A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TECIDOS VEGETAIS módulos 3, 4, 5 e 6 Profª Eveline M. Silva Rambor Disciplina de Biologia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TECIDOS VEGETAIS módulos 3, 4, 5 e 6 Profª Eveline M. Silva Rambor Disciplina de Biologia."— Transcrição da apresentação:

1 TECIDOS VEGETAIS módulos 3, 4, 5 e 6 Profª Eveline M. Silva Rambor Disciplina de Biologia

2 CÉLULA VEGETAL

3 TECIDOS VEGETAIS Definição: grupo de células igualmente especializadas, de mesma origem embrionária que realizam funções determinadas. Dois grupos: Meristemas Adultos

4 TECIDOS VEGETAIS Tecidos meristemáticos (embrionários): Grande capacidade de divisão da célula Dividem-se continuamente por mitose Vacúolos pequenos ou ausentes Originam os tecidos adultos Meristemas primários e secundários

5 TECIDOS VEGETAIS Meristemas primários Encontrados nos ápices do caule e da raiz, formando os pontos vegetativos. Células iniciais (forma cônica) tecidos meristemáticos primários tecidos adultos primários

6 TECIDOS VEGETAIS Zonas meristemáticas primárias (da periferia para o centro): CÉLULAS INICIAIS Dermatogênio Periblema Pleroma epiderme ParênquimaTecido vasculares

7 TECIDOS VEGETAIS Meristemas secundários Responsáveis pelo crescimento secundário em espessura no caule e na raiz. Falogênio: região da casca e da raiz produzindo novas células para fora formando tecido suberoso (cortiça). Câmbio: surge na região do cilindro central do caule e da raiz formando células novas para dentro formando tecidos de condução secundário (xilema e floema).

8 TECIDOS VEGETAIS ADULTOS Apresentam células especializadas que perderam a capacidade de divisão celular, realizam funções determinadas. Espaços intercelulares: Meatos: menores que as células Lacunas: mesmo tamanho que as células Câmaras: grandes cavidades

9 TECIDOS VEGETAIS ADULTOS PARÊNQUIMA: Formado por células vivas Ocorre na casca e na medula do caule e da raiz

10 TECIDOS VEGETAIS ADULTOS TIPOS DE PARÊNQUIMA: Paliçádico: Embaixo da epiderme, células ricas em cloroplastos, apresentam meatos. Função: fotossíntese, proteção contra a transpiração, filtro de luz solar Lacunoso: Acima da epiderme, possui cloroplastos grandes. Função: fotossíntese

11 TECIDOS VEGETAIS ADULTOS TIPOS DE PARÊNQUIMA: De reserva: Reserva de várias substâncias (água, ar, sacarose). Amilífero: Geralmente encontrado em órgãos subterrâneos, não expostos a luz. Com amiloplastos.

12 TECIDOS VEGETAIS ADULTOS TIPOS DE PARÊNQUIMA: Aquífero: Acúmulo de água, plantas de regiões secas Aerífero: Acúmulo de ar, encontrado em plantas aquáticas (lacunas ou câmaras que se enchem de ar).

13 TECIDOS VEGETAIS ADULTOS TIPOS DE PARÊNQUIMA: Parênquima de preenchimento: quando está apenas preenchendo espaços no corpo vegetal.

14 AMILÍFERO AQUÍFERO AERÍFERO

15 TECIDOS VEGETAIS ADULTOS COLÊNQUIMA Relacionado a sustentação dos vegetais. Aparece nas paredes vegetais que ainda manifestam crescimento Acompanha o crescimento e suas células são vivas. Encontra-se nos caules jovens, pecíolo, nervuras.

16 Colênquima

17 TECIDOS VEGETAIS ADULTOS ESCLERÊNQUIMA Relacionado a sustentação dos vegetais. Aparece em órgãos vegetais, regiões que atingem maturidade completa. Células mortas (lignificação que ocorre nas membranas)

18 Esclerênquima

19 TECIDOS ADULTOS VEGETAIS - PROTEÇÃO Epiderme: Originado do dermatogênio, envolve externamente todos os órgãos vegetais. Ausente em plantas aquáticas. Células vivas, desprovidas de cloroplastos.

20 TECIDOS ADULTOS VEGETAIS - PROTEÇÃO

21 Funções: Proteção contra transpiração e ferimentos. Absorção Trocas gasosas Secreção e excreção

22 TECIDOS ADULTOS VEGETAIS - PROTEÇÃO Anexos da epiderme: Cutícula: depositada do lado mais externo, Fica exposta ao ar atmosférico. Impermeável e evita a perda excessiva de água. Pelos: saliências que exercem várias funções: proteção contra a transpiração; desvio de raios solares; glandular; disseminação, absorção de água

23 TECIDOS ADULTOS VEGETAIS - PROTEÇÃO Anexos da epiderme: Papilas: Saliências relacionadas com a secreção de várias substâncias. Acúleos: saliências relacionadas a defesa do vegetal. Destacados com facilidade (roseira). Escamas: Função de proteção ou de absorção. Escudo formado por camada de células mortas (bromélias).

24 TECIDOS ADULTOS VEGETAIS - PROTEÇÃO

25 Anexos da epiderme: Estômatos: estruturas relacionadas com as trocas gasosas controladas pelo vegetal. Folhas

26 TECIDOS ADULTOS VEGETAIS - PROTEÇÃO São estômatos modificados, adaptados a perder o excesso de água na forma líquida, de gotinhas.

27 TECIDOS ADULTOS VEGETAIS - PROTEÇÃO Periderma: Súber ou cortiça: células mortas, causado pela suberificação das paredes celulares, substitui a epiderme no caule e na raiz. Feloderma: Tecido parenquimático.

28 TECIDOS ADULTOS VEGETAIS - PROTEÇÃO Ritodoma: Acúmulo de tecidos mortos na superfície da raiz ou do caule. Não acompanham o crescimento, se rompe e cai.

29 TECIDOS ADULTOS VEGETAIS - CONDUÇÃO Lenho ou xilema: Condução de seiva bruta Tecido formado por células vivas. Sistema traqueário: vasos de condução

30 TECIDOS ADULTOS VEGETAIS - CONDUÇÃO Líber ou floema: Condução de seiva elaborada.

31 TECIDOS ADULTOS VEGETAIS - CONDUÇÃO

32 Tecidos meristemáticos ou embrionários Tecidos adultos ou permanentes tecidos meristemáticos primários tecidos meristemáticos secundários tecidos de revestimento ou proteção tecidos de sustentação tecidos de condução de seivas tecidos de preenchimento ou parênquimas dermatogênio ou protoderme periblema ou meristema fundamental pleroma ou procâmbio caliptrogênio Câmbio Felogênio epiderme (vivo) súber (morto) colênquima (vivo) esclerênquima (morto) xilema (morto) floema (vivo) parênquima clorofiliano parênquima amilífero ou de reserva parênquima aerífero parênquima aquífero


Carregar ppt "TECIDOS VEGETAIS módulos 3, 4, 5 e 6 Profª Eveline M. Silva Rambor Disciplina de Biologia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google