A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de 2009 A utilização da.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de 2009 A utilização da."— Transcrição da apresentação:

1 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de 2009 A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios Marizélia Leão Moreira DIPRO/ASQIP

2 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) Autarquia vinculada ao Ministério da Saúde, responsável das operadoras de planos privados de assistência à saúde e suas relações com os prestadores de serviço Lei 9656/1998 – planos de saúde Lei 9961/2000 – criação da ANS

3 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios Escopo da informação assistencial Vinculadas aos planos de saúde Integrações externas Limites – fragmentação e qualificação dos dados Desafios – TISS

4 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios REGULAMENTAÇÃO ANS - Define indicadores - Revisa literatura - Define meta e pontuação OPS coleta dados OPS envia dados ANS recebe e analisa dados Dados Inconsistentes Dados Consistentes 1- Dados consistentes liberados + 2- Ficha Técnica do Indicador Valores do Setor Acompanha assistência Visão Geral

5 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios Informações vinculadas aos planos de saúde Registro de plano de saúde Beneficiários Acompanhamento da assistência Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde Comunicação de Internação Hospitalar

6 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios Plano de Saúde Características Segmentação assistencial Tipo de contratação Abrangência geográfica área de atuação Coberturas adicionais, padrão de acomodação e outras

7 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios Plano de Saúde Abrangência geográfica. Área em que a operadora se compromete a garantir todas as coberturas de assistência à saúde contratadas pelo beneficiário. Estadual Grupo de estados Grupo de municípios Municipal Nacional

8 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios Plano de Saúde Características Nota técnica atuarial (formação do preço) Instrumento Jurídico Rede de serviços

9 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios Plano de Saúde - Rede de serviços

10 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios Descritores de dispersão de serviços de saúde procedimentos e serviços básicos urgência/emergência 24 horas rede assistencial

11 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios Dispersão de serviços de saúde prestadores localizados no conjunto dos municípios que contemplem 90% dos beneficiários

12 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios Descritores de dispersão de procedimentos e serviços básicos Patologia clínica Anatomopatologia Eletrocardiograma Radiodiagnóstico Ultra-sonografia Fisioterapia

13 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios Dispersão de serviços de urgência e emergência 24 horas Municípios com beneficiários e rede não exclusiva SUS com o serviço Prestador hospitalar ou não hospitalar Municípios com mais de 300 beneficiários

14 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios Dispersão da Rede Assistencial Municípios com indicação de prestador hospitalar Municípios com previsão de cobertura assistencial indicados na área de atuação dos planos de assistência hospitalar

15 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios Proporção de problemas de informação no CNES/monitoramento da rede da Operadora

16 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios Acompanhamento da assistência prestada Sistema de informação de produtos (SIP) consolidado por operadora, tipo de contratação e grupo de itens assistenciais eventos sentinelas: citologia oncótica, mamografia, densiometria óssea e outros. Internações em algumas causas selecionadas. Consultas por especialidades

17 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios Taxa de internação de beneficiários e gasto médio por internação, por tipo de contratação, segundo modalidade da operadora (Brasil ) Fontes: MS/ANS/SIB - 03/2009 e MS/ANS/SIP - 05/06/09. (1) Inclui internações de beneficiários em planos com tipo de contratação não identificado.

18 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios SIP Programa de Qualificação da Saúde Suplementar Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS) Dimensão de Atenção à Saúde 50% do IDSS

19 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios Comunicação de Internação Hospitalar internações hospitalares não informadas através da AIH (não financiadas pelo SUS). todos os estabelecimentos de saúde privados situados em território nacional, integrantes ou não do Sistema Único de Saúde – SUS.

20 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios Comunicação de Internação Hospitalar Resolução Normativa RN julho/05 institui a CIH para o acompanhamento da assistência à saúde de beneficiários de planos privados de assistência à saúde.

21 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios Destaques sobre os dados coletados Hospital (CNES) Indivíduo Atendimento tabelas SUS -procedimento e motivo de saída fonte de financiamento Declaração de Nascidos Vivos e de Óbito

22 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios Tabela de Fonte de Remuneração 1 - PAGAMENTO POR CONVENIO PRIVADO 2 - PAGAMENTO PARTICULAR - PESSOA FÍSICA 3 - GRATUITO 4 - FINANCIADO PELA SECRETARIA ESTADUAL DE SAUDE 5 - FINANCIADO PELA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAUDE 6 - PAGAMENTO POR CONVENIO PÚBLICO 8 - DPVAT 9 - PAGAMENTO PARTICULAR - PESSOA JURÍDICA

23 A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de 2009

24 A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de 2009

25 25 A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios Comunicações de internações hospitalares, por fonte de remuneração – 2008

26 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios % Hospitais 71% hospitais 65% CIH Envio da CIH, hospitais por Unidade Federada

27 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios Hospital monitorar desempenho do serviço Gestor SUS planejar e monitorar a assistência hospitalar Agência Nacional de Saúde Suplementar monitorar a rede assistencial das Operadoras de Planos e Saúde

28 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios Limitações Cobertura e Qualidade dos dados Tabela de procedimentos - de várias fontes pagadoras para a do SUS Ajustes com as consistências aplicadas no SIH A não identificação unívoca da CIH (nº)

29 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios TISS Integração com o SUS Adoção de padrões Redução de custos administrativos

30 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios TISS Conteúdo e Estrutura: guias e demonstrativo de pagamento Comunicação e Segurança (privacidade) entre operadoras e prestadores (transações eletrônicas e tecnologia Web Services) Terminologias Representação de conceitos em saúde: tabelas de procedimentos e outras

31 A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de Caminhando rumo a ter a informação como instrumento de gestão A utilização da informação da ANS para a gestão à saúde nos territórios 2º Estágio1º Estágio3º Estágio

32


Carregar ppt "A Gestão Pública da Saúde no Território e a Regulação do Mercado de Atenção Suplementar à Saúde São Paulo – 14 e 15 de outubro de 2009 A utilização da."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google