A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SABER ACEITAR-SE Pe. José Augusto Marques. Viver conformado não significa desistir de tudo aquilo que desejamos alcançar. Significa sim pôr na mão de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SABER ACEITAR-SE Pe. José Augusto Marques. Viver conformado não significa desistir de tudo aquilo que desejamos alcançar. Significa sim pôr na mão de."— Transcrição da apresentação:

1 SABER ACEITAR-SE Pe. José Augusto Marques

2 Viver conformado não significa desistir de tudo aquilo que desejamos alcançar. Significa sim pôr na mão de Deus todas as nossa preocupações e tristezas, todos os nossos desejos e expectativas e, com a ajuda d’Ele, tentar ultrapassar todos os obstáculos.

3 Procura não viver das recordações do passado, nem da ansiedade gerada por aquilo que ainda não possuis. A tua vida acontece aqui, neste preciso momento!

4 Procura aceitar tudo aquilo que te acontece. Verás como, em cada momento da tua vida, te sentirás mais perto de Deus.

5 Aceitar o passado é a tua única fonte de serenidade. Podes sempre viver com as tuas recordações; mesmo que elas te despedacem o coração, jamais te sentirás dependente delas.

6 Por vezes acontece sentires que nada podes fazer para solucionar um problema, mas não te preocupes. Aceita e tenta esquecer o que aconteceu. Pelo menos por enquanto.

7 Sempre que sintas que fizeste o teu melhor e que, apesar disso, o resultado não foi como desejavas, esquece simplesmente o sucedido. Deixa que Aquele que melhor te compreende e te conhece, valorize o teu desempenho.

8 Aceita todos os teus defeitos e todas as tuas virtudes. Pois, mesmo antes de teres nascido, Aquele que te criou já te amava incondicional- mente.

9 Todos nós estamos continuamente a renascer. Honra tudo aquilo que possuis, tudo aquilo que és e tudo aquilo que, na vida, sempre lutarás por obter.

10 Pára de tentar atingir a perfeição. Tu tens tudo aquilo de que necessitas para seres a pessoa maravilhosa que és!

11 Aceita a tua natureza humana. Todos nós temos o direito de errar.

12 Acolhe o teu lado espiritual. Deus – que habita em cada um de nós – é a força que nos levanta após termos vivido momentos de tristeza.

13 Ignora as críticas que te deixam triste. Aqueles que te criticam jamais te farão mal se tu não o permitires.

14 Nunca tentes agradar a toda a gente. A caridade e o altruísmo começam dentro de nós. Sê bondoso para contigo próprio.

15 Procura não obrigar os outros a fazer o que não desejam verdadeira- mente. Se eles não quiserem o mesmo que tu, nunca os conseguirás persuadir.

16 Procura controlar a tua raiva. Ouve os outros; eles têm muito para te ensinar.

17 Conduz o teu coração rumo ao perdão. Isso ajudar-te-á a ultrapassar a tua mágoa.

18 Dá liberdade àqueles de quem gostas. Sempre que os mantiveres em cativeiro, apenas para satisfazeres os teus desejos, verás que somente os estás a destruir lentamente.

19 Tem fé em Deus. O Seus amor está presente em todos os momentos da tua vida.

20 Sempre que o mal parece que está a vencer o bem, lembra-te que a Criação de Deus ainda não está completa. E tu podes em qualquer momento ajudar a tornar essa Criação um pouco melhor.

21 Nunca negligencies qualquer parte de ti. Aquilo que possas considerar como mau em ti, pode sempre ser aproveitado para gerar algo de bom.

22 Acredita no futuro. Procura recordar aqueles momentos em que viste o bem renascer das cinzas da tragédia. A vida surge sempre de algo que já morreu.

23 Sempre que a escuridão te cobrir e te sentires sem réstea de esperança, tem fé em Deus e acredita que Ele pode reconfortar o teu espírito.

24 Aceita o teu caminho, mesmo com todos os seus altos e baixos. A aventura da vida está na viagem, nunca na chegada ao nosso objectivo.

25 Lembra-te que nunca podes alterar aquilo que te acontece. Se não gostas de certas coisas na tua vida, procura primeiro mudar o modo como olhas para elas.

26 Tenta, por instantes, afastar- te da tua própria vida. Verás como ela parece uma pintura – muito confusa quando vista de perto, mas profundamente harmoniosa quando a observas à distância.

27 Aceita o sofrimento. Verás como conseguirás ter mais espaço, no teu coração, para o amor e a alegria.

28 Mantém-te aberto ao futuro. Todos os momentos tristes do passado podem ser, hoje, o adubo da tua coragem e compaixão.

29 Sentires-te realizado não significa necessariamente obteres tudo aquilo que desejavas ter, mas sim viver intensamente aquilo que possuis. Nunca adies o teu contentamento.

30 Se te sentires destroçado, descansa e brinca um pouco. Precisas de te divertir todos os dias.

31 Refugia-te de todo o ruído deste mundo e dos gritos das tuas próprias preocupações. No silêncio poderás ouvir o sussurro do Infinito.

32 Relaxa e respira profunda- mente. Inspira todo o amor existente nos breves instantes da Criação. Expira todos os teus medos.

33 Deixa-te envolver pela natureza. Quando não puderes estar lá fora, tenta sentir, bem dentro de ti, a brisa regeneradora, o sossego dum lago.

34 Coloca-te nos braços de Deus. Ele te embalará e cantará uma maravilhosa melodia de amor.

35 Procura agarrar a felicidade e verás como ela te envolverá. Tenta estar de bem com a vida e a alegria viverá perto de ti.

36 Agradece tudo o que existe. Um coração que sabe agradecer é um campo onde floresce a aceitação.

37 Aceita-te como és, porque é assim que és maravilhoso(a) e é assim que Deus te ama e eu te admiro... Clique para sair


Carregar ppt "SABER ACEITAR-SE Pe. José Augusto Marques. Viver conformado não significa desistir de tudo aquilo que desejamos alcançar. Significa sim pôr na mão de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google