A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1º Encontro de Regulação Econômica TEMA 1 – O SETOR REGULADO E A REGULAÇÃO A SAÚDE SUPLEMENTAR - ANS Fábio Dantas Fassini Gerente-Geral Econômico Financeiro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1º Encontro de Regulação Econômica TEMA 1 – O SETOR REGULADO E A REGULAÇÃO A SAÚDE SUPLEMENTAR - ANS Fábio Dantas Fassini Gerente-Geral Econômico Financeiro."— Transcrição da apresentação:

1 1º Encontro de Regulação Econômica TEMA 1 – O SETOR REGULADO E A REGULAÇÃO A SAÚDE SUPLEMENTAR - ANS Fábio Dantas Fassini Gerente-Geral Econômico Financeiro e Atuarial dos Produtos

2 2 Evolução do Processo de Regulação Até Debates no Congresso CDC (91) Aprovação na Câmara Foco: atividade econômica Aprovação no Senado MP negociada Focos: atividade econômica e assistência à saúde Início da Vigência MF/SUSEP MS/SAS/DESAS ANS

3 3 Mudanças Estruturais do Setor

4 4 MissãoMissão A ANS tem por finalidade institucional promover a defesa do interesse público na assistência suplementar à saúde, regulando as operadoras setoriais, inclusive quanto às suas relações com prestadores e consumidores, contribuindo para o desenvolvimento das ações de saúde no país.

5 5 Modelo Decisório Ministério da Saúde CONSU Min. Justiça (Presidente) Min. Saúde Min. Fazenda Min. Plan. e Orçamento Câmara de Saúde Suplementar - CSS Ouvidoria ANS Contrato de Gestão

6 6 Estrutura Básica Diretorias

7 7 Dimensões da Regulação A DIMENSÃO ASSISTENCIAL:A DIMENSÃO ASSISTENCIAL: As operadoras como gestoras de saúde As operadoras como gestoras de saúde Cobertura Assistencial e Condições de Acesso buscando a de da atenção Cobertura Assistencial e Condições de Acesso buscando a de da atenção A DIMENSÃO ECONÔMICA:A DIMENSÃO ECONÔMICA: Condições de Ingresso, Operação e Saída do Setor Condições de Ingresso, Operação e Saída do Setor Regulação de Preço Regulação de Preço Fiscalização Direta e Indireta Fiscalização Direta e Indireta A DIMENSÃO INSTITUCIONAL:A DIMENSÃO INSTITUCIONAL: Agência reguladora, com gestão ética, escuta aberta para todos os atores do setor, ágil e com funcionários comprometidos Agência reguladora, com gestão ética, escuta aberta para todos os atores do setor, ágil e com funcionários comprometidos

8 8 Informações CADASTRO DE BENEFICIÁRIOS EVOLUÇÃO

9 9 Dados Gerais da Saúde Suplementar do Brasil Beneficiários de todas as Operadoras ( ) Fonte: Sistema de Informações de Beneficiários - ANS/MS – 08/2009

10 10 Distribuição Percentual dos Beneficiários em Planos de Saúde por Data de Contratação e Cobertura Assistencial (Junho-2009) Fonte: Sistema de Informações de Beneficiários - ANS/MS – 08/2009

11 11 Suplemento Saúde – PNAD 2003 Fonte: Sistema de Informações de Beneficiários - ANS/MS – 09/2007 e IBGE / DATASUS

12 12 Evolução do Número de Beneficiários em Plano de Saúde (Médico- Hospitalar + Exclusivamente Odontológico) em Relação à População Brasileira Fonte: Sistema de Informações de Beneficiários - ANS/MS – 06/2009 e IBGE / DATASUS

13 13 Distribuição de beneficiários por tipo de contratação e por época de contrato - Brasil (Setembro/2008)

14 14 Distribuição percentual dos beneficiários de planos de saúde por segmentação assistencial e época de contratação do plano (junho/2009) Fonte: Sistema de Informações de Beneficiários - ANS/MS – 06/2009

15 15 Distribuição percentual dos beneficiários de planos de assistência médica por época de contratação do plano e faixas etárias (junho/2009) Fonte: Sistema de Informações de Beneficiários - ANS/MS – 06/2009

16 16 Taxa de cobertura dos planos de assistência médica, por Unidades da Federação (junho/2009) Fonte: Sistema de Informações de Beneficiários - ANS/MS – 06/2009 Fonte: Sistema de Informações de Beneficiários - ANS/MS – 06/2009

17 17 Taxa de cobertura dos planos de assistência médica, por Município (junho/2009) Fonte: Sistema de Informações de Beneficiários - ANS/MS – 06/2009

18 18 Evolução do percentual de beneficiários idosos (+ de 60 anos) nos planos coletivos, por tipo de contratação ( ) Fonte: Sistema de Informações de Beneficiários - ANS/MS – 06/2009

19 19 Evolução do registro de operadoras ( ) Fonte: Sistema de Informações de Beneficiários - ANS/MS – 06/2009

20 20 Operadoras em atividade, por número de beneficiários (junho/2009) Fonte: Sistema de Informações de Beneficiários - ANS/MS – 06/2009

21 21 Distribuição percentual das operadoras em atividade, por modalidade (junho/2009) Fonte: Sistema de Informações de Beneficiários - ANS/MS – 06/2009

22 22 Curva ABC da Distribuição de Beneficiários de Planos de Saúde entre Operadoras (junho/2009) Fonte: Sistema de Informações de Beneficiários - ANS/MS – 06/2009

23 23 Regulação de Preço Necessidade de Intervenção no Preço de Planos Individuais/Familiares éDemanda inelástica; é Consumidor escolhe sem informação adequada (preços e qualidade/diversos atributos); é Excessiva diferenciação de produto dificulta comparação (marca e preço); é Desequilíbrio de poder de negociação entre consumidor e operadora; é É difícil detectar a qualidade do serviço (uso postergado); é Alto custo de obtenção de informação para a mudança de operadora; é Não permite a troca de operadora, sem custo para o consumidor (Carência e Risco Assistencial).

24 24 Desafios e Perspectivas Lógica de organização como um setor da saúde – Qualificação & Assistência FarmacêuticaLógica de organização como um setor da saúde – Qualificação & Assistência Farmacêutica Integração com o SUS: Sistemas de Informação; Promoção a saúde e prevenção de doenças; Incorporação tecnológica; Ressarcimento ao SUS; articulação com gestores estaduais e municipais; qualidade da rede assistencialIntegração com o SUS: Sistemas de Informação; Promoção a saúde e prevenção de doenças; Incorporação tecnológica; Ressarcimento ao SUS; articulação com gestores estaduais e municipais; qualidade da rede assistencial Aumentar a eficiência administrativa e de gestão da informaçãoAumentar a eficiência administrativa e de gestão da informação Mobilidade com portabilidadeMobilidade com portabilidade Segurança Jurídica e regulatória.Segurança Jurídica e regulatória.

25 25 Ciclo de Vida da Regulação Foco na regulação financeira das operadoras Foco na regulação técnico- assistencial Foco no beneficiário e na defesa da concorrência no setor Tempo Fases Início Desenvolvimento Maturação

26 26 Como Integrar ? Sistema Público Sub-Sistema Saúde Suplementar Planos Segmentados Depende da adesão Depende da capacidade de pagamento Integralidade Universalidad e Equidade

27 OBRIGADO!


Carregar ppt "1º Encontro de Regulação Econômica TEMA 1 – O SETOR REGULADO E A REGULAÇÃO A SAÚDE SUPLEMENTAR - ANS Fábio Dantas Fassini Gerente-Geral Econômico Financeiro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google