A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 O que faz o mundo girar? Dinheiro. 2 Na Internet não podia ser diferente! O que todos querem é fazer...

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 O que faz o mundo girar? Dinheiro. 2 Na Internet não podia ser diferente! O que todos querem é fazer..."— Transcrição da apresentação:

1 1 O que faz o mundo girar? Dinheiro

2 2 Na Internet não podia ser diferente! O que todos querem é fazer...

3 3 Exemplo n Queremos comprar um o CD novo do Rolling Stones. n O que deveríamos fazer no mundo real? n E na Intenet, como seria este processo?

4 4 Comércio Eletrônico Gustavo Eliano de Paula

5 5 Conteúdo n Motivação Inicial n Motivação em IA n Comércio Eletrônico Convencional n Soft-bots n n Market Place n Conclusão n Referências

6 6 Motivação em IA n A Inteligência Artificial visa: u modelar comportamentos humanos. n Comprar e vender são comportamentos exclusivamente humanos. u Envolvem conhecimento não-trivial do domínio; u Envolvem modelagem de usuário;

7 7 Motivação em IA Por que o processo de compra na Internet não é semelhante ao processo de compras real? inteligência Porque faltainteligência neste processo.

8 8 Motivação em IA n Nas compras na Internet não se caracterizam: u o vendedor; u a pechincha; u a negociação; n A aplicação do conceito de agentes inteligentes pode facilitar o processo de comércio na internet.

9 9 Motivação em IA n Características dos agentes inteligentes u Autonomia; u Comportamento colaborativo; u Comunicação a nível de conhecimento; u Capacidade de inferência; u Continuidade temporal; u Personalidade; u Adaptabilidade; u Mobilidade;

10 10 Conteúdo n Motivação Inicial n Motivação em IA n Comércio Eletrônico Convencional n Soft-bots n n Market Place n Conclusão n Referências

11 11 Comércio Eletrônico Convencional

12 12 Comércio Eletrônico Convencional n Sites na compra na Internet: u Amazon, Pão-de-açucar, Planet Music. n Provêem serviços para: u Cadastrar compradores; u Realizar buscas em seus itens; u Informação sobre lançamentos; u Entrega de produtos pelo correio; u Várias formas de pagamento e entrega;

13 13 Comércio Eletrônico Convencional n O processo é similar a um posto de auto-atendimento. n Nenhum comportamento inteligente é inserido. n Quase todo controle está a cargo do usuário. u O site pode algumas vezes fazer sugestões;

14 14 Comércio Eletrônico Convencional Exemplo n Para comprar o CD dos Rolling Stones, devemos: u Descobrir com alguém o endereços dos sites de lojas de CDs; u Ir em cada uma das lojas e buscar pelo CD desejado; u Verificar: preço, taxa de envio, tempo de entrega, etc., em cada loja; u Escolher uma das lojas, e se cadastrar nela para fazer o pedido;

15 15 Comércio Eletrônico Convencional Qualidades n Comodidade de não ter que sair de casa para comprar o que deseja; n Grande variedade de título para a escolha; u Sempre se encontra o que deseja;

16 16 Comércio Eletrônico Convencional Problemas n Existe pouca interação com o usuário; u É lento quando não se sabe exatamente o que se quer; u Não há negociação; n O usuário tem que pesquisar em várias lojas para encontrar o que deseja e em melhores condições; n É um pouco complicado achar o que se quer e repetitivo de utilizar; n É necessário se cadastrar em cada loja que o usuário for comprar;

17 17 Conteúdo n Motivação Inicial n Motivação em IA n Comércio Eletrônico Convencional n Soft-bots n n Market Place n Conclusão n Referências

18 18 Soft-Bots Amazon Siciliano Cultura

19 19 Soft-Bots n Vem resolver o problema da quantidade de informação de mecanismos de busca que existem na rede. n É um sistema cliente-servidor que faz consultas a vários site de consulta simultaneamente. n E após filtra os resultados obtidos para apresentar um resultado melhor. n Os mecanismos de busca utilizados neste caso são os mecanismos de busca das lojas.

20 20 Arquitetura Soft-Bots Escolher ProdutoEscolher LojasEnviar Consultas Receber Resultados Analisar Resultados Remover Repetições Encontrar Informações Fazer Comparações Ordenar Resultados Apresentar ao Usuário

21 21 Soft-Bots: Exemplo n Para comprar o CD, devemos: u Fornecer o nome do CD; u Escolher as lojas que serão pesquisadas. F As lojas são predefinidas pelo soft-bot; u Disparar a consulta; u Escolher no resultado fornecido em qual loja comprar; u Ir para a loja se cadastrar e fazer o pedido;

22 22 Soft-Bots: Qualidades n Permiti que várias lojas sejam pesquisadas simultaneamente; n Evita as repetições no processo de busca; n Filtra o resultado, fornecendo uma consulta de melhor qualidade; n Fornece mais informações ao usuário comparando os resultados das consultas das lojas;

23 23 Soft-Bots: Problemas n Ainda é necessário que o usuário se cadastre em cada loja que ele for comprar; n Não existe negociação; n A interação ainda é quase nula; n Ainda é lento quando não se sabe exatamente o que se quer; n O comportamento não é necessariamente inteligente;

24 24 Soft-Bots: Exemplos n Família Miner (Book Miner, Soft Miner, Cd Miner); n Bargain Finder; n ShopBot (University of Washington); n Jango (Excite);

25 25 Soft-Bots: Exemplos n University of Washington Soft-bots family

26 26 Conteúdo n Motivação Inicial n Motivação em IA n Comércio Eletrônico Convencional n Soft-bots n n Market Place n Conclusão n Referências

27 27 Tête-à-Tête

28 28 Tête-à-Tête n É uma forma de permitir um processo de negociação real entre agentes. n Esta negociação possibilita que a compra seja feita em melhores condições para o usuário. n Permite uma maior interação do usuário com o processo. n Cada loja possui o seu vendedor (agente de venda) que recebe os clientes (agente de compra).

29 29 Tête-à-Tête Agentes n São uma personificação de seu usuário (compra ou venda); n São modelados de acordo com os objetivos de seu usuário; n São autônomos; Comunicação n A Comunicação ocorrer em uma linguagem e em uma língua comum; mobilidade n Podem ou não ter mobilidade; negociação n Possuem estratégias de negociação;

30 30 Tête-à-Tête Comunicação n Precisa ser padrão para os agentes; n Precisa ser o mais próximo possível da linguagem humana; u Para permitir vários contextos de conversação; n Precisa permitir que vários tipos de objetos possam ser passados como palavras da conversa (?); n A linguagem mais utilizada é KQML (Knowledge Query Manipulation Language);

31 31 Tête-à-Tête Mobilidade n Se presente: u é necessário um padronização do protocolo de movimentação; u os agentes podem rodar em uma mesma maquina durante a negociação; u os agentes não podem ser muito grandes para que movimentação não seja lenta n Se ausente: u não necessita do protocolo de movimentação; u comunicação ocorre através da rede, aumentando assim o tráfego;

32 32 Tête-à-Tête Negociação n É um processo pelo qual uma decisão conjunta é tomada por duas ou mais partes. As partes primeiro verbalizam seus desejos contraditórios e então buscam um acordo por um processo de concessões ou busca de novas alternativas.

33 33 Tête-à-Tête Negociação A: Eu proponho que você me forneça o serviço X, porque eu sei que este é um dos serviços que você oferece B: Eu proponho que eu te forneço X se você me fornecer o serviço Z, porque prover X para você vai ter um custo para mim que pode ser compensado com Z A: Eu proponho que te forneço o serviço Y se você me fornecer X. Eu acho que isto é bom para nos dois porque eu preciso de X e acho que você precisa de Y mais que de Z B: Eu não preciso de Y, mas preciso de Z A: Está bem eu proponho que eu te forneço o serviço Z se você me fornecer X B: Eu aceito n Dados os agentes A e B, onde A fornece os serviços Y e Z e B fornece X, temos:

34 34 Tête-à-Tête Negociação

35 35 Tête-à-Tête Negociação n Possui uma estrutura baseada em um conjunto de contratos legais usados para regulamentar os acordos da negociação manual; n Esta estrutura abrange os serviços que estão sobre negociação e as características do processo (número de negociadores, tempo máximo, etc...); n Cada serviço possui um conjunto de pontos característicos que são negociados;

36 36 Tête-à-Tête Exemplo n Para comprar um CD agora, devemos: n Criar um agente que nos represente; n Informar a este agente que desejamos comprar um CD e qual é o CD (serviço que vai ser negociado); n Informar a loja em que deve ser visitada;

37 37 Tête-à-Tête Exemplo n Informar para o agente os pontos sobre negociação e seus valores ótimos: u Intervalo de preços aceitável; u Tempo máximo para que a compra seja feita; u Número de CDs; u Intervalo de preços do frete; u Tempo de entrega máximo; n Enviar o agente;

38 38 n Preço individual: n Tempo máximo acordo: n Preços do frete: n Tempo de entrega máximo: Tête-à-Tête Exemplo

39 39 Tête-à-Tête Negociação n Os pontos sobre negociação podem ter graus de importância distintos; n A atribuição destes graus de importância dependem do conhecimento do domínio do problema; n A combinação dos graus de importância e dos respectivos valores dos pontos definem a função de utilidade do agente; n Utiliza a teoria de utilidade para múltiplos atributos na modelagem;

40 40 Tête-à-Tête Negociação n Cada agente busca: u atingir um ponto ótimo da função de utilidade em que os valores para os pontos sobre negociação são os ideais; u isto nem sempre (quase nunca) é possível; u o ponto ótimo para os compradores é normalmente o oposto do ponto para os vendedores;

41 41 n Preço individual (Pi): u Mais importante tendo peso 5; n Preços do frete (Pf): u Bem importante tendo peso 3; n Tempo de entrega (Te): u Tem peso 2; n Função de Utilidade : Tête-à-Tête Exemplo

42 42 n Cada proposta é constituída da tupla (Pi, Pf, Te). n O agente de compra busca maximizar. n O agente de venda pode utilizar a mesma função para avaliar a qualidade do seu estado, mas ele vai procurar minimizar a função. n O ideal é que cada agente possua em função distinta de utilidade e é necessário que estas sejam escondidas. Tête-à-Tête Exemplo

43 43 Tête-à-Tête Negociação n A negociação consiste então em: u Ajustar os valores de cada um dos pontos sobre negociação; tática u O ajuste para cada ponto é chamado de tática e pode ocorrer de acordo com vários fatores; u Várias tática podem ser combinadas de acordo com o seu grau de importância; u Atingir um acordo; estratégia n A forma como os ajustes ocorrem (conjunto de táticas ) identifica a estratégia de negociação.

44 44 Tête-à-Tête Negociação n As táticas podem ser basicamente de três tipos: u Dependentes do tempo: precisam chegar a um acordo em um tempo máximo; u Dependentes de recurso: precisam chegam a um acordo minimizando-se os recursos; u Dependentes de comportamento: chega a um acordo imitando o comportamento do opositor;

45 45 n Se o agente recebeu a proposta (Pi, Pf, Te) e não a aceitou, ele precisa gerar uma contra-proposta. Tête-à-Tête Exemplo Onde Pi é o preço individual Pf é o preço do frete Te é o tempo de entrega t é o instante de negociação

46 46 n Permite um processo de negociação real; n Existe grande interação entre o agente e a loja; n Permite que a compra seja feita em melhores condições; n O usuário não precisa mais se cadastrar em cada loja, pois o agente faz isto para ele; n O usuário só precisa criar o agente que ele se encarrega de fazer o resto; Tête-à-Tête Qualidades

47 47 n Ainda é necessário que o usuário saiba para que loja enviar o agente; n O agente só pode negociar com uma loja de cada vez; Tête-à-Tête Problemas

48 48 Conteúdo n Motivação Inicial n Motivação em IA n Comércio Eletrônico Convencional n Soft-bots n n Market Place n Conclusão n Referências

49 49 Market Place

50 50 Market Place é: n Realmente um mercado em que são feitas negociações; n Um sistema multi-agente, em que cada agente possui um objetivo específico a ser atingido; n A especificação de um protocolo de comunicação entre os agentes; n As determinação das leis que regem este mercado; n Um Facilitador;

51 51 Market Place: Facilitador n É responsável: u Pela intermediação da negociação entre os agentes do mercado; u Por concentrar o conhecimento existente no mercado; u Pela padronização do protocolo de comunicação; u Pela coordenação da negociação; n Não é obrigatório que exista apenas um facilitador;

52 52 Market Place: Agentes n Podem ser de compra, venda ou facilitador; n Podem implementar qualquer tipo de arquitetura interna; n Precisam implementar o protocolo definido pelo facilitador para a comunicação; n De preferência devem manter seu estado interno escondido dos demais agentes; n Podem negociar entre si para atingir um mesmo objetivo;

53 53 Market Place: Qualidades n O usuário só precisa criar o agente e enviá-lo para o mercado; n Qualquer tipo de negociação pode ser feita; u os agentes de compra podem se juntar para negociarem! u os agentes de venda podem se unir em um cartel!!!

54 54 Market Place: Problema n A idéia em si, a princípio, não possui nenhum problema!; n Os problemas ocorrem a nível de implementação: u Necessidade de tudo ter que ser padronizado para que possa funcionar; u Como manter o estado mental dos agentes atualizado;

55 55 Conteúdo n Motivação Inicial n Motivação em IA n Comércio Eletrônico Convencional n Soft-bots n n Market Place n Conclusão n Referências

56 56 Conclusão n Os processo de negociação entre agentes são cada vez mais importantes na informática. n Com o crescimento do comércio na Internet os Market places vão se tornando cada vez mais necessários. n A complexidade do problema de compra faz com que as estratégias de negociação possam uma importância fundamental.

57 57 Conteúdo n Motivação Inicial n Motivação em IA n Comércio Eletrônico Convencional n Soft-bots n n Market Place n Conclusão n Referências

58 58 Referências n Fartin, P., Sierra, C., Jennings, N. Negotiation Desicion Function for Autonomous Agents n Parsons, S., Sierra, C., Jennings, N. Agents that Reason and Negotiate by Arguing n Guttman, R., Maes, P., Cahves, A., A Real life Experiment in Creating na Agent Market-Place n Guttman, R., Maes, P., Cahves, A., Results from a Multi-Agent Eletronic Market-Place Experiment n Matos, N. Sierra, C., Jennings, N. Determining Sucessful Negotiation Strategies: Na Evolutionary Approach n Guttman, R., Maes, P, Agent-Mediated Integrative Negotiation for Reatail Eletronic Commerce


Carregar ppt "1 O que faz o mundo girar? Dinheiro. 2 Na Internet não podia ser diferente! O que todos querem é fazer..."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google