A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

GEOGRAFIA Marcos Paulo Fernandes Alves 6º ano – 6ºC e 6ºD.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "GEOGRAFIA Marcos Paulo Fernandes Alves 6º ano – 6ºC e 6ºD."— Transcrição da apresentação:

1 GEOGRAFIA Marcos Paulo Fernandes Alves 6º ano – 6ºC e 6ºD

2 Tema 01 – Paisagem, espaço e lugar Conceitos de paisagem abordado por alguns geógrafos Conceitos de paisagem abordado por alguns geógrafos

3 Tema 01 – Paisagem, espaço e lugar Conceitos de paisagem abordado por alguns geógrafos Conceitos de paisagem abordado por alguns geógrafos Para a Geografia Naturalista, onde Alexander Von Humboldt é identificado como um dos principais nomes desta corrente, a paisagem é associada a porções do espaço relativamente amplas que se destacavam visualmente por possuírem características físicas e culturais suficientemente homogêneas para assumirem uma individualidade. Para a Geografia Naturalista, onde Alexander Von Humboldt é identificado como um dos principais nomes desta corrente, a paisagem é associada a porções do espaço relativamente amplas que se destacavam visualmente por possuírem características físicas e culturais suficientemente homogêneas para assumirem uma individualidade. O conceito varia de sentidos de acordo com a escala de observação e os critérios de classificação, conforme a geografia for entendida prioritariamente como ciência natural ou como ciência humana O conceito varia de sentidos de acordo com a escala de observação e os critérios de classificação, conforme a geografia for entendida prioritariamente como ciência natural ou como ciência humana

4 Tema 01 – Paisagem, espaço e lugar Conceitos de paisagem abordado por alguns geógrafos Conceitos de paisagem abordado por alguns geógrafos Para a Geografia Francesa, o entendimento por paisagem se dá em duas fases: Para a Geografia Francesa, o entendimento por paisagem se dá em duas fases: No início do século XX com a escola regionalista francesa na qual a paisagem era capaz de fornecer boa carga de informação sobre a organização social nela compreendida. No início do século XX com a escola regionalista francesa na qual a paisagem era capaz de fornecer boa carga de informação sobre a organização social nela compreendida. Em meados do século XX com o desenvolvimento dos transportes e meios de comunicação, da circulação de mercadorias e capitais, o que fez com que a paisagem perdesse seus fundamentos locais para refletir as relações das redes de economia e sua simbologia universalizante. Em meados do século XX com o desenvolvimento dos transportes e meios de comunicação, da circulação de mercadorias e capitais, o que fez com que a paisagem perdesse seus fundamentos locais para refletir as relações das redes de economia e sua simbologia universalizante.

5 Tema 01 – Paisagem, espaço e lugar Conceitos de paisagem abordado por alguns geógrafos Conceitos de paisagem abordado por alguns geógrafos Para a Geografia Alemã, através da palavra germânica landschaft, este conceito se refere a uma associação entre sítio e os seus habitantes, ou se preferirmos, de uma associação morfológica e cultural. Para a Geografia Alemã, através da palavra germânica landschaft, este conceito se refere a uma associação entre sítio e os seus habitantes, ou se preferirmos, de uma associação morfológica e cultural. Segundo os autores de outras escolas da geografia a paisagem alemã compreende um complexo natural total, representado, de forma integrada, pela natureza e pela ação humana. Segundo os autores de outras escolas da geografia a paisagem alemã compreende um complexo natural total, representado, de forma integrada, pela natureza e pela ação humana.

6 Tema 01 – Paisagem, espaço e lugar Conceitos de paisagem abordado por alguns geógrafos Conceitos de paisagem abordado por alguns geógrafos Milton Santos estabelece uma necessidade de distinção epistemológica entre espaço e paisagem. Utiliza-se de Hägerstrand, segundo o qual, "a ação é uma ação na paisagem, sendo a paisagem que dá forma a ação". Santos discorda da posição do autor sueco, dizendo que onde este escreve paisagem teria escrito espaço. Paisagem e espaço não são sinônimos. Milton Santos estabelece uma necessidade de distinção epistemológica entre espaço e paisagem. Utiliza-se de Hägerstrand, segundo o qual, "a ação é uma ação na paisagem, sendo a paisagem que dá forma a ação". Santos discorda da posição do autor sueco, dizendo que onde este escreve paisagem teria escrito espaço. Paisagem e espaço não são sinônimos. "A paisagem é um conjunto de formas que, num dado momento, exprime as heranças que representam as sucessivas relações localizadas entre homem e natureza. O espaço são as formas mais a vida que as anima" "A paisagem é um conjunto de formas que, num dado momento, exprime as heranças que representam as sucessivas relações localizadas entre homem e natureza. O espaço são as formas mais a vida que as anima"

7 Tema 01 – Paisagem, espaço e lugar ESPAÇO – Pode atribuir vários significados de acordo com o campo em que for estudado. Na Astronomia pode ser interpretado como um conjunto de estrelas, planetas, satélites, cometas, etc. que formam um espaço sideral. Já na Matemática, este conceito pode ser classificado como uma forma geométrica que pode ser cheia ou vazia capaz de delimitar um certo volume. ESPAÇO – Pode atribuir vários significados de acordo com o campo em que for estudado. Na Astronomia pode ser interpretado como um conjunto de estrelas, planetas, satélites, cometas, etc. que formam um espaço sideral. Já na Matemática, este conceito pode ser classificado como uma forma geométrica que pode ser cheia ou vazia capaz de delimitar um certo volume. Espaço geográfico – É o conjunto integrado de paisagens resultantes de fenômenos naturais e da ação humana. Além dos elementos naturais e dos elementos culturais visíveis na paisagens que o constituem, este espaço apresenta elementos invisíveis como o barulho dos automóveis, os odores da poluição ou os laços de amizade entre pessoas. Cada espaço pode ter diferentes formas ou funções, conforme a atividade principal que nele se desenvolve. Espaço geográfico – É o conjunto integrado de paisagens resultantes de fenômenos naturais e da ação humana. Além dos elementos naturais e dos elementos culturais visíveis na paisagens que o constituem, este espaço apresenta elementos invisíveis como o barulho dos automóveis, os odores da poluição ou os laços de amizade entre pessoas. Cada espaço pode ter diferentes formas ou funções, conforme a atividade principal que nele se desenvolve.

8 Tema 01 – Paisagem, espaço e lugar Os espaços ocupados pelos seres humanos constituem o objeto de estudo da Geografia: o espaço geográfico, construído e reconstruído Os espaços ocupados pelos seres humanos constituem o objeto de estudo da Geografia: o espaço geográfico, construído e reconstruído Trabalho da naturezaTrabalho humano ESPAÇO GEOGRÁFICO Elementos naturaisElementos CulturaisElementos invisíveis

9 Tema 01 – Paisagem, espaço e lugar

10 Conceitos de espaço abordado por alguns geógrafos Conceitos de espaço abordado por alguns geógrafos

11 Tema 01 – Paisagem, espaço e lugar Conceitos de espaço abordado por alguns geógrafos Conceitos de espaço abordado por alguns geógrafos Para a geografia física o espaço geográfico é o espaço concreto ou físico inserido na interface "litosfera-hidrosfera-atmosfera". É o espaço de todos os seres vivos, não só o espaço do homem. Para a geografia física o espaço geográfico é o espaço concreto ou físico inserido na interface "litosfera-hidrosfera-atmosfera". É o espaço de todos os seres vivos, não só o espaço do homem. O espaço geográfico foi formado a 4,5 bilhões de anos quando a Terra foi formada. De lá para cá houve mudanças profundas na sua estrutura, composição química e na paisagem geográfica. O espaço geográfico foi formado a 4,5 bilhões de anos quando a Terra foi formada. De lá para cá houve mudanças profundas na sua estrutura, composição química e na paisagem geográfica. Oceanos apareceram, oxigênio ficou abundante, devido o papel das algas e plantas superiores. Quando o homem surgiu na Terra ele já estava formado. Com o tempo a humanidade começou a modificá-lo através da tecnologia. Hoje as paisagens geográficas estão bastante modificadas, mas a natureza continua determinando tudo ou quase tudo. Só o fato do homem precisar respirar é um fator determinante. Oceanos apareceram, oxigênio ficou abundante, devido o papel das algas e plantas superiores. Quando o homem surgiu na Terra ele já estava formado. Com o tempo a humanidade começou a modificá-lo através da tecnologia. Hoje as paisagens geográficas estão bastante modificadas, mas a natureza continua determinando tudo ou quase tudo. Só o fato do homem precisar respirar é um fator determinante.

12 Tema 01 – Paisagem, espaço e lugar Conceitos de espaço abordado por alguns geógrafos Conceitos de espaço abordado por alguns geógrafos Na corrente conhecida como geografia tradicional, o conceito de espaço não era uma categoria central de pesquisa, pois os geógrafos trabalhavam principalmente com os conceitos de superfície terrestre, região, paisagem e território. Na corrente conhecida como geografia tradicional, o conceito de espaço não era uma categoria central de pesquisa, pois os geógrafos trabalhavam principalmente com os conceitos de superfície terrestre, região, paisagem e território. Já a partir da década de 1950, com a chegada da geografia quantitativa, o conceito de espaço tornou-se central nas pesquisas em geografia humana. Já a partir da década de 1950, com a chegada da geografia quantitativa, o conceito de espaço tornou-se central nas pesquisas em geografia humana. De fato, essa corrente do pensamento geográfico definia a geografia como a ciência que estuda a organização espacial, ou seja, a lógica que estabelece os padrões de distribuição espacial dos fenômenos e as relações que conectam pontos diferentes do espaço. De fato, essa corrente do pensamento geográfico definia a geografia como a ciência que estuda a organização espacial, ou seja, a lógica que estabelece os padrões de distribuição espacial dos fenômenos e as relações que conectam pontos diferentes do espaço.

13 Tema 01 – Paisagem, espaço e lugar Conceitos de espaço abordado por alguns geógrafos Conceitos de espaço abordado por alguns geógrafos Nesse sentido, a geografia precisava entender a lógica do comportamento dos agentes sociais para poder explicar a localização das atividades humanas e os fluxos de pessoas, mercadorias e informações que conectam os lugares. Nesse sentido, a geografia precisava entender a lógica do comportamento dos agentes sociais para poder explicar a localização das atividades humanas e os fluxos de pessoas, mercadorias e informações que conectam os lugares. Mas, de meados dos anos 1970 em diante, o conceito de espaço foi totalmente redefinido pela geografia crítica. Essa corrente afirma que, assim como a cultura, a política e a economia são instâncias da sociedade, o mesmo ocorre com o espaço, que, como produto social, reflete os processos e conflitos sociais, ao mesmo tempo em que influi neles. Mas, de meados dos anos 1970 em diante, o conceito de espaço foi totalmente redefinido pela geografia crítica. Essa corrente afirma que, assim como a cultura, a política e a economia são instâncias da sociedade, o mesmo ocorre com o espaço, que, como produto social, reflete os processos e conflitos sociais, ao mesmo tempo em que influi neles. Para a maior parte dos geógrafos críticos, como Milton Santos, Ruy Moreira, David Harvey, entre outros, o objeto de estudo da geografia é o espaço, concebido de forma humanizada e politizada como uma instância social. Para a maior parte dos geógrafos críticos, como Milton Santos, Ruy Moreira, David Harvey, entre outros, o objeto de estudo da geografia é o espaço, concebido de forma humanizada e politizada como uma instância social.

14 Tema 01 – Paisagem, espaço e lugar LUGAR – É uma porção ou parte do espaço onde vivemos nosso dia-a-dia, em interação com uma paisagem, isto é, numa relação em que influenciamos essa paisagem e estabelecemos vínculos. LUGAR – É uma porção ou parte do espaço onde vivemos nosso dia-a-dia, em interação com uma paisagem, isto é, numa relação em que influenciamos essa paisagem e estabelecemos vínculos. Nossa casa, nossa escola, nossa rua, a casa de um amigo, de um parente, o bairro são exemplos de lugares com os quais criamos uma identidade, ou seja, que têm importância e significados para nós. Nossa casa, nossa escola, nossa rua, a casa de um amigo, de um parente, o bairro são exemplos de lugares com os quais criamos uma identidade, ou seja, que têm importância e significados para nós. Ao mudarmos de casa, de rua, de bairro ou de escola, temos de nos adaptar às diferenças de paisagem, assim como estabelecer vínculos com a nova localização e com as pessoas que dela fazem parte. Ao mudarmos de casa, de rua, de bairro ou de escola, temos de nos adaptar às diferenças de paisagem, assim como estabelecer vínculos com a nova localização e com as pessoas que dela fazem parte.

15

16 Tema 01 – Paisagem, espaço e lugar

17

18 Conceitos de lugar abordado por alguns geógrafos Conceitos de lugar abordado por alguns geógrafos

19 Tema 01 – Paisagem, espaço e lugar Conceitos de lugar abordado por alguns geógrafos Conceitos de lugar abordado por alguns geógrafos Na geografia tradicional, a palavra lugar não constituía um conceito científico, pois era utilizada freqüentemente do mesmo modo que no senso comum, ou seja, como sinônimo de localização. Quando usada no plural, servia geralmente para fazer referência à variabilidade das combinações de elementos na superfície da Terra e, por conseguinte, ao conjunto de características naturais e humanas que particularizam uma determinada porção da superfície terrestre. Isso era visível quando Paul Vidal de La Blache afirmava que a geografia é a ciência dos lugares, não dos homens e quando autores como Richard Hartshorne diziam que os lugares são únicos Na geografia tradicional, a palavra lugar não constituía um conceito científico, pois era utilizada freqüentemente do mesmo modo que no senso comum, ou seja, como sinônimo de localização. Quando usada no plural, servia geralmente para fazer referência à variabilidade das combinações de elementos na superfície da Terra e, por conseguinte, ao conjunto de características naturais e humanas que particularizam uma determinada porção da superfície terrestre. Isso era visível quando Paul Vidal de La Blache afirmava que a geografia é a ciência dos lugares, não dos homens e quando autores como Richard Hartshorne diziam que os lugares são únicos

20 Tema 01 – Paisagem, espaço e lugar Conceitos de lugar abordado por alguns geógrafos Conceitos de lugar abordado por alguns geógrafos A geografia quantitativa, interessada em estudar a organização espacial, também se utilizava da palavra lugar com o sentido de localização, já que os conceitos de organização espacial, região homogênea, região funcional, pólo de crescimento, entre outros do gênero, eram mais apropriados para enfoques de tipo morfológico, isto é, interessados em explicar os padrões de distribuição e de relações espaciais estabelecidos pelos agentes econômicos e sociais A geografia quantitativa, interessada em estudar a organização espacial, também se utilizava da palavra lugar com o sentido de localização, já que os conceitos de organização espacial, região homogênea, região funcional, pólo de crescimento, entre outros do gênero, eram mais apropriados para enfoques de tipo morfológico, isto é, interessados em explicar os padrões de distribuição e de relações espaciais estabelecidos pelos agentes econômicos e sociais

21 Tema 01 – Paisagem, espaço e lugar Conceitos de lugar abordado por alguns geógrafos Conceitos de lugar abordado por alguns geógrafos A geografia crítica, por sua vez, não dá a mesma importância teórica ao conceito de lugar, pois trabalha principalmente com os conceitos de espaço geográfico e de território. Todavia, alguns geógrafos críticos, como Milton Santos, passaram a conferir maior importância teórica ao conceito de lugar ao longo do tempo. A geografia crítica, por sua vez, não dá a mesma importância teórica ao conceito de lugar, pois trabalha principalmente com os conceitos de espaço geográfico e de território. Todavia, alguns geógrafos críticos, como Milton Santos, passaram a conferir maior importância teórica ao conceito de lugar ao longo do tempo. No livro A natureza do espaço, esse autor fala sobre a força do lugar e o qualifica como um espaço produzido por duas lógicas, a saber, a das vivências cotidianas das pessoas e a dos processos econômicos, políticos e sociais que constituem a globalização. Nesse sentido, a abordagem crítica do lugar procura se diferenciar da abordagem humanista na medida em que leva em conta as influências dos processos relacionados à globalização no estudo das vivências que os indivíduos desenvolvem nos lugares. E essa influência é caracterizada por Milton Santos e outros geocríticos, em geral, como impositiva, perversa e estranha aos interesses do lugar. No livro A natureza do espaço, esse autor fala sobre a força do lugar e o qualifica como um espaço produzido por duas lógicas, a saber, a das vivências cotidianas das pessoas e a dos processos econômicos, políticos e sociais que constituem a globalização. Nesse sentido, a abordagem crítica do lugar procura se diferenciar da abordagem humanista na medida em que leva em conta as influências dos processos relacionados à globalização no estudo das vivências que os indivíduos desenvolvem nos lugares. E essa influência é caracterizada por Milton Santos e outros geocríticos, em geral, como impositiva, perversa e estranha aos interesses do lugar.

22 Tema 01 – Paisagem, espaço e lugar Conceitos de lugar abordado por alguns geógrafos Conceitos de lugar abordado por alguns geógrafos Nesse sentido, a geografia humanista foi a primeira vertente da geografia a fazer uso da palavra lugar como um conceito científico. De fato, esse foi um dos conceitos fundamentais para os propósitos dessa corrente, interessada em pesquisar as relações subjetivas do homem com o espaço e o ambiente. Os geógrafos humanistas destacam a importância de estudar o cotidiano como forma de compreender os valores e atitudes que as pessoas comuns elaboram a respeito do espaço e do ambiente em que vivem. O conceito de lugar é apropriado para esse tipo de pesquisa por dizer respeito aos espaços vivenciados pelas pessoas em suas atividades cotidianas de trabalho, lazer, estudo, convivência familiar, etc. Por esse motivo, a geografia humanista define o lugar como uma forma de experiência humana, um tipo especial de vivência do espaço. Ele tem, portanto, o mesmo conteúdo que os fenomenologistas atribuem ao conceito de mundo, isto é, o conjunto das vivências individuais e subjetivas dos sujeitos; aquilo que em primeiro lugar aparece à consciência. Nesse sentido, a geografia humanista foi a primeira vertente da geografia a fazer uso da palavra lugar como um conceito científico. De fato, esse foi um dos conceitos fundamentais para os propósitos dessa corrente, interessada em pesquisar as relações subjetivas do homem com o espaço e o ambiente. Os geógrafos humanistas destacam a importância de estudar o cotidiano como forma de compreender os valores e atitudes que as pessoas comuns elaboram a respeito do espaço e do ambiente em que vivem. O conceito de lugar é apropriado para esse tipo de pesquisa por dizer respeito aos espaços vivenciados pelas pessoas em suas atividades cotidianas de trabalho, lazer, estudo, convivência familiar, etc. Por esse motivo, a geografia humanista define o lugar como uma forma de experiência humana, um tipo especial de vivência do espaço. Ele tem, portanto, o mesmo conteúdo que os fenomenologistas atribuem ao conceito de mundo, isto é, o conjunto das vivências individuais e subjetivas dos sujeitos; aquilo que em primeiro lugar aparece à consciência.

23 Tema 02 – O trabalho e a transformação do espaço geográfico TRABALHO HUMANO – Como vimos anteriormente, é por meio do trabalho que as pessoas transformam a natureza e constroem o espaço geográfico. TRABALHO HUMANO – Como vimos anteriormente, é por meio do trabalho que as pessoas transformam a natureza e constroem o espaço geográfico. Podemos dizer que com o trabalho humano, o espaço geográfico está em constante mudança, ou seja, em contínua transformação e movimento. Isso fica claro quando observamos com atenção a paisagem do lugar onde moramos e percebemos as transformações ao longo do tempo: Podemos dizer que com o trabalho humano, o espaço geográfico está em constante mudança, ou seja, em contínua transformação e movimento. Isso fica claro quando observamos com atenção a paisagem do lugar onde moramos e percebemos as transformações ao longo do tempo: Casas ou edifício sendo construídos ou reformados; Casas ou edifício sendo construídos ou reformados; Novos pontos comerciais; Novos pontos comerciais; Derrubada da vegetação; Derrubada da vegetação; Cultivo de uma nova planta Cultivo de uma nova planta

24 Tema 02 – O trabalho e a transformação do espaço geográfico

25

26 A divisão do trabalho A divisão do trabalho Por que os seres humanos trabalham? Para garantir a satisfação de suas necessidades básicas e assegurar a existência, produzindo grande quantidade e variedade de produtos, assim como para obter ascensão social*. Você já parou para pensar quantas pessoas trabalharam na construção do prédio onde fica sua escola? Ou quantas pessoas trabalharam no plantio, na colheita, no transporte e na comercialização das frutas que você consome? Os produtos que consumimos no nosso dia-a-dia são o resultado do trabalho de muitas pessoas em diferentes lugares. * Ascensão social – Melhoria das condições de vida com a ampliação do acesso a bens culturais e materiais.

27 Tema 02 – O trabalho e a transformação do espaço geográfico

28

29 Divisão social do trabalho Divisão social do trabalho O trabalho se caracteriza, entre outros elementos, pelas diversidades de tipos de atividades e de profissionais. Chamamos de divisão social do trabalho esta divisão dos trabalhadores em diferentes funções. O trabalho se caracteriza, entre outros elementos, pelas diversidades de tipos de atividades e de profissionais. Chamamos de divisão social do trabalho esta divisão dos trabalhadores em diferentes funções. Médicos Médicos Dentistas Dentistas Padeiro Padeiro

30 Tema 02 – O trabalho e a transformação do espaço geográfico

31

32

33 Divisão territorial do trabalho Divisão territorial do trabalho Este tipo de divisão determina algumas regiões onde tem um predomínio de um certo setor da economia. No Brasil, podemos afirmar, por exemplo, que em algumas regiões predomina a agricultura e em outras a indústria. Ou seja, ocorre no território brasileiro uma divisão espacial das atividades econômicas. Parque industrial em São Paulo Parque industrial em São Paulo Plantação de soja no Mato Grosso Plantação de soja no Mato Grosso

34 Tema 02 – O trabalho e a transformação do espaço geográfico

35

36 As relações entre trabalho e paisagem As relações entre trabalho e paisagem Vimos que o espaço geográfico é constantemente transformado pelo trabalho humano. Também sabemos que as pessoas executam diferentes dentro da divisão social do trabalho. Para cada uma dessas funções, há diferentes rendimentos, ou seja, há diferenças de poder aquisitivo* entre as pessoas. Essas diferenças de rendimento e de poder aquisitivo são um dos fatores geradores das diferentes paisagens existentes tanto nas cidades quanto no campo. * Poder aquisitivo – Poder de compra, capacidade de comprar ou adquirir bens e serviços.

37 Tema 02 – O trabalho e a transformação do espaço geográfico

38

39 As atividades econômicas As atividades econômicas As principais atividades econômicas da sociedade são: As principais atividades econômicas da sociedade são: o extrativismo, o extrativismo, a indústria, a indústria, a agropecuária, a agropecuária, o comércio e o comércio e a prestação de serviços. a prestação de serviços. Muitas paisagens se diferenciam de acordo com a presença ou não dessas atividades. Muitas paisagens se diferenciam de acordo com a presença ou não dessas atividades.

40 Tema 02 – O trabalho e a transformação do espaço geográfico

41 As atividades econômicas As atividades econômicas A paisagem do centro de algumas metrópoles se caracteriza pela grande quantidade de comércio e de pessoas circulando nas ruas. Isso ocorre porque o comércio é a atividade mais importante nesses lugares. A paisagem do centro de algumas metrópoles se caracteriza pela grande quantidade de comércio e de pessoas circulando nas ruas. Isso ocorre porque o comércio é a atividade mais importante nesses lugares. Já nas áreas agrícolas, a paisagem pode ser marcada pela presença de máquinas ou de pessoas trabalhando na lavoura ou no trato de animais Já nas áreas agrícolas, a paisagem pode ser marcada pela presença de máquinas ou de pessoas trabalhando na lavoura ou no trato de animais

42 Tema 02 – O trabalho e a transformação do espaço geográfico

43 REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA LIVRO – PROJETO ARARIBÁ – 6º ANO LIVRO – PROJETO ARARIBÁ – 6º ANO Organização - Editora Moderna Organização - Editora Moderna Editor responsável – Sônia Cunha de Souza Danelli Editor responsável – Sônia Cunha de Souza Danelli LIVRO – GEOGRAFIA NO DIA-A-DIA – 6º ANO LIVRO – GEOGRAFIA NO DIA-A-DIA – 6º ANO Organização – Editora Scipione Organização – Editora Scipione Autores: Eustáquio de Sene e José Carlos Moreira Autores: Eustáquio de Sene e José Carlos Moreira

44 ATIVIDADES Se encontra disponível no meu site atividades relacionadas a esse assunto. Se encontra disponível no meu site atividades relacionadas a esse assunto. Favor copiar ou imprimir as perguntas e fazê-las no caderno. Favor copiar ou imprimir as perguntas e fazê-las no caderno. Valor: 100 Milhões (Mi$ 100) Valor: 100 Milhões (Mi$ 100)

45 CONTATO COM O PROFESSOR ATRAVÉS DO SITE: ATRAVÉS DO SITE: ATRAVÉS DO ATRAVÉS DO


Carregar ppt "GEOGRAFIA Marcos Paulo Fernandes Alves 6º ano – 6ºC e 6ºD."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google