A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

> Argamassas Fabris: contribuição para a Construção e Reabilitação na Malha Urbana 1.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "> Argamassas Fabris: contribuição para a Construção e Reabilitação na Malha Urbana 1."— Transcrição da apresentação:

1 > Argamassas Fabris: contribuição para a Construção e Reabilitação na Malha Urbana 1

2 2 Argamassas Fabris: contribuição para a Construção e Reabilitação na Malha Urbana Carlos Duarte Concreta, 26 de Outubro de 2007

3 > Argamassas Fabris: contribuição para a Construção e Reabilitação na Malha Urbana >>> Associados: 15 Empresas, 18 Fábricas, > 75% Mercado Lisboa Setúbal Leiria Coimbra Aveiro Porto Braga Viana

4 > Argamassas Fabris: contribuição para a Construção e Reabilitação na Malha Urbana 4 >>> Argamassas Fabris em Portugal Primeiras Argamassas Fabris (Cimento-cola) 30 Empresas Produção acima de 1.3 M t Início da diversificação (Rebocos, Argamassas Estabilizadas) Crescimento do Mercado, primeiros Silos Directiva Europeia dos Produtos da Construção

5 > Argamassas Fabris: contribuição para a Construção e Reabilitação na Malha Urbana 5 >>> Fotografia do Sector das Argamassas (2006) Número de Empresas (15 são Associados APFAC) Cerca de 30 Argamassas Fabris Secas (Prontas a Amassar) 1.2 Mega t Argamassas Fabris Estabilizadas (Prontas a Usar) m 3 (~ t Secas) ETICS (External Thermal Insulation Composite Systems) m 2 Argamassas preparadas em Obra (Estaleiro) Entre 3 e 5 Mega t Vendas> 100 Mega Secas Estabilizadas Obra

6 > Argamassas Fabris: contribuição para a Construção e Reabilitação na Malha Urbana 6 >>> Argamassas: Fabris vs. Estaleiro Fonte: APFAC

7 > Argamassas Fabris: contribuição para a Construção e Reabilitação na Malha Urbana 7 >>> Evolução do Sector (Argamassas Fabris Secas, t) Fonte: APFAC

8 > Argamassas Fabris: contribuição para a Construção e Reabilitação na Malha Urbana 8 >>> Evolução do Sector (Argamassas Fabris Secas, t) Fonte: APFAC

9 > Argamassas Fabris: contribuição para a Construção e Reabilitação na Malha Urbana 9 >>> Argamassas Fabris Secas: Saco vs. Granel, t 2006: mais de 800 Silos activos (Argamassas Cimentícias) Fonte: APFAC Produtividade 2006: 480 t/Silo, 16 cargas/ano Valor ainda reduzido! 30 t

10 > Argamassas Fabris: contribuição para a Construção e Reabilitação na Malha Urbana 10 >>> 2005 – 2015: Argamassas Fabris vs. Arg. Estaleiro Fontes: EMO, APFAC Cenário 2005 – 2015, curvas de tendência:

11 > Argamassas Fabris: contribuição para a Construção e Reabilitação na Malha Urbana 11 >>> 2005 – 2015: Argamassas Fabris vs. Arg. Estaleiro Estaleiro Fabris Valores em % Fonte: EMO, APFAC

12 > Argamassas Fabris: contribuição para a Construção e Reabilitação na Malha Urbana 12 FIL, Parque das Nações, Lisboa 22 e 23 de Novembro de 2007 Comunicações65 Autores e co-autores155 Empresas e Instituições53 Países envolvidos10 Toda a informação em

13 > Argamassas Fabris: contribuição para a Construção e Reabilitação na Malha Urbana >>> Programa do Seminário Prof. Dr. Vasco Peixoto Freitas (FEUP) Reabilitação de fachadas de edifícios antigos – Argamassas pré-doseadas versus argamassas tradicionais. Argamassas Fabris: Produção, Famílias, Normas. Eng. João Garcia, APFAC/Maxit Argamassas Fabris: Logística, Distribuição, Estaleiro. Eng. Jorge Guedes, APFAC/Ciarga


Carregar ppt "> Argamassas Fabris: contribuição para a Construção e Reabilitação na Malha Urbana 1."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google