A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ZOOLOGIA - CLASSIFICAÇÃO PORÍFEROS CNIDÁRIOS PLATELMINTOS NEMATELMINTOS ANELÍDEOS MOLUSCOS ARTRÓPODAS EQUINODERMAS CORDADOS PROTOSTÔMIOS DEUTEROSTÔMIOS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ZOOLOGIA - CLASSIFICAÇÃO PORÍFEROS CNIDÁRIOS PLATELMINTOS NEMATELMINTOS ANELÍDEOS MOLUSCOS ARTRÓPODAS EQUINODERMAS CORDADOS PROTOSTÔMIOS DEUTEROSTÔMIOS."— Transcrição da apresentação:

1

2 ZOOLOGIA - CLASSIFICAÇÃO PORÍFEROS CNIDÁRIOS PLATELMINTOS NEMATELMINTOS ANELÍDEOS MOLUSCOS ARTRÓPODAS EQUINODERMAS CORDADOS PROTOSTÔMIOS DEUTEROSTÔMIOS CELOMADOS PSEUDOCELOMADOS ACELOMADOS DIBLÁSTICOS TRIBLÁSTICOS

3 PORÍFEROS adultos sésseis parazoários (s/ órgãos) tecidos pouco diferenciados aneuromiários coanócitos (captura e digestão de alimentos) poro, átrio, ósculo PLATELMINTES corpo achatado cefalização (sim.bilateral) sist. digestório incompleto céls flama (solenócitos) Esquistossomose - Schistosoma mansoni (penetração de larvas cercárias) Teníase - Taenia solium, Taenia saginata (ingestão de carnes com cisticercos) CNIDÁRIOS OU CELENTERADOS medusas e pólipos 1 os com sist. digestório (incompleto) e sist. nervoso (difuso) tentáculos - cnidoblastos metagênese (alternância de gerações) *fase assexuada - pólipo *fase sexuada - medusa Cisticercose – ingestão de ovos do parasita (Taenia solium)

4 NEMATELMINTES corpo cilíndrico e afilado 1 os com sist. digestório completo digestão exclusivamente extracelular sist. excretor - túbulos em H Ascaridíase Ascaris lumbricoides (ingestão de ovos em água e alimentos) Ancilostomose (amarelão) Ancylostoma duodenale (penetração da larva pela pele) Filariose – elefantíase Wuchereria bancrofti (picada do mosquito Culex sp.) ANELÍDEOS corpo dividido em anéis 1 os com sist. circulatório (fechado) -hemoglobina dispersa no plasma resp. cutânea e branquial 1 par de nefrídeos/seg Poliquetos mtas cerdas Oligoquetas pcas cerdas Achaetas s/ cerdas MOLUSCOS corpo mole cabeça (tentáculos), massa visceral e pé concha calcária – manto rádula respiração branquial, pulmonar e cutânea sist. circulatório aberto, exceto cefalópodes

5 ARTRÓPODAS apêndices articulados (patas, antenas, asas, peças bucais) exoesqueleto quitinoso (proteção, economia de água) crescimento - mudas (troca de exosqueleto) sist. circulatório aberto Caract. geraisCrustáceos cefalotórax e abdomen 2 pares de antenas 5 pares de patas ou mais resp. branquial sist. excretor- glândulas verdes ou antenais Insetos cabeça, tórax e abdomen 1 par de antenas 3 pares de patas 0, 1ou 2 pares de asas resp. traqueal - transporte direto de gases sist. excretor – túb. de Malpighi Aracnídeos cefalotórax e abdomen s/ antenas 4 pares de patas 1 par de palpos quelíceras (peças bucais) resp. filotraqueal sist. excretor - glândulas coxais

6 EQUINODERMAS marinhos espinhos na pele endoesqueleto mesodérmico (placas calcárias) sistema ambulacrário (fixação, locomoção, excreção) simetria pentarradial CORDADOS tubo nervoso dorsal notocorda (sustentação do tubo nervoso) fendas branquiais (faríngeas) cauda pós-anal Protocordados (Acraniata) Vertebrados (Craniata) Cefalocordados (anfioxo) Urocordados ou tunicados (Ascídia) Ciclostomados Peixes Anfíbios Répteis Aves Mamíferos agnathos gnathos

7 PEIXES corpo revestido por escamas nadadeiras (ímpares e pares) circulação fechada, simples e completa coração com duas cavidades (1átrio e 1ventrículo) linha lateral – percepção de vibrações pecilotérmicos respiração branquial Cartilaginosos (condricties) boca ventral - intestino curto (válvula espiral) fecundação interna (desenv. direto) Ampôlas de Lorenzini excreção - uréia escamas epidérmicas (placóides) 5 ou 7 pares de fendas branquiais Ósseos (osteicties) boca terminal - intestino longo 4 pares de brânquias (opérculo) bexiga natatória (equil. hidrostático) fecundação externa (desenv. indireto) excreção - amônia escamas dermoepidérmicas

8 ANFÍBIOS invasão do meio terrestre pecilotérmicos pele úmida e vascularizada respir. branquial (girino), cutânea e pulmonar (adulto) circulação fechada, dupla e incompleta, coração – 2A e 1V amônia (girino), uréia (adulto) fecundação externa RÉPTEIS conquista do meio terrestre pele seca e impermeável respir. pulmonar fecundação interna; ovo com casca; âmnio, cório e alantóide circulação fechada, dupla e incompleta, coração – 2A e 1V excreção – ác. úrico pecilotérmicos crocodilianos – 2A e 2V

9 AVES capacidade de voo penas (corpo) e escamas (pernas) circulação fechada, dupla e completa, coração 2A e 2V artéria aorta – lado direito homeotérmicos excreção – ác. úrico ossos pneumáticos esterno com quilha sacos aéreos ausência de dentes s/ bexiga urinária asas MAMÍFEROS homeotérmicos pelos, gls. sebáceas, gls. sudoríparas e gls. mamárias resp. pulmonar - diafragma circulação fechada, dupla e completa – coração 2A e 2V artéria aorta – lado esquerdo hemáceas anucleadas monotremados (ovíparos), marsupiais, placentários

10 * Metagênese (alternância de gerações) BOTÂNICA - ciclo haplodiplobionte Organismo (n) * Meiose espórica ou intermediária Organismo (2n) Zigoto (2n) fecundação Gametas (n) mitose GAMETÓFITOESPORÓFITO meiose Esporos (n)

11 BRIÓFITAS (MUSGOS) (SAMAMBAIAS) GIMNOSPERMAS (PINHEIROS) ANGIOSPERMAS (MONOCOTILED. E DICOTILED.) GRUPOS PTERIDÓFITAS VASOS CONDUTORES ausentes transporte por difusão - cél à cél tamanho reduzido presentes tamanho variável presentes maioria - grande porte presentes tamanho variável SEMENTES presentes (pinhão) ausentes presentes FRUTOS ausentes presentes GERAÇÃO TEMPORÁRIA esporófito haste cápsula gametófito (prótalo) gametófito - grão de pólen - saco embrionário gametófito - grão de pólen - saco embrionário GERAÇÃO DURADOURA rizóide caulóide filóide gametófito esporófito raiz caule (rizoma) folhas com soros esporófito raiz caule lenhoso folhas aciculadas esporófito raiz caule folhas FLORES/ ESTRÓBILOS ausentes presentes cálice - sépalas corola - pétalas androceu - estames gineceu - carpelos presentes - microstróbilo - megastróbilo (pinha) BOTÂNICA – GRUPOS VEGETAIS FECUNDAÇÃO dependente de água independente de água (tubo polínico) independente de água (tubo polínico) fecundação dupla

12 1 núcleo espermático (n) + 1 oosfera (n) = embrião (2n) 1 núcleo espermático (n) + 2 núcleos polares (n) = endosperma (3n) Fecundação dupla (angiospermas) OBS: óvulo (plantas) esporângio feminino (gimno e angiospermas) Após a fecundação Ovário fruto Óvulo semente

13

14 TECIDOSFUNÇÃOCARACTERÍSTICAS MERISTEMAS Crescimento Formação de outros tecidos Células indiferenciadas com alto potencial de divisão (núcleo grande, vacúolos pequenos, parede celular delgada) Meristemas primários (ápice do caule e raiz): crescimento primário Meristemas secundários (felogênio e câmbio): crescimento secundário EPIDERME Revestimento (partes jovens, folhas, flores e frutos) Uma camada de células vivas e aclorofiladas Especializações: cutícula cerosa, estômatos, acúleos, pelos SÚBER Revestimento (partes velhas), impermeabilização, isolante térmico Várias camadas de células mortas (suberina na parede celular), formado a partir do felogênio Lenticelas (trocas gasosas), cortiça PARÊNQUIMAS Preenchimento Armazenamento Cicatrização Células vivas com potencial de divisão Parênquimas de armazenamento: aquífero, aerífero e amilífero Parênquimas clorofilianos: paliçádico e lacunoso (folhas) COLÊNQUIMA Sustentação Células vivas Reforços de celulose nos ângulos das células (flexibilidade) ESCLERÊNQUIMA Sustentação Células mortas (lignina na parede celular) Fibras e escléritos XILEMA Condução da seiva bruta Células mortas (lignina na parede celular) Traqueídes e elementos de vaso FLOEMA Condução de seiva elaborada Células vivas Tubos crivados (anucleados) e células companheiras

15 BIOMAS TERRESTRES

16 CLASSIFICAÇÃO CARACTERÍSTICAS TUNDRA subsolo permanentemente congelado (permafrost) líquens, musgos, gramíneas e ervas (ciclo de vida curto) FLORESTAS DECÍDUAS TEMPERADAS estações do ano bem definidas árvores e arbustos que perdem as folhas durante o outono FLORESTAS TROPICAIS LATIFOLIADAS maior biodiversidade vegetação arbórea exuberante, extratificada, perenifólias e com folhas largas; grande quantidade de plantas epífitas CAMPOS OU PRADARIAS pouca pluviosidade gramíneas e ervas (s/ arbustos e s/ árvores) SAVANAS com duas estações bem definidas: chuvosa e seca gramíneas e árvores esparsas DESERTOS pouca precipitação pluviométrica solo arenoso ou rochoso gramíneas, pequenos arbustos e cactáceas TAIGA pinheiros – folhas aciculadas com cutícula cerosa abaixo da tundra

17 BIOMAS BRASILEIROS

18 CLASSIFICAÇÃOCARACTERÍSTICAS PAMPAS clima subtropical e paisagem plana e homogênea solo fértil – vegetação constituída por gramíneas (pecuária) MATA DE ARAUCÁRIAS invernos rigorosos e chuvas regulares o ano todo araucárias e arbustos PANTANAL clima quente (estação seca e chuvosa) solo arenoso – vegetação não homogênea CERRADO verão chuvoso e inverno seco solo rico em alumínio; subsolo rico em lençóis freáticos árvores com casca grossa, galhos retorcidos e folhas coriáceas CAATINGA clima semi-árido (secas estacionais e periódicas) vegetação xeromórfica – plantas caducifólias, folhas modificas (espinhos) MATA DE COCAIS área de transição (ecótono); solo rico em minérios (bauxita, Fe, Ni, Au) vegetação – carnaúba, buriti, babaçú, açaí FLORESTA AMAZÔNICA clima quente e úmido (chuvas abundantes) solo pobre (estreita camada superficial rica em nutrientes) vegetação densa e estratificada – plantas perenifólias de folhas largas, cipós e epífitas MATA ATLÂNTICA umidade relativa do ar elevada o ano todo vegetação densa – plantas perenifólias e de folhas largas; árvores de porte médio e grande, cipós, epífitas e palmeiras


Carregar ppt "ZOOLOGIA - CLASSIFICAÇÃO PORÍFEROS CNIDÁRIOS PLATELMINTOS NEMATELMINTOS ANELÍDEOS MOLUSCOS ARTRÓPODAS EQUINODERMAS CORDADOS PROTOSTÔMIOS DEUTEROSTÔMIOS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google