A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 BELO HORIZONTE – MG OUTUBRO 2009 A IMPORTÂNCIA DO ETANOL NA MATRIZ ENERGÉTICA BRASILEIRA E O DESENVOLVIMENTO DE MINAS GERAIS GILMAN VIANA RODRIGUES SECRETÁRIO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 BELO HORIZONTE – MG OUTUBRO 2009 A IMPORTÂNCIA DO ETANOL NA MATRIZ ENERGÉTICA BRASILEIRA E O DESENVOLVIMENTO DE MINAS GERAIS GILMAN VIANA RODRIGUES SECRETÁRIO."— Transcrição da apresentação:

1 1 BELO HORIZONTE – MG OUTUBRO 2009 A IMPORTÂNCIA DO ETANOL NA MATRIZ ENERGÉTICA BRASILEIRA E O DESENVOLVIMENTO DE MINAS GERAIS GILMAN VIANA RODRIGUES SECRETÁRIO DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS

2 ÍNDICE MATRIZ ENERGÉTICA MUNDIAL MATRIZ ENERGÉTICA BRASILEIRA AGRONEGÓCIO CANA-DE-AÇÚCAR EM MINAS GERAIS DESAFIOS AO DESENVOLVIMENTO DO AGRONEGÓCIO ETANOL EM MINAS GERAIS 2

3 AGRICULTURA ENERGIA ÁGUA ALIMENTOS MEIO AMBIENTE POBREZA Fonte: Alan G. MacDiarmid (Prêmio Nobel de Química), em São Carlos - SP Elaboração: GV Agro OS DEZ MAIORES PROBLEMAS PARA A HUMANIDADE NOS PRÓXIMOS 50 ANOS EDUCAÇÃO DEMOCRACIA POPULAÇÃO DOENÇAS TERRORISMO & GUERRA 3

4 Elaboração: GV Agro Fontes: Nakícenovic, Grübler and MaConald, 1998 e Energy Information Administration - EIA/USA 2030 Demanda mundial por energia deverá crescer 58%. DESAFIO PARA A HUMANIDADE NOVAS FONTES DE ENERGIA 4

5 Elaboração: GV Agro Fonte: BPStatistical Review of World Energy CONSUMO PER CAPITA DE ENERGIA Trópico de Câncer Trópico de Capricórnio Equador Em TEP Região Tropical: favorável à produção de cana 5

6 Fonte: MME/BEM / 23º Balanço Energético – CEMIG, 2009 MATRIZ ENERGÉTICA MUNDIAL MUNDO (2006) – 11,7 BILHÕES TEP PARTICIPAÇÃO NO CONSUMO TOTAL 0,3% 2,1% 47,6% 100% 54,6% 93,3% 87,1% 12,9% 6,7% 45,4% MINAS (2007) OCDE (2006)MUNDO (2006) Não-Renovável Renovável 6 BRASIL (2008) 45,7% 54,3%

7 MATRIZ ENERGÉTICA BRASILEIRA ENERGIA NÃO RENOVÁVEL54,1%54,6% PETRÓLEO E DERIVADOS (%)37,437,3 GÁS NATURAL (%)9,310,2 CARVÃO MINERAL E DERIVADOS (%)6,05,7 URÂNIO E DERIVADOS (%)1,41,5 ENERGIA RENOVÁVEL45,9%45,4% ENERGIA HIDRÁULICA E ELETRICIDADE14,913,9 LENHA E CARVÃO VEGETAL12,011,4 PRODUTOS DA CANA-DE-AÇÚCAR15,916,6 OUTRAS RENOVÁVEIS3,23,4 238,8 MILHÕES tEP251,5 MILHÕES tEP Fonte: MME, ,3% + 9,7% 7

8 BIOCOMBUSTÍVEL 1,10,91,0 1,11,61,82,92,0 Fonte: ANFAVEA *Dados referentes até agosto/2009 Carro álcool Carro flex PRODUÇÃO NACIONAL DE VEÍCULOS (milhões ) 8

9 9 Fonte: Conab – 2º levantamento da cana-de-açúcar – Set 2009 PRODUÇÃO NACIONAL DE CANA-DE- AÇÚCAR (SAFRA 08/09) 42,3%57,7% DESTINO DA PRODUÇÃO SP - 57,9% PR – 8,5% MG – 8,2% GO – 7,3% OUTROS ESTADOS 22,3%

10 CANA-DE-AÇÚCAR EVOLUÇÃO DA PRODUÇÃO E DA ÁREA PLANTADA Fonte: IBGE/LSPA Setembro 2009 (Estimativa) 67,8 80,2 PRODUTIVIDADE (t/ha): 18,2% Milhões hectares ÁREA PRESERVADA 10

11 EVOLUÇÃO DA PRODUÇÃO E DA ÁREA Fonte: IBGE/LSPA Setembro 2009 (Estimativa) ,6 +70,6% 326,1 698,4 +113,5% 4,88, ,2% 83 PRODUÇÃO DE GRÃOS PRODUÇÃO CANA-DE-AÇÚCAR Milhões de toneladas ÁREA CANA-DE-AÇÚCAR 37,8 48,1 +27,2% ÁREA GRÃOS Milhões de hectares

12 Fonte: ZONEAMENTO AGROECOLÓGICO / EMBRAPA 12 ZONEAMENTO AGROECOLÓGICO ÁREA (milhões de ha) % EM RELAÇÃO AO TERRITÓRIO NACIONAL ÁREA CULTIVADA COM CANA-DE-AÇÚCAR SAFRA 08/09 (SETOR SUCROALCOOLEIRO) 7,80,9 EXPANSÃO PREVISTA ATÉ 2017 PARA A PRODUÇÃO DE CANA-DE-AÇÚCAR (1) 6,70,8 ÁREAS APTAS AO CULTIVO / EXPANSÃO UTILIZADAS COM PASTAGENS 34,24,0 ÁREAS APTAS AO CULTIVO / EXPANSÃO SOB USOS AGRÍCOLAS DIVERSOS 64,77,5 1 ADAPTADO DAS ESTIMATIVAS DA EMPRESA DE PESQUISA ENERGÉTICA – EPE/2008 TERRITÓRIO NACIONAL 851,5 milhões de hectares

13 AGRONEGÓCIO CANA-DE-AÇÚCAR EM MINAS GERAIS 13

14 MATRIZ ENERGÉTICA DE MINAS GERAIS Fonte: 23º Balanço Energético – CEMIG, ENERGIA NÃO RENOVÁVEL45,7% PETRÓLEO,GÁS NATURAL E DERIVADOS (%) 32,3 CARVÃO MINERAL E DERIVADOS (%) 13,4 ENERGIA RENOVÁVEL54,3% ENERGIA HIDRÁULICA E ELETRICIDADE 13,6 LENHA E CARVÃO VEGETAL 28,2 PRODUTOS DA CANA-DE-AÇÚCAR 10,5 OUTRAS RENOVÁVEIS 2,0 33,4 MILHÕES tEP 14

15 DERIVADOS DA CANA-DE-AÇÚCAR DEMANDA DE ENERGIA MIL tEP MATRIZ ENERGÉTICA MINEIRA Fonte: 23º Balanço Energético, CEMIG 2009 LENHA E DERIVADOS ENERGIA HIDRÁULICA PETRÓLEO, GÁS NATURAL E DERIVADOS CARVÃO MINERAL E DERIVADOS OUTRAS FONTES 15 ( MIL tEP) (3.519 MIL tEP)

16 PRODUÇÃO DE ENERGIA DE DERIVADOS DA CANA-DE-AÇÚCAR MIL tEP MATRIZ ENERGÉTICA MINEIRA Fonte: 23º Balanço Energético, CEMIG 2009 BAGAÇO DA CANA (2.136 MIL tEP) ÁLCOOL ETÍLICO (915 MIL tEP) OUTROS* (468 MIL tEP) 16 * Inclui importação de álcool etílico anidro.

17 17 TERRITÓRIO MINEIRO 58,8 MILHÕES DE HECTARES Fonte: IEF / Ufla PASTAGENS 43,9% VEGETAÇÃO NATIVA 33,7% OUTROS USOS 12,5% GRÃOS 4,8% FLORESTAS 2,1% CAFÉ 1,8% CANA-DE-AÇÚCAR 681 MIL HECTARES (1,2%) 4,1% 1,7% 4,2% 7,4% 60,0% 4,5% 7,4% 3,3% 2,8% 4,5% PRESENÇA DA CANA-DE-AÇÚCAR EM 89,9% DOS MUNICÍPIOS MINEIROS 17

18 CANA-DE-AÇÚCAR EVOLUÇÃO DA PRODUÇÃO E DA ÁREA PLANTADA Fonte: IBGE/LSPA Setembro 2009 (Estimativa) 64,5 79,6 PRODUTIVIDADE (t/ha): 23,3% Mil hectares ÁREA PRESERVADA 18

19 PIB AGRONEGÓCIO MINEIRO R$ 87,4 bilhões* 19 Fonte: Cepea-USP/ FAEMG/ SEAPA *Base de dados de Julho de ,8% OUTRAS ATIVIDADES 11,3% INDÚSTRIAS SUCROALCOOLEIRA 0,9% CANA-DE-AÇÚCAR

20 20 Fonte: Aliceweb - MDIC EXPORTAÇÕES MINEIRAS DE AÇÚCAR E ÁLCOOL (US$ MILHÕES) ACUMULADO (JAN - SET) 483% 137%

21 PRODUÇÃO MINEIRA DESTINO DA CANA-DE-AÇÚCAR 51,7% 48,3% 2,8 MILHÕES DE TONELADAS 7,7% DA PRODUÇÃO BR 2,8 BILHÕES DE LITROS 8,6% DA PRODUÇÃO BR PROJETOS 46 PROJETOS EM ANDAMENTO 09 EXPANSÃO 37 IMPLANTAÇÃO R$ 10,4 BILHÕES EMPREGOS Fonte: Conab – 2º levantamento da cana-de-açúcar – Set 2009 /INDI 21 ETANOL AÇÚCAR

22 DESAFIOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO AGRONEGÓCIO ETANOL EM MINAS GERAIS 22

23 UBERABA UBERLÂNDIA ARAXÁ LAGOA DA PRATA GOVERNADOR VALADARES BELO HORIZONTE VITÓRIA LOGÍSTICA GOIÂNIA RIBEIRÃOPRETO PIRASSUNUNGA PAULÍNIA PORTO SÃO SEBASTIÃO SÃO PAULOPROJETO ALCOOLDUTO MODAL FERROVIÁRIO ALCOOLDUTO EXISTENTE 23 ARAGUARI

24 Elaboração: GV Agro / Fontes: Macedo, I Balanço do etanol: 260 kg CO 2 (-89% das emissões da gasolina) EPA/EUA reconheceu o etanol de cana como etanol avançado. MERCADOS ETANOL - COMMODITY Canadá E-5 (2010) EUA - RFS (2012) 136,3 Bi litros Colômbia E-10 (2012) Brasil E-20 – E-25 Uruguai E-5 (2015) Argentina E-5 (2015) Diretiva Européia 5,75% em % em 2020 China E-10 (10 Províncias) Austrália - Queensland E-5 (2010) Japão 3% não obrigatório Alguns Países Africanos E-5 Índia E-5 24

25 SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Rua Cláudio Manoel, 1205, 4º Andar, Funcionários Belo Horizonte – MG CEP: –100 Telefone: (31)


Carregar ppt "1 BELO HORIZONTE – MG OUTUBRO 2009 A IMPORTÂNCIA DO ETANOL NA MATRIZ ENERGÉTICA BRASILEIRA E O DESENVOLVIMENTO DE MINAS GERAIS GILMAN VIANA RODRIGUES SECRETÁRIO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google