A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

COMUNIDADES BENTÔNICAS 1 – INTRODUÇÃO Bénthos= grego (profundidade)  Comunidade de organismos animais e vegetais que habitam o sedimento ou a superfície.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "COMUNIDADES BENTÔNICAS 1 – INTRODUÇÃO Bénthos= grego (profundidade)  Comunidade de organismos animais e vegetais que habitam o sedimento ou a superfície."— Transcrição da apresentação:

1 COMUNIDADES BENTÔNICAS 1 – INTRODUÇÃO Bénthos= grego (profundidade)  Comunidade de organismos animais e vegetais que habitam o sedimento ou a superfície dele. Fitobentos  Limitado na região litorânea, exceto em lagos rasos e com águas claras. Zoobentos Classificação do zoobentos lacustre: - Microbentos: Principalmente protozoários -Meiobentos: 0,3-0,8mm. Harpacticóides, ostrácodes, nematóides e pequenos anelídeos. - Macrobentos: 1-2mm. Moluscos, anelídeos, crustáceos e larvas de insetos.

2 Bentos litorâneo Bentos profundo

3 2 – PRINCIPAIS REPRESENTANTES Bdelloidea - Rotifera Vorticella Protozoário ciliado

4 Platelmintos – Turbelário Encontrado principalmente em macrófitas aquáticas em decomposição, e em regiões com pouca circulação.

5 Nematoda – Tubificidae Os nematóides de vida livre possuem variados hábitos alimentar (carnívoros, detritívoros e herbívoros)

6 Anelídeos  Participam na decomposição da matéria orgânica e no transporte de matéria orgânica de camadas mais profundas do sedimento para a superfície. Tubificidae  Importantes representantes. Possuem pigmentos semelhantes a hemoglibina Lumbriculidae

7 Hirudíneo

8

9 Larva de quirominídeo

10 Ninfa de Hexagenio Larva de macrobesus

11 Diplodon Limnaea Planorbis Limnaea

12 Ostracoda

13 Cladocera

14 Macrocyclops

15 3 – DISTRIBUIÇÃO DO ZOOBENTOS - Fitobentos  Luz – Apenas na zona litorânea - Zoobentos  Disponibilidade e qualidade do alimento e tipo de fundo. Detrito orgânico alóctone ou autóctone. Vegetais litorâneos ou terrestres, perifíton, plâncton Região litorânea X Região profunda

16  Heterogênea. - Maior oxigenação - Maior diversidade alimentar  Diversidade de nichos (carnívoros, herbívoros, detritívoros e bacteriófagos)  Alta diversidade.  Heterogênea. - Maior oxigenação - Maior diversidade alimentar  Diversidade de nichos (carnívoros, herbívoros, detritívoros e bacteriófagos)  Alta diversidade.  Homogênea. - Pouca diversidade alimentar  micrófagos e detritívoros  Menor diversidade, alta densidade  Homogênea. - Pouca diversidade alimentar  micrófagos e detritívoros  Menor diversidade, alta densidade

17

18 Sedimentos grosseiros maior distribuição vertical X Sedimentos finos e compactados, menor distribuição vertical Sedimentos grosseiros maior distribuição vertical X Sedimentos finos e compactados, menor distribuição vertical Distribuição vertical no sedimento

19 Zoobentos nos ecossistemas lacustres brasileiros:  Rasos e com variações do nível de água  Menor diversidade que lagos temperados Turbidez Oxigênio H2S Turbidez Oxigênio H2S

20 4 – IMPORTÂNCIA NA DINÂMICA DE NUTRIENTES -Decomposição e ciclagem de nutrientes - Participação da cadeia alimentar - Ação mecânica no substrato  Oligoquetas, larvas de coaborídeos podem chegar a ind. / m2. - Biorrevolvimento  Decomposição aeróbica, oxidação de íons.


Carregar ppt "COMUNIDADES BENTÔNICAS 1 – INTRODUÇÃO Bénthos= grego (profundidade)  Comunidade de organismos animais e vegetais que habitam o sedimento ou a superfície."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google