A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROTOCOLO CMB EM SISTEMAS DISTRIBUIDOS Helder Luiz Oliveira, Matheus H. Chung Nin e Vinícius Gobbo USP – Universidade de São Paulo ICMC – Instituto de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROTOCOLO CMB EM SISTEMAS DISTRIBUIDOS Helder Luiz Oliveira, Matheus H. Chung Nin e Vinícius Gobbo USP – Universidade de São Paulo ICMC – Instituto de."— Transcrição da apresentação:

1 PROTOCOLO CMB EM SISTEMAS DISTRIBUIDOS Helder Luiz Oliveira, Matheus H. Chung Nin e Vinícius Gobbo USP – Universidade de São Paulo ICMC – Instituto de Ciências Matemáticas e Computação Professora: Dr. Marcos José Santana Estagiário PAE: Luis Nakamura

2 Tópicos Introdução CMB Conservativo Deadlocks Lookahead CMB-Simulations Protocolo CMB em Sistemas Distribuidos Grupo 6

3 Introdução o Simulação: Tradução de um problema real em modelos abstratos para serem executados em máquina. Exemplos: Simulação Metereológica Protocolo CMB em Sistemas Distribuidos Grupo 6

4 Introdução o Otimistas: Computação mal executada é desfeita e a simulação volta para um estado seguro (rollback) Protocolo CMB em Sistemas Distribuidos Grupo 6 o Protocolo: Pode ser otimista ou conservativo.

5 Introdução o Conservatido: Inconsistência são evitadas através de bloqueio de processo Processo lógico só trata um evento se puder garantir que não chegará outro com marca de tempo menor. Protocolo CMB em Sistemas Distribuidos Grupo 6

6 CMB CONSERVATIVO o Protocolo conservativo para comunicação através da troca de mensagens o Utiliza o padrão PMI. o Importante para sincronização de eventos de um sistema. o Pode torna-se um gargalo para o SD devido a coerência temporal. Protocolo CMB em Sistemas Distribuidos Grupo 6

7 CMB CONSERVATIVO o Visa tratar situações de deadlock causadas pelo bloqueio de processo devido a eventos inseguros. o Visa reduzir o problema de causa e efeito (relação de dependência) Protocolo CMB em Sistemas Distribuidos Grupo 6

8 RESOLVENDO DEADLOCKS Protocolo CMB em Sistemas Distribuidos Grupo 6 o Técnicas: o Marcador Pecorre todos processos lógicos marcando quais receberem e enviaram mensagens. o Mensagens Nulas Indica que o processo físico não envia mensagem no instante t.

9 RESOLVENDO DEADLOCKS Protocolo CMB em Sistemas Distribuidos Grupo 6 o Marcador Descobre o próximo evento a ser rodado. Forma um caminho que permita passar por todos os eventos.

10 LOOKAHEAD Protocolo CMB em Sistemas Distribuidos Grupo 6 o Capacidade de prever os próximos eventos do processo. o Também consegue prever o que NÃO irá ocorrer. o Melhorou o tempo de execução.

11 CMB-Simulation Protocolo CMB em Sistemas Distribuidos Grupo 6 o Ferramenta utilizada na simulação distribuída conservativa. o Implementa soluções com mensagens nulas, e nulas sob demanda. o Comunicação feita por meio de troca de mensagem

12 CMB-Simulation Protocolo CMB em Sistemas Distribuidos Grupo 6 o Caracteristicas Todo processo possui um vetor de n elementos, sendo n o número de processos total. Faz uso de buffers. Faz uso de uma Lista de Eventos Futuros

13 CMB-Simulation Protocolo CMB em Sistemas Distribuidos Grupo 6 estrutura do processo na CMB-Simulation Fonte:

14 DÚVIDAS? Protocolo CMB em Sistemas Distribuidos Grupo 6

15 REFERÊNCIAS Protocolo CMB em Sistemas Distribuidos Grupo 6 PROTOCOLO CONSERVATIVO CMB PARA SIMULAÇÃO DISTRIBUÍDA – Balieiro, Maria - Performance Evaluation of A CMB Protocol - C.L.O. Kawabata, R.H.C. Santana, M.J. Santana, S.M. Bruschi, K.R.L.J. Castelo Branco


Carregar ppt "PROTOCOLO CMB EM SISTEMAS DISTRIBUIDOS Helder Luiz Oliveira, Matheus H. Chung Nin e Vinícius Gobbo USP – Universidade de São Paulo ICMC – Instituto de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google