A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Núcleo de Assuntos Estratégicos Núcleo de Assuntos Estratégicos da Presidência da República Exposição para XI Congresso Mundial de Saúde Pública VIII Congresso.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Núcleo de Assuntos Estratégicos Núcleo de Assuntos Estratégicos da Presidência da República Exposição para XI Congresso Mundial de Saúde Pública VIII Congresso."— Transcrição da apresentação:

1 Núcleo de Assuntos Estratégicos Núcleo de Assuntos Estratégicos da Presidência da República Exposição para XI Congresso Mundial de Saúde Pública VIII Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva 20 de fevereiro de 2006

2 Núcleo de Assuntos Estratégicos Metodologia NAE Núcleo de Assuntos Estratégicos Escolas de pensamento estratégico Elaboração de uma metodologia de Estado Fases da metodologia

3 Núcleo de Assuntos Estratégicos Escolas de pensamento estratégico Escola do pensamento estratégico militar –Sun Tzu – abordagem indireta –Clausewitz – abordagem direta –Fundamentos da Estragégia Escola do pensamento estratégico de governo –Cratologia – aplicação do poder da Nação Escola do pensamento estratégico empresarial –Gestão otimizada dos recursos

4 Núcleo de Assuntos Estratégicos Metodologia de Estado Problemas apresentados –Dimensão do desafio do BR3T –Inexistência de consultoria internacional qualificada –Necessidade de reduzir as deficiências identificadas nos projetos nacionais anteriores Projetos históricos brasileiros (infra-estrutura, estabilização) Projetos internacionais da atualidade Análise do tripé do poder mundial –Alvin Toffler –Força (Sec XIX), dinheiro (Sec XX), conhecimento (Sec XXI) Solução para o projeto BR3T –Fusão das escolas de pensamento estratégico –Desenvolvimento da Metodologia NAE

5 Núcleo de Assuntos Estratégicos Metodologia NAE An á lise prospectiva Ambiente Conjunturaatual C F u r t v u a r s o Intera çõ es corretivas Análise retrospectiva Ext Sistema Externo Solução estratégica Sistema Interno BR3T Núcleo de Assuntos Estratégicos

6 DIMENSÕES DA ESTRATÉGIA USP UCAM IPEA USP UFBA IPEA ESG UFRJ UNB Núcleo de Assuntos Estratégicos Avaliação diagnóstica

7 Núcleo de Assuntos Estratégicos Projeto Brasil 3 Tempos Núcleo de Assuntos Estratégicos TEMAS ESTRATÉGICOS

8 Núcleo de Assuntos Estratégicos Normalidade constitucionalSistema político-partidário Sistema judiciárioEntes federados Relações trabalhistasCarga tributária Estrutura tributáriaTaxa de investimento Controle da inflaçãoExportações brasileiras Sistema industrial, tecnológico e de comércio exterior Agricultura e pecuária Contas públicasDespesas Correntes Qualidade da vida urbanaDesigualdade social Diversidade cultural brasileiraViolência e criminalidade Sistema previdenciárioPerfil etário da população Sistema Único de Saúde (SUS)Ações afirmativas de inclusão social Nível de empregoDesigualdades regionais Ordenamento do território brasileiroRecursos do mar Projeto Brasil 3 Tempos – temas estratégicos Núcleo de Assuntos Estratégicos

9 Uso e conservação da água doce Amazônia Sistema de Defesa NacionalMatriz brasileira de combustíveis Infra-estruturaQualidade do ensino Educação básicaEnsino superior Inclusão digitalTecnologias de Informação e Comunicação (TICs) Biotecnologia Programas tecnológicos em áreas sensíveis NanotecnologiaInvestimentos em Ciência, Tecnologia e Inovação Biodiversidade Protocolo de Quioto Brasil, Rússia, Índia e ChinaBloco político-econômico no continente americano Mercosul e União Européia (UE)Bloco político-econômico da América do Sul Bloco político-econômico do MercosulOrganização das Nações Unidas (ONU) Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU) Ordenamento mundial emergente Projeto Brasil 3 Tempos – temas estratégicos Núcleo de Assuntos Estratégicos

10 Projeto Brasil 3 Tempos – temas estratégicos Núcleo de Assuntos Estratégicos Ações afirmativas de inclusão socialAgricultura e pecuária AmazôniaBiodiversidade Biotecnologia Bloco político-econômico da América do Sul Bloco político-econômico do MercosulBloco Político-Econômico no continente americano Brasil, Rússia, Índia e ChinaCarga tributária Conselho de Segurança das Nações UnidasContas públicas Controle da inflaçãoDesigualdade social Desigualdades regionaisDespesas Correntes Diversidade cultural brasileiraEducação básica Ensino superiorEntes federados Estrutura tributáriaExportações brasileiras Inclusão digitalInfra-estrutura

11 Núcleo de Assuntos Estratégicos Projeto Brasil 3 Tempos – temas estratégicos Núcleo de Assuntos Estratégicos Investimentos em C T & IMatriz brasileira de combustíveis Mercosul e União Européia (UE)Nanotecnologia Nível de empregoNormalidade constitucional Ordenamento do território brasileiroOrdenamento mundial emergente Organização das Nações Unidas (ONU)Perfil etário da população Programas tecnológicos em áreas sensíveisProtocolo de Quioto Qualidade da vida urbanaQualidade do ensino Recursos do marRelações trabalhistas Sistema de Defesa NacionalSistema Industrial, Tecnológico e de Comércio Exterior Sistema judiciárioSistema político-partidário Sistema previdenciárioSistema Único de Saúde (SUS) Taxa de investimentoTecnologias de Informação e Comunicação Uso e conservação da água doceViolência e criminalidade

12 Núcleo de Assuntos Estratégicos

13 Amazônia O potencial da Região Amazônica, baseado em exuberantes recursos naturais, é reconhecidamente imenso, assim como seus problemas. O governo federal, em parceria com os estados e municípios amazônicos, tem buscado implementar uma série de programas e projetos de desenvolvimento sustentável. Tais ações visam a preservar os direitos e as culturas dos povos da floresta; apoiar as experiências de novas formas de produção e uso sustentável dos recursos naturais; e valorizar os conhecimentos locais. Recentemente, o Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) – considerado como um importante passo para o fortalecimento da presença do Estado na região – iniciou suas operações. Contudo, inúmeros problemas afligem as populações locais, com reflexos em todo o País: contrabando de armas; tráfico de drogas; garimpo ilegal; exploração ilícita de madeira; desmatamento acelerado com a supressão das reservas legais; redução das áreas de preservação permanente; expropriação da biodiversidade (biopirataria); confrontos entre indígenas, garimpeiros, proprietários rurais e posseiros; missões religiosas irregulares e a serviços de terceiros; associação de índios com contrabandistas e estrangeiros; contrabando de animais silvestres e de recursos naturais; e ameaça de transbordamento da crise colombiana. Essa conjuntura não é restrita ao território brasileiro, mas comum, em muitos aspectos, a todos os países do chamado Arco Amazônico (Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela). Esse quadro enseja a possibilidade de integração desses países na busca de soluções comuns e pragmáticas, evitando o aumento das pressões de grupos estrangeiros que, objetivando a exploração comercial das riquezas da Amazônia, defendem a tese de sua internacionalização.

14 Núcleo de Assuntos Estratégicos

15 Biodiversidade A biotecnologia tem sido apontada como uma das mais promissoras fronteiras do conhecimento. Governos e empresas de todo o mundo têm investido vultosos recursos em pesquisa e desenvolvimento (P&D) nessa área, com resultados que já beneficiam a sociedade e proporcionam significativo retorno aos investidores. O Brasil dispõe de enorme potencial para a exploração científica e tecnológica da biodiversidade, mas ressente-se de políticas adequadas para o desenvolvimento de programas específicos, seja pela carência de recursos financeiros, seja por não ter o domínio de grande parte das tecnologias pertinentes. Existem propostas para a criação de um adequado arcabouço que garanta a pesquisa e a exploração de nossas riquezas naturais. A pesquisa nacional de biodiversidade deverá, prioritariamente, permitir a definição do manejo sustentável dos recursos naturais, preservando as riquezas e a diversidade de nossos biomas. As dificuldades, porém, são muitas. A fraca presença estatal em áreas de inexplorada biodiversidade – como a Amazônia e o Pantanal – facilitam a atuação de biopiratas. Além disso, países desenvolvidos, como os Estados Unidos, não aceitam discutir o combate à biopirataria, no âmbito dos fóruns internacionais.

16 Núcleo de Assuntos Estratégicos

17 Biotecnologia As pesquisas científicas e tecnológicas, associadas à produção industrial, tendem a impor novos paradigmas com velocidade maior do que o previsto, confirmando as observações de estudiosos do progresso científico da humanidade de que a aceleração nas descobertas e inovações não é apenas constante, mas crescente. Advogam muitos especialistas que o Século XXI será o Século do Conhecimento, no qual parte do poder mundial será redirecionado para os países que dominarem as novas tecnologias capazes de causar impactos inovadores nos mercados internacionais e na vida cotidiana das nações. Nesse contexto, a biotecnologia tem sido apontada como uma das mais promissoras fronteiras do conhecimento, pela possibilidade de agregar valor ao imenso potencial da biodiversidade presente no território nacional. Todavia, a competitividade nesse setor é precedida da criação de empregos altamente especializados, exigindo vultosos investimentos, públicos e privados, na formação de recursos humanos. Especialmente no tocante à biotecnologia derivada dos progressos resultantes do conhecimento genético, descobertas inéditas e complexas têm sido levadas à opinião pública mundial, ensejando acaloradas discussões sobre a base ética das pesquisas, bem como sobre o controle regulamentar cabível dos Estados sobre as mesmas.

18 Núcleo de Assuntos Estratégicos Matriz de Impactos Cruzados

19 Núcleo de Assuntos Estratégicos 1 Normalidade constitucional76,12 2 Controle da inflação61,82 3 Exportações brasileiras59,64 4 Agricultura e pecuária55,73 5 Matriz brasileira de combustíveis55,47 6 Sistema Indus, Tec e de Com Ex54,13 7 Diversidade cultural brasileira53,82 8 Relações trabalhistas51,94 9 Protocolo de Quioto51,62 10 Inclusão digital51,57 11 Tecnologias de Info e Com (TICs)50,88 12 Ordenamento mundial emergente50,81 13 Biotecnologia 49,59 14 CSNU48,67 15 Recursos do mar47,81 16 Educação básica47,04 17 Infra-estrutura47,00 18 Bloco Pol-Eco da América do Sul45,60 19 Uso e conservação da água doce45,35 20 ONU45,10 21 Biodiversidade 43,92 22 Investimentos em C T & I43,74 23 Mercosul e União Européia (UE)43,22 24 Amazônia 42,87 25 Bloco Pol-Eco do Mercosul42,66 26 Taxa de investimento42,62 27 Ensino superior42,39 28 Estrutura tributária42,32 29 Sistema Único de Saúde (SUS)42,31 30 Nível de emprego40,28 31 Programas Tec em áreas sensíveis39,81 32 Brasil, Rússia, Índia e China38,55 33 Entes federados38,47 34 Contas públicas38,23 35 Despesas Correntes37,25 36 Carga tributária37,17 37 Sistema de Defesa Nacional37,14 38 Bloco Pol-Eco no continente americano36,97 39 Nanotecnologia35,57 40 Desigualdades regionais35,41 41 Sistema político-partidário35,20 42 Perfil etário da população34,67 43 Sistema judiciário34,15 44 Qualidade do ensino31,44 45 Qualidade da vida urbana31,03 46 Desigualdade social30,61 47 Ações afirmativas de inclusão social30,56 48 Sistema previdenciário30,32 49 Violência e criminalidade29,98 50 Ordenamento do território brasileiro29,82 PROBABILIDADESPROBABILIDADES 2015

20 Núcleo de Assuntos Estratégicos PROBABILIDADESPROBABILIDADES Normalidade constitucional79,77 2 Controle da inflação70,26 3 Exportações brasileiras68,13 4 Agricultura e pecuária 66,97 5 Matriz brasileira de combustíveis65,99 6 Diversidade cultural brasileira64,05 7 Ordenamento mundial emergente63,89 8 Relações trabalhistas63,80 9 Sistema Indus, Tec e de Com Ex63,76 10 Inclusão digital62,22 11 Protocolo de Quioto60,92 12 Biotecnologia 60,83 13 Tecnologias de Info e Com (TICs)59,93 14 Educação básica58,84 15 Cons de Seg das Naç Unidas (CSNU)58,67 16 Recursos do mar58,38 17 Uso e conservação da água doce57,23 18 Bloco Pol-Eco da América do Sul55,85 19 Organização das Nações Unidas (ONU)55,81 20 Infra-estrutura55,32 21 Biodiversidade 54,25 22 Amazônia 54,15 23 Bloco Pol-Eco do Mercosul54,13 24 Mercosul e União Européia (UE)53,97 25 Estrutura tributária53,30 26 Investimentos em C T & I52,61 27 Sistema Único de Saúde (SUS)52,23 28 Ensino superior52,21 29 Taxa de investimento52,00 30 Programas Tec em áreas sensíveis51,09 31 Brasil, Rússia, Índia e China49,79 32 Nível de emprego49,64 33 Entes federados48,09 34 Carga tributária46,88 35 Sistema de Defesa Nacional46,79 36 Despesas Correntes46,72 37 Nanotecnologia46,56 38 Bloco Pol-Eco no continente americano46,53 39 Desigualdades regionais45,99 40 Contas públicas45,47 41 Sistema político-partidário44,90 42 Sistema judiciário44,67 43 Perfil etário da população44,00 44 Qualidade da vida urbana41,33 45 Qualidade do ensino40,46 46 Desigualdade social40,36 47 Violência e criminalidade39,76 48 Sistema previdenciário39,72 49 Ordenamento do território brasileiro39,40 50 Ações afirmativas de inclusão social36,23

21 Núcleo de Assuntos Estratégicos IMPORTÂNCIAIMPORTÂNCIA 1 Qualidade do ensino8,78 2 Educação básica8,72 3 Violência e criminalidade8,58 4 Desigualdade social8,53 5 Nível de emprego8,53 6 Sistema Único de Saúde (SUS)8,48 7 Normalidade constitucional8,46 8 Infra-estrutura8,44 9 Investimentos em C T & I8,42 10 Carga tributária8,42 11 Estrutura tributária8,40 12 Taxa de investimento8,38 13 Sistema judiciário8,36 14 Despesas Correntes8,35 15 Controle da inflação8,33 16 Amazônia 8,31 17 Exportações brasileiras8,28 18 Contas públicas8,26 19 Sistema previdenciário8,24 20 Perfil etário da população8,23 21 Biodiversidade 8,21 22 Biotecnologia 8,20 23 Agricultura e pecuária8,17 24 Sistema Indus, Tec e de Com Ex8,13 25 Qualidade da vida urbana8,12 26 Uso e conservação da água doce8,07 27 Matriz brasileira de combustíveis8,06 28 Sistema político-partidário8,04 29 Ensino superior8,03 30 Desigualdades regionais7,93 31 Recursos do mar7,81 32 Relações trabalhistas7,74 33 Tecnologias de Info e Com (TICs)7,74 34 Inclusão digital7,66 35 Programas Tec em áreas sensíveis7,64 36 Mercosul e União Européia (UE)7,49 37 Nanotecnologia7,47 38 Protocolo de Quioto7,44 39 Sistema de Defesa Nacional7,41 40 Bloco Pol-Eco do Mercosul7,32 41 Brasil, Rússia, Índia e China7,31 42 Bloco Pol-Eco da América do Sul7,30 43 Ordenamento mundial emergente7,19 44 Diversidade cultural brasileira7,06 45 Entes federados6,88 46 Organização das Nações Unidas (ONU)6,80 47 Bloco Pol-Eco no continente americano6,79 48 Cons de Seg das Naç Unidas (CSNU)6,50 49 Ordenamento do território brasileiro6,46 50 Ações afirmativas de inclusão social5,44

22 Núcleo de Assuntos Estratégicos De se ja bi li da de 26 Desigualdades regionais1,65 27 Matriz brasileira de combustíveis1,64 28 Ensino superior1,64 29 Sistema político-partidário1,63 30 Inclusão digital1,58 31 Recursos do mar1,55 32 Tecnologias de Info e Com (TICs)1,55 33 Programas Tec em áreas sensíveis1,52 34 Nanotecnologia1,49 35 Mercosul e União Européia (UE)1,44 36 Diversidade cultural brasileira1,44 37 Brasil, Rússia, Índia e China1,43 38 Protocolo de Quioto1,43 39 Sistema de Defesa Nacional1,39 40 Bloco Pol-Eco do Mercosul1,35 41 Relações trabalhistas1,31 42 Bloco Pol-Eco da América do Sul1,31 43 Organização das Nações Unidas (ONU)1,22 44 Entes federados1,22 45 Cons de Seg das Naç Unidas (CSNU)1,10 46 Ordenamento do território brasileiro0,91 47 Bloco Pol-Eco no continente americano0,87 48 Ordenamento mundial emergente0,84 49 Ações afirmativas de inclusão social0,55 50 Uso e conservação da água doce-0,74 1 Qualidade do ensino1,90 2 Educação básica1,89 3 Violência e criminalidade1,87 4 Desigualdade social1,83 5 Nível de emprego1,81 6 Sistema Único de Saúde (SUS)1,80 7 Investimentos em C T & I1,79 8 Taxa de investimento1,78 9 Infra-estrutura1,78 10 Sistema judiciário1,78 11 Estrutura tributária1,76 12 Controle da inflação1,76 13 Exportações brasileiras1,75 14 Carga tributária1,74 15 Despesas Correntes1,73 16 Contas públicas1,72 17 Biotecnologia 1,71 18 Biodiversidade 1,71 19 Agricultura e pecuária1,70 20 Qualidade da vida urbana1,69 21 Amazônia 1,69 22 Sistema previdenciário1,69 23 Perfil etário da população1,68 24 Normalidade constitucional1,67 25 Sistema Indus, Tec e de Com Ex1,66

23 Núcleo de Assuntos Estratégicos Mo tri ci da de 26 Carga tributária48,50 27 Educação básica48,00 28 Programas Tec em áreas sensíveis46,00 29 Diversidade cultural brasileira44,00 30 Nível de emprego43,00 31 Inclusão digital41,50 32 Nanotecnologia39,00 33 Amazônia 38,00 34 Cons de Seg das Naç Unidas (CSNU)36,50 35 Biodiversidade 35,50 36 Recursos do mar35,50 37 Relações trabalhistas35,00 38 Matriz brasileira de combustíveis31,50 39 Qualidade da vida urbana31,00 40 Protocolo de Quioto31,00 41 Perfil etário da população29,50 42 Sistema previdenciário29,00 43 Sistema de Defesa Nacional26,00 44 Sistema judiciário23,00 45 Ordenamento mundial emergente22,00 46 Violência e criminalidade20,50 47 Organização das Nações Unidas (ONU)18,00 48 Ações afirmativas de inclusão social15,50 49 Sistema Único de Saúde (SUS)10,50 50 Uso e conservação da água doce0,00 1Brasil, Rússia, Índia e China113,00 2Agricultura e pecuária83,50 3Taxa de investimento82,50 4Exportações brasileiras79,50 5Sistema Indus, Tec e de Com Ex75,50 6Investimentos em C T & I74,70 7Desigualdade social67,00 8Ensino superior66,50 9Despesas Correntes65,50 10Bloco Pol-Eco do Mercosul65,50 11Infra-estrutura65,00 12Bloco Pol-Eco da América do Sul63,50 13Desigualdades regionais62,00 14Contas públicas61,00 15Normalidade constitucional60,50 16Ordenamento do território brasileiro54,00 17 Biotecnologia 53,50 18Controle da inflação53,00 19Tecnologias de Info e Com (TICs)52,50 20Qualidade do ensino52,00 21Sistema político-partidário51,50 22Mercosul e União Européia (UE)51,00 23Entes federados49,50 24Estrutura tributária49,00 25Bloco Pol-Eco no continente americano49,00

24 Núcleo de Assuntos Estratégicos DependênciaDependência 26 Programas Tec em áreas sensíveis48,50 27 Ensino superior49,00 28 Educação básica50,50 29 Qualidade do ensino53,50 30 Bloco Pol-Eco do Mercosul54,85 31 Biotecnologia 55,00 32 Mercosul e União Européia (UE)55,85 33 Tecnologias de Info e Com (TICs)56,00 34 Perfil etário da população56,00 35 Agricultura e pecuária58,00 36 Inclusão digital58,50 37 Desigualdades regionais59,00 38 Amazônia 59,00 39 Biodiversidade 61,50 40 Bloco Pol-Eco da América do Sul62,50 41 Normalidade constitucional65,00 42 Brasil, Rússia, Índia e China67,00 43 Sistema Indus, Tec e de Com Ex69,50 44 Infra-estrutura73,50 45 Investimentos em C T & I74,00 46 Desigualdade social74,50 47 Diversidade cultural brasileira74,50 48 Taxa de investimento77,50 49 Exportações brasileiras78,50 50 Nível de emprego81,50 1 Uso e conservação da água doce3,00 2 Organização das Nações Unidas (ONU)13,50 3 Sistema político-partidário14,50 4 Ações afirmativas de inclusão social15,50 5 Ordenamento mundial emergente21,00 6 Sistema judiciário21,50 7 Ordenamento do território brasileiro24,00 8 Relações trabalhistas27,50 9 Protocolo de Quioto31,50 10 Sistema previdenciário31,50 11 Entes federados34,00 12 Controle da inflação35,00 13 Bloco Pol-Eco no continente americano35,00 14 Carga tributária36,00 15 Sistema Único de Saúde (SUS)36,00 16 Estrutura tributária37,50 17 Recursos do mar40,00 18 Matriz brasileira de combustíveis41,00 19 Qualidade da vida urbana41,50 20 Despesas Correntes42,00 21 Nanotecnologia42,50 22 Contas públicas43,00 23 Sistema de Defesa Nacional43,50 24 Violência e criminalidade47,00 25 Cons de Seg das Naç Unidas (CSNU)47,50

25 Núcleo de Assuntos Estratégicos Rede de Conhecimento sobre a biodiversidade da Amazônia (2006) Estudo realizado por demanda e sob a supervisão do NAE-PR Coordenado e executado pelo CGEE Participação de instituições acadêmicas, governamentais e da iniciativa privada Exploração sustentável da biodiversidade Comissão de Orientação e Validação – Ministérios que compõem o Grupo permanente de trabalho interministerial - Amazônia Legal, coordenado pela CC.

26 Núcleo de Assuntos Estratégicos Casa Civil da Presidência da República, que o coordenará; Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Ministério da Ciência e Tecnologia; Ministério da Defesa; Ministério do Desenvolvimento Agrário; Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior; Ministério da Integração Nacional; Ministério da Justiça; Ministério do Meio Ambiente; Ministério de Minas e Energia; Ministério do Trabalho e Emprego; Ministério dos Transportes; Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão; Ministério das Relações Exteriores. Grupo permanente de trabalho interministerial Amazônia Legal

27 Núcleo de Assuntos Estratégicos Rede de Conhecimento sobre a biodiversidade da Amazônia Objetivo estratégico Tornar o Brasil reconhecido como o país que detém o maior estoque de conhecimento sobre a biodiversidade da Amazônia. Finalidades -Promover o desenvolvimento sustentável da região amazônica, proporcionando melhor qualidade de vida para as populações locais. -Fortalecer a soberania nacional sobre a região amazônica brasileira.

28 Núcleo de Assuntos Estratégicos TEMAS ESTRATÉGICOS Probabilidade 2015 Desejabilidade ponderada 1Qualidade do ensino31,441,90 2Educação básica47,041,89 3Violência e criminalidade29,981,87 4Desigualdade social30,611,83 5Nível de emprego40,281,81 6Sistema Único de Saúde (SUS)42,311,80 7Investimentos em C T & I43,741,79 8Taxa de investimento42,621,78 9Infra-estrutura47,001,78 10Sistema judiciário34,151,78 11Estrutura tributária42,321,76 12Controle da inflação61,821,76 13Exportações brasileiras59,641,75 14Carga tributária37,171,74 15Despesas Correntes37,251,73 16Contas públicas38,231,72 17Biotecnologia49,591,71 18Biodiversidade43,921,71 19Agricultura e pecuária55,731,70 20Qualidade da vida urbana31,031,69 Núcleo de Assuntos Estratégicos Esperança Ruptura e

29 Núcleo de Assuntos Estratégicos CONHECIMENTO Projeto Brasil 3 Tempos Núcleo de Assuntos Estratégicos Educação Tecnologias sociais C T & I

30 Núcleo de Assuntos Estratégicos Projeto Brasil 3 Tempos Núcleo de Assuntos Estratégicos Qualidade do Ensino Educação Básica Educação Superior Inclusão Digital Tecnologias de Informação e Comunicação Investimentos em Ciência, Tecnologia e Inovação Nanotecnologia Biotecnologia Biodiversidade Programas tecnológicos em áreas sensíveis

31 Núcleo de Assuntos Estratégicos Projeto Brasil 3 Tempos Núcleo de Assuntos Estratégicos Assim, ao fazer do conhecimento o motor do nosso desenvolvimento, o foco deverá estar centrado no ser humano, considerado não apenas como instrumento gerador de riquezas, mas como objeto finalístico da própria razão de ser do Estado brasileiro.

32 Núcleo de Assuntos Estratégicos Projeto Brasil 3 Tempos Núcleo de Assuntos Estratégicos O cidadão dotado de conhecimento será aquele incluído no mercado de trabalho e, por extensão, na sociedade brasileira, porque terá, internalizado para sempre, o principal instrumento que lhe permite competir – em um ambiente de verdadeira igualdade de oportunidades – com os representantes das demais nações inseridas no século XXI.

33 Núcleo de Assuntos Estratégicos Núcleo de Assuntos Estratégicos da Presidência da República Exposição para XI Congresso Mundial de Saúde Pública VIII Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva 20 de fevereiro de 2006

34 Núcleo de Assuntos Estratégicos (61) (61) Raul Sturari Secretário Executivo Presidência da República Núcleo de Assuntos Estratégicos


Carregar ppt "Núcleo de Assuntos Estratégicos Núcleo de Assuntos Estratégicos da Presidência da República Exposição para XI Congresso Mundial de Saúde Pública VIII Congresso."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google