A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O rico está em casa, mesmo no estrangeiro, e o pobre é estrangeiro em sua própria terra. Antigo ditado oriental.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O rico está em casa, mesmo no estrangeiro, e o pobre é estrangeiro em sua própria terra. Antigo ditado oriental."— Transcrição da apresentação:

1

2 O rico está em casa, mesmo no estrangeiro, e o pobre é estrangeiro em sua própria terra. Antigo ditado oriental

3 Existem caminhos, e existe a Vida... - Pés Descalços -

4 Na partilha de bens, nesta breve existência terrena, alguns são mais contemplados pelo destino do que outros.

5 Nós, que temos garantidas as nossas três refeições ao dia, que tivemos acesso à educação, que não recordamos a última vez que passamos fome ou frio, nos encontramos, certamente, entre a minoria abençoada com o conforto material...

6 Do outro lado do abismo, estão os que convivem com uma triste rotina de fome, e de frio. Estes são dias desleais...

7 O ser humano, dentre todos os seres viventes, é o único dotado de livre arbítrio. E qual o uso que nós, os contemplados pelo destino, faremos do nosso livre arbítrio?

8 Voltaremos as costas àqueles que em silêncio esperam?

9 Fecharemos os olhos para aqueles que necessitam de nós?

10 - Volte amanhã. - Mas foi isto que você me disse ontem! - Vá embora, volte amanhã...

11 No teu dicionário, qual a definição de caridade, de justiça, de bondade, de desamparo...?

12 Na tua vida, qual o lugar ocupado pelo dinheiro...?

13 Gastas o que tens unicamente em benefício próprio, ou te lembras de separar uma parte para o próximo necessitado...?

14 Mais cedo ou mais tarde vamos deixar esta existência terrena. No exato instante da partida, todas as coisas terrenas que tanto prezamos como nada se afigurarão.

15 Todos os nossos bens materiais, - celular, carro, conta bancária, imóveis -, títulos acadêmicos, cargos e honrarias... Tudo isso deixaremos para trás. As notas de papel e os cartões de crédito para sempre abandonados...

16 Levaremos conosco apenas as boas ações que porventura tivermos praticado, pois a moeda corrente do outro mundo será o amor que manifestamos, as virtudes que cultivamos...

17 Estará bem equipado para a inevitável jornada aquele que tiver purificado o seu coração da corrupção do mundo, aquele que tiver cultivado a lealdade, a bondade, a caridade, e a justiça...

18 Quem se preocupa com o próximo, e se empenha na realização de boas obras, acaba fortalecendo também a própria alma.

19 “Não atente cada um somente para o que é seu, mas cada qual também para o que é dos outros.” Novo Testamento

20 “Quem tiver duas túnicas, reparta com o que não tem, e quem tiver alimentos faça da mesma maneira.” Novo Testamento

21 “Não digas ao teu próximo: ‘Vai, e volta amanhã que to darei’; tendo-o tu contigo...” Livro dos Provérbios

22 “Bem-aventurado é aquele Bíblia Sagrada que atende ao pobre.”

23 “E se abrires a tua alma ao faminto, e fartares a alma aflita, então a tua luz nascerá nas trevas, e a tua escuridão será como o meio-dia.” Isaías Antigo Testamento

24 A vida é um sopro, a vida é um instante, um minuto...

25 Não deixe para amanhã, lembre-se do antigo ditado que ensina: “Metade da velhice é arrependimento.”

26 Oportunidades Flores e frutos irremediavelmente e definitivamente perdidas. que jamais brotarão, pois as sementes não foram plantadas a tempo...

27 Quem há que saiba de quanto tempo ainda dispõe? Quem poderá afirmar com plena certeza que haverá mesmo um amanhã...? Não se deixe perder em meio às incorrigíveis banalidades do mundo. Pense no próximo.Faça a sua parte.

28 Pequenos pés descalços.

29 Cidade de Orobó, Zona da Mata, sertão pernambucano, alunos matriculados no ensino infantil da rede municipal. Porém, um levantamento realizado pela Secretaria de Educação do Município mostrou que as matrículas não significavam efetivamente a presença do aluno na sala de aula. Mesmo inscritos, 513 potenciais estudantes ficavam em casa.

30 Quantificar o problema até que foi fácil. A questão fundamental era saber por qual motivo os meninos e meninas não chegavam à sala de aula. Vinte e três agentes de educação foram incumbidos de percorrer o relevo acidentado e as estradas de barro que interligam as comunidades da zona rural e distritos do município. Orientados pelas escolas, os agentes foram de casa em casa conversar com os pais e com os próprios estudantes para saber o motivo das ausências.

31 O contato direto com as famílias revelou uma cruel realidade: Os alunos, em grande parte dos casos, não iam ao colégio simplesmente porque não tinham sapatos.

32 Uma coisa é passar o dia descalço nas cercanias da casa, e eventualmente arriscar uma caminhada mais longa. Outra coisa é enfrentar diariamente o relevo acidentado e as estradas de barro no deslocamento até a escola. Um desafio que pequenos pés descalços certamente não têm condições de suportar.

33 A secretária de educação do município, Valdenice Aguiar, ao tomar conhecimento do fato, foi a uma fábrica de calçados no Recife, em busca de meios para sanar o problema. Os próprios agentes retornaram às casas dos estudantes para entregar os chinelos. Numa destas sutis coincidências da vida, visitou a fábrica num dia de promoção. O par da sandália que custava em torno de R$ 7,00 estava sendo vendido por R$ 1,99. Ela comprou cerca de 500 pares para as crianças de Orobó.

34 Cristiane Souza é uma das crianças que retomaram os estudos após serem beneficiadas. Aos sete anos, ela já cursa a segunda série. Porém, confessa, timidamente, que ainda não sabe escrever “muita coisa”. Possivelmente, pela falta de continuidade nos estudos.

35 Cristiane mora no Sítio Olho D’água Seco, uma das comunidades rurais de Orobó. Da casa dela até a escola municipal Sebastião Barbosa é uma longa caminhada pelas ladeiras de barro. Depois das sandálias ela voltou a fazer o percurso, agora com um pouco mais de conforto e dignidade.

36 Qual o significado da palavra compaixão? Qual a definição de justiça? Qual a vida útil de um chinelo que custou R$ 1,99?

37 Quem são os que possuem um coração bondoso capaz de renunciar ao consumismo e ao supérfluo, com vistas a destinar o excedente ao próximo necessitado...?

38 Quem são os que possuem um olhar suficientemente humano, capaz de enxergar as crianças descalças à margem da estrada da Vida, esperando por um punhado de compaixão... por um pouco de justiça,

39 “Vale mais o pouco que tem o justo, do que as riquezas de muitos ímpios...

40 “O ímpio toma emprestado, mas o justo Salmos se compadece e dá.” e não paga;

41 “A caridade é considerada Bem-aventurado Bahá’u’lláh quem prefere seu irmão antes de si próprio.” um príncipe entre os belos atos...

42 “Amai-vos uns aos outros, Jesus Cristo como Eu vos amei.”

43 Formatação:

44

45


Carregar ppt "O rico está em casa, mesmo no estrangeiro, e o pobre é estrangeiro em sua própria terra. Antigo ditado oriental."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google