A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ria slides Adaptação de National Geographic feita por Alice Teixera Ferreira Elizabeth Kipman Cerqueira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ria slides Adaptação de National Geographic feita por Alice Teixera Ferreira Elizabeth Kipman Cerqueira."— Transcrição da apresentação:

1 Ria slides Adaptação de National Geographic feita por Alice Teixera Ferreira Elizabeth Kipman Cerqueira

2 Ria slides Nature, 432:667; 2004 Tony Reichhardt A concepção como origem da vida humana, quando e es- permatozóide (azul) fecunda o óvulo (amarelo), foi descrita em 1827 por Karl Enst van Baer, com auxílio de um micros- cópio. Pio IX aceitou esse fato científico em Não se tra- ta de um dogma religioso, não é um fato confecional. Fertilização Embrião com 5 semanasFeto com 8 semanas

3 Ria slides CÓDIGO DE ÉTICA MÉDICA: PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS Art. 6: O médico deve guardar ABSOLUTO respeito pela VIDA HUMANA, atuando sempre em benefício do paciente. Jamais utilizará seus conhecimentos para gerar sofrimento físico ou MORAL, para o EXTERMÍNIO do ser humano ou para permitir e acobertar tentativa contra a sua Dignidade e Integridade.

4 Ria slides A Declaração de Genebra, a mais antiga e conhecida de todas, tem sido utilizada em vários países na solenidade de recepção aos novos médicos inscritos na respectiva Ordem ou Conselho de Medicina. A versão clássica em língua portuguesa do JURAMENTO de HIPÓCRATES tem a seguinte redação: " Eu, solenemente, juro consagrar minha vida a serviço da Humanidade. Darei como reconhecimento a meus mestres, meu respeito e minha gratidão. Praticarei a minha profissão com consciência e dignidade. A saúde dos meus pacientes será a minha primeira preocupação. Respeitarei os segredos a mim confiados. Manterei, a todo custo, no máximo possível, a honra e a tradição da Profissão Médica. Meus colegas serão meus irmãos. Não permitirei que concepções religiosas, nacionais, raciais, partidárias ou sociais intervenham entre meu dever e meus pacientes. Manterei o mais alto respeito pela vida humana, desde sua concepção. Mesmo sob ameaça, não usarei meu conhecimento médico em princípios contrários às leis da natureza. Faço estas promessas, solene e livremente, pela minha própria honra."

5 Ria slides 1-antro 2-corona radiata 3- zona pelúcida 4- núcleo 5-cumulus oophorus 5

6 Ria slides This is a plate from Gray's Anatomy, from the online edition of the 20th U.S.edition ofGray's Anatomyonline edition Gray's Anatomy of the Human Body, originally published in Caption: Human ovum examined fresh in the liquor folliculi. (Waldeyer). The zona pellucida is seen as a thick clear girdle surrounded by the cells of the corona radiata. The egg itself shows a central granular deutoplasmic area and a peripheral clear layer, and encloses the germinal vesicle, in which is seen the germinal spot. This image in the public domain because its copyright has expired.public domain This applies worldwide. Corona radiata núcleo Zona pellucida

7 Ria slides Fertilização espermatozoide óvulo Zona pelúcida

8 Ria slides Zigoto ou Ovo Humano que se forma na concepção. (Provem da mãe)

9 Ria slides Desenvolvimento embrionário descrito pela primeira vez pelo Pai da Embriologia Moderna, Karl Ernst van Baer, em 1827.

10 Ria slides Nature, 418:14, 2002 Magdalea Zernicka-Goetz “O destino do indivíduo está definido na primeira divisão do zigoto”.

11 Ria slides Margadalena Zernicka-Goetz fez a marcação colorida das duas células resultante da primeira divisão do zigoto(ovo) para visualizar a distribuição das mesmas no Desenvolvimento Embrionário. Observa-se que existe distribuição assimétrica das células no embrião na fase de blastocisto: a maior parte das vermelhas constituem a massa celular interna, que formará o ser completo e as azuis se concentram no Trofoderma que formará a placenta. Nature, 418:

12 Ria slides Em A tem-se o ovo logo após a fertilização, onde fc é o cone de fertilização, onde o espermatozoide penetrou no óvulo ( ponto verde),dando o sinal de polarização desta célula. Em verde claro tem-se a segunda marcação da polaridade dado pelo corpo polar(B). Ve-se que a divisão se dá segundo um plano definido e que a segunda divisão dá tres células (C) e que a primeira divisão já define a orientação do Blastocisto e o destino das células vermelhas é diferente das azuis(D). Magdalena Zernicka-Goetz, Development 129:815, 2002

13 Ria slides Mórula Zona Pelúcida Blastômero

14 Ria slides Mórula constituída por blastômeros R. Colombo Diz que existe a possibilidade de 27% de um bastô- mero originar um Ser completo.

15 Ria slides

16 Mola hidatiforme

17 Ria slides

18

19 Massa Celular Interna Constituida Células-tronco multipotentes Blastocisto( Fase pré-implante) Embrião na fase de

20 Ria slides

21

22 Placenta Saco vitelíneo

23 Ria slides

24

25

26

27

28

29

30

31 Feto de 12 semanas Leonardo da Vinci No Renascimento: O Homem é a medida de todas as coisas

32 Ria slides

33 Com 2 meses, há muito vem nadando por todo espaço uterino

34 Ria slides Graças à ecografia 4D, o bebê mostra a quem está fora de seu ninho, as suas expressões faciais com grande nitidez Graças à ecografia 4D, o bebê mostra a quem está fora de seu ninho, as suas expressões faciais com grande nitidez

35 Ria slides Espreguiça, ouve, percebe a luz, dorme, chuta

36 Ria slides

37 Prematuro vivo de 6 – 7 meses

38 Ria slides

39

40

41

42

43

44

45

46

47 As imagens utilizadas neste pps fazem parte do documentário produzido pelo National Geographic Channel: En el Vientre Materno. São imagens obtidas através de uma micro-câmara introduzida no útero de uma gestante. Graças à modernas técnicas fotográficas é possível acompanhar o fascinante processo de gestação de um bebê. Se deseja ver fotos e vídeos deste documentário, em espanhol, visite o endereço: Autor do Slide: Ria Ellwanger Texto: baseado nas notas de rodapé das fotos do site acima citado Música: Brahm’s Lullaby - violin Este slide é exclusivo do site Ria Slides

48 Ria slides Dr. Nathanson, ateu, é contra o aborto. Afirma que uma das táticas mais eficazes é colocar uma “ etiqueta católica” aos movimentos anti-aborto. É tão eficaz que continua sendo empregada nos paises que se quer legalizar o aborto. “Eu não pertenço à nenhuma religião e no entanto sou contra o aborto, pois este problema não é do tipo confessional”

49 Ria slides Norma McCorvey, com o nome de Jane Roe, em 1972 no processo Roe v. Wade conseguiu aprova- ção do aborto nos EUA. Atualmente é ativa no mo- vimento anti-aborto. Sua foto na convenção pro- vida em Chicago em Janeiro 17, 1998.

50 Ria slides Roe-Norma Mc Corvey liderando o movimento contra o aborto. O ABORTO FERE A MULHER

51 Ria slides Jane Roe ou Norma McCorvey, com uma de suas filhas. Nunca realizou aborto tanto antes como depois de 1973, tendo dado seus tres filhos para a adoção. Esta é a solução para as gestantes que não querem criar seus filhos. Nos EUA existe uma fila de 5000 casais cadastrados que desejam Adotar crianças.

52 Ria slides Anencéfalo muito bem recebido pelos pais e pelo irmão

53 Ria slides Anencefalia: A criança foi aceita e bem recebida por seus pais, mesmo sabendo que terá pouco tempo de vida. Sempre elas tem um gorrinho para esconder seu defeito

54 Ria slides Anencefalia As fotos foram obtidas de uma página no Google montada por pais que são contra o aborto prematuro de anencéfalos.

55 Ria slides Dale Evans e Roy Rogers Patronos do Hospital do Texas para as Crianças excepcionais A sua filha com Síndrome de Down, seu “Anjinho que veio do Céu”, viveu somente 2 anos.

56 Ria slides Dale Evans faleceu em A “Rainha do Oeste” foi uma das líderes do movimento Anti-aborto nos EUA.

57 Ria slides

58 Os Budas infantes correspondem aos abortos realizados. Em dias festivos as mães fazem um ritual que consiste em colocar um babador vermelho nas estátuas, e colocar junto à elas alimento, flores e brinquedos. Muitas choram desconsoladamente e pedem perdão pelo seu ato criminoso Síndrome Pós-Aborto no Japão

59 Ria slides Jizos num templo ao sul de Tóquio

60 Ria slides Jizos-detalhe-Japão

61 Ria slides Samuel Alexander nasceu em 28 de dezembro de É um menino saudável, sem seqüelas. Exemplo do dramático avanço da medicina Fetal, especialmente da cirurgia intra-uterina, que nos levou a mudar o que pensamos atualmente sobre o nascituro.

62 Ria slides Detalhe

63 Ria slides Um fotógrafo que fez a cobertura de uma intervenção cirúrgica para espinha bífida, realizada dentro do útero materno, num feto de apenas 21 semanas de gestação, numa autêntica proeza médica, nunca imaginou que a sua máquina fotográfica iria registar, talvez, o grito mais eloqüente a favor da vida, conhecido até hoje. Paul Harris captou o momento em que o bebê tirou sua mão pequena do interior do útero da mãe, tentando segurar um dos dedos do doutor que o estava operando.

64 Ria slides O feto agradece a intervenção do médico

65 Ria slides Nos EUA em 1857 defendia-se a escravidão com os argumentos: O negro não é pessoa humana e pertence à seu dono; não é pessoa humana perante à lei; só adquire personalidade ao nascer MAS não há qualquer preocu- pação com a sua vida;quem julgar a escravidão é um mal, que não tenha escravos, mas não deve impor esta maneira de pensar aos outros, pois escravidão é legal; o homem tem direito de fazer o que quiser com o que lhe pertence, inclusive com seu escravo; a escravidão é melhor do que deixar o negro enfrentar o mundo. Em 1973, no caso Roe x Wae os argumentos para liberar o aborto foram: o nascituro não é pessoa e pertence à sua mãe; não é pessoa humana, mesmo que seja tido por ser humano; só adquire personalidade ao nascer; quem julgar que o aborto é mau, não faça, mas não deve impor esta maneira de pensar aos outros; toda mulher tem o direito de fazer o que quiser com seu corpo; é melhor o aborto, do que deixar uma criança mal formada enfrentar a vida. CONCLUSÃO: transcreveram para o nascituro os argumentos que justificavam a escravidão e o NÃO reconhecimento do negro como PESSOA HUMANA

66 Ria slides Um feto humano destroçado contido na mão assassina

67 Ria slides Como o feto humano é esquartejado durante o processo de aborto O feto sente a agressão quando a pinça puxa sua perna

68 Ria slides O resultado final dos fetos humanos esquartejados no aborto

69 Ria slides Cobaias Humanas A história secreta do sofrimento provocado em nome da ciência Andrew Goliszek Ediouro, 2004

70 Ria slides OBRIGADO POR ME DEIXAR VIVER !!


Carregar ppt "Ria slides Adaptação de National Geographic feita por Alice Teixera Ferreira Elizabeth Kipman Cerqueira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google