A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Comandos de rede telnet, hostname, ipconfig, tracert, ftp, arp, ping, netstat.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Comandos de rede telnet, hostname, ipconfig, tracert, ftp, arp, ping, netstat."— Transcrição da apresentação:

1 Comandos de rede telnet, hostname, ipconfig, tracert, ftp, arp, ping, netstat

2 Telnet O O protocolo Telnet é um protocolo standard de Internet que permite a interface de terminais e de aplicações através da Internet. Este protocolo fornece as regras básicas para permitir ligar um cliente (sistema composto de uma afixação e um teclado) a um intérprete de comando (do lado do servidor).Internet O O protocolo baseia-se numa conexão TCP para enviar dados em formato ASCII codificado em 8 bits entre os quais se intercalam sequências de controle para o Telnet. Fornece assim um sistema orientado para a comunicação, bidireccional (half-duplex), codificado em 8 bits fácil de aplicar. Com essa conexão é possível o acesso remoto para qualquer máquina ou equipamento que esteja sendo executado em modo servidor.ASCII

3 Hostname O Hostname é nome que é dado ao computador, ele serve para que possamos identificar uma maquina na rede, com mais facilidade que um numero de IP!, da mesma maneira que dois corpos não podem coexistir no mesmo espaço, duas maquinas não podem possuir nomes iguais na mesma rede. O Com o hostname, fica mais fácil a identificação e por ela a conexão a maquina, se a mesma tiver ligada (muito importante!), para identificar qual o nome da sua maquina na rede, Existem 2 maneiras básicas no sistema Windows Xp, Vista e Seven.

4 Ipconfig O Ipconfig e um comando do sistema operacional Microsoft Windows capaz de dar informações sobre o IP da rede local.Microsoft WindowsIPrede local O /all - Exibe todas as informações de configuração /release - Libera o endereço ip para o adaptador especificado /renew - Renova o endereço ip para o adaptador especificado /flushdns - Limpa o cache de resolução DNS /registerdns - Atualiza todas as concessões DHCP e torna a registrar os nomes DNS /displaydns - Exibe o conteúdo de cache de resolução de DNS

5 Tracert O traceroute é uma ferramenta de diagnóstico que rastreia a rota de um pacote através de uma rede de computadores que utiliza o protocolo IP, implementada pela primeira vez por Van Jacobson em Atualmente está disponível em diversos sistemas operacionais como Linux, FreeBSD, NetBSD, MacOS X e Windows.pacoterede de computadoresprotocolo IPVan Jacobson1988sistemas operacionaisLinuxFreeBSDNetBSDMacOS XWindows O Seu funcionamento está baseado no uso do campo time-to-live (TTL) do pacote IPv4 destinado a limitar o tempo de vida dele. Este valor é decrementado a cada vez que o pacote é encaminhado por um roteador. Ao atingir o valor zero o pacote é descartado e o originador é alertado por uma mensagem ICMP TIME_EXCEEDED. Através da manipulação do campo TTL de uma série de datagramas UDP é possível receber esta mensagem de cada um dos roteadores no caminho do pacote. Para o caso do IPv6 é utilizado o campo hop limit, o limite de saltos dos datagramas desta versão do protocolo. A implementação disponível no Microsoft Windows utiliza apenas pacotes ICMP.IPv4roteadorICMPUDPIPv6datagramasMicrosoft WindowsICMP O As páginas de manual atribuem a autoria da ferramenta a Van Jacobson que fez a implementação segundo a sugestão de Steve Deering. Também destacam as colaborações de C. Philip Wood, Tim Seaver e Ken Adelman. Segundo Mike Muuss, autor da ferramenta ping, o traceroute foi implementado utilizando o suporte que ele mesmo codificou no kernel ao escrever o ping.páginas de manualpingkernel

6 Ftp O FTP significa File Transfer Protocol (Protocolo de Transferência de Arquivos), e é uma forma bastante rápida e versátil de transferir arquivos (também conhecidos como ficheiros), sendo uma das mais usadas na Internet.Internet O Pode referir-se tanto ao protocolo quanto ao programa que implementa este protocolo (Servidor FTP, neste caso, tradicionalmente aparece em letras minúsculas, por influência do programa de transferência de arquivos do Unix).protocoloprogramaServidor FTP Unix O A transferência de dados em redes de computadores envolve normalmente transferência de arquivos e acesso a sistemas de arquivos remotos (com a mesma interface usada nos arquivos locais). O FTP (RFC 959) é baseado no TCP, mas é anterior à pilha de protocolos TCP/IP, sendo posteriormente adaptado para o TCP/IP. É o padrão da pilha TCP/IP para transferir arquivos, é um protocolo genérico independente de hardware e do sistema operacional e transfere arquivos por livre arbítrio, tendo em conta restrições de acesso e propriedades dos mesmos.redes de computadoresRFC 959 TCPTCP/IPsistema operacional

7 Arp O Address Resolution Protocol ou ARP é um protocolo usado para encontrar um endereço da camada de enlace (Ethernet, por exemplo) a partir do endereço da camada de rede (como um endereço IP). O emissor difunde em broadcast um pacote ARP contendo o endereço IP de outro host e espera uma resposta com um endereço MAC respectivo. Cada máquina mantém uma tabela de resolução em cache para reduzir a latência e carga na rede. O ARP permite que o endereço IP seja independente do endereço Ethernet, mas apenas funciona se todos os hosts o suportarem.Ethernetendereço IPhostcachelatência O O ARP foi implementado em vários tipos de redes; não é um protocolo restrito a redes IP ou Ethernet e pode ser utilizado para resolver endereços de diferentes protocolos de rede. Porém devido a prevalência de redes IPv4 e Ethernet, ARP é utilizado primordialmente para traduzir Endereço IP para Endereço MAC. Também é utilizado em outras tecnologias de IP sobre LAN, como Token Ring, FDDI ou IEEE , e para redes IP sobre ATM.IPv4Endereço IP Endereço MACLANToken RingFDDIIEEE ATM O No protocolo IP de próxima geração, IPv6, a funcionalidade do ARP é provida pelo Neighbor Discovery Protocol (NDP).IPv6Neighbor Discovery Protocol

8 Ping O Ping ou latência como podemos chamar, é um utilitário que usa o protocolo ICMP para testar a conectividade entre equipamentos. Seu funcionamento consiste no envio de pacotes para o equipamento de destino e na "escuta" das respostas. Se o equipamento de destino estiver ativo, uma "resposta" (o "pong", uma analogia ao famoso jogo de ping- pong) é devolvida ao computador solicitante.ICMP pacotes O O autor da ferramenta, Mike Muuss, deu a ele este nome pois lembrava o som que o sonar emitia.[1] (Depois Dave Mills arrumou um significado para a sigla, "Packet Internet Grouper (Groper)", algo como "Procurador de Pacotes da Internet")Mike Muuss[1]Dave Mills O A utilidade do ping para ajudar a diagnosticar problemas de conectividade na Internet foi enfraquecida no final de 2003, quando muitos Provedores de Internet ativaram filtros para o ICMP Tipo 8 (echo request) nos seus roteadores. Esses filtros foram ativados para proteger os computadores de Worms como o Welchia, que inundaram a Internet com requisições de ping, com o objetivo de localizar novos equipamentos para infectar, causando problemas em roteadores ao redor do mundo todo.2003Provedores de InternetICMProteadoresWorms O Outra ferramenta de rede que utiliza o ICMP de maneira semelhante ao ping é o Traceroute.ICMP Traceroute O A saída do ping, e seus primos, geralmente consiste no tamanho do pacote utilizado, o nome do equipamento "pingado", o número de seqüência do pacote ICMP, o tempo de vida e a latência, com todos os tempos dados em milissegundos.latênciamilissegundos

9 Netstat O Netstat (Network statistic) é uma ferramenta, comum ao Windows, unix e Linux, utilizada para se obter informações sobre as conexões de rede (de saída e de entrada), tabelas de roteamento, e uma gama de informações sobre as estatisticas da utilização da interface na rede. Netstat.exe linha de comando que mostra todas as portas abertas para: Transmission Control Protocol (TCP) e User Datagram Protocol (UDP).[1] Exemplo de netstat para informações sobre estatisticas: netstat -s -p tcp netstat -s -p udpWindows unixLinux conexões de redeTransmission Control ProtocolUser Datagram Protocol[1] O netstat -an |find /i "listening" //Portas a escuta netstat -an |find /i "established" //Portas com ligação estabelecida netstat -an |find /i "3306" //Definir porta específica "3306"


Carregar ppt "Comandos de rede telnet, hostname, ipconfig, tracert, ftp, arp, ping, netstat."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google