A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Kurt Lewin Dinâmica e Gênese dos Grupos. Lewin: A partir dos estudos sobre as minorias lhe permitiram questionar as teorias e metodologias tradicionais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Kurt Lewin Dinâmica e Gênese dos Grupos. Lewin: A partir dos estudos sobre as minorias lhe permitiram questionar as teorias e metodologias tradicionais."— Transcrição da apresentação:

1 Kurt Lewin Dinâmica e Gênese dos Grupos

2 Lewin: A partir dos estudos sobre as minorias lhe permitiram questionar as teorias e metodologias tradicionais da Psicologia Social Diante de suas experiências, na exploração de realidades sociais, propõe uma concepção pessoal de pesquisa e de experimentação em psicologia dos grupos

3 Dinâmica e Gênese dos Grupos Desta forma para análise dos grupos é necessário considerar: Sociedade global: onde os fenômenos de grupo se inserem e se manifestam E, todas as ciências do social contribuem para compreender os fenômenos relacionados a dinâmica dos grupos

4 Dinâmica e Gênese dos Grupos Portanto, as realidades sociais são multidimensionais: Só a pesquisa de campo oferece condições válidas de experimentação

5 Dinâmica e Gênese dos Grupos Lewin fixa dois objetivos para a pesquisa sobre fenômenos sociais: 1)Toda pesquisa deve originar-se a partir de uma situação social concreta a modificar 2)O pesquisador deve implicar-se pessoalmente no futuro das realidades sociais que tenta explicar sem deixar de objetivar-se a seu respeito. Assumir dois papéis complementares: participante e observador

6 Dinâmica e Gênese dos Grupos Lewin: Objeto de estudo: Opção por estudar os pequenos grupos concretos formados a partir de interações que ligam indivíduos em contato direto; Método: Estudar o fenômeno social a partir de seu interior, para provocar modificações de uma situação social e atitudes coletivas que lhe correspondem

7

8 Dinâmica e Gênese dos Grupos Interesse nas Atitudes Coletivas: Para Lewin, nenhum comportamento humano poderia se explicar a partir da causalidade histórica; Os comportamentos dos indivíduos, enquanto seres sociais são função de uma dinâmica independente das vontades individuais Os fenômenos de grupo são irredutíveis e não podem ser explicados à luz da psicologia individual Toda dinâmica de grupo é a resultante do conjunto das interações no interior de um espaço psico-social

9 Dinâmica e Gênese dos Grupos Para o observador entender as Atitudes Coletivas deve responder as seguintes questões: 1.Por que o grupo prefere ter determinado comportamento do que a outro? 2.Por que, neste momento, a situação observada possui tal estrutura ao contrário de outra?

10 Dinâmica e Gênese dos Grupos Atitudes Coletivas: Para Lewin a explicação dos fenômenos grupais não está nos aspectos singulares dos elementos, mas nas múltiplas interações que se produzem entre os elementos da situação social, assim como no próprio momento em que são observados e interpretados O ambiente social contribui para a formação e transformação das atitudes coletivas favorecendo, ou inibindo, as tendências sociais já adquiridas

11

12 Dinâmica e Gênese dos Grupos Totalidade Dinâmica: noção fundamental da dinâmica de grupo, todo conjunto de elementos interdependentes constitui uma totalidade dinâmica. Todos os grupos são totalidades dinâmicas, porém, nem todas as totalidades dinâmicas são grupos: ex. Personalidade

13 Dinâmica e Gênese dos Grupos Personalidade: eu íntimo, eu social e eu público (eu- self) Eu íntimo: consagra os valores fundamentais para o indivíduos Eu social: engloba os sistemas de valores que são partilhados com certos grupos. Ex. valores profissionais Eu público:a região que está em contato com os contatos humanos ou nas tarefas que apenas o automatismo são suficientes ou exigidos. Ex. fenômeno de massa

14 Dinâmica e Gênese dos Grupos Campo Social: Formado pelo grupo e seu ambiente. Elabora quatro hipóteses sobre a dinâmica dos pequenos grupos

15 Dinâmica e Gênese dos Grupos Campo Social - Hipóteses sobre dinâmica de grupos: 1.O grupo é a base sobre o qual o indivíduo se mantém 2.O indivíduo utiliza o grupo como instrumento para satisfazer suas necessidades psíquicas ou aspirações sociais 3.O grupo é a realidade do indivíduo, independente de sua posição no grupo. Tudo que afetar o grupo, afeta o indivíduo também. 4.O grupo é um dos elementos ou determinantes do espaço vital do indivíduo. É no espaço vital que se dá a existência ou evolução do indivíduo. O grupo é um setor deste espaço.

16 Dinâmica e Gênese dos Grupos Adaptação social: Alcançar seus objetivos, suas aspirações, sem forçar ou romper os laços funcionais com a realidade coletiva ou o campo social em que o indivíduo se insere e que constitui o fundamento de sua existência.

17 Dinâmica e Gênese dos Grupos Mudança Social e controle social Toda conduta do indivíduo em grupo é determinada, de uma parte, pela dinâmica dos fatos (situação social) e, de outra, pela dinâmica dos valores (eu, super-ego) que percebe em cada situação.

18 Dinâmica e Gênese dos Grupos Mudança social Acontece a partir do interior dos grupos Duas atitudes: (1)conformistas: percepções sociais cristalizadas e catastróficas e (2) não-conformistas: desejável e esperada

19 Dinâmica e Gênese dos Grupos Mudança Social: Modificação do campo dinâmico. Identificação de três tipos de fenômenos para mudança ou não: 1.Não há desejo de mudança (grupo conformista): constância social 2.Há desejo de mudança (não- conformista), porém, encontram resistências (conformista - minoria): resistências à mudança

20 Dinâmica e Gênese dos Grupos Mudança Social: 3. Totalidade ou a maioria, sente inclinação à mudança. Para isso é necessário modificar as relações: as estruturas da situação social as estruturas das consciências que vivem nesta situação social os acontecimentos que surgem nesta mesma situação social E, impreterivelmente, o clima de grupo dominante, ou seja, introduzir uma nova autoridade.

21 Dinâmica e Gênese dos Grupos Pesquisa-Ação: experimentação e pesquisa em psicologia social Pesquisa em PSO deve ser uma Ação- Social Duas condições fundamentais: a)operar-se em pequenos grupos e preocupados em reestruturar-se b)realizada por pequenos grupos- testemunhas, compostos por experimentadores motivados

22 Dinâmica e Gênese dos Grupos A experimentação deve realizar-se em três etapas: a)Levantamento ou análise das percepções de grupo que caracterizam os indivíduos, os subgrupos e o grupo; b)Deduzir destas análises, aspectos sobre a evolução destas percepções de grupo; c)Descobrir e prever os novos modos de comportamentos de grupo que estarão em harmonia com a reestruturação das percepções de grupo.

23 Dinâmica e Gênese dos Grupos A Pesquisa-Ação permite em PSO: Descobrir as constantes e variáveis em jogo na transformação de agrupamento humano Os processos e os determinantes da formação dos grupos, as leis essenciais da dinâmicas dos grupos poderão, assim, pouco a pouco, serem definidas Para serem científicas, estas definições deverão ser operacionais, ou seja, aplicáveis.

24


Carregar ppt "Kurt Lewin Dinâmica e Gênese dos Grupos. Lewin: A partir dos estudos sobre as minorias lhe permitiram questionar as teorias e metodologias tradicionais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google