A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

“Não faço o bem que eu quero, mas pratico o mal que não quero? E estas outras: “Pois o querer o bem está ao meu alcance, não, porém, o praticá-lo” (Romanos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "“Não faço o bem que eu quero, mas pratico o mal que não quero? E estas outras: “Pois o querer o bem está ao meu alcance, não, porém, o praticá-lo” (Romanos."— Transcrição da apresentação:

1

2 “Não faço o bem que eu quero, mas pratico o mal que não quero? E estas outras: “Pois o querer o bem está ao meu alcance, não, porém, o praticá-lo” (Romanos 7,19.18)?

3 “A carne tem aspirações contrárias ao espírito e o espírito contrárias às da carne. Opõem-se reciprocamente, de sorte que não fazeis o que quereis”? (Gálatas 5,17)

4 Reconstituição facial de Paulo feita pelos especialistas do LKA Renânia do Norte-Vestfália, Alemanha.

5 “É preciso ter coragem pra mais tarde não sofre...”

6 Departamento de Doutrina

7  Manual da Vida  Auto conhecimento

8 E agora o que eu faço?

9 Capitulo 1 Capitulo 2 1.

10 1. Você vai receber um corpo. 2. Você vai aprender lições. 3. Não existem erros, apenas lições. 4. Uma lição é repetida até que seja aprendida. 5. Se não aprender as lições fáceis, elas se tornam difíceis. 6. Você saberá quando aprendeu uma lição quando suas ações mudarem. 7. "Lá" não é melhor do que "aqui". 8. Os outros são meros espelhos de você. 9. Sua vida, só você decide. 10. Você sempre consegue o que quer. 11. Não existe certo ou errado, mas existem consequências. 12. Suas respostas estão dentro de você. 13. Você vai esquecer tudo isso. 14. Mas pode lembrar sempre que quiser. Do livro "If Life is a Game, These are the Rules" de Cherie Carter-Scott

11 Um pai adorava seu filho e estava sempre o aconselhando a trilhar o caminho do bem. O menino também amava a seu pai, mas, por mais que tentasse, não conseguia seguir seus conselhos. Por agir assim, vivia tendo dissabores na vida. Um dia, já adulto, o filho cometeu um erro grave e foi preso e condenado. O pai ficou muito triste mas procurou manter a calma. Sempre que visitava o filho na prisão, se compadecia com seu sofrimento e enorme dor causada pelo arrependimento. O filho perdera o amor próprio e mergulhara em profunda depressão.

12 O pai tentava consolá-lo, mas o filho se mantinha preso em suas dores. Certa vez, quando percebeu que seu filho estava um pouco mais receptivo, o pai conseguiu lhe falar. - Não se maltrate mais pelos erros do passado. Apascenta seu coração. Creia em Deus e acredite no que eu estou te dizendo. A vida nos oferece diversas oportunidades e opções. Em breve você sairá daqui e poderá viver uma vida mais feliz. Eu estou indo para casa e a partir de hoje a estarei preparando para o seu retorno. Deixarei seu quarto pronto para quando este dia chegar. Ali estaremos juntos e a felicidade será nossa companheira inseparável.

13 Apesar de todo o esforço do pai, o filho não o ouviu e continuou mergulhado em profunda tristeza, até que um dia... O filho ouviu as palavras do pai e se confortou, buscando exercitar sua fé, até que um dia... Você decide o final:

14 Estas quatro coisas são das mais pequenas da terra, mas sábias, bem providas de sabedoria: As formigas são um povo impotente; todavia no verão preparam a sua comida; Os coelhos são um povo débil; e contudo, fazem a sua casa na rocha; Os gafanhotos não têm rei; e contudo todos saem, e em bandos se repartem; A aranha se pendura com as mãos, e está nos palácios dos reis. Provérbios

15  É PRECISO APRENDER A POUPAR (como as formigas)  É PRECISO APRENDER A SE DEFENDER (como os coelhos)  É PRECISO APRENDER A TRABALHAR EM EQUIPE (como os gafanhotos)  É PRECISO APRENDER A SER ÚTIL (como as aranhas)

16 A longevidade como a brevidade da existência corporal, embora façam parte do programa adrede estabelecido para cada homem, alteram- se para menos ou para mais, de acordo com o seu comportamento e do contributo que oferece à aparelhagem orgânica para a sua preservação ou desgaste. Manoel Philomeno de Miranda (espírito)

17 É óbvio que o estroina (que leva vida boêmia, leviana, e gasta dinheiro em excesso) desperdiça maior quota de energias, impondo sobrecargas desnecessárias aos equipamentos fisiológicos, do que o indivíduo prudente. Manoel Philomeno de Miranda (espírito)

18

19 O tabagismo, o alcoolismo, a toxicomania, a sexolatria, a glutonaria, entre outros fatores dissolventes e destrutivos, são de livre opção anual, não incursos no processo educativo de ninguém. Quem, a qualquer deles se vincula, padecer-lhe-á, inexoravelmente, o efeito prejudicial, não se podendo queixar ou aguardar solução de emergência. Manoel Philomeno de Miranda (espírito)

20 A longevidade como a brevidade da existência corporal, embora façam parte do programa adrede estabelecido para cada homem, alteram- se para menos ou para mais, de acordo com o seu comportamento e do contributo que oferece à aparelhagem orgânica para a sua preservação ou desgaste. Manoel Philomeno de Miranda (espírito)

21 O comportamento do Espírito, no corpo ou fora dele, é responsável pela vida, contribuindo de maneira eficaz na sua programática, igualmente interferindo na conduta do grupo em que se movimenta e onde atua, como dos descendentes que de alguma forma se lhe vinculam. Manoel Philomeno de Miranda (espírito)

22 Igualmente, a forma de desencarnar, sem fugir ao impositivo do destino que é de construção pessoal, resulta das experiências que são vividas. O homem imprevidente e precipitado, desrespeitador dos códigos de lei estabelecidos, toma-se fácil presa de infaustos acontecimentos, que ele mesmo se propicia como efeito da conduta arbitrária a que se entrega. Manoel Philomeno de Miranda (espírito)

23 Que bom que você veio! Volte sempre e vá com Jesus de Nazaré!!! Temas do cotidiano Luz da Doutrina à


Carregar ppt "“Não faço o bem que eu quero, mas pratico o mal que não quero? E estas outras: “Pois o querer o bem está ao meu alcance, não, porém, o praticá-lo” (Romanos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google