A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Casos mais difíceis no emprego de vogais e consoantes.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Casos mais difíceis no emprego de vogais e consoantes."— Transcrição da apresentação:

1 Casos mais difíceis no emprego de vogais e consoantes

2 Dificuldades entre o z e o s Escrevem-se com z os sufixos - ez e - eza, que designam qualidade, estado, modo de ser, normalmente formados a partir de adjectivos. Ex: ávido – avidez belo – beleza Escrevem-se com s a terminação – ês, feminino – esa, que existe em nomes e adjectivos designando origem (burguês – burguesa; francês – francesa) e nomes designando dignidade (marquês – marquesa)

3 Dificuldades entre o z e o s Escreve-se com z o sufixo verbal – izar, o qual indica que o sujeito promove a acção e é formado a partir de adjectivos. Ex: horrorizar (horror + izar); racionalizar (racional + izar) Atenção: há verbos que terminam em – isar porque apenas têm o sufixo – ar (precisar = preciso + ar; analisar = análise + ar)

4 Dificuldades entre o e e o i Escrevem-se com e verbos e outras palavras relacionadas com nomes terminados em – eia e – eio (aldeia = aldeão, aldeamento; areia = areal, arear) Escrevem-se com e verbos e outras palavras que derivam de nomes e adjectivos que não têm i no radical (lama = enlamear; branco = branquear) Escrevem-se com i quando esta vogal já existe no radical (frio = resfriar, resfriado; vadio = vadiar)

5 Dificuldades entre o o e o u A 1ª pessoa do singular do presente do indicativo dos verbos terminados em – oar escreve-se - oo, enquanto a dos verbos em – uar escreve-se – uo (perdoar – perdoo; acentuar – acentuo) As terminações dos diminutivos cultos do latim, usados na terminologia científica, escrevem-se sempre com u (globo – glóbulo; parte – partícula; modo – módulo)

6 Dificuldades entre o g e o j Escrevem-se com g os sufixos – agem e – ugem, que contêm um sentido de acção, resultado da acção, abundância ou conjunto Ex: paragem, aterragem, passagem, ferrugem Escrevem-se com g palavras que já tinham esta terminação no latim (vertigem, imagem) Escrevem-se com g palavras vindas do provençal ou do francês (coragem, estalagem)

7 Dificuldades entre o g e o j Os verbos terminados em – jar escrevem-se sempre com j em toda a conjugação (arranjar, arranjam, arranjem) Por vezes o g tem de passar a j antes de a ou o (reger, rejam; afligir, aflijas); (monge, monja; coragem, corajoso); (viagem = nome; viajem = verbo)

8 Dificuldades entre c, ç, s, ss O ç e ss não existem em início de palavra. O s entre vogais tem sempre o som z, por isso dobra-se o s nas palavras derivadas, pois o s inicial passa a ficar no meio (mesa – s = z) (sala, antessala; sociologia, psicossociologia) O sufixo de naturalidade – (i)ense escreve-se com s (tomarense, leiriense) O superlativo absoluto sintético terminado em – íssimo escreve-se com dois ss (fortíssimo, amabilíssimo)


Carregar ppt "Casos mais difíceis no emprego de vogais e consoantes."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google