A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DISCIPLINA INFORMÁTICA MÉDICA Prof. Eliane. CONCEITOS BÁSICOS Em termos de Software, é necessário adquirir: 1.Sistema operacional; 2.Sistema operacional.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DISCIPLINA INFORMÁTICA MÉDICA Prof. Eliane. CONCEITOS BÁSICOS Em termos de Software, é necessário adquirir: 1.Sistema operacional; 2.Sistema operacional."— Transcrição da apresentação:

1 DISCIPLINA INFORMÁTICA MÉDICA Prof. Eliane

2 CONCEITOS BÁSICOS Em termos de Software, é necessário adquirir: 1.Sistema operacional; 2.Sistema operacional de rede; 3.Programas do Windows – como Office, Netscape e etc; 4.Sistema Específico, como o de Consultório; 5.Programas de Banco de dados – SQL, Oracle e etc.

3 CONCEITOS BÁSICOS 1.Sistema operacional – é o programa ou um conjunto de programas cuja função é gerenciar os recursos do sistema (definir qual programa recebe atenção do processador, gerenciar memória, criar um sistema de arquivos, etc.), além de fornecer uma interface entre o computador e o usuário. Exemplo DOS, Windows, Linux e etc. 2.Sistema Operacional de Rede – é o programa que possibilita a comunicação de diversos computadores e servidores interligados em rede. Exemplo Windows 2003 server, Novell, e etc.

4 CONCEITOS BÁSICOS 3. Programas do ambiente Windows – são programas desenvolvidos por analistas e programadores, para atender determinados serviços. Exemplo Office (planilha, editor de texto, editor de apresentação e etc.), Netscape (programa para Internet) e etc. 4.Sistema Específicos – é o programa desenvolvido por analistas e programadores para atender uma aplicação específica, por exemplo, Sistemas de consultório, Comercial, Financeiro e etc. 5. Sistema de Banco de Dados – é um conjunto de programas que permitem armazenar, modificar e extrair informação de uma base de dados. Exemplo Oracle, SQL, DB2 e etc.

5 BANCO DE DADOS – Mecanismos Utilizados Estrutura FuncinalEstrutura de Interface Usuário - Programa

6 TIPOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Segundo Albertão (2005, p 71-92) divide os sistemas de Informação em quatro diferentes tipos:  Sistemas de Processamento de Transações (STP): sistemas que surgiram com os computadores de primeira geração (na decada de 50), processamento setorizado. Exemplo folha de pagamento, faturamento, controle de estoque e etc.  Sistemas de Informação Gerenciais (SIG) ou ERP (Enterprise Resource Planning): surgiram entre os anos 60 e 70, como uma evolução dos STPs, sendo destinados à tomada de decisões estruturadas e a integração dos processos da empresa. Exemplo Sistema de Gestão Hospitalar, de Gestão Clinica, Gestão Empresarial, Financeira e etc.

7 TIPOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO  Sistemas de Apoio a Decisão (SAD): surgiram entre os anos 1970 e 1980, estes sistemas dão suporte à tomada de decisões mais complexas. Exemplo Portais de indicadores gerenciais.  Sistemas Especialistas (SE): Utilizados para a resolução de problemas específicos, tendo como referencia um conjunto de informações heuristicas e sua relação com as regras usadas para a tomada de decisões adequadas. Tem como objetivo “formular conclusões, fornecer pareceres especializados, fazer sugestões, imitando o procedimento de profissionais especializados. Exemplo Simulador de vôo.

8 TIPOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Tem como objetivo “formular conclusões, fornecer pareceres especializados, fazer sugestões, imitando o procedimento de profissionais especializados. Exemplo Simulador de vôo.

9 SISTEMAS ESPECIALISTAS PARA A MEDICINA Como Funcionam ? Um sistema especialista é composto dos seguintes módulos:

10 SISTEMAS ESPECIALISTAS PARA A MEDICINA

11 Como Funcionam ? Base de conhecimento: contém o conhecimento especializado a ser utilizado nas decisões, o qual pode ser estruturado e codificado de diversas maneiras. Por exemplo, os sintomas específicos de uma determinada doença. Base de dados padrão: contém a definição do vocabulário a ser usado, termos, frases, elementos de diagnóstico e tratamento, etc. Pode conter também dados de pacientes individuais.

12 SISTEMAS ESPECIALISTAS PARA A MEDICINA Como Funcionam ? Mecanismo de inferência: é um algoritmo (programa), capaz de elaborar as conclusões a partir dos dados fornecidos pelo usuário do sistema, e do conhecimento armazenado em suas bases. Interface do usuário: tem por objetivo realizar o diálogo entre o usuário e o sistema.

13 SISTEMAS ESPECIALISTAS PARA A MEDICINA Como Funcionam ? Existem três tipos de sistemas especialistas, quanto à maneira como a base de conhecimento é estruturada e, por conseguinte, como funciona o mecanismo de inferência: 1.Sistemas de produção baseados em regras ou em quadros. 2.Sistemas baseados em modelos de causa-efeito. 3.Sistemas baseados em casos.

14 SISTEMAS ESPECIALISTAS PARA A MEDICINA Como Funcionam ? 1.Sistemas de produção baseados em regras ou em quadros. Estas são formas de representa ç ão baseadas em associa ç ões entre conceitos, como por exemplo: "ondas de Osborne são associadas à hipotermia". Normalmente as regras e quadros não definem rela ç ões causa-efeito, mas apenas "receitas" de decisão, muito usadas no dia-a-dia do m é dico. O mecanismo de inferência testa se as regras são verdadeiras para cada caso, e pode combinar v á rias regras at é chegar a uma decisão com alto grau de probabilidade.

15 SISTEMAS ESPECIALISTAS PARA A MEDICINA Como Funcionam ? 1.Sistemas de produção baseados em regras ou em quadros. Um exemplo de uma regra de produção é: Se as seguintes condições são verdadeiras: o paciente apresenta estridor respiratório; há história prévia de insuficiência respiratória congestiva então são prováveis os seguintes diagnósticos: - edema pulmonar, com uma probabilidade de 80%; - asma, com uma probabilidade de 50% - embolismo pulmonar com uma probabilidade de 20%

16 SISTEMAS ESPECIALISTAS PARA A MEDICINA Como Funcionam ? 2.Sistemas baseados em modelos de causa-efeito- A base de conhecimento especifica associações. O individuo apresenta um determinado sintoma (causa) que provocará um determinado efeito no organismo. O mecanismo de inferência se baseia em cadeias de relações causais (exemplo: "se o paciente tem icterícia, então tem hiperbilirrubinemia, e se a bilirrubina não conjugada está aumentada, então há comprometimento hepático. Se há febre, então há infeccção viral ou bacteriana. Então pode tratar-se de uma hepatite").

17 SISTEMAS ESPECIALISTAS PARA A MEDICINA Como Funcionam ? 3. Sistemas baseados em casos - A base de conhecimento especializada é formada por dados clínicos individuais, os quais relacionam casos típicos com os sinais e sintomas apresentados, achados laboratoriais, diagnóstico e tratamentos utilizados, e qualquer outro fator que o usuário possa achar interessante posteriormente. O mecanismo de inferência utiliza o raciocínio analógico, também muito usado pelos médicos ("se já tive um paciente com as mesmas condições e diagnóstico que esse, então o mesmo tratamento vai funcionar").


Carregar ppt "DISCIPLINA INFORMÁTICA MÉDICA Prof. Eliane. CONCEITOS BÁSICOS Em termos de Software, é necessário adquirir: 1.Sistema operacional; 2.Sistema operacional."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google