A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Morfologia Vegetal Análise das principais estruturas do corpo do vegetal (tecidos e os órgãos vegetativos e reprodutivos), tendo como modelo uma angiosperma.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Morfologia Vegetal Análise das principais estruturas do corpo do vegetal (tecidos e os órgãos vegetativos e reprodutivos), tendo como modelo uma angiosperma."— Transcrição da apresentação:

1 Morfologia Vegetal Análise das principais estruturas do corpo do vegetal (tecidos e os órgãos vegetativos e reprodutivos), tendo como modelo uma angiosperma típica. Estudaremos a morfologia externa (anatomia) e interna (organografia). Tecidos Vegetais Grupamento de células relativamente homogêneo que, em conjunto, desempenham funções equivalentes e/ou complementares. Há nítida divisão de trabalho no corpo do vegetal.

2 MERISTEMAS Tecidos indiferenciados que dão origem a outros tecidos ou a outras células meristemáticas. Apresentam intensa atividade mitótica. Encontrados no embrião ou nas partes em crescimento da planta. As células apresentam parede celular delgada, citoplasma abundante, núcleo grande e e vacúolos ausentes ou reduzidos.

3 Primários Células nunca perderam a atividade original de divisão. Exemplos: meristemas formados durante a embriogênese: Procâmbio Xilema e floema primários Protoderme Epiderme Promeristema (meristema fundamental) tecidos ou sistema fundamental (p. ex, parênquima, colênquima e esclerênquima) Apical caulinar Apical radicular Câmbio fascicular

4 Secundários Células perdem temporariamente a atividade original de divisão e posteriormente a readquirem. Exemplos: Câmbio interfascicular Felogênio. TIPOS DE CRESCIMENTO PRIMÁRIO LONGITUDINAL SECUNDÁRIO ESPESSURA (DICO E CONÍFERAS)

5 PERMANENTES Originados a partir dos meristemas. São tidos como diferenciados ou duradouros. Apresentam-se relativamente especializados e agrupam-se em sistemas de acordo com as semelhanças estruturais e fisiológicas. –Revestimento (EPIDERME E PERIDERME) –Sustentação (COLÊNQUIMA E ESCLERÊNQUIMA) –Preenchimento e armazenamento (PARÊNQUIMA) –Condução de seiva (XILEMA E FLOEMA)

6 Tecidos de Revestimento Revestem externamente o corpo da planta protegendo contra a perda excessiva de água e variação de temperatura. Garantem ainda a proteção mecânica. EPIDERME Formado por uma camada de células justapostas, aclorofiladas. É revestida, externamente, pela cutícula (cutina). Esta substância é de natureza graxa, diminuindo a transpiração da planta. Reveste o corpo jovem do vegetal ou ainda plantas que não apresentam crescimento secundário (em espessura)

7 Especializações Pêlos (uni ou pluricelulares) Acúleos (saliências epidérmicas) Estômatos (pequenas válvulas epidérmicas relacionadas ao mecanismo de trocas gasosas entre a planta e o meio e com a transpiração).

8

9

10 PERIDERME Substitui a epiderme nas espermatófitas com crescimento secundário. Tecido mais complexo que a epiderme. É formado a partir da atividade de felogênio que produz súber* para o lado externo e felederma para o interno. * tecido constituído por células mortas (impermeáveis) onde há deposição de suberina na parede celular. ** Cortiça - espessa camada de células suberizadas ao redor do caule. ** Ritidoma - placas de células mortas que se destacam da planta. ** Lenticelas – Orifícios/poros na periderme (trocas gasosas)

11

12 Tecidos de Sustentação sustentam o corpo vegetal. v COLÊNQUIMA Tecido formado por células vivas cujas paredes celulares apresentam reforços de celulose e pectina. É resistente e flexível. Encontrado, geralmente, abaixo da epiderme em órgão em crescimento ativo. v ESCLERÊNQUIMA Tecido morto. As paredes das células apresentam intensa lignificação (deposição de lignina). Encontrado em grande quantidade em torno dos vasos condutores. Apresenta expressiva importância econômica (têxtil, fibras, sisal, juta e linha) 2 tipos celulares:Fibras (mais alongadas) Esclereídes (formas variadas)

13 Tecidos de preenchimento PARÊNQUIMA Tecido constituído por células poliédricas vivas. Apresenta parede celular fina e vacúolos grandes. Amplamente distribuído pelo corpo do vegetal, constituindo a maior parte de sua massa. Produção e armazenamento de substâncias, preenchimento de espaços vazios entre os outros tecidos e fotossíntese.

14 Tipos de Parênquima Clorofiliano - células com cloroplastos abundantes. Sede da fotossíntese (paliçádico e lacunoso - mesófilo foliar) Reserva - amilífero, aqüífero, aerífero Preeenchimento - Preencher espaços; responsável pela forma dos órgãos. Origina meristemas secundários.

15 Tecidos condutores de seiva Xilema (lenho) seiva bruta (raiz para as folhas) Floema (líber) seiva elaboradas (folha p/ d+ partes) v XILEMA Sistema de vasos que percorre o corpo da planta tendo agregado células de preenchimento (parênquima) e de sustentação (fibras esclerenquimáticas). O lenho é um tecido morto, devido à lignificação das células.

16 Tipos celulares Traqueídes - comunicação por pontuações Elementos de vasos * (traquéia) - células perfuradas * - típico de angiospermas Observação Alburno xilema funcional (externo) Cerne xilema inativo (central). Tilas projeções de parênquima que se depositam no interior dos vasos lenhosos.

17 FLOEMA Tecido constituído de células vivas. Tipos celulares Elementos crivados (células crivadas) – anucleadas Célula companheira A comunicação entre os adjacentes é feita em nível de suas paredes transversais perfuradas, onde numerosos plasmodesmos atravessam os poros estabelecendo comunicação entre os citoplasmas. As paredes celulares perfuradas são chamadas de placas crivadas. Corpo caloso - deposição de calose (carboidrato) no interior da célula crivada.

18 Partes da Raiz

19 camadas do tronco

20 FOLHAS São constituídas basicamente de: Limbo - laminar e verde, comumente muito delgado; Pecíolo - espécie de pedicelo, inserido na base do limbo; Bainha - situada na parte inferior do pecíolo.


Carregar ppt "Morfologia Vegetal Análise das principais estruturas do corpo do vegetal (tecidos e os órgãos vegetativos e reprodutivos), tendo como modelo uma angiosperma."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google