A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROJETO BÁSICO E EXECUTIVO DE ENGENHARIA PARA RESTAURAÇÃO DE RODOVIA DO TIPO C.R.E.M.A. - 2ª ETAPA Rodovia: BR 050/GO Sub-Trecho : Entrº BR-040(B)/354/457(A)/GO-309(A)(Cristalina)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROJETO BÁSICO E EXECUTIVO DE ENGENHARIA PARA RESTAURAÇÃO DE RODOVIA DO TIPO C.R.E.M.A. - 2ª ETAPA Rodovia: BR 050/GO Sub-Trecho : Entrº BR-040(B)/354/457(A)/GO-309(A)(Cristalina)"— Transcrição da apresentação:

1 PROJETO BÁSICO E EXECUTIVO DE ENGENHARIA PARA RESTAURAÇÃO DE RODOVIA DO TIPO C.R.E.M.A. - 2ª ETAPA Rodovia: BR 050/GO Sub-Trecho : Entrº BR-040(B)/354/457(A)/GO-309(A)(Cristalina) – Divisa GO/MG Segmento : km 95,7 ao km 314,2 Extensão: 218,5 km Goiânia Strata Engenharia Ltda 1

2 Mapa de Situação Strata Engenharia Ltda 2

3 PROJETO DE PAVIMENTAÇÃO Strata Engenharia Ltda 3

4 Número N VALORES DO NÚMERO "N" - USACE BR-020/DF9,96E+07 BR-020/GO6,90E+07 BR-070/DF2,46E+07 BR-070/GO2,46E+07 BR-080/DF3,01E+07 BR-050/GO(Estaca 0 a 1395)7,54E+07 BR-050/GO5,21E+07 BR-040/DF2,65E+08 BR-040/GO1,19E+08 BR-251/DF3,93E+07 BR-251/GO2,30E+07 4

5 Strata Engenharia Ltda Pavimentação Diagnóstico do Pavimento: LVC, IRI, FWD Análise do Diagnóstico Projeto de Restauração Métodos e Resultados : PRO 011, PRO 269, PARAGON e RetroanáliseMétodos e Resultados : PRO 011, PRO 269,PARAGON e Retroanálise Soluções Compatibilizações 5

6 Strata Engenharia Ltda Projeto de Restauração Diagnóstico – Conhecimento dos Problemas por meio das Avaliações Estruturais e Funcionais bem como ensaios Complementares - LVC = Levantamento Visual Contínuo - IRI = International Roughness Index - FWD = Falling Weight Deflectomer Rotativa - Sondagens Poço 6

7 Strata Engenharia Ltda LVC 7

8 Strata Engenharia Ltda IRI Irregularidade Longitudinal 8

9 Strata Engenharia Ltda FWD Bacia de Deflexão 9

10 Strata Engenharia Ltda Sondagem Rotativa Sondagem de Poço 10

11 Strata Engenharia Ltda Catálago de Soluções CATÁLOGO DE SOLUÇÕES TÉCNICAS - DNIT (Pro-11/79 10 anos) Rodovias com revestimento em Concreto Asfáltico IRI N (USACE) IRI 33 < IRI 44 < IRI 5,5 IRI > 5,5 VMD IGG 20 IGG > 20 IGG 20 IGG > 20 IGG 60 IGG > 60 IGG 60 IGG > 60 IGG 100 IGG > 100 IGG 100 IGG > 100 IGG 150 IGG > 150 IGG 150 IGG > 150 VMD < 1000< 6,9 E + 06 Defl < DadmDefl > DadmDefl < DadmDefl > DadmDefl < DadmDefl > DadmDefl < DadmDefl > Dadm LGF5(5%) + LGHxF5(5%) + HxF5(10%) + Micro(1,5)F5(20%) + Micro(1,5)F5(10%) + HxF5(20%) + Hx F5(20%) + REP + Micro(1,5) F5(30%) + REP + Micro(1,5) F5(20%) + REP + HxF5(30%) + REP + HxFR5(100%) + REP + H4 FR5(100%) + REP + TSDpol + H4 FR5(100%) + REP + TSDpol + Hx REC5 AcostamentosTSDReest. De base + TSD Reest. De base + TSD(10%) TSD(90%) Reest. De base + TSD Reest. De base + TSD(20%) TSD(80%) Reest. De base + TSD Reest. De base + TSD(30%) TSD(70%) Reest. De Base + TSDREC + TSD 1000 VMD < ,9 E + 06 Defl < DadmDefl > DadmDefl < DadmDefl > DadmDefl < DadmDefl > DadmDefl < DadmDefl > Dadm < 1,43 E + 07LGF5(5%) + LGHxF5(5%) + HxF5(10%) + Micro(1,5)F5(20%) + Micro(1,5)F5(10%) + HxF5(20%) + Hx F5(20%) + REP + Micro(1,5) F5(30%) + REP + Micro(1,5) F5(20%) + REP + HxF5(30%) + REP + HxFR5(100%) + REP + H4 FR5(100%) + REP + TSDpol + H4 FR5(100%) + REP + TSDpol + Hx REC7 AcostamentosTSDReest. De base + TSD Reest. De base + TSD(10%) TSD(90%) Reest. De base + TSD Reest. De base + TSD(20%) TSD(80%) Reest. De base + TSD Reest. De base + TSD(30%) TSD(70%) Reest. De Base + TSDREC + TSD 2000 VMD < ,43 E + 07 Defl < DadmDefl > DadmDefl < DadmDefl > DadmDefl < DadmDefl > DadmDefl < DadmDefl > Dadm < 2,14 E + 07LGF5(5%) + LGHxF5(5%) + HxF5(10%) + H3F5(20%) + H3F5(10%) + HxF5(20%) + HxF5(20%) + REP + H3F5(30%) + REP + H3F5(20%) + REP + HxF5(30%) + REP + HxFR5(100%) + REP + H5 FR5(100%) + REP + TSDpol + H5 FR5(100%) + REP + TSDpol + Hx REC8 AcostamentosTSDReest. De base + TSD Reest. De base + TSD(10%) TSD(90%) Reest. De base + TSD Reest. De base + TSD(20%) TSD(80%) Reest. De base + TSD Reest. De base + TSD(30%) TSD(70%) Reest. De Base + TSDREC + TSD 3000 VMD < ,14 E + 07 Defl < DadmDefl > DadmDefl < DadmDefl > DadmDefl < DadmDefl > DadmDefl < DadmDefl > Dadm < 3,57 E + 07LGF5(5%) + LGHxF5(5%) + HxF5(10%) + H3F5(20%) + H3F5(10%) + HxF5(20%) + HxF5(20%) + REP + H3F5(30%) + REP + H3F5(20%) + REP + HxF5(30%) + REP + HxFR5(100%) + REP + H5 FR5(100%) + REP + TSDpol + H5 FR5(100%) + REP + TSDpol + Hx REC9 AcostamentosTSDReest. De base + TSD Reest. De base + TSD(10%) TSD(90%) Reest. De base + TSD Reest. De base + TSD(20%) TSD(80%) Reest. De base + TSD Reest. De base + TSD(30%) TSD(70%) Reest. De Base + TSDREC + TSD VMD ,57 E + 07 Defl < DadmDefl > DadmDefl < DadmDefl > DadmDefl < DadmDefl > DadmDefl < DadmDefl > Dadm LGF5(5%) + LGHxF5(5%) + HxF5(10%) + H3F5(20%) + H3F5(10%) + HxF5(20%) + HxF5(20%) + REP + H3F5(30%) + REP + H3F5(20%) + REP + HxF5(30%) + REP + HxFR5(100%) + REP + H5 FR5(100%) + REP + TSDpol + H5 FR5(100%) + REP + TSDpol + Hx REC10 AcostamentosTSDReest. De base + TSD Reest. De base + TSD(10%) TSD(90%) Reest. De base + TSD Reest. De base + TSD(20%) TSD(80%) Reest. De base + TSD Reest. De base + TSD(30%) TSD(70%) Reest. De Base + TSDREC + TSD Nota: FR5 = fresagem de 5 cm F5 = fresagem + reposição de 5 cm REP = reperfilagem com massa fina de CBUQ e = 2 cm LG = lama asfáltica grossa Micro = micro revestimento asfáltico em duas camadas (1,5 cm) TSDpol = tratamento superficial duplo c/ polímero REC e = reconstrução através de reciclagem de Base + revestimento com espessura de e Reest. De base = reestabilização de base com adição de 10 cm de material TSD = tratamento superficial duplo Hx = camada de CBUQ com espessura x, onde x = 40 log DP/Dadm 11

12 Strata Engenharia Ltda Análise do Diagnóstico Linear Funcional Estrutural SINÓPTICO LINEAR – Extraído do PARAGON 12

13 Strata Engenharia Ltda 13

14 Strata Engenharia Ltda 14

15 Strata Engenharia Ltda Métodos e Resultados : LEAD, PRO 011 e PRO

16 Strata Engenharia Ltda Resultado : Retroanálise 16

17 Strata Engenharia Ltda Soluções QUADRO COMPARATIVO DO DIMENSIONAMENTO DO REFORÇO DO PAVIMENTO - CATÁLOGO CREMA 2ª ETAPA(DNER PRO-11/79) X SOLUÇÕES DE PROJETO - DNER-PRO 269/94(TECNAPAV) Rodovia:BR 040/DF Extensã o: 8,4km Pista Dupla - Lado Esquerdo Trecho: Entrº BR-050(A)/251/DF-001/003 (Brasília) – Entrº BR-050(B)(Div. DF/GO) Sub Trecho: Entrº BR-050(A)/251/DF- 001/003 (Brasília) – Entrº BR- 050(B) (Divisa DF/GO) Segmento HomogêneoParâm.Funcionais e Estruturais Np Dadm (0,01 mm)- DNER-PRO 11 / 79 Dadm (0,01 mm)- DNER-PRO 269/94 (TECNAPAV) SOLUÇÕES CATÁLOGO - CREMA 2ª ETAPASOLUÇÕES MÉTODO DNER-PRO 269/94 (TECNAPAV) Solução Adotada na Pista NoNo EstacaQuilometro Extensão (km) Dc FWD (0,01mm) Flecha (mm) IRI (mm) IGG he CBUQ (cm) Hcg (cm) Espessura Fresagem descontínua(cm) Reciclagem Base "In Situ" c/ 3% cimento Reperfil. Massa Fina c/polímero(cm) Tratamento Supercial Simples c/polímero(cm) Lama Grossa(cm) Camada antireflexão de trincas CBUQ Faixa "B" (cm) CBUQ Faixa "C" (cm) Intervenção de Restauração InicialFinalInicialFinalPISTAACOSTAMENTOS LD/LEPISTAACOSTAMENTO LD 10808,4006,8001,60047,042,214413,540,02,65E F5(5%) + H6Reest. da Base + TSDF5(5%) + H4RL(5%) + H55,00,0 1,50,0 4,0F5(5%) + CART + H ,8004,9001,90056,632,512613,040,02,65E F5(5%) + H10Reest. da Base + TSDF5(5%) + H8RL(5%) + H105,00,0 1,50,0 4,0 F5(5%) + CART + H ,9004,4000,50041,642,713313,040,02,65E F5(5%) + H4Reest. da Base + TSDF5(5%) + H4RL(5%) + H7,55,00,0 1,50,0 4,0F5(5%) + RP(3%) + CART + H ,4003,4001,00056,252,716913,040,02,65E F5(5%) + H9Reest. da Base + TSDF5(5%) + H8RL(5%) + H9,55,00,0 1,50,0 4,0 F5(5%) + RP(1%) + CART + H ,4002,8000,60037,642,611812,040,02,65E F5(5%) + H3Reest. da Base + TSDF5(5%) + H5RL(5%) + H3,55,00,0 1,50,0 3,0F5(5%) + CART + H ,8001,0001,80053,162,812012,040,02,65E F5(5%) + H8Reest. da Base + TSDF5(5%) + H7RL(5%) + H5,55,00,0 1,50,0 5,0F5(5%) + CART + H ,0000,0001,00049,643,315212,040,02,65E F5(20%) + H7Reest. da Base + TSDF5(20%) + H6RL(5%) + H5,55,00,0 1,50,0 5,0F5(20%) + CART + H5 17

18 Strata Engenharia Ltda Seção Transversal: Fresagens Localizadas e Reforço 18

19 Strata Engenharia Ltda Seção Transversal: Reparo Profundo e Reforço 19

20 PROJETO DE MELHORIAS DIAGNÓSTICO DE PONTOS CRÍTICOS E SOLUÇÃO PROPOSTAS Strata Engenharia Ltda 20

21 Diagnósticos: 1º - Diante da falta de estrutura viária dos municípios, as cidades acabam se desenvolvendo ao longo das rodovias pavimentadas, ocupando desordenadamente a faixa de domínio. Nessas áreas altamente comprometidas pelo povoamento, entrecortadas com o cruzamento de vias, a previsão de acidentes é impossível. 2º - A elaboração de interseções com geometria desatualizada, em entroncamentos com rodovias estaduais e municipais. Strata Engenharia Ltda 21

22 Coleta de Dados Boletins de Registro de Acidentes de Trânsito Entrevistas com Moradores e Engenheiro da Unidade Local do DNIT Inspeção da Rodovia Avaliação da Geometria das Interseções Registro Fotográfico Levantamento Topográfico Processamento das Informações Elaboração de Croquis com Novas Interseções e Travessias Urbanas Aprimoração da solução juntamente com o Engenheiro da Unidade Local do DNIT Strata Engenharia Ltda 22

23 Km 95,70 ao km 100,00 – Travessia Urbana da cidade de Cristalina Km 106,00 e km 125,00 – Interseção com Rodovias Estaduais Km 154,30 – Acesso à Comunidade de Pires do Rio Km 163,50 – Interseção de acesso à rodovia GO-020 Km 171,0 – Interseção com Rodovia Estadual Km 209,65 – Interseção com a rodovia GO-213 / BR Acesso à Comunidade de Ipameri Strata Engenharia Ltda 23

24 Km ,4 e 245,8 – Acessos à Comunidade de Pires Belo e Santo Antônio do Rio Verde – GO-506 Km 262,0 – Interseção de acesso a Comunidade de Morro Agudo Km 262,8 – Acesso à Comunidade de Coqueiros e à Mineração Mina Boa Vista – IGEO Km 270,2 – Acesso à Mineradora Anglo America e a GO-504 Km 272,7 – Acesso à cidade de Catalão e Ipameri Km 276,9 ao km 281,0 – Travessia Urbana da cidade de Catalão Strata Engenharia Ltda 24

25 Km 276,9 – Acesso à Fosfértil e Terminal Rodo Ferroviário Km 277,5 – 281,0 – Travessia Urbana de Catalão Km 311,3 – Ponte Sobre o Córrego Marimbondo Km 311,5 – Acesso às Comunidades de Cumari e Anhanquera Km 313,5 ao km 314,5 – Posto de Fiscalização da Receita Estadual de Goiás – Cana Brava Strata Engenharia Ltda 25

26 26

27 27

28 28

29 Vista aérea da travessia urbana de Cristalina – km 96,7 Detalhe do cruzamento da rodovia Km 98,0 29

30 Vista aérea do acesso à Comunidade de Coqueiros e IGEO km 262,8 Detalhe do acesso à Comunidade de Coqueiros e IGEO km 262,8 30


Carregar ppt "PROJETO BÁSICO E EXECUTIVO DE ENGENHARIA PARA RESTAURAÇÃO DE RODOVIA DO TIPO C.R.E.M.A. - 2ª ETAPA Rodovia: BR 050/GO Sub-Trecho : Entrº BR-040(B)/354/457(A)/GO-309(A)(Cristalina)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google