A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Operação de União JOIN Professor Victor Sotero 1 SGD.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Operação de União JOIN Professor Victor Sotero 1 SGD."— Transcrição da apresentação:

1 Operação de União JOIN Professor Victor Sotero 1 SGD

2 JOIN O join é uma operação de multi-tabelas Select: o nome da coluna deve ser precedido pelo nome da tabela, se mais de uma coluna na tabela especificada na cláusula from tiver o mesmo nome. From: duas ou mais tabelas listadas no comando from indicam ao SGBD que uma união é desejada. Where: colunas são comparadas; elas devem ter valores similares. SGD 2

3 ALGUMAS OBSERVAÇÕES Não precisam ter o mesmo tipo de dados; mas tem de ser de um tipo que o SGBD automaticamente converta. Ex.: – (int, smallint, tinyint, decimal real or float); – (char, varchar, datetime and smalldatetime) Valores nulos nunca se unem Colunas na condição de join não precisam ser definidas na cláusula select. SGD 3

4 SINTAXE SIMPLIFICADA select [tabela].nome_de_coluna, [,...] from lista_de_tabelas [where condições_de_pesquisa] Exemplo: select publishers.pub_id, titles.title_id from publishers, titles where publishers.pub_id = titles.pub_id SGD 4

5 JOINS BASEADOS EM IGUALDADE Baseado em uma igualdade, entre os valores nas colunas especificadas: Select produto.nome,vendas.codigo From produto, vendas Where produto.data_chegada=vendas.data_saida; SGD 5

6 JOINS BASEADOS EM IGUALDADE Utilizando o Join com order by Select produto.nome,vendas.descricao From produto, vendas Where produto.data_chegada=vendas.data_saida order by produto.nome; SGD 6

7 ALIASES Função para apelidar tabelas dentro do SQL: Ex.: 1- Select a.nome,d.nome from aluno a, disciplina d where a.mat>30 and d.nome=BDD; 2- select t.title_id from titles t,titleauthor ta where t.title_id = ta.title_id and au_id = ; SGD 7 Quais os livros escritos pelo autor de código ?

8 JOINS BASEADOS EM NÃO IGUALDADE Operadores de comparação usados. > maior que < menor que >= maior igual que <= menor igual que Exemplo: select e.estado,a.Pnome,a.Snome,a.estado from editora e,autor a where a.estado>e.estado and nome_editora="Editora abril"; (Que autores moram num estado cujo o nome é alfabeticamente maior que o estado da editora Editora Abril?) SGD 8

9 SELF JOINS Você pode utilizar o Join usando a mesma tabela, dando dois aliases, fazendo comparações dentro da mesma: Ex.: select a1.Snome, a1.Pnome from autor a1, autor a2 where a1.Snome=a2.Snome and a1.codigo!=a2.codigo; SGD 9 Que autores possuem o mesmo sobrenome?

10 OUTER JOIN Seleção que só mostra se as linhas de uma tabela estão relacionadas(chave estrangeira) com a outra tabela. Exemplificando na vida real: Mostrar quais clientes tem algum pedido. SGD 10

11 OUTER JOIN Left outer join: são incluídas todas as linhas da tabela do primeiro nome da tabela(a tabela mais a esquerda expressão) Right outer join: são incluídas todas as linhas da tabela do segundo nome da tabela (a tabela mais a esquerda) Ex.: Quais são os clientes que têm pedido e os que não têm? Select cliente.nome, pedido.codigo_cliente,pedido.num_pedido from cliente left outer join pedido on cliente.codigo_cliente=pedido.codigo_cliente; SGD 11

12 INDEX Uma índex no banco de dados, como o próprio nome sugere, é um índice que serve para organizar os dados e agilizar na pesquisa/consulta dos dados armazenado nas tabelas. SGD 12

13 INDEX Normalmente a criação de índex no banco de dados segue o padrão ANSI, isso significa que o mesmo comando para criar uma índex em um determinado SGBD, pode ser usado em qualquer outro. Os índices são utilizados para encontrar registros com um valor específico de uma coluna rapidamente. Sem um índice o MySQL tem de iniciar com o primeiro registro e depois ler através de toda a tabela até que ele encontre os registros relevantes. SGD 13

14 INDEX Normalmente você cria todos os índices em uma tabela ao mesmo tempo em que a própria tabela é criada com CREATE TABLE. Para colunas CHAR e VARCHAR, índices que utilizam apenas parte da coluna podem ser criados, usando a sintaxenome_coluna(length) para indexar os primeiros length() bytes de cada valor da coluna. SGD 14

15 EXEMPLO DE CRIAÇÃO DE ÍNDEX Pode ser usado tanto no SQL SERVER, MySQL ou Oracle: – Índice na tabela tab_cliente, sendo que o campo de pesquisa é cpf (numero do CPF) CREATE INDEX nome_do_indice on tab_cliente(cpf) SGD 15

16 INDEX Exemplo de index para colunas do tipo char e varchar: – CREATE INDEX indice1 ON empregado (nome(10)); Como a maioria dos nomes normalmente diferem nos primeiros 10 caracteres, este índice não deve ser muito menor que um índice criado com toda a coluna nome_empregado. SGD 16

17 VERSÕES DO MYSQL COMPATÍVEIS Você só pode adicionar um índice em uma coluna que pode ter valores apenas se você estiver usando o MySQL Versão ou mais novo e estiver usando os tipos de tabelas MyISAM, InnoDB, ou BDB. SGD 17

18 INDEX Normalmente para um melhor resultado de performance, o ideal para criar índices são campos: – Que sejam chaves; select nome_cliente from cliente where cpf = – Campos que façam join com outras tabelas. – Campos que sejam números (tipo: integer, numeric) SGD 18

19 DROP INDEX DROP INDEX nome_indice ON nome_tabela DROP INDEX apaga o índice chamado nome_indice da tabela nome_tabela. DROP INDEX não faz nada nem versões do MySQL anteriores a SGD 19

20 RESTRIÇÕES UNIQUE Você pode usar as restrições UNIQUE para ter certeza de que não há valores duplicados digitados em colunas específicas que não participam de nenhuma chave primária. Embora a restrição UNIQUE e a restrição PRIMARY KEY impõem exclusividade, use a restrição UNIQUE em vez da restrição PRIMARY KEY quando for impor a exclusividade de uma coluna, ou uma combinação de colunas, que não seja uma chave primária. Ex.: – Create table empregado( cod int not null, primary key(cod), nome varchar(45) unique not null); SGD 20

21 CLÁUSULA DISTINCT Com exceção da chave primária, podem existir colunas que tenham valores repetitivos. Essa cláusula aplicada em uma consulta evita valores repetitivos dentro de uma consulta. – Ex.: Select distinct nome from produto; SGD 21

22 STORED PROCEDURES Stored procedures não retornam dados. Elas executam scripts no MySQL, que podem ser desde alterações da estrutura de tabelas, até migração de dados de uma tabela para outra, ou executar ações de acordo com os resultados de uma consulta. SGD 22

23 STORED PROCEDURE Um dos novos recursos no MySQL 5.0 ainda em versão alfa conjunto de comandos SQL que podem ser armazenados no servidor Aumento no desempenho: menos informação enviada entre cliente/servidor Mais trabalho para o servidor Chamados pela isntrução CALL; SGD 23

24 MOTIVOS PARA UTILIZAR Clientes em diferentes linguagens Operações repetitivas Segurança SGD 24

25 EXEMPLO DE STORED PROCEDURE SGD 25

26 PROCEDURES Podem alterar dados: mysql> create procedure apagaPessoas () delete from pessoas; Query OK, 0 rows affected (0.00 sec) mysql> call apagaPessoas (); Query OK, 9 rows affected (0.00 sec) mysql> call pessoas (); Empty set (0.00 sec) SGD 26

27 PROCEDIMENTO PARA EXIBIR A DATA E A HORA ATUAL CREATE PROCEDURE dataEhora() SELECT CURRENT_TIMESTAMP; SGD 27

28 Like e Not Like Só funcionam com colunas do tipo char; Têm praticamente o mesmo funcionamento que os operadores = e !=; Sua vantagem é a utilizações dos símbolos: – %: substitui uma palavra; – _: substitui um caracter. SGD 28

29 Like e Not Like Exemplos: Listar todos os produtos cujo nome comece com Q. – Select codigo_produto, descricao_produto from produto where descricao_produto like Q_; SGD 29

30 Like e Not Like Mostrar os professores que tenham o primeiro nome João. Select codigo,nome From professor where nome like João%; SGD 30

31 Like e Not like Exemplos: Mostrar todos os produtos que tenham nomes que comecem ou com J ou com Q. – Select nome, codigo from produtos where nome like [JQ]%; SGD 31

32 Operadores baseados em IS NULL e IS NOT NULL Mostrar os empregados que tenham seus salários cadastrados no sistema como NULO. – Select nome from empregado where salario is null; Mostrar as disciplinas que tenham a carga horária como não nulo. Select nome, codigo from disciplina Where carga_horaria is not null; SGD 32

33 MAX e MIN Max: mostra o maior valor dentro de um campo em uma tabela; Min: mostra o menor valor de um campo dentro de uma tabela; Ex: Select min(salario_fixo),max(salario_fixo) From vendedor; SGD 33

34 SUM Serve para fazer o somatório de todos os valores de uma coluna. Ex: select sum(quantidade) from item_pedido where codigo_produto=50; SGD 34

35 AVG Apresenta a média de uma coluna. Exemplo:Qual a média dos salários fixos dos vendedores? – Select AVG(salario_fixo) from vendedor; SGD 35

36 SGD 36

37 Trigger Um TRIGGER ou gatilho é um objeto de banco de dados, associado a uma tabela, definido para ser disparado, respondendo a um evento em particular; Tais eventos são os comandos da DML (Data Manipulation Language): INSERT, REPLACE, DELETE ou UPDA TE. SGD 37

38 Trigger Os TRIGGERS poderão ser disparados para trabalharem antes ou depois do evento. Usaremos a seguinte tabela para nossos testes SGD 38

39 Trigger Baseados nessa tabela, podemos criar um trigger que seja executado antes ou depois de inserir algo na mesma; antes (BEFORE) depois (AFTER) SGD 39

40 Sintaxe: Trigger SGD 40

41 SGD 41

42 SGD 42

43 SGD 43

44 SGD 44


Carregar ppt "Operação de União JOIN Professor Victor Sotero 1 SGD."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google