A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Automação de Arquivos Gerenciamento Eletrônico de imagens de documentos Prof. Carlos H. Marcondes

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Automação de Arquivos Gerenciamento Eletrônico de imagens de documentos Prof. Carlos H. Marcondes"— Transcrição da apresentação:

1 Automação de Arquivos Gerenciamento Eletrônico de imagens de documentos Prof. Carlos H. Marcondes

2 Arquivos em formato mapa de bits:

3 ARQUIVOS MAPA-DE-BITS – BIT MAP

4 Arquivos em formato mapa de bits: como reconhecer um caracter? A a A a A a a a A ? ? ? ? ?

5 Processo de digitalização Os sistemas de gerenciamento de imagens eletrônicas de documentos associam a cada arquivo de imagem, um registro de uma base de dados com conteúdos textuais codificados, para fins de busca/recuperação de informações Tipo | Num. | Setor | Data | Assunto |

6 Processo de digitalização A digitalização é o processo de transformar documentos em papel em arquivos digitais de imagem tipo ¨mapa-de-bits¨ Nos arquivos de imagem tipo mapa-de-bits cada ponto de um documento, cada ponto de cada caracter de um documento é desenhado e não representado por um código como no conjunto de caracteres ASCII

7 Vantagens do Gerenciamento Eletrônico de Imagens de Documentos Maior densidade de informações por unidade de armazenamento: um CD-ROM pode conter cerca de folhas de papel A4 digitalizadas a 300 dpi As imagens de documentos podem ser acessadas através de redes, dispensando o acesso ao documento original Isso ajuda a preservar os documentos originais

8 Processo de digitalização Imagens são formadas por pontos Pontos são representados por um número X de bits Bitonal ou preto-e-branco: 1 bit por ponto: pontos pretos: 1 pontos brancos: 0 Monocromático: preto-e-branco com diversas intensidades – 4 bits, 6 bits, 8 bits, por ponto) Colorido 8 bits por ponto: 256 cores 12 bits por ponto : 4096 cores 24 bits por ponto : cores (true color)

9 Processo de digitalização - RESOLUÇÃO Relação entre número de pontos de uma imagem / Área Unidade: dpi (dots per inch) pontos por polegada quadrada A resolução é uma medida da LEGIBILIDADE de uma imagem

10 Processo de digitalização - RESOLUÇÃO Corresponde à capacidade de detalhamento de uma imagem, quanto maior a resolução da imagem, maior será a sua capacidade de exibir detalhes.

11 Processo de digitalização RESOLUÇÃO - aplicação da digitalização em DOCUMENTOS Arquivos de imagens ( de documentos) com baixa resolução são POUCO LEGÍVEIS (abaixo de 50 dpi) Acima de 800 dpi a vista humana NÃO DISTINGUE MAIS MELHORAS DE LEGIBILIDADE Quanto maior a resolução de uma imagem, maior o tamanho do arquivo que vai armazena-la Resolução razoável para documentos: 300 dpi

12 Processo de digitalização Como não existe um código único para cada caracter, A a A a A a a a A a, nos arquivos mapa-de-bits não é possível fazer busca por conteúdo

13 Processo de digitalização - Etapas Preparação - desarquivamento, retirada de grampos e clips restauração, agrupamento em lotes para a digitalização. –Fatores críticos de sucesso o estado dos documentos uniformidade dos documentos critério de grupamento em lotes

14 -Digitalização - alimentação e digitalização dos lotes no escaner –Os fatores críticos de sucesso desta etapa são velocidade do escaner cores da imagem: preto-e-branco, colorido, tons-de-cinza, uniformidade dos lotes, evitando interrupção e re-ajustamento do escaner resolução utilizada -Conferência - exame das imagens geradas para controle de qualidade, agrupamento de imagens formando documentos, eventualmente re- escaneamento Processo de digitalização - Etapas

15 Indexação - associação a cada arquivo de imagem ou a cada grupo de imagens que formam um documento, um conjunto de termos de indexação visando a recuperação da(s) imagem(ns) do documento digitalizado –Fatores críticos de sucesso desta etapa são facilidade/velocidade de extração dos termos de indexação a partir da imagem do documento padronização do lay-out do documento

16 Processo de digitalização - hardware e software envolvidos Hardware –escaner: de mesa, com bandeja –gravador de CD-ROM –Jukebox: dispositivo leitor com capacidade de 8 a 48 CD-ROMs, geralmente com 4 a 8 cabeçotes de leitura

17 Digitalização – componentes de hardware escaner Gravador CD Jukebox Software de GED Estações p. consulta Impressora Sistema COM

18 O escaner – características técnicas Fonte de luz Documento Sensor – matriz de fotocélulas (resolução de hardware)

19 O escaner – características técnicas Alimentador de folhas – capacidade (no. Folhas, peso Tipo de interface Resolução máxima por hardware: resolução real do sensor do escaner em dpi Resolução interpolada: resolução obtida através de software Modo de digitalização: simplex (uma face) ou duplex (ambas as faces) Velocidade: em páginas (ppm) por minuto, num determinado modo e numa determinada resolução Tamanho dos documentos: capacidade de receber folhas de papel em formatos An

20 O escaner

21 JUKEBOX – características técnicas Vitrola robótica capaz de disponibilizar um grande número de CDs gravados com imagens de documentos Características: –Capacidade de armazenamento em GB –Número de discos –Número de leitores de discos –Tempo de troca de discos

22 SISTEMAS COM– características técnicas Computer Output on MicroFiche – permite a saída de relatórios diretamente em microfichas

23 Software –FUNÇÕES entrada: –Escaneamento –Conferência –Indexação –Gravação saída: - recuperação pelos pontos de acesso estabelecidos na indexação Processo de digitalização - hardware e software envolvidos

24

25 Baseados em SGBDs –usam representações de documentos; permitem armazenar e recuperar representações de documentos. Sistemas de Gerenciamento de Imagens de Documentos – GED –permitem associar a representações de documentos imagens digitais desses documentos Sistemas de gerenciamento de fluxo de trabalho – workflow –Permitem controlar o ciclo de vida de documentos – sua tramitação Sistemas de Gestão Documentos

26 Processo de digitalização - OCR Optical Character Recognition - Reconhecimento ótico de caracteres: processo de submeter uma arquivo de imagens.bitmap a um software especial, que reconhece as imagens dos caracteres e transforma a imagem de cada caracter no seu equivalente codificado (p.ex. em ASCII) Vantagem : um arquivo textual codificado pode ser objeto de busca por conteúdo Arquivo bitmapArquivo codificado


Carregar ppt "Automação de Arquivos Gerenciamento Eletrônico de imagens de documentos Prof. Carlos H. Marcondes"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google