A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

+ Curso de C/C++ Aula 8 Instrutor: Luiz Felipe Sotero Material por: Allan Lima

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "+ Curso de C/C++ Aula 8 Instrutor: Luiz Felipe Sotero Material por: Allan Lima"— Transcrição da apresentação:

1 + Curso de C/C++ Aula 8 Instrutor: Luiz Felipe Sotero Material por: Allan Lima

2 Você pode: copiar, distribuir, exibir e executar a obra criar obras derivadas fazer uso comercial da obra Sob as seguintes condições: Atribuição. Você deve dar crédito ao autor original, da forma especificada pelo autor ou licenciante. Compartilhamento pela mesma Licença. Se você alterar, transformar, ou criar outra obra com base nesta, você somente poderá distribuir a obra resultante sob uma licença idêntica a esta. Para cada novo uso ou distribuição, você deve deixar claro para outros os termos da licença desta obra. Qualquer uma destas condições podem ser renunciadas, desde que Você obtenha permissão do autor. Veja aqui a licença completa

3 + Roteiro Métodos virtuais Classes abstratas Templates

4 + Métodos Virtuais Problema: Método area() Queremos que as classes Retangulo e Triangulo tenham métodos com implementações diferentes Poligono RetanguloTriangulo

5 + Métodos Virtuais Solução: Declarar o método area() virtual virtual int area(); O modificador virtual permite que um ponteiro para uma classe básica possa chamar o método correto Exemplo: Triangulo t(45, 10); Poligono *pp = &t; cout << "Area de pp: " area() << endl;

6 + Exemplo exemploMetodosVirtuais.cpp

7 + Classes Abstratas São classe que não podem ter objetos instanciados Uma classe é dita abstrata quando possui pelo menos um método abstrato Um método abstrato é aquele que não é implementado na classe Usamos “ = 0 ” após o protótipo do método para torná-lo abstrato Exemplo: virtual int area() = 0;

8 + Classes Abstratas Toda classe que herda de uma classe abstrata deve implementar os métodos abstratos Exceção: Quando a sub-classe também é abstrata Métodos abstratos podem ser utilizados normalmente em classes abstratas

9 + Classes Abstratas exemploClassesAbstratas.cpp

10 + Exercícios 1)Crie uma classe abstrata ElementoGeometrico com os seguintes métodos públicos virtuais: virtual float perimetro() = 0; virtual float area() = 0; Crie as classes Circulo e Quadrado que herdam de ElementoGeometrico e implementam os seus métodos Sinta-se a vontade para definir os atributos e construtores necessários para cada classe

11 + Templates São mecanismos que permitem a definição genérica de funções e classes sem especificar os tipos de implementação Ajudam a reutilizar o código São muito bons para a construção de bibliotecas

12 + Templates de Funções Definem um algoritmo genérico e independente de tipo Exemplo: Busca em um array Maximo entre elementos Ordenação de um array Mínimo entre elementos

13 + Templates de Funções Permitem a criação de funções genéricas Recebendo qualquer tipo de dado como parâmetro Retornando qualquer tipo de dado Uma única função criada pode ser aplicada a qualquer tipo Sintaxe: template função;

14 + Exemplo template T maximo(T a, T b) { return (a > b) ? a : b; } int a = maximo(10, 45) ; double d = maximo(10.5, 5.06); // como a e b devem ter o mesmo tipo utilizamos double c = maximo (5, 5.06);

15 + Exemplo exemploTemplatesFuncoes.cpp

16 + Templates de Classes Problema: Queremos criar uma classe Stack que pode ser de inteiros, floats, strings,..., ou qualquer outro tipo definido pelo programador Queremos criar uma classe Stack genérica Solução: Utilizar templates de classes template class Stack {... };

17 + Exemplo exemploTemplatesClasses.cpp

18 + Especialização de Templates Muitas vezes o comportamento genérico não é capaz resolver todos os problemas Exemplo: Stack sChar(10); E se liberarem a memória da string? Este objeto não cria cópias das strings, faz apenas cada elemento seu apontar para o mesmo endereço da string que foi passada como parâmetro Solução: Especialização de Templates

19 + Exemplo // não precisamos mais do template void Stack ::push(char* &element) { if (this->nextIndex != -1) { this->elements[this->nextIndex] = new char[strlen(element) + 1]; strcpy(this->elements[this->nextIndex], element); this->nextIndex--; }

20 + Especialização de Templates Também podemos especializar um Template de Classe ou uma função qualquer Assim garantimos o comportamento correto para tipos específicos

21 + Exemplo exemploEspecializacaoTemplates.cpp

22 + Especialização de Templates Podemos especializar Templates de classes É útil quando os comportamentos são muito diferentes Estas classes devem redefinir todos os membros para o tipo específico Também podemos criar novos membros Sintaxe: template <> class nomedaClasse {... };

23 + Exemplo exemploEspecializacaoClasses.cpp

24 + Exercícios 2)Crie um template chamado Vetor Esta classe irá guardar um array de elementos genéricos Os seus métodos são: void inserir(T &elemento); int procurarIndice(T &elemento); bool contem(T &elemento); void remover(T &elemento); Desafios: Faça a sua classe funcionar corretamente com char * Implemente o operador []

25 + Referências Stroustrup, Bjarne. The C++ Programming Language, Special Edition Eckel, Bruce. Thinking in C++, 2nd ed. Volume 1 Slides de Gustavo do curso de

26 + Agradecimentos Allan Lima, Breno do Vale e Francisco Magalhães Pelo material cedido para o curso


Carregar ppt "+ Curso de C/C++ Aula 8 Instrutor: Luiz Felipe Sotero Material por: Allan Lima"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google