A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A restauração de Israel – Estudo 05 A chegada de Esdras - Ed 7 e 8 Texto áureo: Porque Esdras tinha preparado o seu coração para buscar e cumprir a lei.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A restauração de Israel – Estudo 05 A chegada de Esdras - Ed 7 e 8 Texto áureo: Porque Esdras tinha preparado o seu coração para buscar e cumprir a lei."— Transcrição da apresentação:

1 A restauração de Israel – Estudo 05 A chegada de Esdras - Ed 7 e 8 Texto áureo: Porque Esdras tinha preparado o seu coração para buscar e cumprir a lei do Senhor, e para ensinar em Israel os seus estatutos e as suas ordenanças

2 A restauração de Israel – Estudo 05 A chegada de Esdras - Ed 7 e 8 I - Revendo a cronologia bíblica: 606 a.C. – O exílio começa (Daniel) 586 a.C. – Jerusalém cai; 539 a.C. – Ciro ordena o retorno; 536 a.C. – Zorobabel chega; 515 a.C. – O templo é terminado; 458 a.C. – Esdras chega a Jerusalém.

3 A restauração de Israel – Estudo 05 A chegada de Esdras - Ed 7 e 8 II - Revendo a cronologia histórica (Os reis da Pérsia) De 539 a 530 a.C. – Ciro; De 530 a 522 a.C. – Cambises; De 522 a 486 a.C. - Dario (I); De 486 a 465 a.C. – Xerxes (Assuero) De 464 a 423 a.C. - Artaxerxes

4 A restauração de Israel – Estudo 05 A chegada de Esdras - Ed 7 e 8 1.Tentando entender o vazio histórico: De 515 a 458 a.C. pouco se sabe sobre Israel. Depois da construção do templo, são 60 anos de silêncio. A suposição nos faz pensar que houve simplesmente, tranqüilidade e paz na região, com Israel se confirmando e se ampliando.

5 A restauração de Israel – Estudo 05 A chegada de Esdras - Ed 7 e 8 2.Tentando entender o vazio histórico: O que nos faz pensar assim é que não há nenhum registro de reclamação ou acusação dos povos vizinhos. A história leva-nos a crer que Israel simplesmente se acomodava em sua terra e, talvez, começasse a se aculturar com os vizinhos. Porque do contrário, os vizinhos reclamariam.

6 A restauração de Israel – Estudo 05 A chegada de Esdras - Ed 7 e 8 3.Tentando entender o vazio histórico: A Bíblia não nos relata nada sobre este período de tempo. Apenas que num tempo determinado por Deus, o rei Artaxerxes que reinava há seis anos, resolve ordenar a Esdras que fosse a Jerusalém e Judá para ver como estavam as coisas.

7 A restauração de Israel – Estudo 05 A chegada de Esdras - Ed 7 e 8 4.Tentando entender o vazio histórico: Fica então a indagação: Foi uma auditoria do rei que desejava saber se as ordens do seu antecessor tinham sido cumpridas?... Ou foi um pedido de Esdras que estava achando que alguma coisa deveria ser feita para que a restauração se desse efetivamente?

8 A restauração de Israel – Estudo 05 A chegada de Esdras - Ed 7 e 8 Aqui, então começa a nossa história: Lendo Esdras 7.1 a 7.6, vemos que, tal como Zorobabel, Esdras foi enviado para Jerusalém com um grande apoio do rei da Pérsia. Ele foi escolhido por ser um homem notável dentre os judeus na Pérsia. Mesmo chegando 80 anos depois ele se torna a personagem central da história.

9 A restauração de Israel – Estudo 05 A chegada de Esdras - Ed 7 e 8 Lendo a Bíblia em Esdras 7.7 a 7.11, verificamos que a bênção do Senhor acompanhou o retorno de mais 1777 homens e suas famílias. Interessante registrar o fato dos levitas não quererem voltar, sendo convocados especialmente por Esdras. Ele precisava desses homens, pois a restauração que iria fazer agora era espiritual e não material como Zorobabel.

10 A restauração de Israel – Estudo 05 A chegada de Esdras - Ed 7 e 8 Lendo Ed 7.12 a 28, vemos como a mão do Senhor, mais uma vez, levou a bênção de Deus sobre o seu povo. Sua carta é uma verdadeira lição de autenticidade e religiosidade para o povo de Israel. Este Artaxerxes I, é chamado também de Langínamo. É ele que vai mandar mais tarde Neemias para a reconstrução dos muros. Mais um rei pagão usado por Deus.

11 A restauração de Israel – Estudo 05 A chegada de Esdras - Ed 7 e 8 Lendo Ed 8.1 a 20, verificamos a relação dos homens que voltaram com Esdras para Jerusalém. São cerca de 1500 aos quais são somados depois os 250 levitas. Aliás, vale a pena cogitar sobre o por que, exatamente, os levitas, não se dispuseram ao retorno. Eles deviam saber que seriam muito necessários ali para a nova reconstrução de Esdras.

12 A restauração de Israel – Estudo 05 A chegada de Esdras - Ed 7 e 8 Meditando agora em Esdras 8.21 a 36 vemos a grande sabedoria desse homem de Deus: Os cuidados que toma para a segurança da viagem; O jejum que ordena; A prestação de contas que faz quando chega a Jerusalém; O culto com que os de casa, recebem os novos companheiros que chegam… Enfim, mais uma vez se comprova a bênção de Deus para com o seu povo em Jerusalém.

13 A restauração de Israel – Estudo 05 A chegada de Esdras - Ed 7 e 8 Vale a pena meditar: 1.O Senhor move o coração dos nossos governantes mesmo? 2. Se move, será que estamos orando por nossos governantes como devíamos? 3. Será que temos hoje, homens como Esdras? – Suas características? 4. Preparado de coração? 5. Hábil na lei de Deus? 6.Possuidor de bom senso; 7.Cuidadoso.

14 A restauração de Israel – Estudo 05 A chegada de Esdras - Ed 7 e 8 Concluindo: SERÁ QUE NÃO ESTAMOS PRECISANDO DE ALGUNS ESDRAS NOS DIAS DE HOJE?... COMO LEVITA DO SENHOR VOCÊ ACEITARIA O CHAMADO?


Carregar ppt "A restauração de Israel – Estudo 05 A chegada de Esdras - Ed 7 e 8 Texto áureo: Porque Esdras tinha preparado o seu coração para buscar e cumprir a lei."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google