A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Profeta Naum Versículo Chave: O SENHOR É BOM, UM REFÚGIO EM TEMPO DE ANGÚSTIA. ELE PROTEGE OS QUE NELE CONFIAM. (NA.1.7)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Profeta Naum Versículo Chave: O SENHOR É BOM, UM REFÚGIO EM TEMPO DE ANGÚSTIA. ELE PROTEGE OS QUE NELE CONFIAM. (NA.1.7)"— Transcrição da apresentação:

1 Profeta Naum Versículo Chave: O SENHOR É BOM, UM REFÚGIO EM TEMPO DE ANGÚSTIA. ELE PROTEGE OS QUE NELE CONFIAM. (NA.1.7)

2 Autor: Naum (Na.) Data: Provavelmente entre os anos 663 e 612 a.C. Assunto: 1. O julgamento e destruição da grande capital da Assíria (Nínive). 2. Consolar Judá quanto às ameaças de destruição por seus inimigos. Destinatários: Os habitantes de Nínive e Judá. Lugar chave: Nínive - (capital da Assíria). Versículo chave: Naum 1.7 Jesus no livro: Fortaleza no dia da angustia. Profeta Naum

3 Divisões do livro: Capítulo 1 - Declaração do divino julgamento de Nínive – (1-15) a) - O juiz divino -> 1- 7 b) - O julgamento divino -> 8-15 Capítulo 2 - Descrição do divino julgamento de Nínive –> 1-13 Capítulo 3 - A ruína completa da cidade de Nínive -> 1-19 Profeta Naum

4 1.SOBRE O PROFETA: •Naum era natural de Elcós, o “elcosita” (Na.1.1). •O nome Naum (hb) significa consolação, compaixão ou confortador. •Profetizou durante o reinado do rei Ezequias, para Judá, reino do sul. •O alvo da sua profecia foi a de transmitir a Judá a idéia da soberania de Deus sobre os povos. •Há uma particularidade nos profetas menores. O nome de cada um deles tem uma forte relação com um determinado aspecto de sua mensagem. •Naum é o mais duro dos profetas, no uso de linguagem de condenação (Na.1:1-2). •Naum lembra o cuidado de Deus pelo seu povo. •Profetizou a futura destruição de Nínive, que aconteceu em 612 a.C. (50 anos depois). Profeta Naum – Panorama Histórico

5 Mapa: Os Reinos de Israel e Judá

6 2. O TEMA DO LIVRO: • A mensagem espiritual do livro, salienta o caráter íntegro de Deus; que um dia os ímpios (incrédulos) não arrependidos, que insistem em viver segundo a vontade do maligno, serão diferenciados pelo justo juiz. • O livro enfatiza uma grande verdade: Deus não se deixa zombar. • O tema do livro é a destruição de Nínive, a cidade que Jonas advertiu. • Jonas, apesar de sua mensagem de destruição, houve arrependimento, com Naum, apenas destruição. • A profecia de Naum não era uma chamada ao arrependimento, mas a declaração de uma condenação certa e definitiva: (Na. 1:9; 3:18-19). • Nínive seria destruída, Deus iria cavar sua sepultura (Na. 1:14). Profeta Naum – Panorama Histórico

7 3. OBJETIVO DO LIVRO: • O livro, em linguagem poética, foi escrito para consolar Judá com referência ao seu feroz inimigo, a Assíria, profetizando a completa destruição de Nínive e a proteção de Judá (Isaias 14:24-27). • A justiça e o julgamento de Deus sobressaem. • Em que este objetivo nos serve: Serve para ensinar que ninguém está acima de Deus, ninguém escapa de seu juízo e que os pecados são cobrados, um dia, quando a justiça divina entende que chegou a hora. • Ensina, ainda, que os adversários do povo de Deus serão julgados por Deus.

8 4. SOBRE A CIDADE DE NÍNIVE: • Jonas tinha pregado aos ninivitas, os quais se arrependeram, mas aproximadamente 150 anos depois disso, o povo se encontrava novamente atolado na iniqüidade (injustiça, crueldade). • A Assíria havia desfrutado um período brilhante de 300 anos, nos quais se tornou império mundial. • Nínive era a capital desse poderoso império. • Os Assírios eram grandes guerreiros. Profeta Naum – Panorama Histórico

9 • A cidade era bem protegida. • Media 48 km de extensão por 16 km de largura. Protegida por cinco muralhas e três fossos (covas). Os muros tinham 30,5 m de altura. Essas paredes eram fortificadas com torres, cada uma com 61 metros de altura. • Seu fundador foi Ninrode (Gn ). • Localizava-se ao norte da Babilônia, entre os rios Tigre e Eufrates. Profeta Naum – Panorama Histórico

10 Mapa: Império Assírio

11 5. DIVISÕES DO LIVRO: Parte I - Capítulo 1:1-15 Declaração do divino julgamento de Nínive -> Visão do profeta. 1- O juiz divino -> 1:1-7 • Vemos Deus, o Santo juiz, julgando do tribunal celeste a ímpia cidade de Nínive. Como juiz ele é: • Zeloso - (dedicação por alguém ou algo) • Vingador - (contra seus inimigos) • Cheio de ira - (contra: pecado e pecador que não se arrepende) • Grande em poder • Não inocenta o culpado • Indignado – (ódio, raiva) Profeta Naum – Capítulo 1

12 Como pai ele é: • Tardio em ira-se • Bom • Fortaleza no dia da angústia • Conhece os que nele se refugiam. • Toda a Terra está sob o seu controle; e, quando ele aparece em poder, até mesmo a natureza treme diante dele (ver.8). No julgamento de Nínive, vemos Deus julgando um mundo pecador. O ZELO DE DEUS • O primeiro capítulo está centrado não em Nínive, mas em Deus, quando o profeta o descreve como o Deus “zeloso e vingador” de Israel (vers. 2 e 3) Profeta Naum – Capítulo 1

13 Versículo 2 -> Ciúme e vingança: Ciúme -> Em Deus, o ciúme é uma emoção positiva, um profundo interesse emocional pelo bem estar dos que lhe são seus. Vingança -> A vingança de Deus é uma retribuição, uma resposta apropriada ao pecado do homem. Deus nos conduz pela sua graça. O Senhor “é tardio em irar-se”. Somente quando o culpado deve ser punido é que ele se torna vingativo. Vers > Naum recorre ao imaginário para demonstrar o impacto do que dissera. O Senhor controla a ascensão (subida) e a queda das nações. Como poderia um pequeno reino temporal como a Assíria, desafiar o poder de Deus? Profeta Naum – Capítulo 1

14 • Deus não trouxe juízo à Assíria apressadamente. • Jonas deu ênfase ao primeiro aspecto do caráter de Deus – O amor – (Jonas 4.2) Naum salienta o segundo: A santidade de Deus, que faz descer o seu juízo sobre o pecado. • Versículo 7 -> A bondade de Deus. • Deus é bom para nós. Seus castigos caem sobre seus adversários, pois nos causam danos. Esta é a prova da profundidade do seu amor, de sua bondade para com os que lhe pertencem.

15 Profeta Naum – Capítulo 1 2- O julgamento divino -> 1:8-14 O julgamento de Nínive. • Este trecho trata da sentença, da batalha e da destruição da corrupta cidade de Nínive. • Sentença de Ninive: 1- Condenada à completa destruição - (1:8,9) 2- Capturada enquanto os defensores estavam bêbados - (1:10) 3- Seu nome apagado - (1:14) 4- Deus irá cavar sua sepultura - (1:14) • Naum falou dessa destruição como profecia. Hoje a vemos como fato histórico. Hoje a cidade de Nínive, a grande cidade do passado, encontra- se em ruínas. • Nínive foi completamente destruída, e suas ruínas foram identificadas no ano de 1845.

16 Profeta Naum – Capítulo1 A alegria de Judá -> 1:15 • Os habitantes de Israel e Judá, literalmente jubilosos e triunfantes, celebram a destruição de Nínive. O medo se fora e a perspectiva de paz finalmente se abre diante do povo de Deus. As boas notícias de paz correrão pelas montanhas e Judá será consolado. • Ler Isaías 52.7 APLICAÇÃO PESSOAL: • Deus sempre agirá contra os que são inimigos do seu povo.

17 Profeta Naum – Capítulo 2 Capítulo 2: 1-13 Descrição do divino julgamento de Nínive: - (A queda de Nínive) • O profeta continua o seu relato, descrevendo a terrível desolação da grande capital Assíria. • Versículo 2:1 -> O arsenal de Nínive, continha todos os artefatos e aparatos do poderoso império Assírio: arcos, flechas, espadas, lanças, armaduras, carros. • Versículo 2:2 -> A Assíria saqueou e derrotou o reino do Norte(Israel), e tirou do país(exilou) o seu povo em 722 a.C.. Ela também atacou o reino do Sul(Judá) e o forçou a pagar pesados impostos. • Versículo 2:3 -> Os Medos se haviam reunidos fora dos muros. Seus escudos eram pintados de cores vivas. Suas vestes vermelhas. Lanças terríveis faiscavam ao sol. Lâminas fixadas as rodas dos seus carros cintilavam à luz. • Versículos 2:4 e 5 -> Dentro da cidade(Nínive) reinava a desordem. O rei procurava arregimentar os seus nobres soldados para a defesa da amada cidade.

18 Profeta Naum – Capítulo 2 • Versículo 2:6 -> De acordo com a profecia de Naum, aconteceu que uma repentina enchente do rio Tigre fez ruir uma grande parte da muralha, o que ajudou o exército atacante(inimigo) a destruir a cidade. • Versículo 2:7 -> A grande capital do império Assírio(NÍnive), a cidade rainha daquela época, começava a sentir a mão justa do Senhor sobre si. A rainha Huzabe foi feita prisioneira e as suas servas, como um bando de pombas, gemiam ao seu redor. • Versículos 2:8-10 -> Os habitantes de Nínive corriam desesperados para os muros, procurando liberdade, mas as saídas de escape estavam bloqueadas por seus inimigos que, de forma nenhuma, estavam dispostos a recuar. • Versículos 2: > O leão, símbolo da Assíria, estava dominado e a espada estava devorando os seus leõezinhos(habitantes). As vozes de seus embaixadores ou representantes governamentais a outros povos, estavam em silêncio, indicando que nem podiam mais apelar às outras nações para socorro.

19 Profeta Naum – Capítulo 2 • Versículo 2:13 -> Deus é contra todo e qualquer tipo de opressão. Há um limite para as pessoas, cidades e nações após o qual não existe retorno; a Assíria ultrapassou este ponto. Devemos advertir outros de que se arrependam enquanto há tempo. • APLICAÇÃO PESSOAL: Nós também conheceremos o alívio da opressão, que Deus proverá a seu tempo.

20 Profeta Naum – Capítulo 3 Capítulo 3:1-19 A ruína completa da cidade de Nínive (Motivos do divino julgamento de Nínive) • A recapitulação da destruição -> 3:1-6 • Os pecados de Nínive -> 3:1-4 Este capítulo forma a seção final do livro. O julgamento de Deus parece excessivamente cruel, mas ele é justificado em sua condenação. Nínive era uma “cidade ensangüentada” (3:1), uma cidade culpada por espalhar o sangue inocente de outras pessoas. Ela era uma cidade conhecida pela mentira, falsidade, rapina(roubo violento) e devassidão. • Versículo 3:4 -> Nínive usara sua beleza, prestígio e poder para seduzir outras nações. • Versículo 3:5.6 -> Deus mostra aqui, que envergonharia a cidade de Nínive e mostraria as nações todos os seus pecados.

21 Profeta Naum – Capítulo 3 • A celebração da destruição -> 3:7-11 Nô-Amom ou Tebas, no Egito, era uma cidade considerada “invencível”. Deus faria a mesma coisa com Nínive. Nenhum poder na terra é capaz de proteger alguém do juízo de Deus. Deposite sua confiança, acima de tudo, em Deus. • Nínive é ridicularizada -> 3:12-19 Naum termina a sua profecia falando do sono fatal dos líderes da Assíria. Os pastores dormem – (Nn.3:18). Os nobres também estão mortos e não há quem possa por a casa em ordem. O poderoso império que os reis: Salmaneser, Sargão e Senaqueribe tinham construído, Deus derrubou de um só golpe. • Versículo 3:19 -> A celebração sobre Nínive: O julgamento de Deus sobreveio, e os povos que a Assíria fez outrora vítimas tão impiedosamente batem palmas e celebram em resposta às boas-novas. Naum predisse que esta nação orgulhosa e poderosa seria totalmente destruída por causa de seus pecados. O fim veio em 50 anos depois. Profecia predita por Isaias contra a Assíria sobre sua destruição (Isaias ). Deus cavou a sepultura de Nínive de modo tão completo que todos os sinais da sua existência desapareceram por séculos e o seu local ficou desconhecido.

22 Profeta Naum – Conclusão CONCLUSÃO: A grande lição teológica de Naum é a direção de Deus na história. O mundo “jaz no Maligno” (1Jo 5.19). “Seja bendito o nome de Deus para todo o sempre, porque são dele a sabedoria e a força. Ele muda os tempos e as estações; ele remove os reis e estabelece os reis; é ele quem dá a sabedoria aos sábios e o entendimento aos entendidos” – (Daniel 2:20-21). Deus é o Senhor da história. Nunca perdeu e nunca perderá o domínio. Para os incrédulos, uma advertência. Para nós, uma promessa. Há um Deus que pune o mal e que faz sua vontade triunfar. Há um Deus que vê os adversários do seu povo e os pune no momento certo. Nínive simboliza todas as nações que voltam as costas a Deus. Vejamos as palavras escritas por Pedro centenas de anos mais tarde -> (2Pedro 3:9-10).

23 Profeta Naum – Referências Bibliográficas Estudo para a ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL – elaborado por: Daniel Jesuino de Oliveira Setembro/2008 Fonte de pesquisa: Estudo Panorâmico da Bíblia 15ª impressão – ano 2003 Henrietta C. Mears Os Profetas Menores Escola de Educação Teológica Das Assembléias de Deus (EETAD) 2ª edição – ano 1995 Guia do Leitor da Bíblia – (CPAD) 1ª edição – ano 2005 Lawrence O. Richards Pequena Enciclopédia Bíblica 25ª edição – ano 1997 Orlando S. Boyer Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal Edição de 1995 – versão ARC Um estudo preparado pelo Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho para o campus avançado do Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil, em Cabo Frio, agosto de (Internet) Bíblia Plenitude – (Internet)


Carregar ppt "Profeta Naum Versículo Chave: O SENHOR É BOM, UM REFÚGIO EM TEMPO DE ANGÚSTIA. ELE PROTEGE OS QUE NELE CONFIAM. (NA.1.7)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google