A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1. 2 3 São recursos que tornam as mensagens mais expressivas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1. 2 3 São recursos que tornam as mensagens mais expressivas."— Transcrição da apresentação:

1 1

2 2

3 3 São recursos que tornam as mensagens mais expressivas.

4 4

5 5

6 6

7 7 COMPARAÇÃO: consiste em estabelecer uma relação comparativa entre dois ou mais elementos semelhantes, marcada pelo uso de palavras (conectivos) características da comparação (como, parece, é igual a, qual, tal qual, assim como, semelhantemente, semelhante a...) Meu pensamento é como um rio subterrâneo.

8 8

9 9 METÁFORA: consiste em empregar um termo com significado diferente do habitual, com base numa relação de similaridade entre o sentido próprio e o sentido figurado. A metáfora implica, pois, uma comparação em que o conectivo comparativo fica subentendido. “Meu pensamento é um rio subterrâneo.”

10 10

11 11

12 12 METONÍMIA ou SINÉDOQUE

13 13 METONÍMIA OU SINÉDOQUE: como a metáfora, consiste numa transposição de significado, ou seja, uma palavra que usualmente significa uma coisa passa a ser usada com outro significado. Todavia, a transposição de significados não é mais feita com base em traços de semelhança, como na metáfora. A metonímia explora sempre alguma relação lógica entre os termos. Não tinha teto em que se abrigasse.

14 14 TIPOS de METONÍMIA/SINÉDOQUE: A parte pelo todo Minha prima completou vinte primaveras. O autor pela obra Os alunos ainda não leram Eça de Queirós. O efeito pela causa Ele disparou mil mortes. O continente pelo conteúdo Enquanto esperava o amigo, bebeu uma taça de champanhe. O lugar pelo produto Para comemorar, compraram um porto. O abstrato pelo concreto A mocidade é alegre e extrovertida. O gênero pela espécie Os imortais vivem no Olimpo. O singular pelo plural ou vice-versa O lusitano conquistou muitas terras. A matéria pelo objeto A criada enxuga as porcelanas.

15 15

16 16 CATACRESE: ocorre quando, por falta de um termo específico para designar um conceito, torna- se outro por empréstimo. Entretanto, devido ao uso contínuo, não mais se percebe que ele está sendo empregado em sentido figurado. O pé da mesa estava quebrado.

17 17

18 18

19 19 ANTONOMÁSIA OU PERÍFRASE: consiste em substituir um nome por uma expressão que o identifique com facilidade:...os quatro rapazes de Liverpool. O rei do futebol nasceu no Brasil. O poeta dos escravos escreveu Espumas flutuantes. O mártir da independência é considerado o patrono cívico da nação. A Cidade Maravilhosa é muito visitada. Visitamos o país do sol nascente.

20 20

21 21 SINESTESIA: trata-se de mesclar, numa expressão, sensações percebidas por diferentes órgãos do sentido. A luz crua da madrugada invadia meu quarto. A lua luz em veludo barba longa respingada de violetas. (G. Rosa)

22 22

23 23 ANTÍTESE: consiste na aproximação de termos contrários, de palavras que se opõem pelo sentido. “Os jardins têm vida e morte.”

24 24

25 25

26 26 PARADOXO ou OXÍMORO

27 27 PARADOXO ou OXÍMORO

28 28 PARADOXO OU OXÍMORO: Fusão dos opostos, ou seja, quando uma expressão recebe como característica o seu oposto, constituindo o que seria uma conciliação impossível. Ando sem me mover Falo calado. (Antônio B. Bacelar) Amor é ferida que dói e não se sente... (Luís de Camões)

29 29 PARADOXO ou OXÍMORO

30 30

31 31

32 32 EUFEMISMO: consiste em substituir uma expressão por outra menos brusca, ou seja, procura-se suavizar alguma afirmação desagradável. Ele enriqueceu por meios ilícitos.

33 33

34 34

35 35 IRONIA: é a figura que apresenta um termo em sentido oposto ao usual, obtendo-se, com isso, efeito crítico ou humorístico. “A excelente Dona Inácia era mestra na arte de judiar de crianças.”

36 36 HIPÉRBOLE

37 37 HIPÉRBOLE: trata-se de exagerar uma ideia com finalidade enfática. Estou morrendo de sede.

38 38

39 39 PERSONIFICAÇÃO OU PROSOPOPEIA: consiste em atribuir a seres inanimados predicativos que são próprios de seres animados. O jardim olhava as crianças sem dizer nada.

40 40

41 41

42 42 GRADAÇÃO: é a apresentação de ideias em progressão ascendente (clímax/crescente) ou descendente (anticlímax/decrescente) quanto à intensidade. “Um coração chagado de desejos Latejando, batendo, restrugindo.” Qualquer preço é módico que o proteja contra o acaso, o imprevisto, o azar, o risco de viver. (Millôr Fernandes)

43 43

44 44 APÓSTROFE: consiste na interpelação enfática a alguém (ou alguma coisa personificada) por meio de uma espécie de vocativo. “Senhor Deus dos desgraçados! Dizei-me vós, Senhor Deus!”

45 45

46 46

47 47

48 48

49 49

50 50 ELIPSE

51 51

52 52

53 53

54 54 ASSÍNDETO

55 55

56 56

57 57 SILEPSE

58 58

59 59 ALITERAÇÃO

60 60

61 61

62 62 ONOMATOPEIA

63 63

64 64 PARONOMÁSIA


Carregar ppt "1. 2 3 São recursos que tornam as mensagens mais expressivas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google