A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PONTES, G. R.; ALBUQUERQUE, A. R.; MONTES, C. R.; TOMAZELLO F°, M. Departamento de Ciências Florestais - ESALQ/USP - Laboratório de Anatomia e Identificação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PONTES, G. R.; ALBUQUERQUE, A. R.; MONTES, C. R.; TOMAZELLO F°, M. Departamento de Ciências Florestais - ESALQ/USP - Laboratório de Anatomia e Identificação."— Transcrição da apresentação:

1 PONTES, G. R.; ALBUQUERQUE, A. R.; MONTES, C. R.; TOMAZELLO F°, M. Departamento de Ciências Florestais - ESALQ/USP - Laboratório de Anatomia e Identificação da Madeira METODOLOGIA O Brasil é o maior produtor mundial de carvão vegetal. A identificação de espécies florestais através da antracologia reveste- se de importante caráter conservacionista no Brasil, devido à intensa utilização de madeira de florestas nativas extraídas ilegalmente para abastecer a produção de carvão vegetal. O objetivo deste estudo é avaliar a estrutura anatômica, a densidade e contração do lenho e do carvão visando à identificação de 75 espécies da floresta Amazônica, estado do Pará. RESULTADOS E DISCUSSÃO REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ABSTRACT INTRODUÇÃO E OBJETIVOS TOMAZELLO FILHO, M. Práticas de anatomia e identificação de madeiras. Piracicaba: ESALQ, p. CONCLUSÕES ANATOMIA COMPARADA DO LENHO E DO CARVÃO APLICADA NA IDENTIFICAÇÃO DE 75 ESPÉCIES DA FLORESTA AMAZÔNICA, NO ESTADO DO PARÁ, BRASIL Foram coletadas 100 amostras do lenho de 75 diferentes espécies amazônicas. Em laboratório realizou-se a carbonização das amostras em forno Mufla a 400° C. Os corpos de prova passaram por processo de metalização, seguido de análise por microscopia eletrônica de varredura (MEV) e captura de imagem através de softwares específicos (Figura 1). O processo de carbonização manteve a estrutura original da madeira, apesar da contração volumétrica, possibilitando a identificação das espécies pela análise anatômica do carvão e possibilita a identificação das espécies e sua aplicação na fiscalização ambiental e na arqueologia. The anthracology, as science, aims to analyze the anatomical structure of archaeological and modern vegetal charcoal. In the present study, techniques were used for evaluation of the anatomical microscopical structure, density and contraction of wood and charcoal. FIGURA 1. Análise dos corpos de prova de carvão vegetal. (A) metalização das amostras; (B) equipamento MEV; (C) amostras inseridas no MEV; (D) imagem da seção transversal do carvão e programa de captura de imagens do MEV. As medições de elementos anatômicos do carvão e as comparações entre as amostras de lenho carbonizadas e não- carbonizadas permitiram estimar as variações morfométricas e caracterizar a estrutura anatômica do carvão vegetal das espécies estudadas (Tabela 1). FIGURA 2. Fotomicrografias de MEV da espécie Protium altsonii: (A, B, C) Seção transversal;, tangencial e radial, respectivamente; (D) Elementos de vaso. TABELA 1. Exemplo de descrição das características observadas e comparação entre lenhos carbonizados e não-carbonizados da espécie Protium altsonii. Algumas das características que permitem identificação de espécie florestal utilizada na fabricação de carvão vegetal. B C D A A B C D Anatomia (μm) LenhoCarvãoContração (x-X)DP(x-X)DP% Ø dos vasos114 (89-150)10,73110 (78-132)8,833,51 Comp. dos vasos274 ( )80,13257 ( )84,696,20 Ø das pontoação16 (5-24)3,9014 (4-23)5,0012,50 Largura dos raios41 (21-57)10,8537 (28-51)4,999,76 Altura dos raios362 ( )110,66323 ( )73,5310,77 FP tangencial6 (4-7)0,825 (3-6)0,6616,67 FP radial4 (3-5)0,673 (2-5)0,8425,00


Carregar ppt "PONTES, G. R.; ALBUQUERQUE, A. R.; MONTES, C. R.; TOMAZELLO F°, M. Departamento de Ciências Florestais - ESALQ/USP - Laboratório de Anatomia e Identificação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google