A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Editores Colaborativos Lucas Augusto Scotta Merlo Fernando Antonio Marques Filho

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Editores Colaborativos Lucas Augusto Scotta Merlo Fernando Antonio Marques Filho"— Transcrição da apresentação:

1 Editores Colaborativos Lucas Augusto Scotta Merlo Fernando Antonio Marques Filho

2 2 Agenda Motivação Groupware e Editores de texto Características de ferramentas para edição colaborativa Abordagens para controle de concorrência Otimista Pessimista Exemplos de editores e suas características Conclusão

3 3 Motivação Crescimento do uso dos computadores e internet. Questão: Como aproveitar os recursos computacionais para facilitar e promover a cooperação de um grupo? CSCW, década de 80.

4 4 Groupware e Editores de texto Groupware são sistemas apoiados por computador que suportam grupos de usuários engajados numa mesma tarefa (objetivo) e que provêem uma interface para um ambiente compartilhado (Ellis). Os ambientes colaborativos devem agregar um conjunto de ferramentas que propiciam a comunicação entre os membros de um grupo. A estratégia é incentivar os participantes a trabalharem em grupo num documento comum, respeitando as características individuais.

5 5 Groupware e Editores de texto A edição colaborativa pode ser definida como um processo, no qual autores com diferentes habilidades e responsabilidades interagem durante a edição de um documento. Há editores para textos, gráficos e documentos estruturados. As ferramentas podem ser síncronas ou assíncronas. Para que tais editores funcionem corretamente é necessário que haja Comunicação, Cooperação e Coordenação (modelo 3C) e conjunto com mecanismos que permitam que eles tenham consciência das atividades (awareness).

6 6 Groupware e Editores de texto

7 7 Características de ferramentas para edição colaborativa Compartilhamento Controle de Concorrência Controle de Versão Visualização WYSIWIS strict WYSIWIS relaxed

8 8 Características de ferramentas para edição colaborativa Modos de Operação (Borghoff e Schlichter (2000)): responsabilidade separada; exclusão mútua - Apenas um edita; versões alternativas; acesso síncrono - Edição ao vivo;

9 9 Características de ferramentas para edição colaborativa Awareness Verificar a participação dos usuários. Arquitetura A arquitetura distribuída A arquitetura centralizada Granularidade Tamanho dos espaços trabalhados Influência direta no número de conflitos

10 10 Abordagens para controle de concorrência

11 11 Abordagens para controle de concorrência Técnicas otimistas são: (i) OT (Operation Transformation). (ii) Multi-versioning, baseado na manutenção de um histórico de versões dos documentos; (iii) Serialisation, que garante que o efeito da execução de um grupo de operações concorrentes seja o mesmo que se todas as operações fossem executadas na mesma ordem em todos os sites. Usabilidade X Consistência dos dados. Depende da semântica do sistema colaborativo. Balancear o desempenho do mecanismo e a usabilidade da aplicação.

12 12 Exemplos de editores e suas características Grove (Ellis e Gibbs, 1989). Síncrono. Edição de outline. Edição livre por qualquer parte do documento Não há lock. Réplicas locais. Sincronização através de dOTP Duplex Assíncrono, com pouco uso de síncrono. Produção de artefatos científicos. Divisão do documento em partes independentes. Réplicas individuais e replicadas por um kernel Armazenagem segura e mecanismos de recuperação.

13 13 Exemplos de editores e suas características Edição de diagramas XML colaborativa (Pichiliani. ITA) Síncrono. Edição de diagramas XML. Baseado na ferramenta ArgoUML. Usa locks implícitos como controle de concorrência.

14 14 Conclusão Mundo globalizado X Editores colaborativos. Problemas já são bem conhecidos e discutidos O que muda são as especializações: Editores específicos. Algum Controle de concorrência/consistência é necessário. 3C + awareness = melhor uso da ferramenta

15 15 Referências 1. M. C. Pichiliani, "Geração de Locks na Edição Colaborativa de Diagramas da UML", relatório técnico disponível em 2. Implementação de uma Ferramenta de Edição de Texto Colaborativa: Paulo Roberto Gonçalves, Thereza Patrícia P. Padilha Curso de Sistemas de Informação Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP) Palmas, TO, Brasil 3. Controle de Concorrência em Editores Colaborativos Denise Del Re Filippo - PUC-Rio Disciplina: Algoritmos Distribuídos. 4. Duplex: A Distributed Collaborative Editing Environment in Large Scale. François Pacull, Alain Sandoz, André Schiper. Départemente d'Informartique Ecole Polytechnique Fédérale de Lausanne


Carregar ppt "Editores Colaborativos Lucas Augusto Scotta Merlo Fernando Antonio Marques Filho"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google