in the Heart of Software; Stephen Forte, diretor de estratégia na Telerik e diretor regional da Microsoft; Martin Fowler, autor de Patterns of Enterprise Application Software e muitos outros livros, e criador do termo Persistence Ignorance; Pavel Hruby, autor de Model-Driven Design Using Business Patterns and the Visio Stencil for UML and SysML; Jimmy Nilsson, autor de Applying Domain-Driven Design and Patterns with Examples in C# and.NET e criador das regras para Persistence Ignorance;

28 O que é o Entity Framework? Uma evolução do pacote de tecnologias ADO.NET Uma camada de abstração dos bancos de dados Separa o modelo físico do conceitual Portabilidade para os mais variados bancos de dados Imagem:

29 Arquitetura do Entity Framework Imagem:

30 Oque é uma Entidade? Capacidade independente de existência Identificada únicamente.

31 Entity-Relationship Model (ERM) Nos anos 70 o Dr. Peter Chen inventou o ERM – Conceptual Layer – Mapping Layer – Storage Layer Implementado no Entity Framework (Entity Data Model)

32 Entity Data Model (EDM) Mapeamento e Modelagem – Entidades – Relacionamentos – Conjuntos lógicos SSDL MSL CSDL

33 Arquitetura do Entity Data Model Imagem:

34 Database-First Partindo do Banco de Dados Porque? – Já existe! Oque? – Cria o modelo a partir dele!

35 Database-First

36 Object Services Consultas materializadas como objetos – ObjectContext – ObjectQuery Opções de consulta(prós e contras) – Entity SQL (ESQL) – Entity Client – LINQ to Entities

37 EntityClient Streams data back to the application Resembles SqlClient, OracleClient and the other client providers using (var conn = new EntityConnection("name=ProgrammingEFDB1Entities")) { conn.Open(); var qStr = "SELECT VALUE c FROM SchoolEntities.Courses AS c "; var cmd = conn.CreateCommand(); cmd.CommandText = qStr; using (var rdr = cmd.ExecuteReader(CommandBehavior.SequentialAccess)) { while (rdr.Read()) { Console.WriteLine(rdr.GetString(1)); }

38 EntityClient

39 Entity SQL (ESQL) T-SQL-like query language Provide the necessary capabilities for querying the EDM EF translates Entity SQL into storage-specific queries var qStr VALUE c FROM SchoolEntities.Courses AS c WHERE c.Title=Calculus'"; var courses = context.CreateQuery (qStr);

40 Entity SQL (ESQL)

41 LINQ to Entities Support for LINQ features Full IntelliSense support var courses = from course in context.Courses where course.Title.StartsWith("C") orderby course.Title ascending select new } Title = course.Title, Location = course.Location };

42 LINQ to Entities

43 Model-First Partindo do modelo Porque? – Separação entre código e banco de dados! Oque? – Cria o banco a partir dele!

44 Model-First

45 Carga Eager Loading Explicit Loading Lazy Loading

46 Carga

47 Estratégias de herança Table-per-Hierarchy (TPH) Table-per-Type (TPT)

48 Persistence Ignorance POCO

49 Code-First Início pelo código Porque? – Focado no design do código – Banco é um detalhe de implementação! Oque? – Codificação de classes, ajustando sua forma com o ContextBuilder – Não utiliza EDM!!! 8424b94e3f58&displayLang=en

50 Code-First

51 Text Template Transformation Toolkit(T4) Incluido no Visual Studio 2008 – Suporte em tempo de execução, mas dificuldades em tempo de design T4 com Entity Framework – T4 utilizado para gerar código do modelo – Podem ser criados templates T4 customizados Lógica de validação POCOs

52 Text Template Transformation Toolkit

53 Estratégias de validação ntity-framework-validation ntity-framework-validation

54 Estratégias de validação

55 Conclusões O Entity Framework ajuda no isolamento entre base de dados e aplicação e aumenta a padronização do desenvolvimento, gerando ganho de produtividade, portabilidade e facilidade de manutenção.

56 Links interessantes Blog - Fábio Pandolfo - Slides e recursos deste minicurso Data Developer center – Entity Framework EF4 Providers Artigo – Introdução ao ADO.NET Entity Framework 4 ne_73#a ne_73#a-2559 Artigo – Whats New in Entity Framework 4? Part 1: API Changes Artigo – Whats New in Entity Framework 4? Part 1: Modeling Changes

57 Links interessantes Julie Lerman Wikipedia - ADO.NET Entity Framework Artigo – Entity Framework – Tutorial and Basics Artigo - EF v2 and Data Access Architecture Best Practices Video – Entity Framework – What, How, Why How-Why/ How-Why/ Video – Entity Framework – Entity DataSource new-ASPNet-Data-Source/ new-ASPNet-Data-Source/

58 Links interessantes Linq to Entities vs ESQL Some differences between ESQL and LINQ to Entities capabilities and-linq-to-entities-capabilities.aspx and-linq-to-entities-capabilities.aspx Choosing an Entity Framework API api.aspx api.aspx Building N-Tier applications with the EF – The Basics with-the-ef-the-basics.aspx with-the-ef-the-basics.aspx N-Tier Application Patterns Cenários Distribuídos distribuidos.aspx distribuidos.aspx

59 Livros recomendados Pro Entity Framework 4.0 Entity Framework 4.0 Recipes

60 Livros recomendados Programming Entity Framework Entity Framework in Action

61 Livros recomendados 4.productCd html C# 4 and.NET 4


Carregar ppt "Introdução ao Entity Framework 4 Everton Coimbra de Araújo Fábio."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google