A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CLIQUE PARA AVANÇAR OS SLIDES. Em uma fazenda, no Município de Tanquinho- Bahia, onde nasci, havia um rapaz, muito amigo do Jura em Prosa e Verso, chamado.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CLIQUE PARA AVANÇAR OS SLIDES. Em uma fazenda, no Município de Tanquinho- Bahia, onde nasci, havia um rapaz, muito amigo do Jura em Prosa e Verso, chamado."— Transcrição da apresentação:

1 CLIQUE PARA AVANÇAR OS SLIDES

2 Em uma fazenda, no Município de Tanquinho- Bahia, onde nasci, havia um rapaz, muito amigo do Jura em Prosa e Verso, chamado José, Zé para os íntimos.

3 Houve um tempo em que Eu e o Zé andávamos comprometidos com as nossas desconfianças; chegamos a cogitar a possibilidade de só nós existirmos de verdade; os outros eram apenas fruto de nossa imaginação.

4 O tempo passou, percebemos que era muito complicado convencer as outras pessoas e abandonamos essa teoria difícil, mas tentadora. O Zé começou a trabalhar e não pudemos mais ficar juntos todo o tempo, como antes.

5

6

7 Encontrei meu amigo Zé, em sua casinha ao pé da montanha, por várias vezes, abraçado e enroscado no seu amigo rato gigante. Pareciam um só.

8

9 O crescimento do Rato foi anormal e vertiginoso. Sempre que eu ia na casa do meu amigo Zé eu me espantava com o tamanho do rato, que já mais parecia um monstro que um simples rato.

10 Para que se faça uma idéia o Zé era um rapaz alto, tinha 1.75m de altura e o Rato batia na cintura dele, impressionante. Na sua casa não havia problema de gatos, nem de outros bichos, pois todos fugiam com medo do Rato.

11 O Rato era a paixão da vida do Zé. Ouvi até rumores de que até que rolava algo mais entre eles, mas acredito que era apenas boatos.

12

13 O Jura em Prosa e Verso sempre aconselhava: - Zé, imponha limites ao seu amigo, pois ele está crescendo demais e isso pode ser perigoso!

14 Acontece que o Rato era muito folgado, muito inteligente, e o Zé achava que entre eles havia um elo de "amizade" e de confiança. Assim como ele o tratava bem, o seu querido ratinho seria incapaz de traí-lo ou de fazer-lhe mal.

15 Tudo ia bem entre os dois até o dia em que o Zé foi trabalhar e esqueceu de alimentar o Rato antes de sair.

16 Isso nunca havia acontecido antes, e com certeza foi o motivo da tragédia.

17 Logo que o Zé chegou do trabalho, notou que o Rato estava inquieto, pulando, batendo nas paredes e na porta, parecia estar tremendamente agitado e raivoso.

18

19 O Rato devorou o Zé.

20 Após isso tudo o Rato gigante, que era um ser super inteligente, fugiu para a floresta e nunca mais foi visto.

21 Quando eu, o Jura em Prosa e Verso, cheguei na casa do meu amigo Zé, para visitá-lo, e vi as marcas da tragédia, sangue por todo lado, imaginei todo o ocorrido e me dispus a escrever estas linhas para informar com a verdade aos meus leitores visitantes do site

22 Tenho dito.

23 GRUPO ETERNOS APRENDIZES FORMATAÇÃO: Jura em Prosa e Verso TEXTO: Jura em Prosa e Verso FOTOS: Tema: RATOS – Fotos da Internet – Os créditos, quando constavam nas fotos, foram mantidos. MÚSICA MIDI: Dvandick


Carregar ppt "CLIQUE PARA AVANÇAR OS SLIDES. Em uma fazenda, no Município de Tanquinho- Bahia, onde nasci, havia um rapaz, muito amigo do Jura em Prosa e Verso, chamado."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google