A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Informação em Saúde Suplementar Ceres Albuquerque – Gerente Geral de Informação em Saúde Suplementar Juliana Machado – Grupo Análises da Gerência Geral.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Informação em Saúde Suplementar Ceres Albuquerque – Gerente Geral de Informação em Saúde Suplementar Juliana Machado – Grupo Análises da Gerência Geral."— Transcrição da apresentação:

1 Informação em Saúde Suplementar Ceres Albuquerque – Gerente Geral de Informação em Saúde Suplementar Juliana Machado – Grupo Análises da Gerência Geral de Informação em Saúde Suplementar Diretoria de Desenvolvimento Setorial - DIDES/ANS São Paulo, 14 de outubro de 2009

2 2 Contexto inicial Principais problemas Ausência de Informação Informações inconsistentes / incompletas Desafio inicial Conhecer beneficiários, operadoras, planos Prioridades Captar, gerar, analisar e divulgar informações

3 3 Qualidade da Informação Integridade Precisão Atualidade Interpretabilidade Acessibilidade Utilidade

4 4 Contexto atual Experiência institucional Conhecimento técnico Consolidação da política regulatória Trabalho para a qualidade da informação

5 5 Prioridades Informação Metodologias de validação e análise de consistência Metodologias de produção e análise de informações Mecanismos para recepção de dados Interoperabilidade dos sistemas

6 6 Vínculos a planos privados de assistência médica Brasil (2000 – 2009) Fonte: Sistema de Informações de Beneficiários - ANS/MS – 06/2009

7 7 Beneficiários de planos de assistência médica por época e tipo de contratação do plano (Brasil - junho/2009) Época de contratação do planoTipo de contratação do plano

8 8 Beneficiários de planos de assistência médica por por tipo de contratação – junho-2009 Tipo de contratação – RM SP

9 9 Beneficiários de planos de saúde por segmentação assistencial do plano (Brasil )

10 10 Pirâmide da estrutura etária da população e dos beneficiários de planos de assistência médica (Brasil - junho/2009) Fontes: Sistema de Informações de Beneficiários - ANS/MS - 06/2009 e População - IBGE/DATASUS/2009

11 11 Suplemento saúde da PNAD 2003 Primeiros resultados

12 12 Suplemento saúde da PNAD

13 13 Taxa de cobertura dos planos de assistência médica por Unidades da Federação (Brasil - junho/2009) Fontes: Sistema de Informações de Beneficiários - ANS/MS - 06/2009 e População - IBGE/DATASUS/2009

14 14 Taxa de cobertura dos planos de assistência médica por Município (Brasil -junho/2009) Fontes: Sistema de Informações de Beneficiários - ANS/MS - 06/2009 e População - IBGE/DATASUS/2009

15 15 Fontes: Sistema de Informações de Beneficiários - ANS/MS - 06/2009 e População - IBGE/DATASUS/2009 Taxa de Cobertura de Beneficiários de planos de assistência médica para o Estado de São Paulo

16 16 Fontes: Sistema de Informações de Beneficiários - ANS/MS - 06/2009 e População - IBGE/DATASUS/2009 Taxa de Cobertura de Beneficiários de planos de assistência médica para a Região Metropolitana de São Paulo São Caetano do sul (94,2%) São Paulo (57,8%) Barueri (55,9%) Santo André (57,4%) Rio Grande da Serra (36,7%) São Bernardo do Campo (52,0%)

17 17 Curva ABC da distribuição de beneficiários entre as operadoras (Brasil – junho/2009) Fontes: Sistema de Informações de Beneficiários - ANS/MS - 06/2009 e Cadastro de Operadoras/ANS/MS - 06/2009 Beneficiários de planos de assistência médica Beneficiários de planos exclusivamente odontológicos

18 18 Distribuição das operadoras e Beneficiários, segundo a modalidade (Brasil e RM São Paulo – junho/2009) Brasil RM SP

19 19 Operadoras e Beneficiários de planos de assistência médica por modalidades (Brasil e RM São Paulo – junho/2009)

20 20 Evolução do registro de operadoras (Brasil, )

21 21 Operadoras em atividade, por Unidade da Federação de residência do beneficiário (Brasil - junho/2009) Fontes: Sistema de Informações de Beneficiários - ANS/MS - 06/2009 e Cadastro de Operadoras/ANS/MS – 06/2009

22 22 Receita de contraprestações das operadoras de planos de saúde, segundo a modalidade da operadora. Brasil – 2008

23 23 Receita total* e Despesa assistencial das operadoras de planos de assistência médica - Brasil, 2001 a 2008 Fonte: Diops - 27/08/2009 Nota: Dados preliminares, sujeitos à revisão. (1) As operadoras da modalidade autogestão, passaram a informar suas receitas, obrigatoriamente, a partir de 2007.

24 24 Receita total* e Despesa assistencial das operadoras Exclusivamente odontológicas - Brasil, 2001 a 2008 Fonte: Diops - 27/08/2009 Nota: Dados preliminares, sujeitos à revisão. (1) As operadoras da modalidade autogestão, passaram a informar suas receitas, obrigatoriamente, a partir de 2007.

25 25 Despesa das operadoras de planos de saúde por tipo, segundo a modalidade da operadora (Brasil ) Fonte: Diops - 27/08/2009 Nota: Dados preliminares, sujeitos à revisão.

26 26 Receita Despesa assistencialDespesa administrativa Distribuição percentual das receitas e despesas, segundo modalidades de operadoras (Brasil – 2008) Fonte: Diops - 27/08/2009 e FIP - 12/2006 Nota: Dados preliminares, sujeitos à revisão.

27 27 Eventos e beneficiários, segundo tipo de evento (Brasil )

28 28 Taxa de internação de beneficiários e gasto médio por internação, por tipo de contratação, segundo modalidade da operadora (Brasil ) Brasil 5,98 / SP 5,53 / RM SP 4,95

29 29 Indicadores selecionados de atenção à saúde do adulto e do idoso (Brasil ) Fonte: Sistema de Informações de Produtos - ANS/MS - 06/09

30 30 Diagrama de composição do número de estabelecimentos com internação por tipos de convênio e número de leitos SUS e não-SUS (Brasil – março/2009) Fonte: Cadastro Nacional de estabelecimentos de saúde (Março/2009) Nota: A classe SUS contém os convênios exclusivamente SUS e SUS e outros. A classe Plano privado contém os convênios exclusivamente plano privado e plano privado e outros.

31 31 Diagrama de composição do número de estabelecimentos com internação por tipos de convênio e número de leitos SUS e não-SUS (Município de São Paulo– março/2009) Fonte: Cadastro Nacional de estabelecimentos de saúde (Março/2009) Nota: A classe SUS contém os convênios exclusivamente SUS e SUS e outros. A classe Plano privado contém os convênios exclusivamente plano privado e plano privado e outros.

32 32 Estabelecimentos com internação por natureza da instituição e tipo de convênio, segundo tipo de unidade (Município de São Paulo - março/2009) Fonte: Cadastro Nacional de estabelecimentos de saúde (Março/2009)

33 33 Estabelecimentos e leitos segundo Convênios cadastrados (Brasil e RM São Paulo – junho/2009) Fonte: Cadastro Nacional de estabelecimentos de saúde (Março/2009)

34 34 Financiamento do Sistema de Saúde no Brasil em 2008 Notas: Os Medicamentos são responsáveis por R$ 22,48 bilhões Fontes: Gasto Público: IDB 2008: Planos privados: ANS/MS (Diops/Fip). Privado direto: POF/IBGE 2003, não corrigido. *

35 35 Esboço preliminar Gasto em Saúde (em milhões de reais) Fontes: IDB2007, Siops, ANS-2008, POF 2003

36 36 Disseminação da Informação em SS

37 37 Disseminação da Informação em SS

38 38 Disseminação da Informação em SS

39 39

40 40

41 41 Disseminação da Informação em SS

42 42

43 43

44 44

45 45

46 46

47 47

48 48

49 49

50 50

51 51

52 52 Interações Informações geradas pelo MS com o Sistema de Saúde Suplementar Cartão Nacional de Saúde Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde - CNES Sistema de Informações sobre Mortalidade – SIM Sistema de Informações de Nascidos Vivos – SINASC Ressarcimento ( AIH X Beneficiários) CIH

53 53

54 54

55 55

56 56 Interação do SIB/ANS com o SIM/MS: Publicação do Livro Saúde Brasil 2006 Mortalidade Proporcional por grupos de causa segundo a população – Brasil, 2004

57 57

58 58

59 59

60 60

61 61 - Informação para a regulação; - Avaliação e informação sobre a qualidade da assistência prestada pelas operadoras de planos privados de assistência à saúde; - Avaliação da situação econômico-financeira das operadoras; - Integração das informações produzidas pela Saúde Suplementar e pelo Sistema Público de Saúde; - Conhecer as informações de saúde do país, permitindo sua disseminação e utilização para planejar, avaliar, controlar e aperfeiçoar o sistema de saúde nacional. Resultados esperados

62 Gerência-Geral de Informação em Saúde Suplementar GGISS/DIDES


Carregar ppt "Informação em Saúde Suplementar Ceres Albuquerque – Gerente Geral de Informação em Saúde Suplementar Juliana Machado – Grupo Análises da Gerência Geral."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google