A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FASES DA HISTÓRIA: Monarquia República Império Roma - MONARQUIA Economia: agropastoril Organograma da sociedade romana PATRÍCIOS: cidadãos. Possuidores.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FASES DA HISTÓRIA: Monarquia República Império Roma - MONARQUIA Economia: agropastoril Organograma da sociedade romana PATRÍCIOS: cidadãos. Possuidores."— Transcrição da apresentação:

1

2 FASES DA HISTÓRIA: Monarquia República Império Roma - MONARQUIA Economia: agropastoril Organograma da sociedade romana PATRÍCIOS: cidadãos. Possuidores de terra, gado e direitos (aristocracia). PLEBEUS: livres, sem direitos ou propriedades. CLIENTES: dependentes dos patrícios. ESCRAVOS: por dívida ou guerras. Pouco numerosos.

3 CARACTERÍSTICAS GERAIS: Península itálica (Lácio); Margens do Rio Tibre; Solo fértil – desenvolvimento da agricultura; Litoral pouco recortado – ausência de portos naturais em abundância; Habitantes da península – Antecedentes Século VIII: Gregos ocupam o sul da Itália, os latinos a região central e os etruscos (asiáticos), o norte. Origem lendária: Rômulo e Remo descendentes de Enéas, Heroi de Troia. Origem histórica: acampamento militar (forte) de latinos contra incursões etruscas.

4 Política – MONARQUIA Rei auxiliado pelo Senado (Conselho de Anciãos) e pela Assembleia Curiata – Governo exercido por 7 reis. Rei Tarquínio, o Soberbo excluiu o Senado (formado pelos patrícios da participação política, sendo, por isso, derrubado em um golpe de Estado. Desdobramento: transição da Monarquia para República.

5 Roma - REPÚBLICA: Espaço – Tempo: Planície de Lácio (Roma). Contexto histórico: República Romana (instituições, lutas e conquistas da plebe). Antecedentes: término da monarquia com o golpe de Estado dos patrícios sobre o monarca Tarquínio, o soberbo.

6 Roma - REPÚBLICA: Instituições do Poder - Estrutura política: Senado: principal órgão, formado pelos patrícios ilustres. Conduziam a política externa; administravam províncias e supervisionavam o tesouro público. Ditador: em caso de crise, substituía os cônsules, com poderes absolutos por um período de seis meses. Magistraturas: exerciam o Poder Executivo, sendo eleitos pela Assembleia Centuriata. Cônsules: principal magistratura. Comandavam o exército, convocavam o Senado e presidiam cultos públicos. Em caso de crise, eram substituídos por um Ditador. Pretores: administravam a Justiça, estando abaixo apenas dos Cônsules.

7 Censores: responsável pelo recenseamento da população, pela moral dos cidadãos e pela indicação dos futuros senadores. Questores: cuidavam das finanças. Edis: responsável pela administração das cidades. Assembleias: Assembleia Curiata: perdeu o poder que possuía durante a Monarquia e passou a ter apenas funções religiosas. Assembleia Centuriata: agrupamento militar com a finalidade de votar e decidir a eleição dos magistrados, aprovar as leis e declarar a guerra ou aceitar a paz. Assembleia Tributa: onde eram realizados os plebiscitos.

8 Conquistas dos plebeus: Tribunato da Plebe – imunidade + veto sobre o senado (representantes da plebe na Assembleia com poder de veto). Lei das 12 Tábuas – primeiro conjunto de leis escritas de Roma, codificadas em 12 tábuas de bronze. Lei Canuléia – permissão para casamentos mistos entre patrícios e plebeus (diferenças sociais passam a ser financeiras e militares em detrimento do nascimento); Leis Licínias – Cônsul plebeu + partilha de conquistas com plebeus (aboliu a escravidão por dívidas e permitiu a participação plebeia no consulado. Lei Hortênsia (Comício da Plebe) – o que dava aos plebeus o direito ao plebiscito.

9 Expansão territorial – FASE 2 (séc. III – I a.C); Guerras Púnicas (264 – 146 a.C.); ROMA*X CARTAGO; Disputa pela Sicília e pelo comércio no Mar Mediterrâneo; Oriente: Macedônia, Síria, Grécia e Egito; Ocidente: Península Ibérica e Gália.

10 Consequências da expansão: MARE NOSTRUM (Mar Mediterrâneo – controlado pelos romanos); Entrada de riquezas em grandes quantidades; Ruína de pequenos proprietários (concorrência com grandes proprietários enriquecidos com as conquistas); Êxodo rural; Empobrecimento da plebe; Entrada de milhares de escravos (povos conquistados) – consolidação do Modo de Produção Escravista.

11 Nova organização social: CAMADA SENATORIAL – Patrícios. CLASSE EQÜESTRE – Plebeus ricos. CLIENTES - agregados PROLETÁRIOS – plebeus pobres ESCRAVOS – povos conquistados

12 Lutas civis: Crise de agricultores; Tibério e Caio Graco (Tribunos da Plebe entre 133 – 123 a.C.); Propostas de reforma agrária; Mário (plebe – reformista) XSila* (conservador) Revoltas de escravos – SPARTACUS 73 a.C. Triunviratos 60 a.C: CÉSAR* – POMPEU – CRASSO 44 a.C.: MARCO ANTÔNIO – OTÁVIO* - LÉPIDO 27 a.C.: OTÁVIO é nomeado imperador (AUGUSTUS)

13 5 – O IMPÉRIO Imperador: concentração de poderes; Alto Império (séc. I – III): Auge; Expansão territorial máxima; Grande afluxo de riquezas; Pão e Circo – estabilidade; Sociedade: 60 milhões (5,5 milhões = cidadãos); Hierarquia baseada na renda PAX ROMANA (Augusto)

14 Baixo Império (séc. III – V); Decadência; Fim das conquistas territoriais; Crise do escravismo; DIOCLECIANO (284 – 385) – Lei do Máximo (crise de preços) e Tetrarquia (2 augustos e 2 césares); CONSTANTINO (313 – 337) – Édito de Milão (liberdade de culto aos cristãos), Constantinopla (segunda capital), Lei do Colonato (tentativa de resolver crise do escravismo); TEODÓSIO (378 – 395) – Cristianismo oficial, divisão do Império em Ocidental (capital em Roma) e Oriental (capital em Constantinopla).

15 A crise geral do Império; Imperialismo (aumento de custos); Guerras civis (instabilidade política); Anarquia militar; Crise do escravismo; Arrendamento de terras (Colonato); Crescimento do cristianismo (oposição ao militarismo e ao escravismo); Crise econômica (menos produção, desvalorização da moeda, alta de preços); Retorno aos campos (ruralismo auto-suficiente); Invasões bárbaras.

16 6 – A CULTURA ROMANA DIREITO – maior contribuição; LITERATURA – Cícero, Virgílio, Ovídeo, Tito Lívio; ARQUITETURA – grandiosidade (aquedutos, estradas...) e funcionalidade; RELIGIÃO – politeísta adaptada dos gregos. Júpiter = Zeus; Juno = Hera; Diana = Artêmis; Baco = Dionísio; Vênus = Afrodite; Netuno = Posêidon; Minerva = Atena; Mercúrio = Hermes.


Carregar ppt "FASES DA HISTÓRIA: Monarquia República Império Roma - MONARQUIA Economia: agropastoril Organograma da sociedade romana PATRÍCIOS: cidadãos. Possuidores."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google